Ir para baixo
avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Duvidas sobre a sexualidade

29/10/2021, 12:19
Desde a infância sou atraído emocionalmente pelo sexo oposto. Na verdade , recordo tambem ter iniciado minha curiosidade sexual desde muito muito novo. Lembro inclusive que pensava assim: " Vou ter que esperar ter 18 anos pra fazer sexo, é muito tempo" eu tinha uns 8 anos aproximadamente. Aos 11 ou 12 anos passei a me masturbar e com 14 arrumei minha primeira namorada. Aos 15 anos tive uma pulsão diferente. Me via sendo uma mulher numa relação sexual. Não me via como um homem , mas como uma mulher e lembro ter me masturbado usando a roupa intima da minha madrasta. Ainda assim tinha desejo pelas minhas namoradas , me apaixonava, buscava o sexo com elas e nunca me veio nenhum desejo de me relacionar com o mesmo sexo ou mesmo de me sentir atraido de alguma forma. Essas pulsões vinham e iam e ficava apavorado com a ideia de ser gay. Aos 21 tive um período muito difícil emocionalmente. Trai minha namorada com uma garota de programa. Lembro que pedia muito a ela que fizesse sexo oral mas ela não queria. Foi traumático pois não consegui segurar a mentira e falei no mesmo dia. Sofri muito e me lembro que no dia que terminamos me masturbei pensando nela.
Nesse período o desejo de ser uma mulher num ato sexual ficaram mais intensos e passei a vida toda nessas oscilações. A pornografia sempre me acompanhava, sempre. No trabalho eu via, na rua também, dirigindo etc.
Certa época tive um caso com uma colega de trabalho , transavamos na sala do trabalho no carro na rua e eu ainda buscava a masturbação e via pornografia. Nesse período também fui a uma travesti pois queria me sentir tal qual uma mulher no sexo.
Não deu certo, quis ser penetrado mas nao deu.
Tive outras namoradas , me apaixonei por elas , tinhamos sexo intenso e vez ou outra tinha os desejos relatados.
Hoje tenho uma companheira que muito me atraía e a pornografia que sempre esteve presente foi o estopim da minha atual situação. Vi muito, me masturbei muito e ha varios anos essa pulsão em me sentir uma mulher na relação não aparecia. Nos últimos dois meses isso veio de uma forma diferente e tenho me sentido incomodado quando estou perto de outros homens, olhar uma mulher tentando deseja-la também me causa desconforto, não tenho ereção . A pornografia ja não atende mais e passei a ver porno gay me imaginado uma mulher junto aos atores nas cenas.
Mas percebo que o toque real de mulheres me desperta um ligeiro estimulo , uma pequena ereção que não flui, que logo é interrompida pelo desconforto de pensar numa mulher.
No despero de buscar ajuda e solução achei esse forum e iniciei ontem meu reboot.
Será que sou gay ou estou me tornando, se isso for possivel?
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 1183
Data de inscrição : 10/12/2018

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

29/10/2021, 21:50
Oi, lbrsouza !

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!

_______________________________________
Vitoriosa
Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 1183
Data de inscrição : 10/12/2018

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

29/10/2021, 22:00
Oi boa noite amigo, eu li todo seu relato, também pedi para o meu marido ler, ele falou para vc parar com a PMO, o quanto antes, porque isso só tende a piorar, ele passou pela mesma situação que vc está passando, e com o reboot ele voltou os desejos pelo sexo oposto e não tem mais essas fantasias de crosdresser , isso é uma parafilias oriunda da pornografia. Ou seja e um fetiche . Existem vários tipos de fetiches e esse de vestir roupas femininas é um deles. No caso de sentir a vontade de ser a mulher isso também aconteceu com ele. Então ele foi melhorando com o passar dos anos, já fazem 3 anos que ele não assiste nada de pornografia e nem se masturba. Ele está bem graças ao reboot. Coloque bloqueadores , faça atividades de religação, exercícios ajudam a liberar dopamina e serotonina.. leia o ebook e muita força para sair dessa, e no começo vc jt respondeu a sua pergunta, infelizmente a pornografia modifica o cérebro.

_______________________________________
Vitoriosa

lbrsouza gosta desta mensagem

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

30/10/2021, 10:53
Após ter relatado e iniciado o reboot algumas lembranças vieram à mente e,hoje em dia, fazem sentido.
Tinha pavor de qualquer associação com as palavras " gay" , " viado", com o número " 24" e ficava repetindo mentalmente " sai daqui" , " está repreendido". Ficava afastando de trás de mim alguma presença e fazia isso com movimentos com os braços e as mãos. Adquiri a mania de bater os dentes e forçar o maxilar. Piscava reiteradamente e forçava as vistas . Repetia esses movimentos até sentir algum alívio. Transporte coletivo onde pessoas ficavam atrás de mim me perturbava muito.
Passei a adolescência assim. Acrediro que foi desde os meus 14 anos.
Sensações no corpo são regulares como se algo estivesse em minha boca ou nas minhas costas. Muita tensão e mal estar.
Percebo buscar a todo momento me estimular olhando mulheres e averiguar se sentirei algo pelo mesmo sexo.
Em relação à modificação do cérebro causado pela pornografia, isso é reversível?
David Silva
David Silva
Mensagens : 3290
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 37

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

30/10/2021, 15:26
Queria te ajudar de alguma forma não sei se consigo ou conseguirei. Preciso de resposta a algumas perguntas:
-Qual sua idade?
-Você é casado com essa moça ou só namora?
-Você tem uma rotina com programas estereotipados do genero masculino tipo futebol, happy hours só com homens etc?
-Você tem sofrido de disfunção erétil?
-Já pensou ou já fez terapia?
-Você mora sozinho ou com a família?
-Sua cidade é pequena, média ou grande?
Abraços

PS: Os malefícios da pornografia são sim revertidos quando se para de usar, mas depende de tempo e empenho.

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://www.comoparar.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

30/10/2021, 19:12
Tenho 40 anos, moro junto , tenho 2 filhos. Faço terapia e tenho sofrido de disfunção erétil. Não tenho rotinas com programas estereotipados e na verdade apenas trabalho, cuido de casa dos filhos e meu relacionamento é disfuncional estou ha 4 meses sem sexo e ha 4 anos sem um beijo na boca de verdade. No inicio, ha 4 meses, tinha vontade e buscava . Hoje não tenho vontade não procuro e quando busco qualquer aproximação me sinto mal, sinto um incomodo , sinto que não ha resposta minha à tentativa de me estimular .
O start disso tudo foi apos uma relação onde recebi da minha atual companheira um sexo oral diferente. Consumia muita pornografia, me masturbava muito e apos esse dia passei a imagina-la transando com os outros parceiros que ela ja teve. Isso ficava na minha cabeça o tempo todo e me masturbava imaginando-a transando com outros caras enquanto eu a xingava. Isso parece ter entrado na minha cabeça ate o ponto onde comecei a me imaginar sendo ela transando com outros.
Passei a ver a pornografia entre dois homens e uma mulher me vendo na atuação da mulher. Depois passei a ver sites de programa pra ver travestis e depois passei a ver os acompamhantes para ve-los sem roupa. Buscava durante meu horario de almoço imagens gays , penis e pornografia gay.
Parece que algo " entrou" na minha mente , como se meu cerebro tivesse entrado num estado outro que me direcionava e ansiava esse tipo de comportamento.
Essas pulsões ja relatadas nunca foram assim.
David Silva
David Silva
Mensagens : 3290
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 37

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

30/10/2021, 19:51
Você nunca ficou com homem na real né?
Se não ficou, tem alguma vontade? Já se imaginou fazendo isso?

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://www.comoparar.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

30/10/2021, 22:02
Não. Buscar um para me relacionar, não. Tenho algo que não sei se é vontade. Sinto um desconforto perto de outros homens, não sei se medo mas sinto um incomodo. Ja me imaginei fazendo isso
avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

31/10/2021, 09:35
Percebo que a vontade de ver pornografia e de masturbar estão diminuindo , mas que a vontade de colocar em prática está aumentando. As vezes até simulo mentalmente um encontro romântico com conversa, risos, carinhos e que parte para o sexo. Outrora simulava isso com mulheres, e isso era até pouco tempo atrás, meses. Hoje so consigo simular isso com outro homem.
Não consigo aceitar que vivi iludido com a minha sexualidade toda a vida. Sentia desejo por mulheres mas hoje so consigo me ver com outro homem. Não sei se sinto desejo como era por mulheres mas sei que projeto um afeto satisfatório , como se a vida com outro homem fosse me preencher mais, como se fosse ser leve, tranquila e com o sexo mais intenso e satisfatório.
Ainda sinto um incomodo em ver outros homens e em estsr perto de outros homens, não sentia isso outrora.
Isso me entristece muito
David Silva
David Silva
Mensagens : 3290
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 37

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

31/10/2021, 10:24
Talvez uma forma de você tirar suas dúvidas se você pode ser bissexual ou até mesmo homossexual, seria experimentar na real.
Mas cuidado com isso. Dê tempo ao tempo. Eu concordo com o amigo acima de que o que você deve fazer primeiro é excluir a pornografia de sua vida. Dê tempo de decantação para as ideias. E viva o amor. O amor à família e o amor a si mesmo.
Abraços.

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://www.comoparar.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

lbrsouza gosta desta mensagem

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

1/11/2021, 05:22
Vitoriosa escreveu:Oi boa noite amigo, eu li todo seu relato, também pedi para o meu marido ler, ele falou para vc parar com a PMO, o quanto antes, porque isso só tende a piorar, ele passou pela mesma situação que vc está passando, e com o reboot ele voltou os desejos pelo sexo oposto e não tem mais essas fantasias de crosdresser , isso é uma parafilias oriunda da pornografia. Ou seja e um fetiche . Existem vários tipos de fetiches e esse de vestir roupas femininas é um deles. No caso de sentir a vontade de ser a mulher isso também aconteceu com ele. Então ele foi melhorando com o passar dos anos, já fazem 3 anos que ele não assiste nada de pornografia e nem se masturba. Ele está bem graças ao reboot. Coloque bloqueadores , faça atividades de religação, exercícios ajudam a liberar dopamina e serotonina.. leia o ebook e muita força para sair dessa, e no começo vc jt respondeu a sua pergunta, infelizmente a pornografia modifica o cérebro.

Lembro que senti algo muito estranho comigo , me senti em transe como se algo difetente tivesse acontecido dentro da minha cabeça . Como se de fato naquele momento meu cérebro tivesse sido alterado. Daí pra frente tudo mudou. As pulsões homoafetivas vieram de forma intensa e a vontade de ter sexo com uma mulher sumiu. Passei a sentir um desconforto perto de homens, como se eles me atraissem, mas é diferente da atração que sentia por mulheres, não é aquela atração boa, instigadora, que te gela a barriga. É algo diferente.
Daí por diante foi so ladeira a baixo. Ja estou tão cansado de lutar contra isso, ja consumi tanta pornografia e me masturbei tanto me imaginando uma mulher no sexo que passei a tentar ver isso como inevitável. Me causa um estranho desconforto tentar desejar uma mulher e me parece natural desejar um honem . Passei a ver postagens de casais homo onde esses relatam suas histórias. Isso sem a erotização e sinto um conforto emocional em ler os relatos. Sendo um casal de homens ou de mulheres. O que é estranho pra mim é perceber que me causa estranhesa ver casais hetero fazendo o mesmo. Me causa a mesma estranhesa e desconforto que sinto ao tentar me estimular olhando pra uma mulher.
Como eu gostaria de me ver tendo novamente desejo por mulheres. Ja senti muito, ja me apaixonei muito por mulheres mas hoje estou assim. Isso é desesperador.
avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Diário do Barros

1/11/2021, 15:28
Pessoal, replico minha postagem para iniciar um Diário.
Tenho 40 anos, dois filhos e vivo com a mãe deles.

Pelo que li nos últimos dias percebo que esse vicio sorrateiro é a causa de inúmeros males.
Ainda assim muitas duvidas surgem , muitos questionamentos , choro, ansiedade , desespero etc.
No meu caso suspeito de ter iniciado muito cedo minha erotização mas será que o HOCD afeta uma criança?
Ainda muito novo, com 6anos ficava bulinando minhas primas, ate simulava um ato sexual ainda que não fizesse a menor ideia do que era aquilo. Nessa idade, até os 12 anos ja me preocupava se era gay ou não. Por conviver muito com primas os meninos da epoca falavam que eu era viadinho. Mas tive sempre interesse por meninas, gostava delas, arrumava namoradas imaginárias , me apaixonava por elas . Toda minha vida me interessei afetivamente por meninas. Comecei a consumir pornografia com 11 anos através de revistas e gibis. Nessa epoca iniciei com a masturbação. Nessa epoca também passei a me interessar por uma prima, buscava ficar perto dela , tentava o contato.
Nessa epoca surgiu a vontade de me masturbar usando calcinha , coisa que fiz com a peça de uma madrasta. Essa também foi alvo das minhas masturbações. Com uns 13 anos arrumei minha primeira namorada e com 14 ja estava quase levando-a pra casa pra perder a virgindade. Não deu certo. Com 15 anos arrumei outra namorada que me apaixonei e descobri o corpo feminino . Ja consumia pornografia e me masturbava muito . Com ela tive meu primeiro sexo oral. Nessa epoca e até antes mesmo ja tinha a vontade de me fazer de mulher no ato sexual. Ainda assim ficava com várias meninas, buscava o sexo com essa namorada e morria de medo de engravida-la. Tinha absoluto pavor.
Nesse período passei a ter manias e quaisquer associações com a palavra gay, Viado, com o número 24 me causavam verdadeiro transtorno.
Passei a adolescência toda assim. Desejava as meninas, me excitava muito , beijava varias meninas mas em alguns períodos me imaginava sendo uma das mulheres que assistia nos videos pornô. As vezes me imaginava sem penis, colocava pra trás pra ver como ficaria.
Nunca associei isso a homossexualidade, não sentia interesse nos meus amigos, nem em ninguém do mesmo sexo.
Com 19 anos perdi a virgindade . Agora além da masturbação e da pornografia, passei e fazer sexo com minha namorada. Foi meio traumatico pois estava na igreja e essa pratica era condenada. Nessa epoca descobri que um conhecido, filho de pastor havia se assumido gay. A partir daí meu terror começou. Passei a cogitar a hipótese de ser gay também, mas transava com minha namorada. Certo momento procurei ajuda psicologica por achar que estava me tornando gay. Nesse período procurei uma garota de programa. Acabei por contar para essa namorada e foi terrivel. Ela terminou e lembro que nesse dia ela usava uma calcinha minúscula o que me excitou. Mesmo triste com o termino acabei por me masturbar .
A vida a partir dai se resumiu a choro, masturbação, pornografia, trabalho, estudo e prostitutas.
Era um mix , as vezes me masturbava me imaginando sendo uma mulher, as vezes buscava prostitutas, ficava e transava com outras garotas, chorava de saudade dessa namorada.
Aos 22 anos, aproximadamente passei a entrar em sites de bate papo e me passava também por mulheres . O assunto era sexo e me imaginava sendo uma mulher. Certa vez entrei muna sala gay e marquei um encontro mas não fui.
Consumia muita pornografia, ficava com outras garotas e ja pensava em ter uma relação homoafetiva de vez. Foi a um travesti mas nao fluiu bem. Apesar do ânimo pela experiência não tive uma ereção regular , acabei por fazer sexo oral me masturbando para sentir prazer. Tentei ser penetrado mas não aconteceu.
Outra vez fui a casa de um rapaz que conheci numa sala de bate papo para ele fazer um sexo oral em mim
Depois desses episódios passei um bom tempo sem as pulsões homoafetivas. Ficar com meninas era bom mas nem tanto ate me apaixonar por uma menina da minha rua. Alem do sexo ter sido diferente demais, fiquei louco por ela. Transavamos na minha casa, na varanda da casa dela, no carro, no chão na cama.
Nesse período arrumei outra menina do trabalho e o sexo era picante. Nesse momento voltei a ter os assaltos em me imaginar como uma mulher no sexo.
Bom, hoje estou passando por um momento terrivel.
Sou casado tenho dois filhos , luto pra recuperar meu relacionamento pois arrumei uma amante, transei num dia e dois meses depois confessei .
Sexo acabou em casa e nunca mais fui atrás na rua apesar de ter tido vontado e ter até me interessado afetivamente por uma mulher. Da traição até hoje são 4 anos.
Ha dois meses meu desejo morreu.
Me masturbava muito até mesmo quando fazia sexo com minha companheira. Na ultima transa ela fez um sexo oral diferente. Passei a imaginar que ela tinha feito isso com outro e com os antigos relacionamentos dela e isso passou a me dar tesão. Isso entrou na minha cabeça de uma firma estranha e passei a me masturbar pensando nela com outro e xingando- a. Depois disso passei a me ver e me sentir no lugar dela e a vontade de ser mulher no sexo e ver pornografia gay voltaram fortes.
Vi pornografia gay , travesti vi fotos de garotos de programa pois estava inclinado a buscar isso.
Paasei e me sentir muito estranho perto de outros homens e a repudiar mulheres. Não sei se sinto medo , atração, impulso. Passei também e imaginar uma relação afetuosa com homens olhando declarações de casais gays e de lesbicas. Afeto hetero tem me causado desconforto de ver.
Ainda sentia atração fisica pela minha companheira mas isso foi morrendo. Hoje tenho uma minúscula atração por mulheres e o desconforto perto de homens.
Estou fazendo acompanhamento pois a tristeza , ansiedade e dor tem me arruinado.
Será que estou me tornando gay ou tendo que me assumir?
Me apaixonei várias outras vezes por mulheres e nunca tive afeto por pessoas do mesml sexo.
Estou em desespero.
Hoje estou ha tres dias sem PMO.

luta diária gosta desta mensagem

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

1/11/2021, 22:50
Acabo de chegar de uma festa de casamento. Ha varios anos não saia pra me divertir. Como estava em familia acabei por compartilhar minha angustia com um casal onde a esposa do meu primo teve assaltos homoafetivos e se pôs a duvidar da propria sexualidade.
Foi bom ouvir deles a aceitação caso eu me descobrisse homossexual, mas esperava ter um alivio com a aceitação, coisa que não ocorreu.
Vi que ainda fico olhando para homens e mulheres querendo me provar. Um rapaz homossexual me chamou a atenção mas não me vi tentando chegar nele. Assim como uma moça me chamou também a atenção mas não me vi tentando chegar nela.
Essa situação drena muita energia.
Indo para o 4° dia sem PMO
euvouvencer
euvouvencer
Moderador
Moderador
Mensagens : 1737
Data de inscrição : 16/04/2016

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

1/11/2021, 22:54
Olá Barros,

Seja bem vindo ao fórum.

Você está sendo acompanhado por um psicólogo? Acho super importante você seguir um tratamento, pois pelo seu texto eu percebo (salvo melhor juízo) que a sua mente está um pouco desajustada. Procure um profissional e tente se tratar.

Outra dica que te dou é procurar uma igreja cristã, que siga os ensinamentos de Cristo sem manipulações. Procure se relacionar com pessoas que temem a Deus e procuram fazer a Sua vontade.

Que o Senhor te ilumine e te mostre o caminho para a libertação.

Jesus Cristo é o Caminho, siga a Ele e procure fazer o que Ele manda.

Forte Abraço.

_______________________________________
"NÃO POREI COISA MÁ DIANTE DOS MEUS OLHOS". (Salmos 101:3)











Visite meu diário:
https://www.comoparar.com/t11655p225-quero-ser-livre

lbrsouza gosta desta mensagem

Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 1183
Data de inscrição : 10/12/2018

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

2/11/2021, 00:03
lbrsouza escreveu:
Vitoriosa escreveu:Oi boa noite amigo, eu li todo seu relato, também pedi para o meu marido ler, ele falou para vc parar com a PMO, o quanto antes, porque isso só tende a piorar, ele passou pela mesma situação que vc está passando, e com o reboot ele voltou os desejos pelo sexo oposto e não tem mais essas fantasias de crosdresser , isso é uma parafilias oriunda da pornografia. Ou seja e um fetiche . Existem vários tipos de fetiches e esse de vestir roupas femininas é um deles. No caso de sentir a vontade de ser a mulher isso também aconteceu com ele. Então ele foi melhorando com o passar dos anos, já fazem 3 anos que ele não assiste nada de pornografia e nem se masturba. Ele está bem graças ao reboot. Coloque bloqueadores , faça atividades de religação, exercícios ajudam a liberar dopamina e serotonina.. leia o ebook e muita força para sair dessa, e no começo vc jt respondeu a sua pergunta, infelizmente a pornografia modifica o cérebro.

Lembro que senti algo muito estranho comigo , me senti em transe como se algo difetente tivesse acontecido dentro da minha cabeça . Como se de fato naquele momento meu cérebro tivesse sido alterado. Daí pra frente tudo mudou. As pulsões homoafetivas vieram de forma intensa e a vontade de ter sexo com uma mulher sumiu. Passei a sentir um desconforto perto de homens, como se eles me atraissem, mas é diferente da atração que sentia por mulheres, não é aquela atração boa, instigadora, que te gela a barriga. É algo diferente.
Daí por diante foi so ladeira a baixo. Ja estou tão cansado de lutar contra isso, ja consumi tanta pornografia e me masturbei tanto me imaginando uma mulher no sexo que passei a tentar ver isso como inevitável. Me causa um estranho desconforto tentar desejar uma mulher e me parece natural desejar um honem . Passei a ver postagens de casais homo onde esses relatam suas histórias. Isso sem a erotização e sinto um conforto emocional em ler os relatos. Sendo um casal de homens ou de mulheres. O que é estranho pra mim é perceber que me causa estranhesa ver casais hetero fazendo o mesmo. Me causa a mesma estranhesa e desconforto que sinto ao tentar me estimular olhando pra uma mulher.
Como eu gostaria de me ver tendo novamente desejo por mulheres. Ja senti muito, ja me apaixonei muito por mulheres mas hoje estou assim. Isso é desesperador.
Pessoas que são propensa a ter toc , como é o seu caso e do meu marido, ele teve o hocd que é conhecido como toc gay. Só melhorou com o reboot e com medicação para ansiedade porque ele tinha TAG. Transtorno de ansiedade generalizada.
Posso te garantir que o que vc está passando é por causa da pornografia e do hocd. Eu sei que seus pensamentos ficam induzindo a vc pensar que gosta do mesmo sexo, que não tem mais atração no sexo oposto, mais isso tudo é por causa da escalada da pornografia. Faça o reboot, pratique atividades extra net, não fique se testando se vai sentir tesão em homens ou mulheres, seu cérebro vai te sabotar.

euvouvencer gosta desta mensagem

avatar
Fseler
Mensagens : 601
Data de inscrição : 18/10/2020
Idade : 42

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

2/11/2021, 03:36
Boa noite Barros… li o seu relato eu tenho um histórico semelhante ao seu em dados que citou em seu diário…. Que é essas dúvidas mas no meu caso tem começou a vim tem um ano depois de alguns acontecimentos.. tbm sempre tenho esses medos de ser ou virar gay, essas coisas de número 24, se sentir mau com palavras ditas, sobre gay/ viado/ e etc.. tbm tenho um histórico de vários relacionamentos, namoros e sexo casual.. tive fases de hipersexualidade, aonde eu só buscava sexo casual em apps mas sempre com mulheres.. tive tbm experiências com transexual, em pornôs deste gênero.. aí avancei para pornografia gay para me testar.. dado interessante que vc cita são se sentir mau perto de homens e desconfortável eu tbm me sinto dessa forma… sinto aperto no peito, mas não é algo agradável como com o sexo oposto eu sentia.. digo sentia porque meu libido anda muito baixo, olho mulheres e não sinto nada.. coisa que eu antes sentia muito desejo é isso me deixa mau ao ponto de me questionar a minha heterossexualidade.. faço acompanhamento com psicólogo, e psiquiatra tem um tempo.. estou lutando pra sair desse buraco mas tá difícil.. tenho uma namorada atualmente.. mas me isolei devido a essas questões e dúvidas me sinto mau por me sentir assim.. vc citou o termo “pulsão” que é um termo usado na psicanálise.. cara eu fui tbm muito precoce, quando adolescente, mas sempre com sexo oposto, tinha essas loucuras de guri, espiar empregada, amiga de minha irmã tomando banho isso me excitava muito.. paixões escolares, nunca senti isso pelo mesmo sexo.. paixões.. sofrimentos e etc. tbm me sinto angustiado como igual a vc com medos e dúvidas.. hoje em dia leio relatos, de artistas, pessoas que se descobriram gays, pra tentar me enquadrar mas não me enquadro, comecei a ler até coisas sobre o fato de eu ser canhoto pois alguns fórum dizem que pessoas canhotas podem ter uma tendência a ser ou virar homo.. enfim quanto mais pesquiso fico pior…. Tenho laudo que sofro de TOC… mas as vezes fico na dúvida se é toc mesmo.. é complicado… seja como for vc não tá sozinho nessa…

euvouvencer e Vitoriosa gostam desta mensagem

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

3/11/2021, 07:35
Fseler escreveu:Boa noite Barros… li o seu relato eu tenho um histórico semelhante ao seu em dados que citou em seu diário…. Que é essas dúvidas mas no meu caso tem começou a vim tem um ano depois de alguns acontecimentos.. tbm sempre tenho esses medos de ser ou virar gay, essas coisas de número 24, se sentir mau com palavras ditas, sobre gay/ viado/ e etc.. tbm tenho um histórico de vários relacionamentos, namoros e sexo casual.. tive fases de hipersexualidade, aonde eu só buscava sexo casual em apps mas sempre com mulheres.. tive tbm experiências com transexual, em pornôs deste gênero.. aí avancei para pornografia gay para me testar.. dado interessante que vc cita são se sentir mau perto de homens e desconfortável eu tbm me sinto dessa forma… sinto aperto no peito, mas não é algo agradável como com o sexo oposto eu sentia.. digo sentia porque meu libido anda muito baixo, olho mulheres e não sinto nada.. coisa que eu antes sentia muito desejo é isso me deixa mau ao ponto de me questionar a minha heterossexualidade.. faço acompanhamento com psicólogo, e psiquiatra tem um tempo.. estou lutando pra sair desse buraco mas tá difícil.. tenho uma namorada atualmente.. mas me isolei devido a essas questões e dúvidas me sinto mau por me sentir assim.. vc citou o termo “pulsão” que é um termo usado na psicanálise.. cara eu fui tbm muito precoce, quando adolescente, mas sempre com sexo oposto, tinha essas loucuras de guri, espiar empregada, amiga de minha irmã tomando banho isso me excitava muito.. paixões escolares, nunca senti isso pelo mesmo sexo.. paixões.. sofrimentos e etc. tbm me sinto angustiado como igual a vc com medos e dúvidas.. hoje em dia leio relatos, de artistas, pessoas que se descobriram gays, pra tentar me enquadrar mas não me enquadro, comecei a ler até coisas sobre o fato de eu ser canhoto pois alguns fórum dizem que pessoas canhotas podem ter uma tendência a ser ou virar homo.. enfim quanto mais pesquiso fico pior…. Tenho laudo que sofro de TOC… mas as vezes fico na dúvida se é toc mesmo.. é complicado… seja como for vc não tá sozinho nessa…

Fseler, bom dia meu amigo.
Verdade, temos um histórico parecido. Estou no 6° dia do Reboot e vejo que oscilo bastante. Alguns pensamentos intrusivos surgem e também me questiono acerca do TOC.
Tem situações que acho que sou gay mesmo , mas também percebo algo estranho , como se eu não fosse eu mesmo mas um personagem . Quando estou perto de outros honens sinto-me desconfortável. Quando estava bem e estava perto de mulheres belas e sensuais o estimulo era diferente e a atração era agradável.
Mas meu amigo, busco manter o Reboot, busco tirar o foco da sexualidade que entendo não ser saudável indepentente da orientação. Busco as orientações repassadas nesse fórum.
Faço acompanhamento e fiz uma sessão de Constelação Familiar que me fez muito bem. Busco agora a hipinoterapia para tentar entender e tratar situações que ficaram no meu passado. Acredito que o conhecimento da verdade trás libertação.

Fseler gosta desta mensagem

euvouvencer
euvouvencer
Moderador
Moderador
Mensagens : 1737
Data de inscrição : 16/04/2016

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

3/11/2021, 08:25
Fseler escreveu:Boa noite Barros… li o seu relato eu tenho um histórico semelhante ao seu em dados que citou em seu diário…. Que é essas dúvidas mas no meu caso tem começou a vim tem um ano depois de alguns acontecimentos.. tbm sempre tenho esses medos de ser ou virar gay, essas coisas de número 24, se sentir mau com palavras ditas, sobre gay/ viado/ e etc.. tbm tenho um histórico de vários relacionamentos, namoros e sexo casual.. tive fases de hipersexualidade, aonde eu só buscava sexo casual em apps mas sempre com mulheres.. tive tbm experiências com transexual, em pornôs deste gênero.. aí avancei para pornografia gay para me testar.. dado interessante que vc cita são se sentir mau perto de homens e desconfortável eu tbm me sinto dessa forma… sinto aperto no peito, mas não é algo agradável como com o sexo oposto eu sentia.. digo sentia porque meu libido anda muito baixo, olho mulheres e não sinto nada.. coisa que eu antes sentia muito desejo é isso me deixa mau ao ponto de me questionar a minha heterossexualidade.. faço acompanhamento com psicólogo, e psiquiatra tem um tempo.. estou lutando pra sair desse buraco mas tá difícil.. tenho uma namorada atualmente.. mas me isolei devido a essas questões e dúvidas me sinto mau por me sentir assim.. vc citou o termo “pulsão” que é um termo usado na psicanálise.. cara eu fui tbm muito precoce, quando adolescente, mas sempre com sexo oposto, tinha essas loucuras de guri, espiar empregada, amiga de minha irmã tomando banho isso me excitava muito.. paixões escolares, nunca senti isso pelo mesmo sexo.. paixões.. sofrimentos e etc. tbm me sinto angustiado como igual a vc com medos e dúvidas.. hoje em dia leio relatos, de artistas, pessoas que se descobriram gays, pra tentar me enquadrar mas não me enquadro, comecei a ler até coisas sobre o fato de eu ser canhoto pois alguns fórum dizem que pessoas canhotas podem ter uma tendência a ser ou virar homo.. enfim quanto mais pesquiso fico pior…. Tenho laudo que sofro de TOC… mas as vezes fico na dúvida se é toc mesmo.. é complicado… seja como for vc não tá sozinho nessa…

Olá Fseler,

Eu também tinha essa "mania" de ficar olhando pela fechadura, mulheres tomando banho, vizinha no quintal tomando sol, etc.

Não vou contar as peripécias que eu já fiz aqui, para não estimular ninguém ao vício. Mas foram muitos casos, muitos mesmo, até no trabalho.

Ainda hoje se eu descuidar acabo caindo nessa cilada.

Abraço.

_______________________________________
"NÃO POREI COISA MÁ DIANTE DOS MEUS OLHOS". (Salmos 101:3)











Visite meu diário:
https://www.comoparar.com/t11655p225-quero-ser-livre

Fseler gosta desta mensagem

avatar
Fseler
Mensagens : 601
Data de inscrição : 18/10/2020
Idade : 42

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

3/11/2021, 09:08
E o que estou na busca, quando vc cita o termo pulsão homoafetiva o que vc quer dizer, termo assaltos, tô tentando segurar a masturbacao mas tá bem difícil.. uso ela ultimamente demais fico um ou dois dias e acabo recaindo… angústia e medo consome..já acordo com… a angústia cedo e fora que tenho pesadelo relacionado a medo de estar virando, tenho 41 anos atualmente e isso começou de um ano pra cá.. nunca tive isso é agora estou nessa fase com medos,.depressão e angústia.. meu medo é eu ter me enganado minha vida inteira e agora estás me descobrindo só isso sendo que sempre me apaixonei por mulheres.. e agora fico me sentindo desconfortável perto de amigos e homens com aperto no peito mas não é a mesma sensação que sentia com presença de mulheres que era agradável entendeu meu caro… é uma sensação angustiante.. como se estivesse reprimindo não sei explicar mas é isso.. eu não era assim..até então.. z
avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

3/11/2021, 09:59
FSeler, é exatamente isso que sinto. Me questiono se estou apenas reprimindo minha sexualidade , questiono também se me iludi a vida toda por conta das paixões que vivi com mulheres. Quando cito as pulsões homoafetivas me refiro à vontade de ter sexo homossexual, de provar um beijo e as carícias. Os assaltos são os pensamentos intrusivos.
Hoje busco me curar do que tem que ser curado. Se após o Reboot e as sessões todas perceber que sou gay, vai ser terrível, mas vou ter que conduzir com sabedoria pois sou casado e pai de um casal com 9 anos e 7 anos.

Vitoriosa, Medjai e Fseler gostam desta mensagem

avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

4/11/2021, 17:04
Mais um dia no processo. Não tem sido fácil, parece que a busca pela excitação sexual não para , tenho a impressão de que essa pressão no peito, essa pressão na cabeça, essa agonia so passará se eu tiver o gozo do sexo.
Acontece que não consigo ter atração pelo sexo oposto, se penso em buscar a pornografia, não é a convencional. Me parece que apenas o sexo mais intenso que objetifica uma mulher ou o sexo gay, transexual, parafilias, podem me causar prazer e gozo necessário para me aliviar.
Aos demais soldados nessa guerra pergunto: Assim acontece com vocês também? Isso é comum? Assim é esperado que aconteça?

Tiago 5: 16
" Portanto, confessai vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados. A súplica de uma pessoa justa é muito poderosa e eficaz."


Vitoriosa e Fseler gostam desta mensagem

avatar
Fseler
Mensagens : 601
Data de inscrição : 18/10/2020
Idade : 42

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

4/11/2021, 21:50
Boa noite… então eu hoje tbm passei mais um dia, eu me analisando, minhas reações, eu sinto aquela sensação de aperto na garganta, e na barriga muitas vezes ao me deparar com pessoas do mesmo sexo, não é aquela mesma sensação que eu sentia ao ver uma mulher, que era sensação agradável, e altamente expontânea.. atualmente eu olho uma pode ser a mais linda e fico totalmente sem libido, olho por olhar… sendo que não tinha isso vc citou o termo pulsão no post anterior eu não sinto pulsão positiva em relação ao mesmo sexo.. que é o desejo e a vontade.. mas com transexual ja e o desejo e a vontade de sexo, e com mulheres fazendo uma reflexão de algumas ex namorada que tive uma ou outra me trazem boas lembranças.. e agora eu te digo e questiono porque logo conosco começou a aparecer isso? Sendo que eu não fui abusado, puxando em minhas lembranças.. e se esses desejos eu digo no meu caso são de nojo, e causam angústia, e confesso que me isolei muito depois que comecei a ter esses sentimentos.. contrários à quem eu sempre fui… eu relembrando a minha última masturbacao foi lembrando de uma ex: que por mais que objetifiquei muito elas eram prazerosas.. outro detalhe que aconteceu comigo eu pareço que virei um cara sem afeto e frio depois que adquiri esses sintomas.. o que me diz? Hoje tive uma conversa com um amigo de confiança a respeito.. me senti melhor um pouco e mais tranquilo.. mas o medo ainda domina de ser o que eu nunca quis.. força!!!
avatar
lbrsouza
Mensagens : 19
Data de inscrição : 29/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

5/11/2021, 12:11
Sabe o que tem me incomodado muito? Eu passei da atração impulsiva por mulheres, vontade de beijar de tirar a roupa delas, de fazer amor para a repulsa. Me causa mal estar imaginar receber sexo de uma mulher. Me causa mal estar imaginar receber carinho de uma mulher. E olha que no inicio do ano brigava com minha companheira pedindo, quase suplicando um pouco de atenção.
Hoje em dia alem de não fazer falta, me da repula imaginar receber isso de outra mulher.

Fseler gosta desta mensagem

Polaco
Polaco
Mensagens : 36
Data de inscrição : 18/10/2021

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

5/11/2021, 16:08
Olá lbrsousa. Li todo o seu diário. Acredito que você já esteja fazendo terapia, mas acho que valeria a pena procurar um especializado em sexologia porque eles tem experiência abrangente com os casos que você relatou. Além de você não se sentir sozinho e isolado, você vai conseguir um apoio de uma pessoa que estudou a vida toda para responder essas questões. Acredito que uma coisa seja importante de ressaltar: além de você não estar sozinho, o pior cenário é quando você se sente miserável consigo mesmo. Isso não pode acontecer. Se você se sente assim, saiba que existe uma saída para felicidade seja lá qual for ela. E às vezes não depende apenas de você, mas para isso procurar ajuda especializada é crucial. Não importa o que eu falar aqui, a opinião de alguém especializado é sempre mais importante.

Sobre suas dúvidas, acredito que se você fizer o Reboot, sem fantasias, praticando a auto disciplina, se privar disso tudo por 90 dias, você vai ter as respostas. Seu cérebro vai resetar, como o nome do programa deixa implícito. A partir daí voce vai entender se era algo causado pelo vício em pronografia, ou não. Veja, na minha perspectiva, pelo o que li dos seus relatos, entendi que pode ser tanto fantasias de alguém que consumiu PMO por anos, quanto fanstasias de alguém que está reprimindo sua sexualidade. E se for este o caso, a solução é entender a forma mais saudável de deixar de suprimir sua sexualidade. Não existe problema em ser homossexual, ou de praticar a sexualidade que te faz realizado. Mas existe problema em em criar fantasias fruto da pornografia, porque ela mexe no cérebro de forma artificial, causa depressão, dissociação, faz você ter pensamentos que você normalmente não teria. Causa problemas físicos e psicológicos. Seja o que for, a resposta você tera apenas se fizer o Reboot.

Eu mesmo, 7 anos atrás, só me excitava com parafilias. Eu tinha vontade de chorar quando chegava ao orgasmo e via na tela as coisas que eu estava assistindo. Depois de 400 dias sem PMO, eu nem pensava mais naquilo. Quando meu processo de recaída começou (há uns 2 anos) os problemas começaram a voltar e com eles, a vontade por consumir esse tipo de material. Isso foi o gatilho para eu voltar a realidade. Mas veja, isso faz parte de mim agora. O vício por PMO nunca vai passar. Mas posso enfraquece-lo o suficiente para ele não destruir minha vida. Para não afetar meu físico e meu psicológico. Talvez esse seja seu caso.

lbrsouza gosta desta mensagem

avatar
Fseler
Mensagens : 601
Data de inscrição : 18/10/2020
Idade : 42

Diário do Barros Empty Re: Diário do Barros

5/11/2021, 17:13
Bom, eu deixei um breve relato do que eu tô passando Souza se vc ver meu diário vai ver e analisar que eu assim como
Vc pelo que relatei sempre fomos tarados por mulheres.. o que me intriga porque isso começou a vim à tona, eu tbm faço terapia bato de frente com terapeuta sobre tudo.. Rebato se posso ser reprimido mas o cansaço mental muitas vezes me vemce é isso já tem um ano que começou a acontecer e foi gradativo.. não consigo fantasiar mais uma relação sexual como antes com mulheres, me sinto totalmente inadequado.. esses dias conversando com uma ex tive um lapso de ereção que me animou com conversas picantes.. mas nada além de objetivicar como vc citou… e como eu não gostasse mais do sexo oposto, antes eu procurava relacionamentos.. atualmente eu fujo e me isolo.. tentei até me masturbar pensando no mesmo sexo mas não consigo… e repugnante.. mas com o sexo oposto é gratificante e não dá ansiedade.. e angústia.. se vc puder dar um Feedback tbm eu agradeceria pois só eu sei a angústia e o medo que passo de eu ser reprimido…
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos