Ir para baixo
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Relatos do Catedrático

23/11/2021, 11:27
Conheço esse Fórum desde no mínimo 2015, hoje decidi de fato escrever aqui.

Me identifico aqui por Catedrático. Tenho 30 anos, atualmente namoro, trabalho e estudo, nível Mestrado e buscando Doutorado. E infelizmente dividindo tudo isso com a PMO. Meu envolvimento com isso remete a mais ou menos os meus treze anos de idade quando tive contato com sites pornográficos ainda na época das "lan house". Se hoje eu ainda não tenho controle sobre todos os efeitos e impactos que a PMO gera, imagina na época, com 13 ou 14 anos de idade. Hoje consigo perceber o quanto isso foi maléfico na formação da minha percepção de mundo, e as marcas desse impacto continuam presentes até hoje. Em determinados períodos a gente lida melhor com isso, consegue se distanciar um pouco, diminui a frequência e intensidade, mas há outros momentos em que acabamos cedendo e reiniciando/reforçando um ciclo que todos conhecemos. No entanto, o fato é que a no mínimo 15 anos eu venho tentando me livrar de vez desse vício, mas o máximo que consegui foram alguns períodos de controle (no máximo 45 dias). Entre um e outro momento de maior controle o vício me conduzia a contatos com o mundo da prostituição, dos fetiches e do universo do sexo de maneira geral. Coisas que tenho conseguido me distanciar, mas ainda assim ocupam um espaço no meu imaginário, algo que me incomoda demais. Nesse sentido, o que venho buscando é me livrar das fantasiações. muitas vezes acabo cedendo a elas, e uma vez cedida o caminho não tem volta.


Em relação aos prejuízos que a PMO me trouxe, talvez o mais significativo ou que mais me incomodam diz respeito a esse envolvimento com prostituição, transex, e outros fetiches. O receio de que as pessoas saibam de algo me acompanha, e isso gera uma ansiedade que não ajuda em nada nesse processo. Por mais que o vício tenha destruído a minha capacidade de foco e concentração ainda assim consegue realizar algumas coisas importantes. Por enquanto o vício ainda não me paralisou totalmente - exceto por alguns dias e semanas - mas sei que sempre existe um risco de prejuízos maiores. Ah, estava esquecendo, a DISFUNÇÃO ERÉTIL. Eu namoro, tenho apelado para comprimidos, pois tenho alguma dificuldade com "sexo comum". por isso também meu incomodo com as fantasias e fetiches, pois sei que é isso que colabora para essa disfunção.

Sobre bloqueadores, eu já tentei utilizar, mas quando a ideia da PMO bate na cabeça eu vou lá na maior cara de pau desbloqueio e busco conteúdos eróticos. Sei que ajuda, mas no momento estou buscando ir nessa questão central das fantasias. Pela minha experiência, os momentos que fiquei sem, foi porque aderi a uma simples ideia. Em outros momentos que instalei bloqueadores, escrevi no papel, fiz promessa, acabei desconsiderando tudo isso na maior cara de pau. E isso obviamente também é algo que me incomoda, o fato de que a minha palavra perdeu valor para mim mesmo. Esse "nunca mais vou fazer isso" para depois de 30 minutos estar fazendo, vai acabando com a gente e minando nossa capacidade de reação. Mesmo assim, venho aqui nesse fórum buscar mais uma alternativa para a superação desse vício. Acredito que fazendo esse esforço de escrever meus relatos, possa ser uma espécie de válvula de escape, mas também uma oportunidade de organizar minhas percepções acerca do vício e daquilo que pode ser feito no sentido de superá-lo.

Fiquem a vontade para fazerem perguntas, comentarem e compartilharem conhecimento e experiências de vocês comigo.

MINHA META É ESCREVER AQUI TODO DIA!

euvouvencer, Rottweiler, Progresso e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Vencedor disciplinado
Vencedor disciplinado
Moderador
Moderador
Mensagens : 287
Data de inscrição : 08/06/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

23/11/2021, 12:27
Boa tarde, amigo!
Você parece ser uma pessoa bem inteligente. Tem todaa capacidade de se livrar desse vício.
A minha história é muito semelhante a sua.
Também tive envolvimentos com prostituição e transexuais.
Hoje estou com praticamente 2 meses longe do vício. Posso lhe afirmar que a parte mais difícil é o começo, momento que o desejo de praticar o vício está muito alto.
É muito importante usar bloqueadores
Eles não impedem totalmente uma recaída, mas evitam bastante.
Vou ficar acompanhando os seus relatos e torcendo por sua vitória!
Abraços

_______________________________________
https://w2.countingdownto.com/4110934

Spiritus gosta desta mensagem

Vencedor disciplinado
Vencedor disciplinado
Moderador
Moderador
Mensagens : 287
Data de inscrição : 08/06/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

23/11/2021, 12:29
Deixa eu te fazer uma pergunta.
Você disse que usa Viagra para fazer sexo
Queria saber se eles funcionam todas as vezes. Ou tem vezes que mesmo usando o azulzinho você falha?
Abraços
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

23/11/2021, 17:39
Vencedor disciplinado escreveu:Boa tarde, amigo!
Você parece ser uma pessoa bem inteligente. Tem todaa capacidade de se livrar desse vício.
A minha história é muito semelhante a sua.
Também tive envolvimentos com prostituição e transexuais.
Hoje estou com praticamente 2 meses longe do vício. Posso lhe afirmar que a parte mais difícil é o começo, momento que o desejo de praticar o vício está muito alto.
É muito importante usar bloqueadores
Eles não impedem totalmente uma recaída, mas evitam bastante.
Vou ficar acompanhando os seus relatos e torcendo por sua vitória!
Abraços

Obrigado pela força, Vencedor disciplinado. E incrível o quanto há muitos relatos semelhantes a esse. Esse ciclo é muito aprisionador. Eu sempre imaginei que um namoro me livraria de todo esse mal, mas agora vejo que o vício permanece mesmo não necessitando mais da PMO para qualquer tipo de satisfação. No entanto, o namoro e a vontade de ter um desempenho normal são motivações importantes nesse jornada que inicio aqui.
Parabéns pelos dois meses longe do vício, uma grande vitória, continue firme que isso me inspira!
Com relação aos bloqueadores vou repensar o uso deles e dar uma pesquisada sobre, obrigado pela dica!
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

23/11/2021, 17:43
Vencedor disciplinado escreveu:Deixa eu te fazer uma pergunta.
Você disse que usa Viagra para fazer sexo
Queria saber se eles funcionam todas as vezes. Ou tem vezes que mesmo usando o azulzinho você falha?
Abraços

Comigo tem funcionado nos quase cinco meses que faço uso.  Tomo uma vez por semana, mas já cheguei a tomar dois dias seguidos, um em cada dia. As vezes tomo metade e já me da um efeito. Mas sinto que o efeito varia muito, então há uma oscilação nisso. Fato é que tem me dado segurança. No entanto sei também que há o risco da dependência psicológica, por isso busco o Reboot como meio mais eficiente.

Spiritus e Vitoriosa gostam desta mensagem

Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 1185
Data de inscrição : 10/12/2018

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

23/11/2021, 22:33
Oi, Catedrático!

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!

_______________________________________
Vitoriosa

Catedrático gosta desta mensagem

Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty MAIS DETALHES

24/11/2021, 09:45
Vou detalhar um pouco mais a minha relação com a PMO.

Iniciando pelo momento atual, digamos que eu pratico PMO todos os dias, exceto alguns períodos de maior resistência. Semana passa, por exemplo, fiquei 6 dias sem PMO. Isso se dá pelo fato de eu nunca ter desistido de vencer esse vício, algo próximo do que muita gente aqui também vivencia. O momento no qual tenho praticado é especialmente a parte da manhã. Trabalho a tarde e a noite, então o momento de maior risco é mesmo a manhã onde fico em casa e sozinho. Eu inicio meu dia indo para a academia, e depois do treino tenho cedido muito facilmente ao vício. Primeiro vem as fantasiações, depois recorro as salas de bate-papo - algo que também colaborou para o vício, afinal mantinha longas fantasiações por essa plataforma. Nesse momento já inicio a M, e depois recorro a vídeos, especialmente no twitter, ligado a fetiches específicos. Fetiches esses que eu entendo que não me ajudam na construção de uma percepção saudável da minha vida sexual e das relações que estabeleço nesse sentido. Todo esse processo dura em torno de aproximadamente duas horas. Depois desse período vem o tradicional arrependimento. Em alguns dias esse arrependimento e a vontade de superar o vício me conduzem a alguns dias sem praticar. Em outros, após esse ato de PMO inicial acabo repetindo duas ou três vezes pela manhã, porém com períodos mais curtos de estímulos, talvez numa tentativa de acelerar o processo e ilusoriamente acelerar o "sofrimento".

Além disso, outro momento em que costumo praticar M mesmo sem PO é a noite quando deito para dormir, o hábito de M é muito forte ainda, digo isso pois acabo praticando em momentos totalmente aleatórios, como a noite, mesmo sabendo que nem vou concluí-lo. por isso também eu estou me preocupando mais com as fantasiações do que qualquer coisa. Acredito que o vício nesse hábito mental é que tem dificultado meu processo de superação da PMO.

Com relação aos gatilhos, isso ainda é meio confuso para mim e não consigo identificar muito bem. Mas superficialmente os momentos de estresse, ansiedade e também alguma situação de vergonha - quando penso em alguma situação que me gerou esse sentimento - minha mente logo busca refúgios nas fantasias, para depois desembocar na PMO. Outra gatilho que vou precisar lidar é o trabalho. Há algumas relações de amizade/trabalho em que nos acostumamos a um certo nível de provocação e tensão e isso também tem intensificado as fantasias e me colocado num nível de ansiedade muito alto. Dessa forma, preciso encontrar uma forma de não ser mais afetado por isso. Na semana passada quando fiquei 6 dias sem PMO, esses gatilhos e situações acabaram fazendo com que mesmo sem PO em alguns momentos eu recorresse a M, o que prejudica totalmente o processo.

No dia em que escrevo esse relato, todo esse ciclo já aconteceu, a M durante a noite, as vezes acordando e praticando M quase que automaticamente, e também o ciclo da manhã,  academia, bate papo, PMO, etc.

Espero que essas informações possam ajudar no entendimento do meu caso e consequentemente nas orientações dos colegas.

Recomeçando...

Spiritus, Vitoriosa e Rottweiler gostam desta mensagem

Spiritus
Spiritus
Mensagens : 574
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 50

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

24/11/2021, 17:34
Olá, Catedrático, também vou acompanhar o seu diário! Seremos parceiros nesta luta, meu irmão!

Como sou mais velho, meu problema com erotismo, pornografia e masturbação começou quando eu era criança, com revistas eróticas do meu pai que ele tinha deixado por descuido (Hoje percebo que meu pai também é viciado e, ALERTA!, ele hoje mostra sinais de demência!).

E desde lá tenho fantasias (ou fantasiações) com colegas da escola, mulheres que via na rua e em todos os lugares, e a imaginação era o combustível para a masturbação. Depois vieram os VHS pornôs, prostituição e a avassaladora internet...

Consequência disso: vida escolar medíocre, namoros frustrantes na adolescência, faculdade de bosta e um trabalho que não deslancha...
Por quê? Porque enfraquece a memória, a concentração, a potência sexual, o raciocínio e a disposição pra trabalhar;

É como você disse: desenvolvemos uma distorção da percepção de mundo, do sexo (criamos uma dificuldade com sexo real), das relações com as mulheres.

Realmente, bloqueadores ajudam, mas ainda existem as fantasias sexuais, e pra mim é de madrugada (um pouco antes de amanhecer), com os níveis de testosterona um pouco mais elevado, que eu caio na masturbação pronada (que também é prejudicial).

Você também falou que com as reacaídas parece que nossa palavra perde o valor, perdemos a credibilidade conosco.
Porém não há outra maneira, precisamos persistir no reboot, pois ele funciona! Uma vez já consegui ficar limpo 30 dias e outra vez 38, foi incrível!

Postar relatos aqui no fórum é um modo de se comprometer.
Vamos lá, meu irmão! Força e foco! Um forte abraço!

luta diária e Vitoriosa gostam desta mensagem

Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

25/11/2021, 08:11
Spiritus escreveu:Olá, Catedrático, também vou acompanhar o seu diário! Seremos parceiros nesta luta, meu irmão!

Como sou mais velho, meu problema com erotismo, pornografia e masturbação começou quando eu era criança, com revistas eróticas do meu pai que ele tinha deixado por descuido (Hoje percebo que meu pai também é viciado e, ALERTA!, ele hoje mostra sinais de demência!).

E desde lá tenho fantasias (ou fantasiações) com colegas da escola, mulheres que via na rua e em todos os lugares, e a imaginação era o combustível para a masturbação. Depois vieram os VHS pornôs, prostituição e a avassaladora internet...

Consequência disso: vida escolar medíocre, namoros frustrantes na adolescência, faculdade de bosta e um trabalho que não deslancha...
Por quê? Porque enfraquece a memória, a concentração, a potência sexual, o raciocínio e a disposição pra trabalhar;

É como você disse: desenvolvemos uma distorção da percepção de mundo, do sexo (criamos uma dificuldade com sexo real), das relações com as mulheres.

Realmente, bloqueadores ajudam, mas ainda existem as fantasias sexuais, e pra mim é de madrugada (um pouco antes de amanhecer), com os níveis de testosterona um pouco mais elevado, que eu caio na masturbação pronada (que também é prejudicial).

Você também falou que com as reacaídas parece que nossa palavra perde o valor, perdemos a credibilidade conosco.
Porém não há outra maneira, precisamos persistir no reboot, pois ele funciona! Uma vez já consegui ficar limpo 30 dias e outra vez 38, foi incrível!

Postar relatos aqui no fórum é um modo de se comprometer.
Vamos lá, meu irmão! Força e foco! Um forte abraço!

Obrigado pelas palavras de incentivo Spiritus!

Lendo seu relato lembrei que no início eu também recorria a revistas, mesmo as que não eram estritamente pornográficas, as vezes uma revista de lingerie já era o suficiente para longas fantasiações. Com a chegadas dos DVD e da internet isso só se intensificou. Quanto ao estado do seu Pai, eu imagino que se eu não conseguir lidar de maneira eficiente com meu vício em PMO  a tendência é que desenvolva problemas similares. os efeitos nocivos da PMO demoram mas chegam. No meu caso, praticando desde os 12, foi somente próximo aos 25 que percebi alguns efeitos colaterais, tais como: ansiedade e ansiedade social - em alguns caso eu chegava a tremer diante das pessoas em determinadas situações que me sentia assim. Hoje tenho cada vez menos essas crises, mas sei que ainda não superei isso.

A questão da concentração também me afeta muito. Como estudo, sinto muito essa dificuldade em ficar concentrado por um tempo razoável. E é incrível como aparentemente perdemos o controle dessa capacidade de se concentrar ao mesmo tempo em que somos conduzidos quase que automaticamente a PMO nos momentos em que nos desconcentramos de algo que precisamos executar.

Interessante seu relato acerca da tendência de praticar M e madrugada, como indiquei no relato isso também ocorre, embora não seja pronada (termo que acabei de aprender aqui haha).

Quanto as recaídas, é exatamente isso, perdemos nossa capacidade de acreditar que a nossa força de decisão é poderosa e transformadora. Mas também sei que alguns dias sem PMO e essa percepção vai se transformando e entramos num ciclo positivo, algo que você deve ter experimentado nessas duas vezes que ficou mais de 30 dias no Reboot. E é isso que nos motiva. Preciso reforçar os benefício do Reboot e ter isso claro na minha mente para que seja um ponto de ancoragem nessa luta. Afinal, se focamos apenas nas dificuldades impostas pelo Reboot e no nível de exigência da resistência necessária, acabamos desanimando do processo.

Escrevo esse relato às 8:00 da manhã, ou seja, no momento mais crítico do meu vício em PMO, afinal é durante as manhãs que me jogo no vício. Porém, hoje vou buscar fazer diferente e não praticar PMO. Não vou utilizar nenhuma estratégia específica, apenas mudar o notebook de lugar para que eu não fique no quarto - lugar que já está muito associado a prática de PMO. Espero que mudando o cenário minha mente não se sinta tão tentada a consumir P. Acredito que passando a manhã sem PMO o restante do dia será mais tranquilo pois me mantenho bem ocupado, todavia nesses momentos ainda terei de ter muita atenção em relação as fantasias.

Amanhã retorno aqui para relatar como as coisas se deram.

Muito obrigado pelas ideias, dicas e incentivos. Vamos juntos nessa luta!

A GENTE VAI CONSEGUIR!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t12286-relatos-do-catedratico

euvouvencer, Spiritus e Progresso gostam desta mensagem

Spiritus
Spiritus
Mensagens : 574
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 50

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

26/11/2021, 00:31
E aí, Catedrático, como vai?

Sim, até mesmo as revistas da minha mãe (Nova, Cláudia) que tinham matérias ou propagandas de moda íntima feminina já me deixavam "animado". E com as revistinhas eróticas do meu pai então... Ih! Meu pai, coitado! Acho que ele foi um dos pioneiros em conseguir VHS pornô, antes mesmo do advento das locadoras! Não sei de onde ele conseguia isso!
Mas eu achei esta porra escondida e aí já viu, né, a coisa foi piorando na minha cabecinha de pré adolescente.

E meu pai hoje tem sérios problemas de memória. Não chega a ser alzheimer, mas já deixa ele bem limitado.

Estes efeitos com o vício em PMO tem tudo a ver com um cérebro viciado, no circuito de recompensa, no sistema límbico que nos afasta de situações tediosas, nos faz procrastinar coisas realmente importantes e nos empurra para o prazer fácil (e põe fácil nisso!). Nestas fantasias ou assistindo vídeos eróticos ou pornográficos, não precisamos nos esforçar para seduzir, conquistar ou dar prazer.

O sistema límbico nos torna mais preguiçosos, isso certamente afeta nossa disposição pra estudar e trabalhar.
Estudar e trabalhar também pode nos dar prazer (ou dopamina). É um pouco mais custoso e nos fornece doses menores, porém precisamos desacostumar nosso cérebro de se encharcar da dopamina da PMO.

Outra coisa é que o sistema límbico fica repetindo: "Ah! O que é que tem? Tu teve um dia difícil! Dá só uma espiadinha!
Te dá só este prazerzinho! E depois, tu não vai cair, é só uma olhadinha e tu sai!"

Só que não! O cara dá uma espiadinha, e aí fodeu... SEMPRE é assim.

Vou te ajudar (e me ajudar) e colocar aqui alguns bons benefício do Reboot:
* normalização da ereção e da ejaculação;
* volta da libido em sexo real;
* aumento da atratividade: fisionomia saudável e voz encorpada;
* aumento da auto estima e motivação;
* segurança: coragem e poder de decisão;
* raciocínio ágil e aumento da concentração;
* aumento da memória;
* capacidade de cumprir metas;
* restauração da vida familiar, social e profissional.

E qualquer estratégia tá valendo: tirar o notebook do quarto (hábito associado à PMO); sim, mudando o cenário a mente já se desvia um pouco. Se a gente faz estes pequenos desvios, hacks e ultrapassa uma situação de perigo, já nos dá um prazer associado a vitória. E de pouco em pouco nos distanciamos do dia zero.

Vamos lá, meu irmão! Vamos vencer essa bagaça!
Um forte abraço!

euvouvencer gosta desta mensagem

euvouvencer
euvouvencer
Moderador
Moderador
Mensagens : 1737
Data de inscrição : 16/04/2016

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

26/11/2021, 08:41
Olá Catedrático,

Seja bem vindo ao fórum.

É bom mesmo que você comente aqui todos os dias, se possível, o seu progresso. Isso ajuda muito na recuperação.

Leia também as histórias de sucesso, pois é uma motivação para nós.

Espero que você esteja bem, e progredindo no reboot. Fuja dos gatilhos e quando as fantasias vierem à mente procure pensar em outras coisas.

Atividade física também é super importante.

No meu caso específico, quem está atuando nesse processo de libertação é Deus. Eu creio que toda essa força e determinação que veio a mim, para vencer o vício, procede de Deus.

Ele é o nosso libertador. Creia que Ele tem planos para tua vida, planos de paz e de esperança.

Abraço.

_______________________________________
"NÃO POREI COISA MÁ DIANTE DOS MEUS OLHOS". (Salmos 101:3)











Visite meu diário:
https://www.comoparar.com/t11655p225-quero-ser-livre
Spiritus
Spiritus
Mensagens : 574
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 50

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

29/11/2021, 08:44
E aí, Catedrático, como vai? Como você passou o fim de semana?
Espero que tudo esteja bem!
Um forte abraço!
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty UM BREVE RELATO DOS DIAS 26, 27, 28, 29 E 30 DE NOVEMBRO DE 2021

1/12/2021, 11:48
Já vi que minha meta de escrever todos os dias aqui vai ser algo complicado. De qualquer forma, voltei!

Vou tentar ser breve pois não tenho muito tempo.

Em suma, a respeito do vício em PMO ele tem se desenrolado da mesma forma como relatei. Sendo assim na sexta feira acabei praticando PMO no período da manhã, após o treino. Nesse dia pratiquei PMO duas vezes pela manhã, o que talvez só não ocorreu mais vezes pelo fato de que sabia que minha namorada dormiria em casa nesse dia. Assim sendo, durante o final de semana não pratiquei PMO, apenas sexo real, no domingo com a ajuda de comprimidos estimulantes. Porém, no sábado consegui ter um sexo real sem estimulantes e bem prazeroso. Claro que a E não é das melhores, mas da pra levar. Nesse sentido, destaco que eu reconheço que tenho boas condições de largar a PMO, afinal eu namoro, tenho relações com frequência e minha ereção ainda responde minimamente mesmo que tenha que por vezes recorrer a comprimidos para melhorar meu desempenho, destaco isso pois acredito que tais condições são favoráveis à superação do vício.

Todavia, domingo a noite, após ficar sozinho, com aquela vibe estranha de domingo, acabei praticando PMO novamente, dessa vez talvez com mais intensidade e por isso também dedicando mais tempo. De lá pra cá, o vício se desenvolve da mesma maneira, na parte da manhã, quando estou sozinho, os mesmo fetiches, os mesmo sites, as mesmas fantasias. Muito embora não esteja dedicando tanto tempo a isso, ainda assim me atrapalha, afinal, muito ou pouco, a PMO tem seus malefícios e efeitos colaterais.

Uma das desculpas que a minha mente tem utilizado para me convencer de praticar PMO é a minha situação atual, profissional e pessoal também que me gera muita ansiedade, acabo cedendo a essa ideia e "aliviando" por meio da PMO. Um ponto que me anima é que mesmo com tal ansiedade, trabalhando bastante, e com muita coisa pra fazer, mesmo praticando PMO ainda estou conseguindo me manter responsável com minhas obrigações. Isso ajuda a manter a auto estima mínima necessária pra lutar contra esse vício.

Com isso, aproveito esse momento para reiniciar minha caminha pra vencer a PMO. Meu estado de espírito atual é de ânimo frente a esse desafio já que tenho conseguido realizar minhas tarefas e tenho trabalhado bastante, sendo assim a PMO me parece algo menor e que com o emprego de alguns esforços será possível superar.

Em resumo pratiquei PMO nos últimos dias na parte da manhã, no máximo três vezes por dia nesse período. Nos outros horários tem sido tranquilo por causa do trabalho. Vou focar novamente na parte da manhã pra ver o que consigo fazer pra driblar os gatilhos. Algo que sempre me ajuda nisso é fazer trabalhos de casa (lavar louça; limpar a casa; lavar calçada, lavar carro, etc). Porém como estou estudando, tenho dificuldade pelo fato de que os momentos de tédio em frente ao PC são um dos maiores gatilhos, vou ter que lidar com isso de maneira mais radical.

É isso pessoal, desculpem meu sumiço.

Recomeçando!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t12286-relatos-do-catedratico

Spiritus gosta desta mensagem

Spiritus
Spiritus
Mensagens : 574
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 50

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

2/12/2021, 10:05
É isso aí, Catedrático! Vamos vencer essa bagaça!
Vamos nos livrar da dependência destes artifícios (sexo virtual, remédios)!
Vamos buscar nossa plenitude e independência!
Força aí, irmão!
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

2/12/2021, 10:54
Spiritus escreveu:É isso aí, Catedrático! Vamos vencer essa bagaça!
Vamos nos livrar da dependência destes artifícios (sexo virtual, remédios)!
Vamos buscar nossa plenitude e independência!
Força aí, irmão!

Isso mesmo Spiritus!

Ontem estava pensando que eu sempre quis ser um homem forte (de espírito, alma, ideias, atitudes) e pra ser forte, só enfrentando grandes desafios, e vencer a PMO é um desses desafios que se vencido pode nos fazer homens muito mais fortes. Estou tentando fortalecer essa ideia na minha mente, de que essa é uma oportunidade pra ser forte como eu sempre quis.

Esse é o momento, vamos fortalecer nossa mente!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t12286-relatos-do-catedratico

Spiritus e luta diária gostam desta mensagem

Spiritus
Spiritus
Mensagens : 574
Data de inscrição : 08/08/2016
Idade : 50

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

3/12/2021, 10:40
Cara, eu acho que vencer esse vício será uma grande vitória nas nossas vidas!
Porque não é brincadeira!

Força aí, meu irmão!
Um forte abraço!
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

3/12/2021, 10:58
Tenho recaído facilmente, não estou conseguindo ficar nem mesmo um dia. No momento que a vontade vem eu acabo cedendo facilmente. A mesma angústia de sempre.

Minha mente sempre tenta substituir a P por algum conteúdo provocativo, em geral tem sido conversas de whatss com outras mulheres, mesmo eu tendo namorada, o que depois me deixa péssimo.

No final caio na ideia que se eu não me engano o amigo "Progresso" citou em seu diário, a ideia de que "ah esse reboot não está tão limpo assim" e acabo recaindo.

Enfim, acredito que preciso de um ou dois dias de mudança radical de rotina pra conseguir criar uma energia e clareza mental mínima para lidar com o processo de reboot de maneira mais séria.

O sentimento é esse, de que mesmo sabendo dos malefícios, não estou levando a superação da PMO como algo sério.

Vou continuar tentando!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t12286-relatos-do-catedratico
Catedrático
Catedrático
Mensagens : 16
Data de inscrição : 23/11/2021

Relatos do Catedrático Empty Re: Relatos do Catedrático

5/12/2021, 11:59
Desde sexta feira 03/12 de manhã sem O. Isso porque sábado de manhã (nas manhãs é o momento em que fico mais vulnerável) acabei consumindo P e praticando M. Porém, como veria minha namorada, evitei o O pois sabia que influenciaria no meu desempenho e na própria relação com a minha namorada, me colocando num estado de espírito desanimador. Evitar isso colaborou demais com meu final de semana. Meu desempenho sexual foi ok e mais, sem a ajuda de estimulantes, uma vitória!

Vou aproveitar que hoje é domingo 05/12 e iniciar um reboot mais comprometido, evitando todos os gatilhos que me conduzem a esse caminho mas que tenho cedido facilmente nos últimos dias. Minha meta é chegar até o final de semana que vem 11/12 sem nada de PMO.

A relação com a minha namorada tem sido um grande motivador, sem PMO eu sou outra pessoa!

Vou compartilhando as experiências na medida do possível!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t12286-relatos-do-catedratico

Spiritus e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Yusuke Urammeshi
Yusuke Urammeshi
Mensagens : 223
Data de inscrição : 10/09/2021
Idade : 38

Relatos do Catedrático Empty É um Leão por dia.

14/12/2021, 15:20
Caro amigo.
Todos aqui compartilham de um mesmo objetivo.
Queremos nos livrar dessa praga virtual que te destruído nossa vida.

Portando sejemos fortes e vamos juntos sobressai-se superado e vitoriosos em Cristo Jesus.
Sucesso pra todos.

luta diária e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos