Ir para baixo
Kirkly992
Kirkly992
Mensagens : 1
Data de inscrição : 12/08/2022
Idade : 22

A luta contra o vício. Empty A luta contra o vício.

12/8/2022, 23:05
Boa noite, galera do fórum, vim aqui hoje contar meu relato sobre a pornografia



Primeiramente, eu sou o Kirkly tenho 21 anos, e  o meu  vício surgiu aos meus 14 anos, como todo adolescente que está com os hôrmonios a flor da pele, eventualmente ele vai descobrir  a masturbação, comigo não foi diferente, comecei, estranhei no começo pois era uma sensação única que nunca havia experimentado, mas logo fiquei encantado pelo ato. E então todo dia era 1 ou 2, assim que chegava da escola e de noite, comecei com o clássico, vendo aquele conteúdo das páginas iniciais, logo fui me aprofundando, era sempre que ficava sozinho de tarde, ficava horas no computador procurando os pornôs mais diferentes possíveis, ainda bem que não cheguei aos extremos, nesse quesito sempre consegui recuar antes de cair no fundo do poço  no extremo.


No entanto, minha jornada ia a cada dia ficando pior, o monstro ia tomando forma e crescendo sorrateiramente, se escondendo na ansiedade, pensamentos negativos, procrastinação, timidez ao falar em público, receio de mulheres e baixa auto - estima, é um inimigo muito poderoso, por que ele age na nossa mente e como temos vergonha de falar sobre, cada vez ele fica mais poderoso, aprendi isso com o TERRY CREWS, que na época deu um relato e foi um grande homem ao se expor pro Mundo, mas eu era muito novo pra entender e ver os maléficios desse maldito vício, então acabei por ignorando e continuei alimentando o monstro, voltando ao assunto na época de escola sofri bullying, já me colocaram até dentro do lixo, me ridicularizavam para as meninas, realmente pegavam pesado comigo, mas eu era bonzinho demais, achei que aquilo tudo fazia parte e que era só uma brincadeira, Pobre inocente.....

[/size]

A luta contra o vício. Bullyi10


Ademais, devido ao vício ter se tornado  um hábito, no qual eu não ficava sem e tinha que fazer pelo menos uma para ficar saciado, eu tive um início de vida sexual bem tardia, comecei aos 17 anos, e  como os maléficios desse vícios são grandes, surgiu outro que eu não havia percebido, mas eu já estava colocando ele em prática, fingi estar apaixonado por uma menina, apenas para ter sexo com ela, pois ser virgem estava incomodando minha mente, e eu bolei esse plano pra matar o '' inimigo '' de uma vez, mas na época eu não enxerguei o vilão real, resumindo eu iludi a menina, falei várias coisas, declarações e montei o cenário para o ato acontecer, e SHAZAM aconteceu, perdi minha virgindade, e já não era mais um cabaço, e agora eu era pior ainda, um manipulador, mentiroso e babaca, tomando caminhos apenas para conseguir transar.


Sobre tudo, acabei pulando uma parte em que meus pais se separam e isso afetou muito a minha cabeça, pois incoscientemente eu já tinha uma certa intriga com minha mãe, pois ela sempre preferiu o meu irmão mais velho e eu era muito injustiçado por isso, ele sempre estava certo e eu errado independente do que acontecia, ela sempre o defendia, mas consegui levar isso numa boa, até acontecer o divórcio, que foi conturbado,  minha casa já era um cenário de guerra, tio alcoolátra, drogado sempre pulava a portão e vinha pedir dinheiro, meus pais brigando sem parar, por motivos que nunca entendi, meu tio tentando agredir meu pai, era um cenário terrível para um jovem de 15 anos, perfeito para um vício se instalar, cigarros, bebida ou drogas, mas foi a pornografia, não sei qual é pior mas todos são horriveis. Hoje falo do meu tio mas ele acabou por falecer, em uma briga com outro usuário há 7 anos , que Deus o tenha em  um lugar bom, sinto a falta dele, ele era bom apesar de seus defeitos, chegou até a chorar na minha frente, as lembranças dele foram se apagando com o tempo, mas agora tenho a foto dele no meu celular guardado, ainda bem.

Enfim, voltando ao divórcio, minha mãe antes de  se separar de vez, já estava com outro cara, enquanto meu pai sofria e tentava ganhar uma guerra perdida, vi isso acontecendo e ele muito triste, por nada dar certo, e o ódio foi tomando conta do meu coração, e as vezes que minha mãe tentava se aproximar de mim eu a tratava mal, para distanciar e tentar vingar o que ela faz ao meu pai, eu era muito imaturo mesmo, queria me meter na confusão e resolver kkkkkkkkk, enquanto isso, nas horas que eu podia eu estava sempre lá descarregando no vício, para que tudo voltasse ao normal, por 5 minutos, 10 minutos, um prazer imediato que me aliviava de todas essa dores, confusões, brigas e coisas ruins que aconteciam comigo em casa e na escola.

Ainda falta mais da minha história,  mais vou contar até aqui , pois quero  tentar contar minha história da melhor maneira possível, para que vocês entendam, obrigado quem leu até aqui, espero que eu ajude alguém com minha história, logo mais vocês vão entender sobre mim e como esse inimigo se aproveita de nós e se torna extremamente poderoso.

A luta contra o vício. Image10

Haseo, Vitoriosa e Bizzy Bone gostam desta mensagem

Haseo
Haseo
Mensagens : 21
Data de inscrição : 17/03/2018
Idade : 22
Localização : Knowhere

A luta contra o vício. Empty Re: A luta contra o vício.

2/9/2022, 06:14
É incrível como a história dos participantes deste fórum, mesmo que não se conheçam pessoalmente, se pareçam tanto!
também iniciei no meu vício durante a puberdade e se acentuou bastante durante o divórcio dos meus pais, tenho parentes que são viciados há algum tempo (álcool e drogas). hoje depois de tantas tentativas de reboot tenho uma pequena ideia do que é abstinência, em 1 dia de reboot depois de anos afundado no vício já sinto a inquietação e agonia do processo.

enfim, desejo boa sorte na sua reabilitação!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t9354-diario-de-haseo


Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos