Ir para baixo
avatar
euvoumudar12
Mensagens : 12
Data de inscrição : 30/03/2021

Um novo começo Empty Um novo começo

9/10/2021, 20:16
Olá a todos! Meu nome é Pedro(Nome fictício), eu já tenho um diário antigo no fórum, mas não encontro e também não gostaria de continua-lo, caso um ADM veja isso peço para que apague o diário antigo e me permita iniciar nesse.

Bom, nem sei por onde começar, acho que o melhor é começar do inicio. Eu tenho 17 anos, comecei a assistir pornografia com apenas 7 anos, eu acabei pesquisando por curiosidade oque era "Playboy" e acabei encontrando vários conteúdos que uma criança jamais deveria acessar, isso fez com que eu crescesse com uma sexualidade extremamente avançada para minha idade. Com 9-10 anos eu comecei a me masturbar, acabei aliando a pornografia com a pratica da masturbação e anos se passaram, eu me mantive apenas em pornografia heterossexual, mas eu tinha alguns pensamentos homossexuais induzido pela alta sexualidade, mesmo eu me apaixonando e gostando apenas de meninas, eu queria simplesmente ter sexo, graças a Deus isso não ocorreu. Com 14 anos acabei migrando para pornografia de transexuais, esse tipo de pornografia era extremamente excitante para mim, mas eu sempre procurava trans sendo passivas, jamais ativas, nessa época acabei acessando apps de relacionamento e encontrei uma trans e nos fizemos "sexo virtual", eu me sentia enojado por ter feito isso, mas extremamente excitado, fiquei fascinado por "sexo virtual", acabei repetindo outras vezes e acabei abandonando a pornografia para o "sexo virtual", muitas pessoas podem pensar que é um progresso, mas não, o sexo virtual era praticado apenas com trans. Foi nessa idade que eu conheci o movimento "nofap", após conhecer esse movimento eu decidi tentar, recai inúmeras vezes e sempre voltava, mas com o passar do tempo eu começava a ficar mais forte, aguentar mais tempo, um dos problemas ao meu ver foi querer cortar o sexo virtual/pornografia juntamente com a masturbação. Com 16 anos eu ainda estava nessa luta, recaia e voltava, mas por causa da rotina(havia começado a trabalhar) as recaídas não eram tão comuns, infelizmente veio a pandemia, um adolescente com problemas sexuais e acesso a internet em casa, isso com certeza era uma bomba relógio que já tinha data para explodir. Acabei assistindo uma live do gadocast, onde ele falava sobre transexuais e sobre um aplicativo chamado "grindr", eu estava com extremo tesão, continuava a recair com pornografia, acabei baixando o aplicativo e conheci um trans e acabei tendo sexo com ele, olha que desgraça, um menino, uma criança de 16 anos tendo sexo com um travesti... Voltei enojado para casa, mas simplesmente não conseguia parar, não tinha ninguém para me orientar, eu também jamais iria contar isso para alguém, acabei me relacionando com outra trans, e dessa vez foi o limite para mim, simplesmente decidi parar, já estava enojado com aquilo tudo, consegui ficar alguns meses sem, até que eu cheguei ao cumulo de pagar para ter sexo com um travesti, a camisinha que eu estava utilizando estourou na penetração e eu tive um baque com aquilo, me perguntei se isso era realmente oque eu queria, me senti simplesmente um lixo e sai do local, um medo extremo de ter contraído alguma doença, fui na farmácia e o farmacêutico me passou um remédio, creio eu que eu deveria ter ido no posto de saúde fazer o PrEp, mas por descuido e inexperiência acabei não indo, até hoje não verifiquei se contrai algum doença ou algo do tipo, mas até hoje não tive nenhum colateral, se Deus quiser não tenho nada. Novamente fiquei um longo tempo sem me relacionar com travestis, estava estudando em casa e trabalhando, cheguei a sair com mulheres e ter sexo, aquilo foi maravilhoso para mim, eu pude ter sexo com uma mulher da minha idade, uma mulher de verdade, não brochei nem nada do tipo, foi realmente muito bom até melhor do que com travestis. Mas simplesmente parece que eu nunca consigo parar, o tempo passa, meses, anos, e eu continuo periodicamente querendo ter sexo com travestis, baixo o grindr e fico me masturbando, procurando alguma trans, e começa aparecer vários pensamentos estranhos, graças a Deus depois daquele trans que eu paguei eu não me relacionei com nenhum mais, apenas mulheres, mas continuo procurando, simplesmente não sei oque faço para parar, eu não acho que eu seja gay(escrevo isso baseado em meus pensamentos, não em meu comportamento, já que transar com outro homem obviamente é algo gay), infelizmente muitas vezes passo horas conversando e trocando nuds com travestis, perdendo um tempo precioso que poderia estar fazendo algo util. Simplesmente queria parar, queria conseguir ser alguém normal, parar com esse vicio desgraçado em travestis, ou pelo menos parar de sexualizar tanto essas pessoas, eu sei que eu não posso desistir, um dia irei vencer esse problema. Eu felizmente não sinto nenhuma atração por homens, mas não sei se isso pode evoluir, quero parar antes que isso vire uma bola de neve e eu acabe mamando ou dando o cú. Sei que isso pode parecer engraçado, mas é uma tormenta para mim, vocês podem me ajudar, tem alguma dica? Por favor.
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 1165
Data de inscrição : 10/12/2018

Um novo começo Empty Re: Um novo começo

10/10/2021, 00:23
Oi, euvoumudar12!

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!

_______________________________________
Vitoriosa
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos