Ir para baixo
David Silva
David Silva
Mensagens : 3103
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 36

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

9/1/2022, 11:28
Oi Vic
Que bom que você consegue fazer MO sem prejudicar o seu processo. Comigo não está acontecendo as MOs mesmo que limpas têm me levado à PMO. Por isso, preciso de um hard mode.
Obrigado por todo apoio no meu diário.
Estou aqui com vc tb.
Abraços! Paz!

_______________________________________
Recordes:
Primeiro reboot - 90 dias em 2015
Segundo reboot - 114 dias em 2020
______
Início do meu diário:
1ª parte: https://www.comoparar.com/t206-reboot-de-david-silva
2ª parte: https://www.comoparar.com/t7812-reboot-de-david-silva?highlight=david+silva
(Porque ficou muito grande e foi separado pelo próprio fórum)

Rene.Gade e Vic Yusuf gostam desta mensagem

Finn
Finn
Mensagens : 33
Data de inscrição : 01/11/2021

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

9/1/2022, 12:07
Olá, Vic!

Estive lendo seus relatos e fiquei muito tocado.
Eu não tenho muitas palavras de conforto nesse momento, também por toda a situação que estou vivendo agora. Mas eu tenho uma música que está sendo esse suporte pra mim e acho que se encaixam bem com a situação com o Well. Eu vou traduzir pra você.

"Mas eu me apaixonei por um fantasma
Eu pedir meu equilíbrio quando eu o mais precisei
E essa fotografia borrada é prova
Do que eu não sei, mas eu sinto que é verdade

Eu estou preso, nadando em sombras
Faz muito tempo que subi para respirar
Lanterna na mão determinado a encontrar
Autenticidade, que apenas poesia é capaz de descrever

E se nós já somos
quem estamos torcendo pra se tornar
Em certa luz, eu consigo ver claramente
Um reflexo do magnífico
Escondido em você
E talvez em mim"

A versão original você encontra como Four da banda Sleeping at last, é linda.

Com isso eu digo que não se cobre tanto, a gente tem tanta coisa boa dentro da gente, só precisamos deixar sair. Pra isso precisamos afastar as coisas que não nos permitem ver isso (P e outros vícios) e afastar aqueles que não estão dispostos a nos ver inteiramente.

Um abraço bem forte em ti!

Rene.Gade e Vic Yusuf gostam desta mensagem

avatar
Kravitiz Lost
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2022
Idade : 35
Localização : João Pessoa/PB

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

14/1/2022, 11:38
Caramba, que experiência boa Vic. Enfim... Espero que continue perseverando e dando uma força pra gente que tah no início. Eu tinha já ouvido falar no NoFap pelo Adamo Peçanha que sigo no insta, mas nada sobre me identificar com isso para melhorar.
Agora estou mais atento e os relatos de v6 ajudam bastante. Aprendendo a lidar com tudo isso e criando novas rotinas de atenção.

Vlw todos!

P.s.: sempre que eu não me sinto bem e percebo que toh desajeitado, já março Barbeiro, uma Limpeza de Pele e penso num lugar legal que gostaria de ir kk e msm que vá só eu vou.
Relacionamentos ruins ou onde não somos valorizados me deixam mal, mas com pena de quem tah perdendo a oportunidade de conhecer um carinha massa como eu kkk Tmj!

_______________________________________

Vic Yusuf gosta desta mensagem

Vic Yusuf
Vic Yusuf
Mensagens : 139
Data de inscrição : 09/11/2021
Idade : 29
Localização : Pernambuco

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Relatos de Victor Yusuf

14/1/2022, 14:11
Olá a todos, bem aqui estou de volta, não será exatamente um relato, mas sim um agradecimento ao apoio de todos vocês, sempre é bom aconselhar e ser aconselhado e os conselhos de vocês me tem ajudado em minhas novas reflexões, e irei responder a todos aqui, então vamos lá:
Rene: Você está muito correta meu amigo, eu não pretendo deixar de entrar aqui, as racionalizações sobre desistir de participar do fórum estão com menos frequência do que antes, o que me deixa mais animado a estar aqui, a realmente me sentir envolvido nesse processo, porém ainda estarei demorando a falar relatos meus porque estou tentando colocar em ordem sobre o quê e como irei escrever( eu sempre faço um pré-roteiro antes de postar), além de o meu tempo estar mais curto por conta do trabalho, e acabei tendo novas reflexões sobre meus problemas pessoais que dificultam o reboot; quanto ao terapeuta, me indicaram um muito bom porém está difícil marcar um horário que seja compatível com minha folga, estarei próxima semana tentando. E sim me falta algo, desde que eu não tenho mais conversado com Well, desde que a P está cada vez mais distante minha mente está em vácuo, logo ela tentará voltar para a P se nada for preenchido logo logo sabemos o que acontecerá, minha rotina está cada vez mais dispersa e desorganizada, mas estou na luta gata.
Luigi: Bem durante muito tempo todos os meus problemas pessoais estavam enterrados quando eu era imerso na P, eu sabia que tinha algo de errado com minha vida mas a compulsão em me Mast fantasiando Porn não me faziam perceber isso, e agora meus problemas estão aí para serem resolvidos, e a verdade é que o tempo é importante para algumas coisas, como por exemplo eu perder o contato com o Well e com tempo ir esquecendo dele, não importa o quão doloroso seja, outros problemas como minha educação, eu tenho de agir, mas ainda não sei como fazer, e justamente esse tédio na mente que me faz querer acender um cigarro ou praticar M, o tédio é um vazio na mente, em qual nada no presente faz sentido, e isso é um perigo para nosso emocional. Quanto ao Well, bem eu comecei a me sentir atraído por ele em 2016, então ainda gosto dele, mas com o contato distante logo aos poucos o estou esquecendo, assim é melhor, sobre o poema, eu espero que no futuro não se aplique a mim kkkk, que essa tenha sido a “última pessoa certa” em minha vida kk.
David: Não é bem assim, nos últimos 7 dias já pratiquei Mo 6 vezes, e embora eu não tenha sentido os efeitos ruins do reset como fadiga extrema, depressão, ansiedade, irritabilidade, ainda assim sinto meu reboot prejudicado, estou digamos mais fraco, com menos força de vontade, com culpa na consciência e com sentimento de fracasso, mas tudo em uma intensidade bem menor, mas não posso(nem podemos) nos enganar, vigiar sempre, para não ceder nessa tentação, porque mais cedo ou mais tarde, com a frequência em MO aumentando em menos tempo, logo iremos ter reset, se eu continuar assim eu vou recair; sobre seu diário como falei, eu que agradeço, seus relatos mexeram comigo mas me inspiraram a ser melhor, e ainda há muitas coisas a perguntar, que eu farei na hora certa.
Finn: Gostei da letra, se encaixa bem em corações partidos, seja os que foram largados ou os que nem tiveram uma chance com os sentimentos, verdade que tenho me cobrado muito, mas quando tomei ciência do vício e tentei concluir o reboot, a P foi ficando distante e logo todos as lacunas que deixei vazias foram aparecendo, e eram lacunas que deveriam ter sido preenchidas há anos, logo eu só consigo pensar em resolver tudo de uma vez para poder concluir o que creio ser necessário para atingir o objetivo final que quero, o que acaba me deixando mais desorganizado, acabo fazendo nada ou fazendo mal feito e a confusão só aumenta. Sobre o que está dentro de nós, as vezes sinto medo de deixar tudo sair, possa ser que no processo haja um monstro dentro de mim, já que todos nós temos coisas boas mas também temos vontades insana, desejos sombrios, não é verdade?
Kravitiz: Seja bem vindo recruta kkkkkk, brincadeira, bem estou tentando reverter esse processo, em relação a mais um sintoma que tenho, a síndrome da cabana, sair, ainda que sozinho para os lugares, em outros reboots até consegui mas agora minha mente está mais bagunçada, mas tentarei outras realidades, inclusive daqui para o próximo mês estarei indo viajar para Jampa, sua capital( supondo que é onde seu perfil está mostrando) , estarei atento aos seus relatos também, aprendendo e tentando ensinar.
Bom é isso, agradeço a todos pelo apoio, eu ainda irei escrever meus relatos, como tem sido meus dias, o que tenho feito, mas ainda estou meio que sem criatividade e tempo, preciso dos dois para fazer um roteiro sobre as postagens, mas desde já obrigado por me fazerem crer de novo que eu não estou só, que aqui não é uma perda de tempo e ilusão, e podem contar comigo sempre, Shalom!!!
Ps: Se eu do nada deixar de entrar aqui, e não avisar nada a ninguém, e passar dois anos desde minha última postagem é porque eu infelizmente Morri kkkkkk, não não penso em suicídio, eu quero saber viver, mas bom, todos nós infelizmente estamos sujeitos à morte né, tudo pode acontecer.

_______________________________________




Rene.Gade, Finn e Kravitiz Lost gostam desta mensagem

Finn
Finn
Mensagens : 33
Data de inscrição : 01/11/2021

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

14/1/2022, 20:33
Sei bem como é Vic.

É um coisa que ainda estou tentando entender. Esse meu outro lado, o pequeno monstrinho que habita em mim, mas que me dá tanto medo. Digo pequeno pq eu tento ver ele como eu mesmo quando criança.
Não que eu fosse um criança ruim, mas uma que sofreu bastante, que não foi ouvida, que não pode se expressar, que não se permitia sentir.
Por isso hj ela ainda é compulsiva, perdida, intensa, emotiva e assustada, mas que não é má.
Estou tentando direcionar todo o amor que tentei dar aos outros para esse pequeno, mas ainda não sei bem por onde começar.

Acredito que um dia vamos encontrar a paz com esses nossos lados.
Espero ouvir/ler de você em breve, abraço!

Rene.Gade e Vic Yusuf gostam desta mensagem

Rene.Gade
Rene.Gade
Mensagens : 1402
Data de inscrição : 06/08/2019
Localização : Running wild and running free.

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

15/1/2022, 17:58
Vamos firmes, gatinha!

Que bom que já está resolvendo as questões da terapia. Estou aqui te acompanhando e torcendo pelo seu melhor, lembre-se que você é alguém incrível, e que os dias ruins sempre passam! Que possamos focar nessa nossa rotina, melhorar um pouco nossas emoções e voltar a ter maior equilíbrio.

Abracinhoos!

_______________________________________
| | DIÁRIO RENÊ | |



Vic Yusuf gosta desta mensagem

Vic Yusuf
Vic Yusuf
Mensagens : 139
Data de inscrição : 09/11/2021
Idade : 29
Localização : Pernambuco

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty PROPÓSITO...

16/1/2022, 15:08
Bom olá a todos, estou mais uma vez aqui para tentar dar meu testemunho, se não fosse o contador eu já nem saberia quantos dias estou sem ver P, mas ainda não me desvencilhei da Mo, Hoje já foi uma após 3 dias, talvez por isso o reboot não esteja 100%, de verdade eu não estou com muita criatividade para escrever, estou me esforçando para tal, posso dizer que uma nova reflexão sobre minha vida veio a iluminar minha mente, e isso muda a direção para onde devo me guiar. De um modo geral aqueles “superpoderes” mentais não está fazendo parte de minha rotina, não me sinto deprimido, ou com tristeza profunda, mas me sinto muito confuso, desfocado, com a mente bagunçada e sem um rumo pelo qual me guiar.
Durante muito tempo(desde 2017) a maior parte de minha rotina foi trabalho, casa, Porn, MOE, ouvir músicas por horas, acessar redes sociais e apps, dormir, e trabalho, fiquei sempre nesse estado de dormência, eu sabia que havia algo de errado com minha vida, mas não sabia o que era, sempre cria que fosse por conta do trabalho, as mazelas, os problemas, as condições por vezes insalubres, sempre pensei que o trabalho e as reflexões sobre o mesmo que me deixavam naquele estado que nós viciados em PMOE já conhecemos bem, até 2019 quando tomei ciência sobre o Vício e passei a tentar combate-lo, logo todos os problemas de minha vida, as coisas que nunca procurei resolver vieram à tona, mas ainda considerava o meu trabalho como o principal obstáculo  na luta contra o vício e minha vida pessoal. Mas Essa semana algo me ocorreu e que mudou completamente o rumo de minhas reflexões.
Conversando com meu amigo de trabalho( já nos conhecemos há um bom tempo), ele me falou sobre a percepção que tinha de mim: “Olha, de todos aqui pow, tu é o mais insatisfeito, frustrado, todos nós aqui estamos sobrecarregados e insatisfeitos, mas tu, tu parece que que está indo para o inferno ao vir trabalhar, teu rosto, tua expressão facial, tua postura, teu tom de voz, demonstra para qualquer pessoa que você está com problemas, que você precisa de alguma ajuda profissional, tanto que quando tu botou 45 dias de atestado ninguém te perseguiu ou procurou te prejudicar como fizeram com outros que queriam desenrolar, porque todo mundo sabia que tu não está normal, que tu não está bem, tem algo errado contigo e as pessoas ainda acham que você não está bem. Tu é apático, triste,uma hora está bom, feliz, conversa, outra hora com raiva de tudo, outra hora deprimido, não tem vontade de fazer o que as pessoas comuns fazem, sair, se divertir, tu tá com essa idade e nunca viajou para fora do seu estado, tu mal conhece o teu próprio estado natal, há anos que tu não vai para uma praia, tu não sai para paquerar, olha teus amigos fora daqui do trabalho, os poucos que tu ainda tem são todos problemáticos, sem rumo na vida, com a mente vazia, dois deles com tentações suicidas, e durante muito tempo tu absorveu isso desse uma de psicólogo e conselheiro e olha agora para tu, notoriamente eles te põem para baixo, eles podem não ser más pessoas, mas não acrescentam em nada na tua vida”.
“Tu diz que quer estudar para concurso x ou y, para ganhar melhor, para ter mais tempo livre, para quê? Para ficar levando essa vida que tu leva, tu não compra uma roupa, anda feito um mulambo, tanto faz como fez para tu, tu não viaja, tu não tem amigos que te chamem para sair, teus amigos estão todos piores que tu, tu não tem vida social, tu é esquisito, tu é o cara mais estranho que já vi na vida, para que se esforçar para passar em um concurso, ou para conseguir um emprego melhor para levar essa vida, tu é um vazio porra, tu é um espaço oco de qualquer significado, tu não sabe mais o que é viver, para onde tu for tu vai reclamar, vai ficar frustrado, vai estar triste, porque tu tem que resolver esses problemas que tu tem na tua cabeça, tu ta com muitos problemas porra, eu não posso aqui te ajudar porque eu não te entendo nem te compreendo profundamente, tu tem que procurar ajuda profissional”.
Depois dessa longa conversa percebi que no fundo era verdade, eu me sentia insatisfeito com tudo e em qualquer lugar que eu pisei, seja quando trabalhei ajudando a fazer detergente, na fábrica, quando fui do Exército, em ambos os lugares me sentia insatisfeito, frustrado, um completo fracasso na vida, Com a PMOE e outras compulsões digitais eu simplesmente fiquei bloqueado a esses tipos de reflexões, e com a P começando a ficar distante de minha vida logo todo esse passado está vindo à tona, mas eu não sei o porquê de eu sempre ter sido assim, a verdade é que desde que a internet de banda larga entrou em minha casa eu não me reconheço mais, não há como eu saber porque eu sempre estive insatisfeito se eu não conseguir voltar no tempo, em que eu não era tão compulsivo por PMOE como sou agora. Continua...

_______________________________________




Rene.Gade e Kravitiz Lost gostam desta mensagem

Vic Yusuf
Vic Yusuf
Mensagens : 139
Data de inscrição : 09/11/2021
Idade : 29
Localização : Pernambuco

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty PROPÓSITO... Continuação

16/1/2022, 17:04
Continuação....    Em verdade é que após essa longa conversa que tive com meu amigo pude perceber a real: Não é meu trabalho que está afetando minha vida pessoal( isso inclui a PMOE), e sim a minha vida pessoal que está afetando o meu trabalho, inclusive já perdi boas oportunidades de estar em uma situação melhor no meu emprego por conta de tais problemas, problemas esses que mais uma vez observando, o vício em PMOE ajudou a deixar adormecidos. Depois dessa reflexão houve uma grande mudança em minha perspectiva em relação ao trabalho, e mais que isso, certos sintomas que eu tinha simplesmente desapareceram: Antes quando eu ia dormir antes de ir para o trabalho, na noite anterior eu ficava deprimido, fraco, pedia a Deus para dormir e nunca mais acordar, morrer mesmo, ficava sem ação, desagastado mesmo, e sempre que acordava estava com sintomas de ansiedade como o coração acelerado, a respiração muito ofegante e rápida, e a caganeira. E após a reflexão esses sintomas deixaram de fazer parte de minha rotina, simplesmente durmo e acordo normal. Não importa para onde eu vá, pode ser o melhor emprego do mundo, ainda assim continuarei como estou. E isso também vai mudar sobre como eu irei relatar as coisas em uma terapia, inclusive o motivo de eu querer fazer terapia depois disso mudou.
Mas depois dessa reflexão, em saber que minha vida pessoal é que é o problema, agora estou com outro problema, estou confuso, sem saber o que fazer, sem organização, sem um método eficiente, e todos sabemos que sem isso o retorno a PMOE é quase certo. E por que eu deveria fazer atividades de religação? Todos nós sabemos o QUE deve ser feito para substituir a PMOE, mas não sabemos o COMO fazer, QUANDO começar e mais importante o PORQUÊ começar. Como explicar a alguém que nunca na vida fez uma simples flexão de braço que é importante ele se exercitar? Como explicar a forma certa que ele deve começar os exercícios, a intensidade, e por que ele deve se exercitar; é um exemplo de atividade de religação. Estou realmente sem motivo para estudar, para que se para onde eu for me sentirei assim? Estou tão pensativo nisso que não consigo sequer me concentrar mais para quase nada. Não há mais nenhum propósito, nenhuma meta, não sei mais o que é a vida, nada faz mais diferença. E sem um propósito o que resta é uma caixa oca.
Tomemos como exemplo meu emagrecimento, através da dieta e musculação, em parte era para que ajudasse no meu desempenho na corrida( já que correr é a única coisa que me deixa realmente sentir que tenho um propósito), mas em parte eu também tenho de ser sincero e admitir que era para quem sabe ter um corpo mais definido, para que assim eu fosse mais agradável aos olhos do Well, para conquistar alguma admiração dele, e agora que cortei o contato com ele e emagreci a um nível que meu peso não atrapalha mais a corrida, já não tenho mais motivação para praticar musculação ou fazer dieta, inclusive essa semana só fui um dia na academia. E eu não sinto que há razões para querer ter um corpo forte para ser agradável a outras pessoas ( e ninguém me venha com essa de ah faça para sentir-se satisfeito consigo, a única resposta que respondo  é de forma curta e grossa: Não bato punheta me olhando no espelho), logo não há mais propósito em eu frequentar a academia, que diga-se de passagem não me deixa satisfeito como a corrida, vou me arrastando mesmo.
Então é só mais um exemplo de como a falta de um propósito me deixa totalmente vulnerável a ter um reset, ainda que sintomas como fadiga, falta de energia, estresse, sintomas de ansiedade tenham diminuído, a falta de um propósito significativo está levando minha mente a ficar confusa, desfocada, pensando mil e uma coisas a se fazer mas não ter ideia de por onde começar e Por quê, já que no fim das contas não estou conseguindo enxergar qual o resultado final prático e significativo de qualquer coisa que eu venha a fazer. Durante muito tempo os vícios digitais(  encabeçada pela Porn..) tomaram conta de minha mente, a deturpou, perverteu e me deixou dormente, depois a única coisa que me deixava com algum significado para minhas ações era conquistar a admiração, o respeito e claro o amor de Well; agora com a pornografia pesada deixando minha memória, os substitutos ficando menos presentes( embora ainda esteja bem vulnerável,) e o Well com o tempo deixando de fazer parte de minha vida, O vácuo que ficou não está sendo preenchido, pois qualquer coisa que eu venha a fazer não me dá o prazer que a PMOE dava, e não há a mesma motivação que eu tinha quando queria ter o Well, e com isso a mente continua vulnerável, e para ter um reset é apenas um estalo de dedos; e se eu não descobrir algum propósito ou algo que dê significado as minhas tomadas de decisões e ações, eu vou recair em breve, isso é algo que eu já tenho em mente, ou no máximo terei um reboot vazio. Obrigado a todos por sua atenção e apoio, Shalom!!!

_______________________________________




Rene.Gade, Finn e Kravitiz Lost gostam desta mensagem

avatar
Kravitiz Lost
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2022
Idade : 35
Localização : João Pessoa/PB

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

17/1/2022, 20:03
Ops


Última edição por Kravitiz Lost em 17/1/2022, 20:08, editado 1 vez(es)

Rene.Gade gosta desta mensagem

avatar
Kravitiz Lost
Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/01/2022
Idade : 35
Localização : João Pessoa/PB

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

17/1/2022, 20:06
Caracas, Vic. Velho, tu consegue ver que tu substituiu com esse teu ex um vício por outro? Eu toh iniciando aqui sobre a Abstenção Consciente da P e PMO, mas em outros aspectos eu acho q toh de boas.
Qdo alguém fala que o propósito tem que está alicerçado na gente, em nosso próprio bem é pq usar os outros como moleta sobrecarrega, torna a relação menos prazerosa, desagradável e pesada.
Tenho ctz que esse Well é arretado e que v6 formaram um bom casal, mas acabou (!) e agora o que aprendesse, vivesse e sentisse só deve te lembrar que 1) vc é interessante o suficiente para conquistar alguém bacana 2) a PMO apenas te priva de viver plenamente com alguém, que aí fora tah buscando alguém como tu e 3) mais importante que está motivado, é entender o teu porquê, tipo te entender msm. É difícil... É embaraçoso, mas se reconectar pode ser a melhor forma de encontrar um novo caminho e descobrir msm quem tu és, o q tu gosta de fazer e o q te faz feliz. Depois disso Man, uma companhia será para curtir uma vida bacana CTG e não pra te carregar.

Força e obrigado msm pelas boas vindas, espero sentir sempre a msm energia de ti, como aquela que fui recepcionado e tbm dá, claro... É algo como o Sol aqui de Jampa te aquece e em excesso te queima, mas sempre te faz senti-lo. Tmj parceiro!

Rene.Gade gosta desta mensagem

Josuez
Josuez
Mensagens : 1301
Data de inscrição : 15/07/2018
Idade : 19
Localização : DF

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

18/1/2022, 09:44
Bem, olá, faz um tempinho que não venho aqui, mas apesar das coisas difíceis que você tem passado, estou contente por não ter desistido. Sei um pouco sobre o que você estava sentindo, era um pouco que estava sentido, a falta de esperança e ficar existindo e não viver a vida realmente, era o que a depressão me fazia pensar. Me arrisco a pensar que você estava com uma certa dependência emocional, e agora está na fase de tentar viver com a falta, já que você mesmo diz que o motivo que mais te motivava a fazer exercício era ficar atraente,ter uma boa autoestima é bem complicado, estou passando por esse processo na terapia, e ainda estou engatinhando nisso. E também me cobro por ter um motivo para as coisas que faço, mas isso deixa a vida mais pesada, então foi bom você ter pensado em rever seus reais motivos por está fazendo as coisas, uma auto percepção, o que é bom, muito bom, mas não exija tanto de si, procure algo que você realmente goste, não por um propósito, mas algo que você se sinta bem por está fazendo aquilo, e claro, é aos poucos, pois você não vai chegar todo motivado a 1000 pra estudar 8 horas(por exemplo). Enfim, não seja duro consigo mesmo, e muitas forças pra você ,e você está tentando, isso já é um passo enorme!

_______________________________________




Meu diário  part 1: https://www.comoparar.com/t7653-relato-diario
Meu diário part 2:  

Rene.Gade e Vic Yusuf gostam desta mensagem

Rene.Gade
Rene.Gade
Mensagens : 1402
Data de inscrição : 06/08/2019
Localização : Running wild and running free.

Relatos de Victor Yusuf - Página 5 Empty Re: Relatos de Victor Yusuf

20/1/2022, 13:44
Ei, Viczinho!

Eu imagino o que esteja passando, estar confuso e desfocado, me identifico com isso. Eu penso particularmente que está tudo bem passarmos por esse processo, pois os superpoderes são relativos, não precisamos colocar expectativas assim para o reboot. Ele não te trará necessariamente esses superpoderes, e sim um momento de respiro para que você possa organizar sua vida. Eu recomendo que você não crie essa relação, pois nos dias em que você estiver desfocado, para baixo, você tende a acreditar que o reboot não está funcionando, e assim acabar se autossabotando, prejudicar ele por não estar 'dando resultados'. No entanto, só pelo falto de você estar sentindo essas emoções e encarando elas de frente já é um sinal que o reboot está fazendo seu efeito. Respire, querido! Estamos aqui com você e os momentos difíceis passarão.

O relato de seu amigo é pesado, mas pareceu ter sido sincero e com intenções de te ajudar. Eu fico feliz que isso tenha te levado a uma reflexão importante, será se não foram os anos de p. que te deixaram estagnado, sem se conhecer melhor? Eu sinto que em meus anos de p. eu tomei muitas atitudes, fiz muitas coisas, porém percebi o quanto eu era imaturo e sem grande autoconhecimento durante esses anos. Quando eu larguei a faculdade e voltei para casa, foi o momento que encontrei o Fórum e realizei o meu primeiro reboot, e pela primeira vez eu passei a me questionar de fato quem eu era, do que eu gostava, quais eram meus propósitos, eu passei a me sentir melhor. O que sempre me faltou no primeiro curso não era gostar dos conteúdos, era justamente o que você está buscando agora, propósito. Não veja esse processo pelo qual você está passando como algo negativo, e sim como algo positivo, você está tendo oportunidades de mudança, de se conhecer, e isso provavelmente só está mais claro por conta do reboot. Claro, que não necessariamente toda sua vida fui uma mentira, só por você ter sido viciado, kkkk, mas sim que era mais difícil se autoconhecer com o vício, ainda assim, tudo o que você vivenciou te ajuda a formar a pessoa que você é hoje, desde os momentos difíceis aos felizes. Você está se lapidando, meu querido, está se transformando, em processo, em breve abrirá suas asas como uma bela borboletinha.

Eu imagino como é se sentir bagunçado. Eu costumo descrever esse processo como despertar em um local cheio de ruínas, esse local é nossa vida, durante o nosso período de vício estivemos quase que como enfeitiçados, dormindo, e não conseguíamos nos entender, nos construir, nos lapidar direito, e todos os ataques que sofríamos ia aos poucos nos destruindo, sem que nem conseguíssemos nos defender, nem nos organizar, nem sequer sentir os impactos. Porém, quando saímos do vícios nós despertamos, e de repente vemos o estrago, conseguimos ver com clareza todos os nossos danos, entendemos onde estamos e como estamos, e isso nos deixa tristes, desesperançosos, pensamos que é o fim, que não temos volta, passamos a observar as ruínas de nossas vidas e nos perguntamos, como eu deixei minha vida chegar nesse estado? Como eu não percebi isso antes? Eu estava dormindo? Porém, meu caro, isso é um momento importante, nós finalmente acordamos! Esse é o primeiro passo, é a oportunidade de começar a faxina, arrastar, jogar fora o que está quebrado, construir coisas novas, aceitar algumas cicatrizes. Então, talvez, assim como eu, você esteja nesse despertar em meio as ruínas, isso é bom, mas não deixe que as emoções negativas faça com que você queira voltar a dormir, voltar ao vício, para esquecer a bagunça e voltar a entrar em um mundo fictício onde tudo está belo. A limpeza é um processo lento, cansativo, às vezes estaremos cansados, e está tudo bem, descanse um pouco, depois volte. É um processo difícil, desconfortável, mas cada vez mais vai nos gerando bons resultados, mais força para lidar com os novos ataques, construir defesas.

Porém, então você se questionou, qual o propósito dessa limpeza de nossas ruínas? O propósito não virá em uma frase, em uma resposta única e objetiva. Eu me questionei tanto sobre o meu propósito desde que entre no Fórum, desde que despertei pela primeira vez nas minhas ruínas. Eu iniciei a pensar, tive inúmeros insights nesses últimos anos, mas ainda não tenho uma resposta na ponta da língua. Ele está muito mais claro, mas obviamente ainda tenho que continuar a trabalhar com ele. Eu particularmente penso que ele fica cada vez mais claro, conforme vamos nos limpando, nos abrindo ao novo. Porém, é necessário que você comece, não se preocupe se não encontrá-lo de imediato, ou se encontrar e depois ele mudar, isso faz parte de quem nós somos, a mudança sempre estará conosco.

A maneira como eu comecei foi pelas reflexões do Ikigai, se você pesquisou sobre encontrar propósito de vida pela internet, você já deve ter encontrado algo sobre. Eu não cheguei a ler o livro que fala sobre isso, é um papo meio coach, sim, mas foi um excelente início para mim, talvez possa te ajudar. Depois desses insights eu passei a pesquisar mais sobre produtividade e organização, e fui aos pouco tendo mais conhecimentos sobre propósito de vida. O Ikigai é uma filosofia japonesa, que de maneira resumida, busca justamente ajudar as pessoas a encontrarem suas razões de vida, e motivá-las a uma vida próspera e saudável. Ele se baseia em alguns questionamentos, vou te deixar um link sobre.

https://blog.bettha.com/encontrar-seu-proposito-de-vida-ikigai/

Você percebe o quanto talvez sempre colocava outras pessoas como seu propósito de vida? Talvez o Well. E assim, você vivia em função dos propósitos de outras pessoas, nunca de si mesmo, e assim se perdia, pois não se conhecia, não seguia suas vontades. O nosso propósito pode até ser ajudar outras pessoas, mas acima de tudo ele é o nosso propósito, e o realizamos pois é o que acreditamos que esse mundo precisa, que nos traz prazer, realização, e dentre outros motivos que são somente seus, de mais ninguém. Espero que a terapia também te ajude com todo esse processo, com certeza será de grande autoconhecimento para você.

Vá se construindo aos poucos, encontrando seu propósito aos poucos, meu amigo.
Espero ter ajudado um pouquinho e estou aqui sempre te acompanhando, esperando pelo seu florescer.

Abracinhos de luz!  Relatos de Victor Yusuf - Página 5 1f49c

_______________________________________
| | DIÁRIO RENÊ | |



Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos