Ir para baixo
GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

26/12/2022, 14:01
Bom dia, boa tarde e boa noite !

Não sei a hora que você estará lendo esse diário.

Acompanho esse fórum há mais ou menos 06 (seis) meses, hoje eu resolvi criar meu diário. Tentarei ser o mais sincero possível e desde já peço desculpas caso meu diário fique muito extenso.

O meu Nick GOL D. ROGER foi escolhido porque ele é um personagem de anime muito foda, ele conquistou tudo aquilo que aspirava e qualquer coisa que tentava atrapalhar seu caminho ele lutava arduamente para conquistar o que ele almejava. Ele e encontrou e foi o dono do tesouro mais valioso do anime. E nesse momento eu me encontro como GOL D. ROGER buscando aquilo que há de mais valioso  para mim a minha heterossexualidade que foi tomada por um transtorno chamado HOCD.

Dividirei meu diário em tópicos para ficar mais fácil compreensão.

QUEM SOU EU

Sou um cara muito bonito, simpático, engraçado, politico e razoavelmente inteligente, mas que nunca reconheceu suas qualidades e sempre se sentiu inferior a outras pessoas. Com o sexo oposto foi poucas as vezes eu me senti digno, apesar de ter tido muitas experiências com mulheres, eu sempre duvidava do meu potencial com as mulheres que eu considerava fodas em beleza e na personalidade, perdendo boas oportunidades com lindas mulheres.

Sempre me considerei heterossexual, ser hetero me faz muito bem e feliz, sinto que essa é minha essência. Grande parte  das coisas que eu fiz na minha vida foi por conta das mulheres.

MINHAS EXPERIÊNCIAS COM AS MULHERES

Desde que eu me entendo por gente eu me sentia atraindo por mulheres, sempre gostei de ver uma menina pagando calcinha, quando era bem novinho, tinha lá para meus 7 ou 8 anos eu fui brincar na casa de um amiguinho e ele tinha uma irmã muito bonita e mais velha, certo dia ela foi picada por pernilongos em sua coxa e ela veio para nos  mostrar  o quão vermelho e alto estava o calombo causado pela picada, ela me disse olha e passa a mão para você ver, no momento em que olhei e passei e a mão eu senti algo diferente, senti atração, de forma que eu comecei a reparar em suas pernas e até deixei de brincar um pouquinho com meu amigo para poder ficar perto dela.

Minha primeira paixão foi  com meus 10 para 12 anos, eu achava ela muito bonita, toda oportunidade que eu tinha eu chegava perto dela, ela era da minha salinha. Na hora de ir embora para casa ela fazia o mesmo caminho, a casa dela era antes da minha, e toda vez que eu deixava ela em casa eu fantasiava de eu subindo para casa dela com ela e dando uns beijos e vivendo uma verdadeira paixão. Mas nunca aconteceu nada entre eu e ela, depois disto nos mudamos de escola e minha paixão acabou.

Na nova escola eu já tinha uns 13 para 14 anos, nessa época eu perdi meu BV, não foi algo surreal, foi bom, mas a menina era feia e não era a menina que eu queria. Nessa época eu fiquei super empolgado para estudar nessa escola, visto que havia várias meninas mais velhas e mais bonitas que na escolinha anterior, achava isso o máximo. Na turma nova em que estava, eu conheci uma menina que eu encantei a primeira vista, achei ela tão linda que eu comecei a trocar mensagens com ela doido para beija-la, mas não deu certo, depois de várias tentativas, não deu certo.

com 14 anos eu tive a primeira viagem com a escola, nos fomos para piscina em outra cidade, eu fiquei super empolgado, por que eu iria ver as meninas de biquini, lembro-me até acho das cor do biquini e das meninas que eu achei mais gostosas. na volta dessa viagem,  eu sentei perto de uma menina e nos começamos a conversar e tals, eu e ela estava bem atraindo um pelo outro, em determinado momento a nossa conversar acabou e começamos a trocar caricias um com outro, foi algo incrível, eu fiquei MUITO excitado, teve um momento em que nos ficamos de mãos dadas um com outro e aquilo me deu um emoção muito grande em todo meu corpo, principalmente no peito e me senti apaixonado por ela, fui para beija-la, porém, não deu certo ela estava com vergonha. Assim a primeira coisa que eu fiz quando eu cheguei em casa foi mandar aquela música " a gente nem ficou"  do Jorge e Mateus para ela. depois disto eu tive outras paixão de passar a noite acordado pensado nela e escutando as músicas do Jorge e Mateus.

Com essa mesma faixa de idade eu comecei a ter brincadeiras sexuais com minha prima, eu achava aquilo muito bom, serio mesmo, mas eu só podia toca-la eu ela não deixava eu ver a vagina dela. NÃO ME ORGULHO DISTO, esperava minha prima ir dormir para eu poder toca-la e ver a vagina dela, quando eu vi a vagina eu senti um tesão absurdo, achei tão bom, cheguei a fazer um sexo oral nela e me masturbar, naquela noite eu gozei umas 05 vezes seguidas, foi muito bom. IREI ser bem sincero, nessa mesma época eu tive uma experiência homossexual com meu primo também, não teve troca-troca, foi mais uma amostragem mesmo, iniciada por mim, mas achei aquilo estranho depois e eu preferia brincar com minha prima mesmo, era mais legal, quando criança também tive uma experiência homo com meu amiguinho, não sei o porque.

Quando eu entrei no ensino médio eu tive outras experiências sexuais com mulheres mais velhas, lembro que quando eu vi outra vagina, além da minha prima, foi incrível, senti um tesão absurdo, quando fiz um sexo oral nela, foi algo fenomenal, tanto que eu nem fazia muita questão que ela fizesse algo mim, meu negocio era fazer nela mesmo. Acabei ganhando um sexo oral também, mas não senti muita coisa (os efeitos da PMO já estavam em minha vida e nem percebia, a ER já estava tomando conta de mim), no outro dia só de lembrar do momento com ela eu já ficava super excitado e nem precisa de P para me M.

No ensino médio eu conheci uma menina muito linda, gostosa e sexy que comecei a ficar serio com ela, lembro que quando eu fui na casa dela nos fomos no supermercado e só de eu andar de mãos dadas com ela eu já ficava excitado, era muito bom.

No meu ultimo ano do ensino médio eu  me interessei em uma menina que eu achava bonita e gente boa, começamos a conversar o nosso papo foi incrível sabe.., quando eu fui beijar ela pela primeira vez foi tão bom, o tempo parecia que tinha parado, quando acabamos eu não conseguia esconder minha felicidade.
tive outras experiências com mulheres que eu considerei boas também, mas não irei falar de todas, mas esse meu último no ensino médio foi incrível, eu era conhecido por todos, fiquei com várias meninas, saudades desse tempo.

Meu primeiro namoro, foi algo surreal, eu senti uma PAIXÃO absurda, ela era incrível, o beijo dela era viciante, o cheiro do seu perfume, o toque dela, a sua voz em meu ouvido, foi tudo muito BOM, mas infelizmente foi cheio de altos e baixos também,  sofri muito, muito mesmo, foi algo bom demais não queria perde-la, eu era muito inseguro também,  pensei que nunca mais iria ter aquilo  foi primeira mulher que eu amei, sofri tanto que eu dei até toc de relacionamento, hoje conversando com meu psicólogo eu pude entender isso.

Depois disto eu perdi minha virgindade, eu colocava tanta expectativa no sexo com um mulher, deitava-me imaginando transando com uma linda mulher. Mas quando eu transei não foi bom eu não conseguia gozar, nem no sexo oral e nem no sexo, eu tinha ER e nem sabia, no começo eu achei bacana, me senti o rei kkk, tinha um medo absurdo de gozar rápido na mão de uma mulher também.

Na minha segunda transa com uma mulher, foi a mesma coisa..

na minha terceira transa foi com minha atual namorada, irei falar um pouco dela.., ela é uma mulher incrível, eu sempre quis ficar ela, mas tinha medo de chegar nela, até que um dia eu liguei o foda-se e cheguei nela e deu certo, eu não senti a mesma paixão que na primeira vez, mas foi incrível também, a minha conexão com ela e muito boa, ontem, eu acordei com uma vontade enorme de esta abraçado com ela,  eu tenho muita vontade de casar com ela, só de falar dela nesse momento eu já estou sorrindo.  nosso papo e muito bom, ela é muito sexy também, é gostosa, as coisas com ela sempre foi muito excitante, mas eu tinha dificuldade de gozar, ela não fazia a pressão que eu fazia no pênis. Na transa eu podia durar horas, não achava isso legal mais, eu só queria gozar gostoso com minha mulher.

Ai que as coisas começaram a piorar para mim.

MEU VICIO EM PMO E MINHA ESCALADA

Não sei com que idade que eu comecei a ver P, mas foi bem cedo, eu lembro que eu vi o P no celular de um amigo da família, aquilo foi um explosão de excitação para mim. Depois disto eu achei meu santo grau. abria várias abas com vários tipos de mulheres diferente, gostava de P hetero, lésbico, ménage um cara e duas mulheres, mulher se exibindo, solo via demais no Twitter, gostava ver vídeos de homens com pau grande transando com as mulheres também, eu meio que me colocava no lugar do cara e  achava que a mulher sentia mais prazer também.

Quando adolescente, não irei mentir, eu sem querer vi um P gay,  me masturbei para aquilo, quando acabei eu me senti estranho, deslocado, que aquilo era errado, não errado por ser gay, mas errado pq não era aquilo que era minha essência. eu também na adolescência tive umas fantasias gay quando me masturbei, mas foi pouquissimas tipo 0,5 % das minhas fantasias.  

Eu me masturbava religiosamente todo dia, era difícil um dia que eu não me M, usava o porno com forma de potencializar minhas fantasias também, sempre pesquisava mulheres que se pareciam com mulheres que eu estava interessado na vida real.

Mas tudo isso foi ficando batido em minha mente.  após várias sessões de peitos e vaginas, meu cérebro enjoou, comecei a procurar P mais pesados, como os de travestis, aquele tipo de P me excitava. comecei com travesti e uma mulher, na minha mente aquilo era duas mulheres, depois um homem e travesti e assim foi.., mas toda vez que eu acaba a sessão de PMO eu me sentia mal, enojado..

Depois de várias sessões, desse PMO eu comecei a me questionar o porque eu não conseguia parar de ver aquele tipo P. até que um dia eu me questionei, e falei bem assim, se eu não sinto prazer com mulheres e pq eu sou gay ?após isso fui me testar, coloquei a foto de várias vaginas e não obtive nenhuma ereção, coloquei a foto de um travesti, ereção full. dali por diante eu estou sendo infernizado pelo um sintoma chamado HOCD.

hoje faz 39 dias que eu estou melhor, a cada dia que passa eu me sinto melhor, sinto menos ansiedade quando vou nos lugares ou nem sinto ansiedade. tenho vários pensamentos ainda do HOCD, espero que seja só questão de tempo para eles passarem. ele acontece com pessoas que eu tenho alguma admiração ou apreço e também com pessoas aleatórias que eu vi alguma característica que eu achei bacana ou bonita.

sinceridade, tenho um pouco de receio de ter sido hetero por conta da pornografia, tenho medo de largar e nunca mais poder sentir tesão ou apreciar uma bela mulher e seu corpo.. Mas penso por outro lado também, P pode mexer na sexualidade e não na essência, e eu tenho certeza que já me apaixonei e amei essas mulheres. em toda minha vida mulheres teve presente em minha vida e fantasias, adorava me imaginar em um romance com uma linda mulher (geralmente uma amiga que eu tinha vontade de dar uns pega), quando eu sonhava que estava quase fazendo sexo com uma amiga minha e acordava no finalmente, eu fazia questão de dormir de novo para eu terminar o que tinha começado nos sonhos.

Gostaria que algum amigo forumeiro, comentasse em meu diário.


Última edição por GOL D. ROGER - THE KING em 27/12/2022, 08:59, editado 1 vez(es)

Príncipe Sayajin e Einstein gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

27/12/2022, 04:33
GOL D. ROGER - THE KING escreveu:Bom dia, boa tarde e boa noite !

Não sei a hora que você estará lendo esse diário.

Acompanho esse fórum há mais ou menos 06 (seis) meses, hoje eu resolvi criar meu diário. Tentarei ser o mais sincero possível e desde já peço desculpas caso meu diário fique muito extenso.

O meu Nick GOL D. ROGER foi escolhido porque ele é um personagem de anime muito foda, ele conquistou tudo aquilo que aspirava e qualquer coisa que tentava atrapalhar seu caminho ele lutava arduamente para conquistar o que ele almejava. Ele e encontrou e foi o dono do tesouro mais valioso do anime. E nesse momento eu me encontro como GOL D. ROGER buscando aquilo que há de mais valioso  para mim a minha heterossexualidade que foi tomada por um transtorno chamado HOCD.

Dividirei meu diário em tópicos para ficar mais fácil compreensão.

QUEM SOU EU

Sou um cara muito bonito, simpático, engraçado, politico e razoavelmente inteligente, mas que nunca reconheceu suas qualidades e sempre se sentiu inferior a outras pessoas. Com o sexo oposto foi poucas as vezes eu me senti digno, apesar de ter tido muitas experiências com mulheres, eu sempre duvidava do meu potencial com as mulheres que eu considerava fodas em beleza e na personalidade, perdendo boas oportunidades com lindas mulheres.

Sempre me considerei heterossexual, ser hetero me faz muito bem e feliz, sinto que essa é minha essência. Grande parte  das coisas que eu fiz na minha vida foi por conta das mulheres.

MINHA EXPERIÊNCIAS COM AS MULHERES

Desde que eu me entendo por gente eu me sentia atraindo por mulheres, sempre gostei de ver uma menina pagando calcinha, quando era bem novinho, tinha lá para meus 7 ou 8 anos eu fui brincar na casa de um amiguinho e ele tinha uma irmã muito bonita e mais velha, certo dia ela foi picada por pernilongos em sua coxa e ela veio para nos  mostrar  o quão vermelho e alto estava o calombo causado pela picada, ela me disse olha e passa a mão para você ver, no momento em que olhei e passei e a mão eu senti algo diferente, senti atração, de forma que eu comecei a reparar em suas pernas e até deixei de brincar um pouquinho com meu amigo para poder ficar perto dela.

Minha primeira paixão foi  com meus 10 para 12 anos, eu achava ela muito bonita, toda oportunidade que eu tinha eu chegava perto dela, ela era da minha salinha. Na hora de ir embora para casa ela fazia o mesmo caminho, a casa dela era antes da minha, e toda vez que eu deixava ela em casa eu fantasiava de eu subindo para casa dela com ela e dando uns beijos e vivendo uma verdadeira paixão. Mas nunca aconteceu nada entre eu e ela, depois disto nos mudamos de escola e minha paixão acabou.

Na nova escola eu já tinha uns 13 para 14 anos, nessa época eu perdi meu BV, não foi algo surreal, foi bom, mas a menina era feia e não era a menina que eu queria. Nessa época eu fiquei super empolgado para estudar nessa escola, visto que havia várias meninas mais velhas e mais bonitas que na escolinha anterior, achava isso o máximo. Na turma nova em que estava, eu conheci uma menina que eu encantei a primeira vista, achei ela tão linda que eu comecei a trocar mensagens com ela doido para beija-la, mas não deu certo, depois de várias tentativas, não deu certo.

com 14 anos eu tive a primeira viagem com a escola, nos fomos para piscina em outra cidade, eu fiquei super empolgado, por que eu iria ver as meninas de biquini, lembro-me até acho das cor do biquini e das meninas que eu achei mais gostosas. na volta dessa viagem,  eu sentei perto de uma menina e nos começamos a conversar e tals, eu e ela estava bem atraindo um pelo outro, em determinado momento a nossa conversar acabou e começamos a trocar caricias um com outro, foi algo incrível, eu fiquei MUITO excitado, teve um momento em que nos ficamos de mãos dadas um com outro e aquilo me deu um emoção muito grande em todo meu corpo, principalmente no peito e me senti apaixonado por ela, fui para beija-la, porém, não deu certo ela estava com vergonha. Assim a primeira coisa que eu fiz quando eu cheguei em casa foi mandar aquela música " a gente nem ficou"  do Jorge e Mateus para ela. depois disto eu tive outras paixão de passar a noite acordado pensado nela e escutando as músicas do Jorge e Mateus.

Com essa mesma faixa de idade eu comecei a ter brincadeiras sexuais com minha prima, eu achava aquilo muito bom, serio mesmo, mas eu só podia toca-la eu ela não deixava eu ver a vagina dela. NÃO ME ORGULHO DISTO, esperava minha prima ir dormir para eu poder toca-la e ver a vagina dela, quando eu vi a vagina eu senti um tesão absurdo, achei tão bom, cheguei a fazer um sexo oral nela e me masturbar, naquela noite eu gozei umas 05 vezes seguidas, foi muito bom. IREI ser bem sincero, nessa mesma época eu tive uma experiência homossexual com meu primo também, não teve troca-troca, foi mais uma amostragem mesmo, iniciada por mim, mas achei aquilo estranho depois e eu preferia brincar com minha prima mesmo, era mais legal, quando criança também tive uma experiência homo com meu amiguinho, não sei o porque.

Quando eu entrei no ensino médio eu tive outras experiências sexuais com mulheres mais velhas, lembro que quando eu vi outra vagina, além da minha prima, foi incrível, senti um tesão absurdo, quando fiz um sexo oral nela, foi algo fenomenal, tanto que eu nem fazia muita questão que ela fizesse algo mim, meu negocio era fazer nela mesmo. Acabei ganhando um sexo oral também, mas não senti muita coisa (os efeitos da PMO já estavam em minha vida e nem percebia, a ER já estava tomando conta de mim), no outro dia só de lembrar do momento com ela eu já ficava super excitado e nem precisa de P para me M.

No ensino médio eu conheci uma menina muito linda, gostosa e sexy que comecei a ficar serio com ela, lembro que quando eu fui na casa dela nos fomos no supermercado e só de eu andar de mãos dadas com ela eu já ficava excitado, era muito bom.

No meu ultimo ano do ensino médio eu  me interessei em uma menina que eu achava bonita e gente boa, começamos a conversar o nosso papo foi incrível sabe.., quando eu fui beijar ela pela primeira vez foi tão bom, o tempo parecia que tinha parado, quando acabamos eu não conseguia esconder minha felicidade.
tive outras experiências com mulheres que eu considerei boas também, mas não irei falar de todas, mas esse meu último no ensino médio foi incrível, eu era conhecido por todos, fiquei com várias meninas, saudades desse tempo.

Meu primeiro namoro, foi algo surreal, eu senti uma PAIXÃO absurda, ela era incrível, o beijo dela era viciante, o cheiro do seu perfume, o toque dela, a sua voz em meu ouvido, foi tudo muito BOM, mas infelizmente foi cheio de altos e baixos também,  sofri muito, muito mesmo, foi algo bom demais não queria perde-la, eu era muito inseguro também,  pensei que nunca mais iria ter aquilo  foi primeira mulher que eu amei, sofri tanto que eu dei até toc de relacionamento, hoje conversando com meu psicólogo eu pude entender isso.

Depois disto eu perdi minha virgindade, eu colocava tanta expectativa no sexo com um mulher, deitava-me imaginando transando com uma linda mulher. Mas quando eu transei não foi bom eu não conseguia gozar, nem no sexo oral e nem no sexo, eu tinha ER e nem sabia, no começo eu achei bacana, me senti o rei kkk, tinha um medo absurdo de gozar rápido na mão de uma mulher também.

Na minha segunda transa com uma mulher, foi a mesma coisa..

na minha terceira transa foi com minha atual namorada, irei falar um pouco dela.., ela é uma mulher incrível, eu sempre quis ficar ela, mas tinha medo de chegar nela, até que um dia eu liguei o foda-se e cheguei nela e deu certo, eu não senti a mesma paixão que na primeira vez, mas foi incrível também, a minha conexão com ela e muito boa, ontem, eu acordei com uma vontade enorme de esta abraçado com ela,  eu tenho muita vontade de casar com ela, só de falar dela nesse momento eu já estou sorrindo.  nosso papo e muito bom, ela é muito sexy também, é gostosa, as coisas com ela sempre foi muito excitante, mas eu tinha dificuldade de gozar, ela não fazia a pressão que eu fazia no pênis. Na transa eu podia durar horas, não achava isso legal mais, eu só queria gozar gostoso com minha mulher.

Ai que as coisas começaram a piorar para mim.

MEU VICIO EM PMO E MINHA ESCALADA

Não sei com que idade que eu comecei a ver P, mas foi bem cedo, eu lembro que eu vi o P no celular de um amigo da família, aquilo foi um explosão de excitação para mim. Depois disto eu achei meu santo grau. abria várias abas com vários tipos de mulheres diferente, gostava de P hetero, lésbico, ménage um cara e duas mulheres, mulher se exibindo, solo via demais no Twitter, gostava ver vídeos de homens com pau grande transando com as mulheres também, eu meio que me colocava no lugar do cara e  achava que a mulher sentia mais prazer também.

Quando adolescente, não irei mentir, eu sem querer vi um P gay,  me masturbei para aquilo, quando acabei eu me senti estranho, deslocado, que aquilo era errado, não errado por ser gay, mas errado pq não era aquilo que era minha essência. eu também na adolescência tive umas fantasias gay quando me masturbei, mas foi pouquissimas tipo 0,5 % das minhas fantasias.  

Eu me masturbava religiosamente todo dia, era difícil um dia que eu não me M, usava o porno com forma de potencializar minhas fantasias também, sempre pesquisava mulheres que se pareciam com mulheres que eu estava interessado na vida real.

Mas tudo isso foi ficando batido em minha mente.  após várias sessões de peitos e vaginas, meu cérebro enjoou, comecei a procurar P mais pesados, como os de travestis, aquele tipo de P me excitava. comecei com travesti e uma mulher, na minha mente aquilo era duas mulheres, depois um homem e travesti e assim foi.., mas toda vez que eu acaba a sessão de PMO eu me sentia mal, enojado..

Depois de várias sessões, desse PMO eu comecei a me questionar o porque eu não conseguia parar de ver aquele tipo P. até que um dia eu me questionei, e falei bem assim, se eu não sinto prazer com mulheres e pq eu sou gay ?após isso fui me testar, coloquei a foto de várias vaginas e não obtive nenhuma ereção, coloquei a foto de um travesti, ereção full. dali por diante eu estou sendo infernizado pelo um sintoma chamado HOCD.

hoje faz 39 dias que eu estou melhor, a cada dia que passa eu me sinto melhor, sinto menos ansiedade quando vou nos lugares ou nem sinto ansiedade. tenho vários pensamentos ainda do HOCD, espero que seja só questão de tempo para eles passarem. ele acontece com pessoas que eu tenho alguma admiração ou apreço e também com pessoas aleatórias que eu vi alguma característica que eu achei bacana ou bonita.

sinceridade, tenho um pouco de receio de ter sido hetero por conta da pornografia, tenho medo de largar e nunca mais poder sentir tesão ou apreciar uma bela mulher e seu corpo.. Mas penso por outro lado também, P pode mexer na sexualidade e não na essência, e eu tenho certeza que já me apaixonei e amei essas mulheres. em toda minha vida mulheres teve presente em minha vida e fantasias, adorava me imaginar em um romance com uma linda mulher (geralmente uma amiga que eu tinha vontade de dar uns pega), quando eu sonhava que estava quase fazendo sexo com uma amiga minha e acordava no finalmente, eu fazia questão de dormir de novo para eu terminar o que tinha começado nos sonhos.

Gostaria que algum amigo forumeiro, comentasse em meu diário.
Seja bem vindo ao forum mano, ja tive hocd e com ctz é por causa do uso da pornografia, nosso cerebro se acostuma com os estimulos “normais” e aí procuramos estimulos mais pesados pra satisfaze-lo, ja fui um usuario pesado que assistia todo tipo de bizarrice quando era mais novo, estupro, incesto, pedofilia, zoofilia, travestis e todo outro tipo de conteúdo que não achava normal, conteúdo gay só assisti na adolescencia e minha hocd parou antes mesmo de deu descobrir que era viciado em pornografia os 22 anos, comecei a namorar aos 18 e aí continuei viciado mas nao interessava mais por porno gay, porem aí passei pra sexo com mulheres de amigos, sexo com amiga da namorada, orgia, troca de casais e outras merdas, pode ficar tranquilo que gay vc não é, pegue firme no reboot e espere o tempo passar que as coisas vão se ajeitando, o passo mais importante vc deu que é reconhecer que é viciado e que precisa vencer essa doença, desejo força na sua jornada abraço
Príncipe Sayajin
Príncipe Sayajin
Mensagens : 479
Data de inscrição : 30/07/2022
Idade : 26

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

27/12/2022, 09:11
GOL D. ROGER - THE KING escreveu:Bom dia, boa tarde e boa noite !

Não sei a hora que você estará lendo esse diário.

Acompanho esse fórum há mais ou menos 06 (seis) meses, hoje eu resolvi criar meu diário. Tentarei ser o mais sincero possível e desde já peço desculpas caso meu diário fique muito extenso.

O meu Nick GOL D. ROGER foi escolhido porque ele é um personagem de anime muito foda, ele conquistou tudo aquilo que aspirava e qualquer coisa que tentava atrapalhar seu caminho ele lutava arduamente para conquistar o que ele almejava. Ele e encontrou e foi o dono do tesouro mais valioso do anime. E nesse momento eu me encontro como GOL D. ROGER buscando aquilo que há de mais valioso  para mim a minha heterossexualidade que foi tomada por um transtorno chamado HOCD.

Dividirei meu diário em tópicos para ficar mais fácil compreensão.

QUEM SOU EU

Sou um cara muito bonito, simpático, engraçado, politico e razoavelmente inteligente, mas que nunca reconheceu suas qualidades e sempre se sentiu inferior a outras pessoas. Com o sexo oposto foi poucas as vezes eu me senti digno, apesar de ter tido muitas experiências com mulheres, eu sempre duvidava do meu potencial com as mulheres que eu considerava fodas em beleza e na personalidade, perdendo boas oportunidades com lindas mulheres.

Sempre me considerei heterossexual, ser hetero me faz muito bem e feliz, sinto que essa é minha essência. Grande parte  das coisas que eu fiz na minha vida foi por conta das mulheres.

MINHA EXPERIÊNCIAS COM AS MULHERES

Desde que eu me entendo por gente eu me sentia atraindo por mulheres, sempre gostei de ver uma menina pagando calcinha, quando era bem novinho, tinha lá para meus 7 ou 8 anos eu fui brincar na casa de um amiguinho e ele tinha uma irmã muito bonita e mais velha, certo dia ela foi picada por pernilongos em sua coxa e ela veio para nos  mostrar  o quão vermelho e alto estava o calombo causado pela picada, ela me disse olha e passa a mão para você ver, no momento em que olhei e passei e a mão eu senti algo diferente, senti atração, de forma que eu comecei a reparar em suas pernas e até deixei de brincar um pouquinho com meu amigo para poder ficar perto dela.

Minha primeira paixão foi  com meus 10 para 12 anos, eu achava ela muito bonita, toda oportunidade que eu tinha eu chegava perto dela, ela era da minha salinha. Na hora de ir embora para casa ela fazia o mesmo caminho, a casa dela era antes da minha, e toda vez que eu deixava ela em casa eu fantasiava de eu subindo para casa dela com ela e dando uns beijos e vivendo uma verdadeira paixão. Mas nunca aconteceu nada entre eu e ela, depois disto nos mudamos de escola e minha paixão acabou.

Na nova escola eu já tinha uns 13 para 14 anos, nessa época eu perdi meu BV, não foi algo surreal, foi bom, mas a menina era feia e não era a menina que eu queria. Nessa época eu fiquei super empolgado para estudar nessa escola, visto que havia várias meninas mais velhas e mais bonitas que na escolinha anterior, achava isso o máximo. Na turma nova em que estava, eu conheci uma menina que eu encantei a primeira vista, achei ela tão linda que eu comecei a trocar mensagens com ela doido para beija-la, mas não deu certo, depois de várias tentativas, não deu certo.

com 14 anos eu tive a primeira viagem com a escola, nos fomos para piscina em outra cidade, eu fiquei super empolgado, por que eu iria ver as meninas de biquini, lembro-me até acho das cor do biquini e das meninas que eu achei mais gostosas. na volta dessa viagem,  eu sentei perto de uma menina e nos começamos a conversar e tals, eu e ela estava bem atraindo um pelo outro, em determinado momento a nossa conversar acabou e começamos a trocar caricias um com outro, foi algo incrível, eu fiquei MUITO excitado, teve um momento em que nos ficamos de mãos dadas um com outro e aquilo me deu um emoção muito grande em todo meu corpo, principalmente no peito e me senti apaixonado por ela, fui para beija-la, porém, não deu certo ela estava com vergonha. Assim a primeira coisa que eu fiz quando eu cheguei em casa foi mandar aquela música " a gente nem ficou"  do Jorge e Mateus para ela. depois disto eu tive outras paixão de passar a noite acordado pensado nela e escutando as músicas do Jorge e Mateus.

Com essa mesma faixa de idade eu comecei a ter brincadeiras sexuais com minha prima, eu achava aquilo muito bom, serio mesmo, mas eu só podia toca-la eu ela não deixava eu ver a vagina dela. NÃO ME ORGULHO DISTO, esperava minha prima ir dormir para eu poder toca-la e ver a vagina dela, quando eu vi a vagina eu senti um tesão absurdo, achei tão bom, cheguei a fazer um sexo oral nela e me masturbar, naquela noite eu gozei umas 05 vezes seguidas, foi muito bom. IREI ser bem sincero, nessa mesma época eu tive uma experiência homossexual com meu primo também, não teve troca-troca, foi mais uma amostragem mesmo, iniciada por mim, mas achei aquilo estranho depois e eu preferia brincar com minha prima mesmo, era mais legal, quando criança também tive uma experiência homo com meu amiguinho, não sei o porque.

Quando eu entrei no ensino médio eu tive outras experiências sexuais com mulheres mais velhas, lembro que quando eu vi outra vagina, além da minha prima, foi incrível, senti um tesão absurdo, quando fiz um sexo oral nela, foi algo fenomenal, tanto que eu nem fazia muita questão que ela fizesse algo mim, meu negocio era fazer nela mesmo. Acabei ganhando um sexo oral também, mas não senti muita coisa (os efeitos da PMO já estavam em minha vida e nem percebia, a ER já estava tomando conta de mim), no outro dia só de lembrar do momento com ela eu já ficava super excitado e nem precisa de P para me M.

No ensino médio eu conheci uma menina muito linda, gostosa e sexy que comecei a ficar serio com ela, lembro que quando eu fui na casa dela nos fomos no supermercado e só de eu andar de mãos dadas com ela eu já ficava excitado, era muito bom.

No meu ultimo ano do ensino médio eu  me interessei em uma menina que eu achava bonita e gente boa, começamos a conversar o nosso papo foi incrível sabe.., quando eu fui beijar ela pela primeira vez foi tão bom, o tempo parecia que tinha parado, quando acabamos eu não conseguia esconder minha felicidade.
tive outras experiências com mulheres que eu considerei boas também, mas não irei falar de todas, mas esse meu último no ensino médio foi incrível, eu era conhecido por todos, fiquei com várias meninas, saudades desse tempo.

Meu primeiro namoro, foi algo surreal, eu senti uma PAIXÃO absurda, ela era incrível, o beijo dela era viciante, o cheiro do seu perfume, o toque dela, a sua voz em meu ouvido, foi tudo muito BOM, mas infelizmente foi cheio de altos e baixos também,  sofri muito, muito mesmo, foi algo bom demais não queria perde-la, eu era muito inseguro também,  pensei que nunca mais iria ter aquilo  foi primeira mulher que eu amei, sofri tanto que eu dei até toc de relacionamento, hoje conversando com meu psicólogo eu pude entender isso.

Depois disto eu perdi minha virgindade, eu colocava tanta expectativa no sexo com um mulher, deitava-me imaginando transando com uma linda mulher. Mas quando eu transei não foi bom eu não conseguia gozar, nem no sexo oral e nem no sexo, eu tinha ER e nem sabia, no começo eu achei bacana, me senti o rei kkk, tinha um medo absurdo de gozar rápido na mão de uma mulher também.

Na minha segunda transa com uma mulher, foi a mesma coisa..

na minha terceira transa foi com minha atual namorada, irei falar um pouco dela.., ela é uma mulher incrível, eu sempre quis ficar ela, mas tinha medo de chegar nela, até que um dia eu liguei o foda-se e cheguei nela e deu certo, eu não senti a mesma paixão que na primeira vez, mas foi incrível também, a minha conexão com ela e muito boa, ontem, eu acordei com uma vontade enorme de esta abraçado com ela,  eu tenho muita vontade de casar com ela, só de falar dela nesse momento eu já estou sorrindo.  nosso papo e muito bom, ela é muito sexy também, é gostosa, as coisas com ela sempre foi muito excitante, mas eu tinha dificuldade de gozar, ela não fazia a pressão que eu fazia no pênis. Na transa eu podia durar horas, não achava isso legal mais, eu só queria gozar gostoso com minha mulher.

Ai que as coisas começaram a piorar para mim.

MEU VICIO EM PMO E MINHA ESCALADA

Não sei com que idade que eu comecei a ver P, mas foi bem cedo, eu lembro que eu vi o P no celular de um amigo da família, aquilo foi um explosão de excitação para mim. Depois disto eu achei meu santo grau. abria várias abas com vários tipos de mulheres diferente, gostava de P hetero, lésbico, ménage um cara e duas mulheres, mulher se exibindo, solo via demais no Twitter, gostava ver vídeos de homens com pau grande transando com as mulheres também, eu meio que me colocava no lugar do cara e  achava que a mulher sentia mais prazer também.

Quando adolescente, não irei mentir, eu sem querer vi um P gay,  me masturbei para aquilo, quando acabei eu me senti estranho, deslocado, que aquilo era errado, não errado por ser gay, mas errado pq não era aquilo que era minha essência. eu também na adolescência tive umas fantasias gay quando me masturbei, mas foi pouquissimas tipo 0,5 % das minhas fantasias.  

Eu me masturbava religiosamente todo dia, era difícil um dia que eu não me M, usava o porno com forma de potencializar minhas fantasias também, sempre pesquisava mulheres que se pareciam com mulheres que eu estava interessado na vida real.

Mas tudo isso foi ficando batido em minha mente.  após várias sessões de peitos e vaginas, meu cérebro enjoou, comecei a procurar P mais pesados, como os de travestis, aquele tipo de P me excitava. comecei com travesti e uma mulher, na minha mente aquilo era duas mulheres, depois um homem e travesti e assim foi.., mas toda vez que eu acaba a sessão de PMO eu me sentia mal, enojado..

Depois de várias sessões, desse PMO eu comecei a me questionar o porque eu não conseguia parar de ver aquele tipo P. até que um dia eu me questionei, e falei bem assim, se eu não sinto prazer com mulheres e pq eu sou gay ?após isso fui me testar, coloquei a foto de várias vaginas e não obtive nenhuma ereção, coloquei a foto de um travesti, ereção full. dali por diante eu estou sendo infernizado pelo um sintoma chamado HOCD.

hoje faz 39 dias que eu estou melhor, a cada dia que passa eu me sinto melhor, sinto menos ansiedade quando vou nos lugares ou nem sinto ansiedade. tenho vários pensamentos ainda do HOCD, espero que seja só questão de tempo para eles passarem. ele acontece com pessoas que eu tenho alguma admiração ou apreço e também com pessoas aleatórias que eu vi alguma característica que eu achei bacana ou bonita.

sinceridade, tenho um pouco de receio de ter sido hetero por conta da pornografia, tenho medo de largar e nunca mais poder sentir tesão ou apreciar uma bela mulher e seu corpo.. Mas penso por outro lado também, P pode mexer na sexualidade e não na essência, e eu tenho certeza que já me apaixonei e amei essas mulheres. em toda minha vida mulheres teve presente em minha vida e fantasias, adorava me imaginar em um romance com uma linda mulher (geralmente uma amiga que eu tinha vontade de dar uns pega), quando eu sonhava que estava quase fazendo sexo com uma amiga minha e acordava no finalmente, eu fazia questão de dormir de novo para eu terminar o que tinha começado nos sonhos.

Gostaria que algum amigo forumeiro, comentasse em meu diário.


Olá meu guerreiro GOL D. ROGER, como estás?

Primeiramente feliz natal meu caro, tudo de bom a você e sua família, muito amor e paz.

Segundamente e não menos importante, meu amigo, temos coisas em comum, acredito que nossa insegurança fez com que muito disso tudo de ruim tenha vindo a tona.

Pois vamos parar e analisar, desde novos sentimos atração por garotas antes mesmo de saber sobre pornografia e de ver elas sem roupa, isso já responde muito, eu tive minha primeira "namorada" com uns 8,9 anos de idade, lembro de ficar animadão e com medo, mas no bom sentido, pois ela era mais velha que eu, e eu também já era apaixonado por uma garota da minha sala, e gostava de chamar atenção dela zuando com ela.

Fora que quando bem mais novo, tinha uma colega de sala, Andressa eu falava que ela era minha namorada e que ia me casar com ela, isso antes de saber o que era selinho, sexo, eu tinha uns 5, 6 anos mano.

Então eu sempre amei as mulheres, porém sofri psicologicamente por questões pessoais e familiares e isso me fez desenvolver uma grande baixa auto estima, fazendo me achar indigno de várias coisas, de não ser homem o bastante, e de ser um homem que as mulheres gostariam.

Mesmo eu sendo bonito, do bem, intelugente, forte, e engraçado em alguns momentos.

Então meu irmão acredito que nos assemelhamos muito nesses quesitos, comecei a ver porno com uns 15,16 anos, mas na quarentena quando fiquei sozinho que tudo piorou, eu vi porno 24 hrs quase por dia, pra relaxar, pra passar vontade de transar, pra ficar menos ansioso.


E isso só foi piorando tudo.

Eu já tinha problemas por conta da pornografia mesmo antes da pandemia, e mesmo não vendo muito, eu tinha problemas para ejauculação e ereção em algumas vezes.

Hoje consigo perceber isso, após ler e entender melhor sobre.


Eu escolhi o Vegeta pois é minha meta de homem e personagem, Vegeta começa como vilão, era um príncipe arrogante, e com passar do tempo vai melhorando como pessoa, é um marido parceiro da Bulma, um bom pai, e de certa forma um herói pra Terra.

Ele é forte e determinado em ser melhor, tem seu jeito, e mesmo na derrota não se deixa abalar.

Então Vegeta é uma inspiração para mim, pela sua força, evolução e determinação em ser melhor.

Vamo que vamo meu amigo, grande abraço do seu amigo, Vegeta!!!

GOL D. ROGER - THE KING gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

27/12/2022, 12:12
Boa tarde !

Obrigado por comentar em meu diário, meu amigo Charada !

Isso é fato, pornografia só dessensibiliza nossas mentes. Tenho que confessar que sou um pouco afoito, anos de P não iram ser curar com poucos dias.

Abraço meu amigo !

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

27/12/2022, 12:32
Meu amigo Vegeta !

Muito obrigado pelas felicitações natalinas, espero que o seu natal e de sua família tenha sido incrível também.

Concordo plenamente com você meu amigo, nossa luta é parecida, ela nasceu de nossa insegurança.

Insegurança sempre me rodeou, percebo que ela passou por várias situações de nossa vida, e agora está atacando aquilo que é de mais precioso para nós, nossa
orientação sexual.

Tem hora que eu fico pensando, o quão ridículo é isto, cara.... só a ideia de casar com minha namorada já me excita, estou lembrando de quando eu tinha uns 10/ 11 uma coleguinha da sala encostou o pé dela em mim sem querer, achei aquilo tão bão, excitante, que eu até falei com ela "se quiser deixa seu pé ai, pode deixar'" kkk

Creio eu ser só questão de tempo meu amigo vegeta, para nos pararmos de ter esses pensamentos.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

28/12/2022, 10:02
Dia 0

Não resisti, acabei me M agora de manhã, foi para fotos de meninas de biquíni no meu Instagram.

HOCD atacou hoje com um cara da academia. Percebo que há um padrão, ela sempre ataca em lugares que frequento, meio que eu já saio de casa sabendo que ela vai atacar.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

28/12/2022, 10:09
Esses sintomas são tão estúpidos, não tenho desejo de realizar esses pensamentos, eles me incomodam.

Comecei a viver de novo, voltei a estudar, focar no meu trabalho e vida acadêmica. Quanto menos importância eu der para esses pensamentos, mais rápido eles vão embora.

Percebo que o vício em P intensifica eles, minha mente está utilizando esses pensamentos do HOCD para me forçar a ver P.  

Mulheres na vida real sempre me excitou, nunca precisou de muita coisa, uma simples fala ou toque já era o suficiente.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

28/12/2022, 13:46
Hoje eu estou mais ansioso !  

Vejo que minhas crises estão sendo menos intensas a cada dia que passa. hoje completa 40 dias desde a última crise violenta que eu tive, nessa eu tive vontade de matar.  Eu  acabei me M de novo cai em P trans, mas percebo que não é tesão é puro vício, é minha mente pedindo dopamina, não é meu real desejo.  

HOCD é um sintoma de algo maior e pendente na vida, quando esse transtorno começou na minha vida eu estava afogado na pornografia, cheio de inseguranças em face da minha vida profissional e acadêmica, a pornografia era uma fonte de aliviar minha ansiedade perante os estudos e profissionalmente, sempre me senti incapaz nessas áreas, estava tão obsessivo de querer ser um cara de sucesso e rico que cada passo que eu dava era uma incerteza, o erro era algo inaceitável para mim, visto que o uns dos meu maiores desejos de vida é ser um cara foda profissionalmente e rico, vejo que o dinheiro ajudará eu alcançar metas na minha vida, como uma viagem com minha mulher, poder comprar um sítio para meus pais, essas coisas..

Por mais que eu estivesse inseguro na minha vida profissional e acadêmica, sempre me senti vivo quando eu adquiria conhecimento, me sentia foda, me sentia livre. Depois que esse transtorno começou eu parei totalmente de estudar, de pensar no futuro, de pensar nas coisas que eu mais almejo.  

Ontem eu voltei a estudar sobre minha área, me senti vivo de novo, voltei a planejar meu futuro, minhas metas,  como casar com minha namorada, voltar a ter meu shape de novo, ler meus livros. Estou percebendo que esses pensamentos do HOCD continuarão enquanto eu não prosseguir. Eles estão tentando me sucumbir, mas não deixarei, eu serei aquilo que eu desejo ser, é isso que me move, é isto que me faz vivo fisicamente e espiritualmente. A partir de hoje eu prosseguirei, viverei ao máximo, já chega de deixar de aproveitar a vida por conta desses pensamentos, foda-se se eu for na academia e eles vierem, não deixarei de adquirir o físico que tanto sonhei por conta deles; foda-se quando eu encontrar minha namorada e esses pensamentos vierem, meu desejo por ela, minha aspiração de tê-la em minha vida pelo resto dos meus dias é muito maior, ela é uma mulher incrível.

Quem manda em minha vida sou eu, eu sou aquilo que eu desejo ser e que me faz bem ! eu serei um homem livre das amarras do HOCD e pornografia, meu desejo ardente de conquistar aquilo que eu falei acima é muito maior. Ser hétero me faz vivo, ter uma mulher ao meu lado me faz vivo, nunca me senti tão vivo como o dia que eu me apaixonei intensamente por uma mulher.

É esse meu desabafo.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

28/12/2022, 20:32
Acabei lendo um diário no tópico dos homossexuais que não era para eu ter lido. E como de costume, minha mente focou no negativo.

Fiquei ansioso e angustiado, minha namorada estava aqui em casa, fiquei com uma sensação de que estava mentindo para ela, ansiedade foi forte.

Mas não deixarei isso me abalar. Lutarei firmemente por aquilo que eu almejo.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

29/12/2022, 08:02
Acordei angustiado e um pouco ansioso.

Fui a academia, como de praxe os sintomas do HOCD atacou, mas estou bem !

Irei estudar agora !

Esses pensamentos do HOCD são irrelevantes para mim.

Príncipe Sayajin e Joe.FierceFighter gostam desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

30/12/2022, 08:41
Dia 01 -

Ontem meu dia foi muito produtivo. Como eu disse anteriormente, comecei a viver do jeito que eu quero viver, não estou deixando esses pensamentos estúpidos me abalar.

Meu foco é evoluir, essa semana foi bem produtiva, a outra será mais ainda.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

31/12/2022, 07:45
Dia 02

Reboot seguindo com sucesso, ontem inventei de entrar no Instagram e vi uma foto de uma morena de biquíni a qual eu já fiz sexo, então começou vir flashs do dia, mas foi tranquilo eu rapidamente sai da rede social e não entrei mais, para evitar uma possível recaída.

Príncipe Sayajin gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

1/1/2023, 10:17
Dia 03

Sigo firme no reboot, não estou sentido vontade de PMO, ontem eu fiz sexo com minha namorada, foi muito bom, minha sensibilidade está voltando !

Desejo a todos aqueles que visitam meu diário um feliz ano novo que seu 2023 seja repleto de paz, amor,  e principalmente superação do vicio em P, do HOCD e de qualquer outra coisa que esteja pendente em sua vida.

Quanto ao HOCD, irei fazer uma reflexão:

Percebo que esses pensamentos vêm com forma de acusação em minha mente, nunca é eu em primeira pessoa afirmando, mas sim uma afirmação na segunda pessoa, como por exemplo  " você quer virar gay", "você olhou para aquele cara e porque você quer ficar com ele". Dessa forma, eu fico ainda mais convicto que isso é um transtorno. Por que quando é algo que eu realmente quero eu penso : "eu amo a minha namorada', "eu vou namorar ela",  "eu dou uns pega naquela menina".

Talvez isso que eu falei possa transpassar como uma besteira, mas para mim fez sentido, ainda mais depois do que eu li no livro que fala sobre autossugestões da mente, irei colocar um trecho do livro aqui.

" As emoções, ou porção de "sentimento" dos pensamentos, são o que dá vitalidade, vida e ação aos pensamentos. As emoções de fé, amor e sexo, quando misturadas a qualquer impulso de pensamento, dão a ele ação ainda maior. Todos os pensamentos que foram carregados de emoção (receberam sentimento) e misturados com fé (crença absoluta em sua capacidade) começam imediatamente a se traduzir em seu equivalente ou sua contraparte física. Porém isso é valido não apenas para impulsos de pensamentos que foram misturados com fé, mas também para qualquer emoção. Inclusive EMOÇÕES NEGATIVAS. Isto é, a mente subconsciente vai traduzir em seu equivalente físico um impulso de natureza negativa ou destrutiva tão prontamente como quando age a partir de impulsos de pensamentos de natureza positiva ou construtiva."

Onde eu quero chegar com isso,  para mim sempre foi passado a ideia de homossexualismo como algo negativo, como tabu, assim isso foi gravado mesmo que um pouquinho em meu subconsciente. Mas isso para mim era indiferente, visto que eu tinha a plena certeza da minha orientação sexual, mesmo já tento feito algumas coisas duvidosas, mas quem nunca né?! inclusive eu tinha tanta certeza da minha heterossexualidade que minha namorada e algumas outras pessoas falavam que eu não tinha masculinidade frágil.

Porém, como eu sempre fui um cara inseguro em vários aspectos da vida, chegou o dia que minha insegurança atacou em minha orientação sexual, junto a essa insegurança crenças limitantes que vieram tomadas de uma ansiedade e carga negativa tão absurda que impregnou meu subconsciente com essa ideia ridícula de homossexualismo (ridículo, para mim, visto que sou hétero, na contra quem seja, não me interprete mal). Por isso que isso está me atacando agora, porque meu subconsciente foi marcado por essa negatividade.  e como visto acima o subconsciente aprende com emoção negativa ou positiva, mas também com a repetição. Ai eu te indago, imagina se juntar a duas formas de aprendizado, que estrago não faz.

Por que eu aposto que assim como eu, você que sofre com pensamentos de hocd passou pelas mesmas situações de  carga negativa desse pensamento e a afirmações constantes, que tomava todo o seu dia,  da palavra "gay" e frases derivadas dessa palavra.    

A cada dia que passa eu vou percebendo o quão bobos são esses pensamentos,  eu tenho certeza, eu tenho fé e um desejo ardente de que em um futuro breve esses pensamentos do transtorno do HOCD  irão passar. E isto galera, desculpe se ficou grande, mas eu tinha que materializar essa reflexão, agora ela faz mais sentido ainda em minha mente.
avatar
Funes
Mensagens : 204
Data de inscrição : 16/10/2022
Idade : 30
Localização : Campinas

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

1/1/2023, 23:45
Olá, Gol D.

Primeiramente, parabéns por aceitar o propósito do reboot e si permitir ficar livre da PMO. Cada um se propõe a estar aqui pelos malefícios da P, espero profundamente que você consiga reverter tudo de mal que já lhe foi causado.

Bom, eu tenho pouco conhecimento sobre HOCD. Algo que eu posso te garantir é que não há a mínima chance de uma pessoa se tornar gay porque ela nasce gay. Desde criança você sente algo diferente pelos meninos e não pelas meninas. Somente mais tarde é que você passa a entender sobre esses sentimentos confusos, o que costuma acontecer na adolescência.

O que eu sugiro é que você se mantenha no propósito do reboot. A P muda muito nossas percepções (é real, acredite), então muitas coisas são modificadas ou desconstruídas após o reboot. Foi assim comigo e com várias pessoas, basta você ler os relatos no tópico pertinente às histórias de sucesso.

Com o reboot você terá maior clareza sobre o que se passa contigo e sua percepção do externo. Seus fetiches, desejos e preferências ficarão mais claras, já que você sentira desejo próprio, e não mais aquele desejo meramente de reproduzir o que via nos filmes adultos.

Apenas tive uma dúvida. Você consumia material gay, ok. Mas como eram esses videos? Eram de homens mais másculos, afeminados, indiferente? Voce notava a beleza ou corpos dos modelos?

GOL D. ROGER - THE KING gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

2/1/2023, 14:06
Obrigado meu amigo Funes pelo comentário !

A cada dia que passa eu percebo que realmente sou heterossexual !

O transtorno obsessivo compulsivo do tema sexualidade (HOCD) atrelado a PMO fazem estragos em nossas mentes.

Quanto a P gay,  eu assisti de fato umas  três vezes só. Uma quando eu era adolescente (curiosidade) e outras duas vezes foi depois do TOC, essas duas últimas vezes foi uma verificação do TOC, não chegou a ser um desejo de assistir. Fui verificar minha excitação a qual eu tive, mas foi sobre uma extrema ansiedade negativa e desejo de não excitação. enfim, não cheguei a notar nada, a única coisa que eu percebi que foi uma tremenda sacanagem.


Última edição por GOL D. ROGER - THE KING em 2/1/2023, 17:14, editado 1 vez(es)
GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

2/1/2023, 14:19
Dia 04

Reboot segue firmemente ! hoje eu tive uma leve vontade de ver uma mulher nua, mas não dei atenção para esses pensamentos e continuei meu dia.

Já noto algumas mudanças relativas ao reboot, as mulheres estão ficando mais lindas, estão me chamando mais atenção, isso é tão bom.

Ontem eu fui na piscina com minha namorada e ela estava tão linda. quanto a ER já estou voltando a sentir sensibilidade de novo.

Quanto o HOCD

Os pensamentos estão mais fracos, percebo agora que é só uma questão de tempo. Mas eu também não estou com pressa, tenho coisas mais importantes para planejar, quanto menos eu der ênfase a esses pensamentos, mais fraco eles irão ficar até sumir. Por isso eu estou focado em minha vida profissional, no meu crescimento pessoal, minha namorada.
avatar
Funes
Mensagens : 204
Data de inscrição : 16/10/2022
Idade : 30
Localização : Campinas

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

9/1/2023, 16:31
Olá, Gold.

Parabéns pelos quatro dias.

Você já está percebendo algo que vem com reboot: a sua percepção de beleza.

Nas produções adultas, as imagens são tratadas e editadas. Além disso, tem todo o contexto de ângulos e iluminação. Corpos perfeitos não existem e são as imperfeições que nos tornam únicos.

Então, não são as mulheres que estão mais bonitas, mas sim a sua percepção de beleza que mudou.

Com o tempo, seu humor e sua sociabilidade estarão mais aflorados, amplos. Apenas dê tempo ao tempo e aproveite a oportunidade única que você tem de ficar 2023 longe da PMO.

HOCD sumirá com o tempo, assim como os demais malefícios advindos da PMO.

Boa sorte!
GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

12/1/2023, 14:30
Boa tarde !

Estou meio sumido do fórum, por conta do que eu já postei aqui no meu diário, comecei a viver e dá importância para o que eu realmente desejo.

Estou a 14 dias sem PMO.

Irei fazer algumas considerações:

- Minha libido está se normalizando graças a Deus;
- Sexo está voltando a ser interessante;
- Sexo está começado a ser prazeroso;
-  ER que tanto me assombrava está indo embora aos poucos, mas já sinto uma diferença;
- Estou sentindo bastante vontade de transar com mulheres, principalmente com minha namorada;
- Não tenho desejo de ver P pesado, como P trans, isso não é interessante mais para mim;
- Detalhes que antes eu sentia bastante excitação está voltando, tipo ver um decote ou uma calcinha de uma bela mulher.

Tenho que confessar que ainda tenho desejos de ver uma bela mulher nua na internet (claro que pessoalmente me dá muito mais vontade), por conta da minha libido que está se normalizando. Por conta disso eu quase caí hoje, tem uma atriz que eu acho ela muito sexy e gostosa, descobri que ela tem fotos nuas , então eu acabei buscando e até entrando no site, eu vi meio de relance os seios dela, mas não esperei nenhum 1 segundo e fechei o site.  

Não irei contar como recaída, porque eu não M e nem mesmo fiquei excitado, foi muito rápido, não deu prazo.

Quanto ao HOCD:

Caras me eu sinto muito melhor, cada dia que passa eu vejo que esses pensamentos são um transtorno, não são reais.

Percebo o que alimenta eles são a ansiedade, quando estou ansioso eles ficam mais fortes. Mas minha ansiedade está praticamente zero, logo os pensamentos estão muito reduzidos, em uma escala de 0 a 100 eles estão de 4 a 2, depende do momento. Ele ataca em determinadas situações ainda, como por exemplo na academia, mas percebo que é o transtorno, porque os pensamentos veem com caras de quando hocd estava muito intenso, ou seja, o transtorno fica me testando ainda para ver se eu fico ansioso,  entretanto eu não fico, ai os pensamentos se dispersam mais rápido.

PNL tem me ajudado bastante na ansiedade, inclusive eu recomendo para quem sofre de uma ansiedade extrema.

Harvey e Luis Liebert gostam desta mensagem

Luis Liebert
Luis Liebert
Mensagens : 110
Data de inscrição : 09/10/2022
Idade : 17
Localização : "É preciso ter o caos dentro de si para gerar uma estrela dançante."

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

13/1/2023, 12:41
GOL D. ROGER - THE KING escreveu:Boa tarde !

Estou meio sumido do fórum, por conta do que eu já postei aqui no meu diário, comecei a viver e dá importância para o que eu realmente desejo.

Estou a 14 dias sem PMO.

Irei fazer algumas considerações:

- Minha libido está se normalizando graças a Deus;
- Sexo está voltando a ser interessante;
- Sexo está começado a ser prazeroso;
-  ER que tanto me assombrava está indo embora aos poucos, mas já sinto uma diferença;
- Estou sentindo bastante vontade de transar com mulheres, principalmente com minha namorada;
- Não tenho desejo de ver P pesado, como P trans, isso não é interessante mais para mim;
- Detalhes que antes eu sentia bastante excitação está voltando, tipo ver um decote ou uma calcinha de uma bela mulher.

Tenho que confessar que ainda tenho desejos de ver uma bela mulher nua na internet (claro que pessoalmente me dá muito mais vontade), por conta da minha libido que está se normalizando. Por conta disso eu quase caí hoje, tem uma atriz que eu acho ela muito sexy e gostosa, descobri que ela tem fotos nuas , então eu acabei buscando e até entrando no site, eu vi meio de relance os seios dela, mas não esperei nenhum 1 segundo e fechei o site.  

Não irei contar como recaída, porque eu não M e nem mesmo fiquei excitado, foi muito rápido, não deu prazo.

Quanto ao HOCD:

Caras me eu sinto muito melhor, cada dia que passa eu vejo que esses pensamentos são um transtorno, não são reais.

Percebo o que alimenta eles são a ansiedade, quando estou ansioso eles ficam mais fortes. Mas minha ansiedade está praticamente zero, logo os pensamentos estão muito reduzidos, em uma escala de 0 a 100 eles estão de 4 a 2, depende do momento. Ele ataca em determinadas situações ainda, como por exemplo na academia, mas percebo que é o transtorno, porque os pensamentos veem com caras de quando hocd estava muito intenso, ou seja, o transtorno fica me testando ainda para ver se eu fico ansioso,  entretanto eu não fico, ai os pensamentos se dispersam mais rápido.

PNL tem me ajudado bastante na ansiedade, inclusive eu recomendo para quem sofre de uma ansiedade extrema.

Fala Gold,beleza mano

Parabéns pelos 14 dias. Mano essa PNL,seria oq? Interessante saber que ajuda com a ansiedade.

GOL D. ROGER - THE KING gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

16/1/2023, 12:20
Bom dia !

Meu amigo Luis Liebert, perdoa -me pela demora, esse final de semana foi bem corrido para mim.

A PNL de um jeito bem simplificado é a reprogramação mental.

Por meio da PNL você reprograma sua mente das crenças limitantes que estão enraizadas em seu subconsciente, e geralmente essas crenças limitantes estão associadas a uma grande ansiedade.

Sugiro que veja um canal no youtube chamado Sam Jolen.
GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

16/1/2023, 12:27
Sexta feira eu recaí feio na PMO .

Isso me deixou ansioso e tive umas crises de HOCD nesse final de semana.

Mas não deixei me abalar, eu senti os benefícios da abstinência em poucos dias. Tenho total certeza de que quanto mais tempo eu ficar longe dessa porcaria eu terei uma vida mais satisfatória .

Essa recaída me serviu como um impulso para instalar os bloqueadores. Agora será quase impossível de eu assistir. Tenho que instalar no PC do trampo também, Lá eu não limitação de navegação.
Voiser
Voiser
Mensagens : 5
Data de inscrição : 10/01/2023

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

16/1/2023, 12:59
GOL D. ROGER - THE KING escreveu:Bom dia, boa tarde e boa noite !

Não sei a hora que você estará lendo esse diário.

Acompanho esse fórum há mais ou menos 06 (seis) meses, hoje eu resolvi criar meu diário. Tentarei ser o mais sincero possível e desde já peço desculpas caso meu diário fique muito extenso.

O meu Nick GOL D. ROGER foi escolhido porque ele é um personagem de anime muito foda, ele conquistou tudo aquilo que aspirava e qualquer coisa que tentava atrapalhar seu caminho ele lutava arduamente para conquistar o que ele almejava. Ele e encontrou e foi o dono do tesouro mais valioso do anime. E nesse momento eu me encontro como GOL D. ROGER buscando aquilo que há de mais valioso  para mim a minha heterossexualidade que foi tomada por um transtorno chamado HOCD.

Dividirei meu diário em tópicos para ficar mais fácil compreensão.

QUEM SOU EU

Sou um cara muito bonito, simpático, engraçado, politico e razoavelmente inteligente, mas que nunca reconheceu suas qualidades e sempre se sentiu inferior a outras pessoas. Com o sexo oposto foi poucas as vezes eu me senti digno, apesar de ter tido muitas experiências com mulheres, eu sempre duvidava do meu potencial com as mulheres que eu considerava fodas em beleza e na personalidade, perdendo boas oportunidades com lindas mulheres.

Sempre me considerei heterossexual, ser hetero me faz muito bem e feliz, sinto que essa é minha essência. Grande parte  das coisas que eu fiz na minha vida foi por conta das mulheres.

MINHAS EXPERIÊNCIAS COM AS MULHERES

Desde que eu me entendo por gente eu me sentia atraindo por mulheres, sempre gostei de ver uma menina pagando calcinha, quando era bem novinho, tinha lá para meus 7 ou 8 anos eu fui brincar na casa de um amiguinho e ele tinha uma irmã muito bonita e mais velha, certo dia ela foi picada por pernilongos em sua coxa e ela veio para nos  mostrar  o quão vermelho e alto estava o calombo causado pela picada, ela me disse olha e passa a mão para você ver, no momento em que olhei e passei e a mão eu senti algo diferente, senti atração, de forma que eu comecei a reparar em suas pernas e até deixei de brincar um pouquinho com meu amigo para poder ficar perto dela.

Minha primeira paixão foi  com meus 10 para 12 anos, eu achava ela muito bonita, toda oportunidade que eu tinha eu chegava perto dela, ela era da minha salinha. Na hora de ir embora para casa ela fazia o mesmo caminho, a casa dela era antes da minha, e toda vez que eu deixava ela em casa eu fantasiava de eu subindo para casa dela com ela e dando uns beijos e vivendo uma verdadeira paixão. Mas nunca aconteceu nada entre eu e ela, depois disto nos mudamos de escola e minha paixão acabou.

Na nova escola eu já tinha uns 13 para 14 anos, nessa época eu perdi meu BV, não foi algo surreal, foi bom, mas a menina era feia e não era a menina que eu queria. Nessa época eu fiquei super empolgado para estudar nessa escola, visto que havia várias meninas mais velhas e mais bonitas que na escolinha anterior, achava isso o máximo. Na turma nova em que estava, eu conheci uma menina que eu encantei a primeira vista, achei ela tão linda que eu comecei a trocar mensagens com ela doido para beija-la, mas não deu certo, depois de várias tentativas, não deu certo.

com 14 anos eu tive a primeira viagem com a escola, nos fomos para piscina em outra cidade, eu fiquei super empolgado, por que eu iria ver as meninas de biquini, lembro-me até acho das cor do biquini e das meninas que eu achei mais gostosas. na volta dessa viagem,  eu sentei perto de uma menina e nos começamos a conversar e tals, eu e ela estava bem atraindo um pelo outro, em determinado momento a nossa conversar acabou e começamos a trocar caricias um com outro, foi algo incrível, eu fiquei MUITO excitado, teve um momento em que nos ficamos de mãos dadas um com outro e aquilo me deu um emoção muito grande em todo meu corpo, principalmente no peito e me senti apaixonado por ela, fui para beija-la, porém, não deu certo ela estava com vergonha. Assim a primeira coisa que eu fiz quando eu cheguei em casa foi mandar aquela música " a gente nem ficou"  do Jorge e Mateus para ela. depois disto eu tive outras paixão de passar a noite acordado pensado nela e escutando as músicas do Jorge e Mateus.

Com essa mesma faixa de idade eu comecei a ter brincadeiras sexuais com minha prima, eu achava aquilo muito bom, serio mesmo, mas eu só podia toca-la eu ela não deixava eu ver a vagina dela. NÃO ME ORGULHO DISTO, esperava minha prima ir dormir para eu poder toca-la e ver a vagina dela, quando eu vi a vagina eu senti um tesão absurdo, achei tão bom, cheguei a fazer um sexo oral nela e me masturbar, naquela noite eu gozei umas 05 vezes seguidas, foi muito bom. IREI ser bem sincero, nessa mesma época eu tive uma experiência homossexual com meu primo também, não teve troca-troca, foi mais uma amostragem mesmo, iniciada por mim, mas achei aquilo estranho depois e eu preferia brincar com minha prima mesmo, era mais legal, quando criança também tive uma experiência homo com meu amiguinho, não sei o porque.

Quando eu entrei no ensino médio eu tive outras experiências sexuais com mulheres mais velhas, lembro que quando eu vi outra vagina, além da minha prima, foi incrível, senti um tesão absurdo, quando fiz um sexo oral nela, foi algo fenomenal, tanto que eu nem fazia muita questão que ela fizesse algo mim, meu negocio era fazer nela mesmo. Acabei ganhando um sexo oral também, mas não senti muita coisa (os efeitos da PMO já estavam em minha vida e nem percebia, a ER já estava tomando conta de mim), no outro dia só de lembrar do momento com ela eu já ficava super excitado e nem precisa de P para me M.

No ensino médio eu conheci uma menina muito linda, gostosa e sexy que comecei a ficar serio com ela, lembro que quando eu fui na casa dela nos fomos no supermercado e só de eu andar de mãos dadas com ela eu já ficava excitado, era muito bom.

No meu ultimo ano do ensino médio eu  me interessei em uma menina que eu achava bonita e gente boa, começamos a conversar o nosso papo foi incrível sabe.., quando eu fui beijar ela pela primeira vez foi tão bom, o tempo parecia que tinha parado, quando acabamos eu não conseguia esconder minha felicidade.
tive outras experiências com mulheres que eu considerei boas também, mas não irei falar de todas, mas esse meu último no ensino médio foi incrível, eu era conhecido por todos, fiquei com várias meninas, saudades desse tempo.

Meu primeiro namoro, foi algo surreal, eu senti uma PAIXÃO absurda, ela era incrível, o beijo dela era viciante, o cheiro do seu perfume, o toque dela, a sua voz em meu ouvido, foi tudo muito BOM, mas infelizmente foi cheio de altos e baixos também,  sofri muito, muito mesmo, foi algo bom demais não queria perde-la, eu era muito inseguro também,  pensei que nunca mais iria ter aquilo  foi primeira mulher que eu amei, sofri tanto que eu dei até toc de relacionamento, hoje conversando com meu psicólogo eu pude entender isso.

Depois disto eu perdi minha virgindade, eu colocava tanta expectativa no sexo com um mulher, deitava-me imaginando transando com uma linda mulher. Mas quando eu transei não foi bom eu não conseguia gozar, nem no sexo oral e nem no sexo, eu tinha ER e nem sabia, no começo eu achei bacana, me senti o rei kkk, tinha um medo absurdo de gozar rápido na mão de uma mulher também.

Na minha segunda transa com uma mulher, foi a mesma coisa..

na minha terceira transa foi com minha atual namorada, irei falar um pouco dela.., ela é uma mulher incrível, eu sempre quis ficar ela, mas tinha medo de chegar nela, até que um dia eu liguei o foda-se e cheguei nela e deu certo, eu não senti a mesma paixão que na primeira vez, mas foi incrível também, a minha conexão com ela e muito boa, ontem, eu acordei com uma vontade enorme de esta abraçado com ela,  eu tenho muita vontade de casar com ela, só de falar dela nesse momento eu já estou sorrindo.  nosso papo e muito bom, ela é muito sexy também, é gostosa, as coisas com ela sempre foi muito excitante, mas eu tinha dificuldade de gozar, ela não fazia a pressão que eu fazia no pênis. Na transa eu podia durar horas, não achava isso legal mais, eu só queria gozar gostoso com minha mulher.

Ai que as coisas começaram a piorar para mim.

MEU VICIO EM PMO E MINHA ESCALADA

Não sei com que idade que eu comecei a ver P, mas foi bem cedo, eu lembro que eu vi o P no celular de um amigo da família, aquilo foi um explosão de excitação para mim. Depois disto eu achei meu santo grau. abria várias abas com vários tipos de mulheres diferente, gostava de P hetero, lésbico, ménage um cara e duas mulheres, mulher se exibindo, solo via demais no Twitter, gostava ver vídeos de homens com pau grande transando com as mulheres também, eu meio que me colocava no lugar do cara e  achava que a mulher sentia mais prazer também.

Quando adolescente, não irei mentir, eu sem querer vi um P gay,  me masturbei para aquilo, quando acabei eu me senti estranho, deslocado, que aquilo era errado, não errado por ser gay, mas errado pq não era aquilo que era minha essência. eu também na adolescência tive umas fantasias gay quando me masturbei, mas foi pouquissimas tipo 0,5 % das minhas fantasias.  

Eu me masturbava religiosamente todo dia, era difícil um dia que eu não me M, usava o porno com forma de potencializar minhas fantasias também, sempre pesquisava mulheres que se pareciam com mulheres que eu estava interessado na vida real.

Mas tudo isso foi ficando batido em minha mente.  após várias sessões de peitos e vaginas, meu cérebro enjoou, comecei a procurar P mais pesados, como os de travestis, aquele tipo de P me excitava. comecei com travesti e uma mulher, na minha mente aquilo era duas mulheres, depois um homem e travesti e assim foi.., mas toda vez que eu acaba a sessão de PMO eu me sentia mal, enojado..

Depois de várias sessões, desse PMO eu comecei a me questionar o porque eu não conseguia parar de ver aquele tipo P. até que um dia eu me questionei, e falei bem assim, se eu não sinto prazer com mulheres e pq eu sou gay ?após isso fui me testar, coloquei a foto de várias vaginas e não obtive nenhuma ereção, coloquei a foto de um travesti, ereção full. dali por diante eu estou sendo infernizado pelo um sintoma chamado HOCD.

hoje faz 39 dias que eu estou melhor, a cada dia que passa eu me sinto melhor, sinto menos ansiedade quando vou nos lugares ou nem sinto ansiedade. tenho vários pensamentos ainda do HOCD, espero que seja só questão de tempo para eles passarem. ele acontece com pessoas que eu tenho alguma admiração ou apreço e também com pessoas aleatórias que eu vi alguma característica que eu achei bacana ou bonita.

sinceridade, tenho um pouco de receio de ter sido hetero por conta da pornografia, tenho medo de largar e nunca mais poder sentir tesão ou apreciar uma bela mulher e seu corpo.. Mas penso por outro lado também, P pode mexer na sexualidade e não na essência, e eu tenho certeza que já me apaixonei e amei essas mulheres. em toda minha vida mulheres teve presente em minha vida e fantasias, adorava me imaginar em um romance com uma linda mulher (geralmente uma amiga que eu tinha vontade de dar uns pega), quando eu sonhava que estava quase fazendo sexo com uma amiga minha e acordava no finalmente, eu fazia questão de dormir de novo para eu terminar o que tinha começado nos sonhos.

Gostaria que algum amigo forumeiro, comentasse em meu diário.

Sua história parece com a minha, não tive progressão para P. Homo porque sempre tive medo de colher consequências mais graves. Entretanto, também tive uma escalada muito forte para P. Lesbo, orgias Lesbo e alguns vídeos violentos que não iriam de acordo com os meus princípios. A questão é que com o passar do tempo o conteúdo / categoria vai ficando mais fraco muitas das vezes, passa horas e horas procurando a posição, vídeo, situação perfeita para chegar no CLIMAX. O problema é que estamos tão acostumados com a explosão de dopamina devido aos vídeos surreais aliado a uma pressão muito grande que fazemos no pên.. que quando vamos fazer o Se. de fato não conseguimos chegar no orgas. Estou lendo vários livros sobre vício P. e digo P. é uma das piores drogas que existem no MUNDO ! Começa-se muito cedo (enquanto o cérebro esta em desenvolvimento) e na maioria das vezes é levado para o cemitério junto com sua vítima.

GOL D. ROGER - THE KING gosta desta mensagem

GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

18/1/2023, 07:46
Olá meu amigo Voiser !

Realmente irmão, essa explosão de dopamina aliada a excessiva pressão nos atrapalha muito no sexo.
GOL D. ROGER - THE KING
GOL D. ROGER - THE KING
Mensagens : 47
Data de inscrição : 24/08/2022
Idade : 21

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

18/1/2023, 07:47
4º dia sem PMO !

Seguindo firme, após a instalação dos bloqueadores, estou mais confiante de que concluirei o Reboot direito.

Joe.FierceFighter gosta desta mensagem

avatar
Joe.FierceFighter
Mensagens : 44
Data de inscrição : 05/12/2022

Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD  Empty Re: Diário do GOL D. ROGER - ER, DESSENSIBILIZAÇÃO E HOCD

18/1/2023, 15:46
GOL D. ROGER - THE KING escreveu:4º dia sem PMO !

Seguindo firme, após a instalação dos bloqueadores, estou mais confiante de que concluirei o Reboot direito.
É esse o caminho. Só um adendo, cuidado com os substitutos da pornografia, pois mesmo com os bloqueadores, ainda existem aqueles vídeos com teor erótico por aí. Se seguir se mantendo distante de todo os estímulos, é sucesso certo.

GOL D. ROGER - THE KING gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos