Como cheguei ao fundo do poço

+31
maverick
Vimes
Juan Diego de Guadalupe
Gabriel Biel
Mr. Wayne
Blpr
Abel Abreu
sauro10
Thunder01
dimbooter
Bolseiro_carioca
Aiolia de Leão
O_Peregrino_Cristão_
peregrino2017
couto94
Liberdade
DECIDIDO30
Antônio71
Atirador Nordestino
Boudreaux
Broda
Stone
Pirata Feio
Nada me domina
Bender Rodriguez
Marcelo37
Gladiator
Texugo
Sobrevivente
M.V
Toguro
35 participantes
Ir para baixo
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

12/5/2016, 17:56
Conforme o prometido deixo o meu relato .

Hoje acordei bem mas ontem me senti ansioso o dia todo e diferentemente do que ocorreu na 1ª tentativa séria que tive de iniciar o reboot, fiquei com muito tesão à toa. Muitos pensamentos me vinham a cabeça e cheguei a sentir uma dorzinha no abdômen e no escroto que alguns depoimentos no livro e no fórum se referem. Tive que me deitar ao chegar do trabalho e tomar remédio pra dor para suportar mas a idéia é resistir e continuar resistindo. Quanto a minha socialização tenho saído bastante. Antes, meu intuito principal era "sair pra pegar mulher". Hoje é o de apenas me divertir e para isso só vou a lugares que me dão prazer e onde eu possa pôr em prática o que venho aprendendo com as aulas de dança. Eu já era confiante antes mas agora me sinto muito mais. Inclusive para escolher as mulheres com quem fico tenho sido mais seletivo. Ainda não me sinto confiante para fazer sexo sem usar o remédio. Nessa nossa tentativa de reboot ainda não fiz sexo mas não vou fazer o reboot em modo hard. Tenho me distanciado do sexo vazio e quando ocorrer - ainda que casualmente - será melhor selecionado. Minha intenção não é substituir uma compulsão por outra. Agora o que mais desejo é voltar a estudar como já estudei antes. Dos relatos que li, muitos afirmaram que houve melhoras significativas na memória e no foco. E não cheguei nesse estágio ainda. Mas tenho certeza que chegarei.

_______________________________________
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

13/5/2016, 00:31
Thunder01 escreveu:Conforme o prometido deixo o meu relato .

Hoje acordei bem mas ontem me senti ansioso o dia todo e diferentemente do que ocorreu na 1ª tentativa séria que tive de iniciar o reboot, fiquei com muito tesão à toa. Muitos pensamentos me vinham a cabeça e cheguei a sentir uma dorzinha no abdômen e no escroto que alguns depoimentos no livro e no fórum se referem. Tive que me deitar ao chegar do trabalho e tomar remédio pra dor para suportar mas a idéia é resistir e continuar resistindo. Quanto a minha socialização tenho saído bastante. Antes, meu intuito principal era "sair pra pegar mulher". Hoje é o de apenas me divertir e para isso só vou a lugares que me dão prazer e onde eu possa pôr em prática o que venho aprendendo com as aulas de dança. Eu já era confiante antes mas agora me sinto muito mais. Inclusive para escolher as mulheres com quem fico tenho sido mais seletivo. Ainda não me sinto confiante para fazer sexo sem usar o remédio. Nessa nossa tentativa de reboot ainda não fiz sexo mas não vou fazer o reboot em modo hard. Tenho me distanciado do sexo vazio e quando ocorrer - ainda que casualmente - será melhor selecionado. Minha intenção não é substituir uma compulsão por outra. Agora o que mais desejo é voltar a estudar como já estudei antes. Dos relatos que li, muitos afirmaram que houve melhoras significativas na memória e no foco. E não cheguei nesse estágio ainda. Mas tenho certeza que chegarei.

Após 30 dias, muitos benefícios irão ocorrer.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


DECIDIDO30
DECIDIDO30
Mensagens : 173
Data de inscrição : 04/05/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

13/5/2016, 07:40
Legal Thunder1, fico feliz que está caminhando e focado em fazer o reboot. Sucessos amigo.

_______________________________________
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

22/5/2016, 15:39
Olá pessoal!

Me ausentei um pouco do fórum em função da minha internet que esteve fora do ar por vários dias e também não dá para acessar o fórum no trabalho.
Nessa semana senti muito mais energia para fazer atividades físicas e aquilo que eu sempre quis: estudar.
Ainda não tenho o foco afiado mas tive uma melhora considerável com o reboot.
No campo sexual, minha libido alterna entre sumiço e tesão total.
E nos momentos de tesão ainda está muuuuuuuito dificil lidar com a ansiedade. Tenho procurado me exercitar, ouvir músicas ou tocar meu violão quando a vontade de PMO aperta.
Boa semana à todos!

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

22/5/2016, 16:17
Thunder01 escreveu:Olá pessoal!

Me ausentei um pouco do fórum em função da minha internet que esteve fora do ar por vários dias e também não dá para acessar o fórum no trabalho.
Nessa semana senti muito mais energia para fazer atividades físicas e aquilo que eu sempre quis: estudar.
Ainda não tenho o foco afiado mas tive uma melhora considerável com o reboot.
No campo sexual, minha libido alterna entre sumiço e tesão total.
E nos momentos de tesão ainda está muuuuuuuito dificil lidar com a ansiedade. Tenho procurado me exercitar, ouvir músicas ou tocar meu violão quando a vontade de PMO aperta.
Boa semana à todos!

Valeu. Procure reler o ebook e re-assistir aos vídeos do Gary Wilson para fortificar seus conhecimentos teórico-práticos sobre este vício.
avatar
Liberdade
Mensagens : 41
Data de inscrição : 05/05/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

22/5/2016, 17:47
Força aí, Thunder! Também tenho momentos de ansiedade e nessas horas de armadilha parece que deixamos de raciocinar sobre todo o processo de recuperação e a única saída é a PMO e afins. Creio que seja nessas horas que devemos fazer algo, sair de casa, fazer algo produtivo, mesmo que não tenhamos vontade. Para quem é religioso, por exemplo, é nessas horas que devemos pedir auxílio na fé de cada um. Superando esses momentos é que nos fortaleceremos!

_______________________________________
Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Img?u=5798509936640000
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

23/5/2016, 16:57
[quote="Liberdade"]  Força aí, Thunder! Também tenho momentos de ansiedade e nessas horas de armadilha parece que deixamos de raciocinar sobre todo o processo de recuperação e a única saída é a PMO e afins. Creio que seja nessas horas que devemos fazer algo, sair de casa, fazer algo produtivo, mesmo que não tenhamos vontade. Para quem é religioso, por exemplo, é nessas horas que devemos pedir auxílio na fé de cada um. Superando esses momentos é que nos fortaleceremos![/qu
uote]

Com Certeza Cara! Tenho usado desses artifícios para me libertar e pensar em outras coisas.

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

24/5/2016, 01:35
Thunder01 escreveu:
Liberdade escreveu:  Força aí, Thunder! Também tenho momentos de ansiedade e nessas horas de armadilha parece que deixamos de raciocinar sobre todo o processo de recuperação e a única saída é a PMO e afins. Creio que seja nessas horas que devemos fazer algo, sair de casa, fazer algo produtivo, mesmo que não tenhamos vontade. Para quem é religioso, por exemplo, é nessas horas que devemos pedir auxílio na fé de cada um. Superando esses momentos é que nos fortaleceremos![/qu
uote]

Com Certeza Cara! Tenho usado desses artifícios para me libertar e pensar em outras coisas.

Como eu ouvi um rebooter dizendo ´´se eu recair, já me levanto fazendo flexões´´. Exercícios físicos, especialmente musculação, são uma das melhores atividades extra-net possíveis.
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

24/5/2016, 20:24
Bom. Quando zerei meu contador esqueci de por um objetivo. Agora zerei novamente para fazer blocos de 30 dias. Obviamente o terceiro é o final do reboot mas para nós viciados, ele é apenas uma etapa - e que grande etapa - do caminho que temos que trilhar. Deixarei para relatar os efeitos nos próximos comentários. Até.

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

24/5/2016, 22:33
Thunder01 escreveu:Bom. Quando zerei meu contador esqueci de por um objetivo. Agora zerei novamente para fazer blocos de 30 dias. Obviamente o terceiro é o final do reboot mas para nós viciados, ele é apenas uma etapa - e que grande etapa - do caminho que temos que trilhar. Deixarei para relatar os efeitos nos próximos comentários. Até.

E aí, Thunder. Quais atividades extra-net vem realizando?
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

27/5/2016, 19:41
Canaã escreveu:
Thunder01 escreveu:Bom. Quando zerei meu contador esqueci de por um objetivo. Agora zerei novamente para fazer blocos de 30 dias. Obviamente o terceiro é o final do reboot mas para nós viciados, ele é apenas uma etapa - e que grande etapa - do caminho que temos que trilhar. Deixarei para relatar os efeitos nos próximos comentários. Até.

E aí, Thunder. Quais atividades extra-net vem realizando?

Bom Canaã, respondendo a tua pergunta, tenho feito praticamente tudo que o livro recomenda para que nos afastemos da PMO.
Antes de mais nada, quero esclarecer - sem falsas modéstias - que, já sou um cara confiante, tenho um corpo atlético, sou atraente e não tenho problemas com seduzir mulheres. Talvez alguém que leia isso esteja se perguntando, que diabos você tá fazendo aqui? Resposta simples meu camarada: vício! O vício me levou a um estado onde eu me recusava a acreditar - e ainda luto contra isso - em conexões verdadeiras, me fazendo me afastar cada vez mais de tudo: da minha família, não consigo me conectar de verdade com nenhuma mulher pois só faço sexo e me sinto mais incompleto do que nunca! Claro que o reboot tem me ajudado a mudar de perspectiva mas tenho outras mudanças a por em prática ainda. Falarei mais sobre isso mais pra frente.
Quanto as atividades, tenho feito aulas de dança - samba de gafieira-, e apesar da minha parceira ser muito gostosa, não tenho nada com ela, tampouco sinto desejo por ela. E por falar em desejo, minha flatline tá foda, tá acabando comigo. Não sinto desejo sexual, muito menos desejo de estar com nenhuma mulher. Às vezes me bate uma fissura e eu quero sexo, mas logo passa. O fato de estar aprendendo a dançar tem me tornado mais confiante do que já sou e já consigo sair sem pensar em conquistar mais uma pra transar e sim apenas dançar e me divertir. Tenho me exercitado bastante. Sempre me exercitei, mas agora to levando mais a sério os treinos e acredito que desse jeito perderei aqueles quilinhos a mais que tanto desejei perder. No campo intelectual, confesso estar deixando a desejar. Gostaria de poder estudar mais, mas meu poder de concentração ainda não mudou muito. Talvez eu seja um daqueles casos que precisa de um looooooongo tempo para sentir mais mudanças. Acho que é isso.

_______________________________________
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

27/5/2016, 19:50
As mudanças são lendas, mas acontecem. Depois dos 90 dias, aí a gente sente muita coisa boa.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Antônio71
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1141
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 50

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

27/5/2016, 20:45
Parabéns, Thunder, pela sua determinação! Não se preocupe, foco e concentração vão voltar é só uma questão de tempo e paciência. Um abração:Antônio

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

28/5/2016, 00:44
Legal que está buscando as conexões afetivas-emocionais. Existe a PMO, mas também existe a PMO da vida real e está causa mais estragos, pois mexe com o emocional das pessoas.

Eu, em 2013, não lia mais nada. Comecei lendo a Bíblia, evolui para ler sites de pesquisa na net, a faculdade voltou, etc. Hoje até curso em EAD (distância estou fazendo). O negócio é começar a ler. Posso dar uma dica:

Na Bíblia, o livro de Provérbios tem 31 provérbios. Um para cada dia do mês. Que tal ler um por dia e criar esse hábito. Tipo, hoje é dia 28, então você pode ler o 28 e assim, por diante.

Grande abraço.
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

31/5/2016, 18:11
Canaã escreveu:Legal que está buscando as conexões afetivas-emocionais. Existe a PMO, mas também existe a PMO da vida real e está causa mais estragos, pois mexe com o emocional das pessoas.

Eu, em 2013, não lia mais nada. Comecei lendo a Bíblia, evolui para ler sites de pesquisa na net, a faculdade voltou, etc. Hoje até curso em EAD (distância estou fazendo). O negócio é começar a ler. Posso dar uma dica:

Na Bíblia, o livro de Provérbios tem 31 provérbios. Um para cada dia do mês. Que tal ler um por dia e criar esse hábito. Tipo, hoje é dia 28, então você pode ler o 28 e assim, por diante.

Grande abraço.

Falou camarada! Obrigado pela sugestão. Entretanto não tenho religião e nada contra quem a tenha mas estou buscando outras leituras que visam meu desenvolvimento pessoal, como Mário Sérgio Cortella, Anthony Hopkins, e Dale Carnegie. Todos os dias leio um pouquinho e tento introjetar o conhecimento aplicando. Tem sido muito bom.

Nesses últimos dias senti minha ansiedade em relação ao PMO diminuir bastante. Porém ainda me encontro num carrossel emocional, até mesmo em relação a libido. Tive a oportunidade de fazer sexo ontem com uma antiga conhecida e pelo receio de não ter uma ereção completa tomei um remédio para DE. Mas senti que a relação sexual não foi satisfatória para mim. Acho que poderia ter sido melhor. Mas enfim, a mulher não reclamou e disse que gostou. O curioso é que esses encontros casuais funcionam como paliativo no desejo por PMO. Então estou tendo o cuidado de não substituir uma compulsão por outra. Por isso, estou limitando esse tipo de relação. Na verdade, só faço com aquelas com quem tenho uma certa afinidade. Isso me ajuda a me conectar com minhas emoções eu acho, ou estaria eu enganado?
Também sei que a carência que sinto no momento por estar no reboot, podem me levar a agir de maneira descontrolada. Algo como me apaixonar cegamente por alguém e ser maltratado pelo fato da mulher não estar tão interessada assim é um pensamento que me chateia muito pela fragilidade em que me encontro. Isso já aconteceu comigo umas 3 vezes e foi horrível. A postura de negação também, não é boa para ninguém. Tipo começar a se perceber envolvido por alguém e tentar "travar" ou mesmo sentir raiva. A postura que comecei a adotar foi a proposta pela meditação. Funciona como uma cachoeira. Os sentimentos vêm, nos não rejeitamos nada e, ao invés, os observamos, os analisamos, e deixamos que eles fluem. Isso nos torna mais conscientes porque passamos a nos questionar mais ao fazermos perguntas a nós mesmos e respondermos sinceramente. Perguntas como: "Por que a presença dessa pessoa me incomoda tanto? Por que gosto dessa mulher? Quais são as características que me fazem me sentir atraído por ela? Por que estou sentindo raiva dessa pessoa? Embora eu esteja me limitando a instância da sedução, esse pensamento pode ser utilizado em todas as instâncias da vida. Fica como sugestão minha aos colegas. Aliás também tenho lido muita coisa sobre sedução e filtrado o que apreendo e absorvo, para me ajudar nesse processo de conscientização.

_______________________________________
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

15/6/2016, 21:45
Bom. Não quero falar muito. Zerei meu contador porque caí em tentação devido a problemas no meu pc. Vou falar mais depois que a raiva passar.

_______________________________________
couto94
couto94
Mensagens : 1080
Data de inscrição : 10/08/2015

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

15/6/2016, 21:49
Forcas ae cara. Esse momento e ruim mesmo. Depois de um reset, as vezes ficava com raiva tbm. Mas devemo passar por isto e seguir em frente.
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Recomeçar o Reboot com força total!

28/8/2016, 19:04
É amigos, eu tentei por várias vezes o reboot e falhei...
Minha história já foi relatada aqui e venho tentado o reboot desde o início desse ano sem sucesso. Confesso que fui muito cara de pau em todas vezes que caí pois procurei a masturbação e até sexo pago deliberadamente. Admiro imensamente aqueles que possuem a força interna em não só começar, mas também em continuar com a processo de abstinência. Não foi nada fácil para mim. As crises de ansiedade eram extremamente fortes. Tão fortes que em algumas noites tive insônias, durante o dia meu corpo tremia e eu suava frio, inclusive no trabalho. Algumas pessoas chegaram a me perguntar se eu estava passando mal. Acho que essa intensidade toda se deve ao meu estilo de vida solitário. Moro sozinho e apesar de ter sido casado, atualmente não tenho namorada. Sou viciado em sexo casual e pornografia pesada. E põe pesada nisso. Já cheguei a gastar metade do meu salário de um mês em chats sexuais na net. Somente agora eu estou tendo problemas com ereção e ejaculação precoce. Se eu tivesse continuado com o reboot, hoje eu estaria no 73º dia...
Mas a beleza da vida é que a gente pode recomeçar e sem mais delongas estou reiniciando o reboot e já reinstalei os bloqueadores no meu PC. Vou tentar relatar como me sinto em relação ao programa todos os dias ate o 30º como nos recomenda o Toguro, um cara que me ajudou bastante no passado com seus conselhos.
Até mais galera! Me desejem força!!!

_______________________________________
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

28/8/2016, 19:22
Ah! Outra coisa! A quem interessar, minha história completa está relatada no tópico "Como cheguei ao fundo do poço".  Segue aqui em baixo

Aos companheiros Bom dia! Venho através deste relato demonstrar o quanto o vício em pornografia pode ser prejudicial à vida de um homem. O que venho lhes contar é muito sério. Peço desculpas antecipadamente se por acaso o relato se tornar muito extenso.

Tenho 32 anos e iniciei minha jornada com a masturbação aos 13. Sempre fui um adolescente tímido e magrinho. Nessa época, meu traquejo com as mulheres era péssimo e sempre recorria a masturbação como forma de aplacar a solidão. Com o tempo, essa se tornou minha vida: estudos, estudos e no fim, masturbação.

A masturbação tem o incrível poder de aos poucos aumentar seus fetiches. Então, aos 17 anos, ainda sem pegar ninguém, comecei a sair com prostitutas – eu já trabalhava e portanto tinha dinheiro para pagá-las, inclusive perdi a virgindade com uma. Nada contra. Entretanto, é uma relação comercial, artificial.

Como forma de melhorar, comecei a estudar por conta própria várias técnicas de sedução com material espalhado pela net. Comprei livros e li fóruns. Passei a malhar intensamente e tornei-me bem mais atraente aos olhos femininos. Entretanto, o vício ainda estava lá.

Por conta do meu trabalho fui transferido algumas vezes para cidades onde não conhecia ninguém. Um otimista encararia essa situação como uma oportunidade ímpar de conhecer novas pessoas. Porém, aos 22 anos e ainda muito tímido, intensifiquei meu vício.

É óbvio que saí com algumas garotas, mas depois do sexo, a vontade era simplesmente de sumir do lado delas ou que de que elas sumissem. Lembro de ficar me perguntando se eu era gay por isso.

Aos 24 anos me casei com uma morena linda. Fomos casados durante 4 anos. Nos 2 primeiros anos eu conseguia manter uma rotina sexual com ela e alimentar o meu vício. Acontece que não consegui sustentar essa situação pois minha libido foi diminuindo com o tempo. Passei então a me masturbar mais e deixar de lado minha esposa. Como eu trabalhava meio período, enfrentava maratonas cada vez mais intensas de masturbação, com fetiches cada vez mais estranhos. Minha ex-esposa não suportou a situação e começou a me trair – sem que eu soubesse – rotineiramente. No terceiro ano de casamento, conversei com ela sobre o meu vício para obter ajuda e, como ela era nova e não tinha maturidade para lidar com a situação, ela não só não quis entender, como também me ridicularizou e disse às amigas que o próprio marido preferia “bater punheta do que comê-la”. Descobri as traições no fim do terceiro ano. Por mais incrível que possa parecer eu não a traia fisicamente. Isso só foi acontecer no último ano de casamento, quando tudo era um inferno e para encurtar, no quarto ano nos separamos.

No processo de separação cheguei ao fundo do poço: me masturbava até 6h por dia, quantas vezes desse (5, 6, 7 ou mais), minhas ereções eram incompletas e tive que tomar remédios para mantê-las. Via, e ainda vejo, pornografia pesada. Saí com uma travesti uma vez e luto até hoje com o desejo que tenho de continuar saindo. Foi aí que me dei conta de que eu precisava de ajuda, pois sabia do problema, já havia tentado parar, mas não tinha forças para conseguir. Fui a psicólogos, um disse que punheta é coisa de adolescente e o outro que eu tinha que me masturbar mesmo para “manter minha libido” e procurei ajuda religiosa para superar o problema mas foi tudo em vão. Tive outras namoradas mas meu desejo sexual atual é pífio perto do que um dia já foi e continuo me masturbando compulsivamente. Sad Sad Sad
Foi aí que pesquisando, achei esse blog e o livro. Vi o vídeo do Gary Wilson e mais alguns outros. Fiquei muito interessado, especialmente após ler os relatos das pessoas sobre o período pós-vício, Nunca contei meu caso a ninguém, afinal como explicar racionalmente que apesar da minha boa aparência e de atrair facilmente várias mulheres, não consigo ter desejo nas minhas relações sexuais. Que dependo de remédios para ter ereções completas. Que tenho fetiches estranhos que incluem travestis, gays, pancadaria e urina...

Quero me libertar disso. Quero deixar de procrastinar e me envolver em meus projetos, coisa que o tempo e a energia que gasto com a masturbação não permitem. Quero alinhar minha moral à minha sexualidade e eliminar esses fetiches estranhos da minha vida. Quero voltar a ter potência sexual e sensibilidade no prazer. Hoje sei que isso é possível e nesse dia,08 de janeiro de 2016, me comprometo a “encarar” o programa dos 90 dias. Me livrei de toda a pornografia física que tinha. Infelizmente, tentei de várias maneiras bloquear a pornografia na net aqui em casa, não pude ainda pelo OPEN DNS, mas vou tentar por outros caminhos. Estou me socializando mais: me inscrevi num curso de dança e participarei dos bailes, pretendo trabalhar em alguma atividade beneficente por aqui na minha cidade, passei a meditar todos os dias e desejo me reconciliar com a minha espiritualidade. Sei que por tudo que passei enfrentarei uma flat line poderosa mas estou pronto para encará-la.

Aos amigos, espero que se inspirem a iniciar o processo de “cura” após lerem meu relato e me dêem forças para que eu consiga resistir aos sintomas da abstinência: ansiedade, carência extrema, nervosismo, etc. Irei relatar meu progresso aos poucos por aqui e especialmente, quando irá ocorrer a restauração.


Atenciosamente,
Thunder01.

_______________________________________
peregrino2017
peregrino2017
Mensagens : 112
Data de inscrição : 09/08/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

28/8/2016, 20:27
Seja bem-vindo Thunder! Aqui tem muita gente fera e solidária que com certeza vão te ajudar muito.

Boa sorte nessa nova tentativa! Que Deus te abençoe!

_______________________________________
[Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Img?u=5361709447380992
avatar
O_Peregrino_Cristão_
Mensagens : 62
Data de inscrição : 07/08/2016
Idade : 36

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

28/8/2016, 22:12
Thunder01 escreveu:É amigos, eu tentei por várias vezes o reboot e falhei...
Minha história já foi relatada aqui e venho tentado o reboot desde o início desse ano sem sucesso. Confesso que fui muito cara de pau em todas vezes que caí pois procurei a masturbação e até sexo pago deliberadamente. Admiro imensamente aqueles que possuem a força interna em não só começar, mas também em continuar com a processo de abstinência. Não foi nada fácil para mim. As crises de ansiedade eram extremamente fortes. Tão fortes que em algumas noites tive insônias, durante o dia meu corpo tremia e eu suava frio, inclusive no trabalho. Algumas pessoas chegaram a me perguntar se eu estava passando mal. Acho que essa intensidade toda se deve ao meu estilo de vida solitário. Moro sozinho e apesar de ter sido casado, atualmente não tenho namorada. Sou viciado em sexo casual e pornografia pesada. E põe pesada nisso. Já cheguei a gastar metade do meu salário de um mês em chats sexuais na net.  Somente agora eu estou tendo problemas com ereção e ejaculação precoce. Se eu tivesse continuado com o reboot, hoje eu estaria no 73º dia...
Mas a beleza da vida é que a gente pode recomeçar e sem mais delongas estou reiniciando o reboot e já reinstalei os bloqueadores no meu PC. Vou tentar relatar como me sinto em relação ao programa todos os dias ate o 30º como nos recomenda o Toguro, um cara que me ajudou bastante no passado com seus conselhos.
Até mais galera! Me desejem força!!!

Cara, não desista. O mais importante é você reconhecer que não está bem, mas que irá melhorar. Tenta ter um encontro com Deus, eu também quando me afastei de Deus, buscava prazer em toda coisa, mulher, M e P direto, sem controle. Até depois de voltar pra Deus continuei, mas já vendo que não dava pra fazer as duas coisas. 'Existe um vazio em nós do tamanho de Deus' Não tente preenchê-lo com qualquer outra coisa. Abraço boa sorte!

_______________________________________
Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Img?u=6177456344006656



Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Img?u=6195657341665280
Thunder01
Thunder01
Mensagens : 74
Data de inscrição : 06/01/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

28/8/2016, 22:42
O_Peregrino_Cristão_ escreveu:
Thunder01 escreveu:É amigos, eu tentei por várias vezes o reboot e falhei...
Minha história já foi relatada aqui e venho tentado o reboot desde o início desse ano sem sucesso. Confesso que fui muito cara de pau em todas vezes que caí pois procurei a masturbação e até sexo pago deliberadamente. Admiro imensamente aqueles que possuem a força interna em não só começar, mas também em continuar com a processo de abstinência. Não foi nada fácil para mim. As crises de ansiedade eram extremamente fortes. Tão fortes que em algumas noites tive insônias, durante o dia meu corpo tremia e eu suava frio, inclusive no trabalho. Algumas pessoas chegaram a me perguntar se eu estava passando mal. Acho que essa intensidade toda se deve ao meu estilo de vida solitário. Moro sozinho e apesar de ter sido casado, atualmente não tenho namorada. Sou viciado em sexo casual e pornografia pesada. E põe pesada nisso. Já cheguei a gastar metade do meu salário de um mês em chats sexuais na net.  Somente agora eu estou tendo problemas com ereção e ejaculação precoce. Se eu tivesse continuado com o reboot, hoje eu estaria no 73º dia...
Mas a beleza da vida é que a gente pode recomeçar e sem mais delongas estou reiniciando o reboot e já reinstalei os bloqueadores no meu PC. Vou tentar relatar como me sinto em relação ao programa todos os dias ate o 30º como nos recomenda o Toguro, um cara que me ajudou bastante no passado com seus conselhos.
Até mais galera! Me desejem força!!!

Cara, não desista. O mais importante é você reconhecer que não está bem, mas que irá melhorar. Tenta ter um encontro com Deus, eu também quando me afastei de Deus, buscava prazer em toda coisa, mulher, M e P direto, sem controle. Até depois de voltar pra Deus continuei, mas já vendo que não dava pra fazer as duas coisas. 'Existe um vazio em nós do tamanho de Deus' Não tente preenchê-lo com qualquer outra coisa. Abraço boa sorte!


Muitíssimo obrigado Peregrino! Toda ajuda, especialmente nesse começo conturbado, é valida!!!

_______________________________________
Aiolia de Leão
Aiolia de Leão
Mensagens : 190
Data de inscrição : 26/06/2016

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

29/8/2016, 07:34
Meus parabéns pela sábia decisão de recomeçar.
Vou te dar uma pequena dica, evite gatilhos não apenas com coisas relacionadas à pornografia , mas também em situações que possam levá-lo à masturbação pensando em ex namoradas ou em sua ex esposa. Invista nas atividades extra net.
Abraços.

_______________________________________
Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Img?u=5094475642699776
avatar
Convidado
Convidado

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Nunca desista.

29/8/2016, 08:35
Vai vencer sim. É uma caminhada longa e difícil, mas não é impossível. Seja-bem vindo. Gostaria de te dar algumas dicas para o seu começo de reboot:

1) Veja os vídeos do Gary Wilson. Te dará uma visão teórico-prática do que você está enfrentando. Os vídeos estão em: http://vicioempornografiacomoparar.com/videos/

2) Leia o ebook do Projeto. É um excelente material de compilação e a base metodológica deste fórum. Leia, decore e verá o quanto seu entendimento sobre este vício irá mudar.

3) Procure se inteirar sobre o uso de bloqueadores. Os blocks são fundamentais para dificultar e tornar mais difícil o acesso a este lixo da PMO. Temos tópicos específicos e muita gente que entende bem sobre bloqueadores, entre eles o Toguro. Mais sobre bloqueadores estão aqui: http://vicioempornografiacomoparar.com/bloqueadores/

4) Devemos substituir o ´´prazer´´da pornografia por outros prazeres saudáveis. Assim seu cérebro irá buscar dopamina em outros afazeres. Os preferidos aqui do pessoal são: musculação, leitura, caminhada, socialização, etc.

5) Aqui será o seu diário. Escreva aqui, pelo menos 1 vez ao dia, pelo menos no primeiro mês, para que os rebooters possam te acompanhar e oferecer dicas importantes sobre o método como parar.

6) Escreva no diário dos outros também. Não se acanhe. Ajudará outras pessoas, ao mesmo tempo que será ajudado.

7) Instale um contador de dias na sua assinatura, para medir seu progresso. Orientações a este respeito estão aqui: http://comoparar.forumeiros.com/t5-como-instalar-um-contador-de-dias

8 ) Não deixe de ler a página sobre orientações básicas do reboot que está em: http://comoparar.forumeiros.com/t78-reboot-de-pornografia-orientacoes-basicas

9) Sobre o e-book (versão 1-gratuita e a versão 2)podem ser encontrados aqui:

1) Link para baixar o E-book Vício em Pornografia Como Parar?, versão antiga (GRATUITO):
https://drive.google.com/file/d/0B_ZBYrwrvOuJbHozT3Fib0VmMTg/view

2) Link para assistir a apresentação do Novo E-book Vício em Pornografia Como Parar? e também para comprar o livro: http://vicioempornografiacomoparar.com/vls/

3) Link Direto para a compra do Novo E-book Vício em Pornografia Como Parar? (sem a apresentação): http://vicioempornografiacomoparar.com/ebook

Enfim, um excelente reboot para você e espero, dentro em breve, ouvir relatos de mudança e bem-estar de sua pessoa.

Abraço.
M.V
M.V
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 41

Como cheguei ao fundo do poço - Página 3 Empty Re: Como cheguei ao fundo do poço

29/8/2016, 10:31
Olá Thunder01

Seja bem vindo ao Fórum

Sobre o Experimento Reboot Leia isso:

http://comoparar.forumeiros.com/f1-orientacoes-basicas

Informações adicionais sobre bloqueadores Leia isso:

http://blokporn.blogspot.com.br/2016/07/formatei-o-pc-para-acessar-pornografia.html

http://comoparar.forumeiros.com/t295-as-12-maiores-falacias-que-contamos-a-nos-mesmos-sobre-a-nao-instalacao-de-bloqueadores

Informações adicionais Sobre o Fórum:

http://blokporn.blogspot.com.br/2016/07/qual-e-funcao-do-forum.html

Esteja sempre que possível aqui no Fórum tirando dúvidas, postando nos diários dos outros usuários, pois o sistema de ajuda mútua também é importante para internalizar o processo do Reboot no cérebro. Os primeiros dias de Reboot são mais difíceis porque é uma situação nova e o cérebro detesta sair da zona de conforto, então os sintomas de desconfortos são naturais nesse início, mas o melhor está por vir depois que você internalizar na sua mente que P e M não são mais opções para sua vida, seu cérebro também não vai querer mais sair desse novo sistema, isso só se consegue com o tempo de Reboot, não sabemos ao certo quanto tempo, mas faça o experimento de 90 dias primeiro para fazer uma avaliação melhor do Reboot. Realmente o que vem fácil também tende a ir embora fácil, assim é o prazer originado da pornografia e masturbação, logo devemos obter prazer de forma natural buscar se religar ao sexo real e vivermo o melhor da vida. Nessa guerra você tem que controlar os instintos do sistema natural de recompensas comandados pelo cérebro primitivo que se ilude pela pornografia pensando que aquilo é uma possibilidade de perpetuação da espécie. Coloque seu cérebro inteligente no comando e deixe que ele gerencie sua vida.
Se chegou ao fundo do poço é hora de escalar de volta para o caminho da luz.

Sentimentos de culpa pelo que vício não irão lhe ajudar em nada. O Vício em pornografia é um problema biológico, pois nosso sistema de recompensas sexual primitivo pensa que os estímulos artificiais são casos reais para passarmos nossos genes adiantes e então a cada novidade pornográfica esse sistema sexual primitivo fica mais imbecilizado e entra no ciclo vicioso, a teoria do Reboot descrita no E-BOOK explica isso com maiores detalhes. Estamos aqui para lhe ajudar.

Fundi esse tópico ao seu diário para que as informações não fiquem desencontradas no Fórum.

Abçs

Sucesso e vitórias na sua Jornada

_______________________________________
Montanha reboot escalada a partir de  Sab 26 Out /2019 - 11:30:
1 montanha (90 dias)

" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ... (ANTONIO71)

"DESPRESSURIZE SUA MENTE DO PRAZER ENGANOSO DA PMO"

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos