Comentários sobre meu reboot

+10
Luis Vicente
Antônio71
Blpr
M.V
neoii
Brejeiro
Mozart
Ser feliz
Peregrine
brunocomus
14 participantes
Ir para baixo
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 00:28
Saudações pessoal.

Me chamo Luis Vicente. Tenho 19 anos e sou bissexual. Mesmo assim, resolvi postar aqui porque prezo pelos comentários e pela ajuda de meus companheiros que não são heterossexuais.

Algo que ficou muito claro para mim desde que comecei este processo é que a pornografia serviu para mim, desde o início, como uma forma de me conectar a um mundo que ao mesmo tempo era uma parte de mim e me era proibido, durante minha puberdade e adolescência. Meu desejo sexual por homens era reprimido a cada aula, a cada comentário de meus amigos, a cada festa em que era compelido a ficar com o máximo possível de mulheres, e até a cada comentário meu, reproduzindo estas coisas que eu ouvia. Então eu jogava todas as minhas frustrações na PMO e seguia a vida da forma mais normal possível. Note-se que durante este período eu nunca fui o cara que "parece gay". Eu jogava futsal, sendo do time titular inclusive, ia às festas, ia à casa de meus amigos jogar videogame e ver filme pornô hétero com eles etc.

Esta fuga começou a não ser mais tão essencial a partir do meu processo de auto-aceitação e de saída do armário, que se iniciou aos 14 anos. No final do processo, já não era absolutamente necessário ter a PMO como lugar onde eu jogava todos os meus sentimentos homossexuais. No entanto, neste momento passam a ter mais importância para mim os chats de vídeo e as redes sociais. A razão disto é que os homens pelos quais eu sinto atração estão longe do padrão de beleza geral (magros ou atléticos, jovens) - são gordos e jovens ou de meia-idade. Eles não estavam nos meus locais de estudo e lazer, e quando estavam, não se dispunham à interação social, quem dirá sexual. Por meio destes sites (como "biggercity.com" ou "chatrandom.com"eu podia conhece-los e ter transas reais em hotéis. Por um bom tempo, inclusive, eu fiquei apenas nos chats e nas redes sociais. Isto porque a pornografia nos ensina padrões rígidos de aparência e de comportamento sexual, altamente limitantes e causadores de complexos. Já o chat, pelo que eu pensava na época, nos desvela os homens comuns, em sua pluralidade de comportamentos e aparências - muito mais edificante do que um filme pornô com atores fingindo ter prazer.

A contradição se acirrou quando descobri a possibilidade de encontra-los diretamente na vida real - em baladas específicas e, principalmente, nas saunas gays. Ao mesmo tempo desandei no projeto de não ver filmes ou fotos, e apenas entrar no chat. Como muitos depõem aqui, via gêneros de pornografia que criavam alto grau de ansiedade, chegando a zoofilia. O mecanismo subjacente a isto, pelo que explica o ebook, é que a ansiedade, assim como o desejo sexual, libera dopamina no cérebro.
É aí que começo, finalmente, a ficar muito insatisfeito com a rotina de PMO que consumia meus meses (todos os dias, normalmente duas sessões por dia). Acabei encontrando o ebook e resolvi começar o reboot imediatamente.

Estou hoje no 39º dia de reboot, e as coisas têm mudado muito desde o começo da jornada.
Como muitos relatam, sinto ter acordado de um sonho, de volta a onda parei antes de desenvolver meu vício. A motivação para a vida subiu extraordinariamente. Ao mesmo tempo, muitos conflitos emocionais que eu pensava já ter superado ressurgem, mostrando o quão parcamente eu conseguia lidar com minhas emoções durante o período de vicio. Velhas habilidades e hobbies ressurgem na minha mente. Minha atração sexual por mulheres ressurgiu do nada, sem que isto afetasse o tesão que eu tenho ainda por homens.


Uma experiência, da qual se tira uma dica:
Tive diversas relações sexuais desde o inicio do reboot. Todas muito melhores do que as que eu tinha durante o vício. Todas. Tanto com colegas da faculdade quanto com homens que eu nunca vejo e com os quais tenho quase nenhuma proximidade.
Lá pelo trigésimo dia de reboot eu resolvi visitar uma sauna gay na qual nunca tinha ido. As transas foram boas, com homens pelos quais me atraí bastante e, por incrível que pareça, rolaram até ótimas e demoradas conversas com eles, diferente do que rola muitas vezes nas saunas, do cara querer transar mecanicamente e depois vazar sem falar um a.
No entanto, nos dias que se seguiram, senti como se eu tivesse caído num monte de PMO e tivesse regredido um monte no reboot. Ou seja, sauna para mim dá o mesmo efeito que PMO. Sugiro ficarem atentos a isto.

Por enquanto é só.

Abraço.
brunocomus
brunocomus
Mensagens : 315
Data de inscrição : 21/03/2016
Idade : 27

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 01:38
Primeiramente parabéns por sua conquista, e por seus 39 dias sem PMO, é algo muito gratificante quando a gente sente na pele os resultados. Espero que der tudo certo pra ti, irei companhar seu diário. Abraços amigo.
avatar
Convidado
Convidado

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 04:12
Luis Vicente escreveu:Saudações pessoal.

Me chamo Luis Vicente. Tenho 19 anos e sou bissexual. Mesmo assim, resolvi postar aqui porque prezo pelos comentários e pela ajuda de meus companheiros que não são heterossexuais.

Algo que ficou muito claro para mim desde que comecei este processo é que a pornografia serviu para mim, desde o início, como uma forma de me conectar a um mundo que ao mesmo tempo era uma parte de mim e me era proibido, durante minha puberdade e adolescência. Meu desejo sexual por homens era reprimido a cada aula, a cada comentário de meus amigos, a cada festa em que era compelido a ficar com o máximo possível de mulheres, e até a cada comentário meu, reproduzindo estas coisas que eu ouvia. Então eu jogava todas as minhas frustrações na PMO e seguia a vida da forma mais normal possível. Note-se que durante este período eu nunca fui o cara que "parece gay". Eu jogava futsal, sendo do time titular inclusive, ia às festas, ia à casa de meus amigos jogar videogame e ver filme pornô hétero com eles etc.

Esta fuga começou a não ser mais tão essencial a partir do meu processo de auto-aceitação e de saída do armário, que se iniciou aos 14 anos. No final do processo, já não era absolutamente necessário ter a PMO como lugar onde eu jogava todos os meus sentimentos homossexuais. No entanto, neste momento passam a ter mais importância para mim os chats de vídeo e as redes sociais. A razão disto é que os homens pelos quais eu sinto atração estão longe do padrão de beleza geral (magros ou atléticos, jovens) - são gordos e jovens ou de meia-idade. Eles não estavam nos meus locais de estudo e lazer, e quando estavam, não se dispunham à interação social, quem dirá sexual. Por meio destes sites (como "biggercity.com" ou "chatrandom.com"eu podia conhece-los e ter transas reais em hotéis. Por um bom tempo, inclusive, eu fiquei apenas nos chats e nas redes sociais. Isto porque a pornografia nos ensina padrões rígidos de aparência e de comportamento sexual, altamente limitantes e causadores de complexos. Já o chat, pelo que eu pensava na época, nos desvela os homens comuns, em sua pluralidade de comportamentos e aparências - muito mais edificante do que um filme pornô com atores fingindo ter prazer.

A contradição se acirrou quando descobri a possibilidade de encontra-los diretamente na vida real - em baladas específicas e, principalmente, nas saunas gays. Ao mesmo tempo desandei no projeto de não ver filmes ou fotos, e apenas entrar no chat. Como muitos depõem aqui, via gêneros de pornografia que criavam alto grau de ansiedade, chegando a zoofilia. O mecanismo subjacente a isto, pelo que explica o ebook, é que a ansiedade, assim como o desejo sexual, libera dopamina no cérebro.
É aí que começo, finalmente, a ficar muito insatisfeito com a rotina de PMO que consumia meus meses (todos os dias, normalmente duas sessões por dia). Acabei encontrando o ebook e resolvi começar o reboot imediatamente.

Estou hoje no 39º dia de reboot, e as coisas têm mudado muito desde o começo da jornada.
Como muitos relatam, sinto ter acordado de um sonho, de volta a onda parei antes de desenvolver meu vício. A motivação para a vida subiu extraordinariamente. Ao mesmo tempo, muitos conflitos emocionais que eu pensava já ter superado ressurgem, mostrando o quão parcamente eu conseguia lidar com minhas emoções durante o período de vicio. Velhas habilidades e hobbies ressurgem na minha mente. Minha atração sexual por mulheres ressurgiu do nada, sem que isto afetasse o tesão que eu tenho ainda por homens.


Uma experiência, da qual se tira uma dica:
Tive diversas relações sexuais desde o inicio do reboot. Todas muito melhores do que as que eu tinha durante o vício. Todas. Tanto com colegas da faculdade quanto com homens que eu nunca vejo e com os quais tenho quase nenhuma proximidade.
Lá pelo trigésimo dia de reboot eu resolvi visitar uma sauna gay na qual nunca tinha ido. As transas foram boas, com homens pelos quais me atraí bastante e, por incrível que pareça, rolaram até ótimas e demoradas conversas com eles, diferente do que rola muitas vezes nas saunas, do cara querer transar mecanicamente e depois vazar sem falar um a.
No entanto, nos dias que se seguiram, senti como se eu tivesse caído num monte de PMO e tivesse regredido um monte no reboot. Ou seja, sauna para mim dá o mesmo efeito que PMO. Sugiro ficarem atentos a isto.

Por enquanto é só.

Abraço.

Olá.
É contraditório você dizer que as transas foram boas na sauna mas você acabou voltando para a PMO. Imagine então se não fossem.
Toguro
Toguro
Mensagens : 6099
Data de inscrição : 13/11/2015
Idade : 37
http://blokporn.blogspot.com

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 08:28
Não foi isso que eu entendi. O que entendi é que, para o Luis, as saunas são como PMO.

O que importa é relacionar com pessoas reais, e não pixels na tela. Se as pessoas reais de um meio não te agradam, procure por outros meios.

Sucesso no seu reboot.

_______________________________________
Comentários sobre meu reboot Img?u=6253155511697408

Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, dá desculpa.

Blog:

http://blokporn.blogspot.com.br/

História de Sucesso:

http://comoparar.forumeiros.com/t3167-toguro-32-anos-previa-180-dias

Email (criado especialmente para o fórum): [email protected]

Diário: http://comoparar.forumeiros.com/t3599-saga-do-toguro
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 09:21
brunocomus escreveu:Primeiramente parabéns por sua conquista, e por seus 39 dias sem PMO, é algo muito gratificante quando a gente sente na pele os resultados. Espero que der tudo certo pra ti, irei companhar seu diário. Abraços amigo.


Grato, Bruno! Pretendo servir de ajuda a outras pessoas no caminho de resolver este vício.  Estamos juntos nessa. Abraço!
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 09:26
IOSSEPH escreveu:

Olá.
É contraditório você dizer que as transas foram boas na sauna mas você acabou voltando para a PMO. Imagine então se não fossem.

Toguro escreveu:Não foi isso que eu entendi. O que entendi é que, para o Luis, as saunas são como PMO.

O que importa é relacionar com pessoas reais, e não pixels na tela. Se as pessoas reais de um meio não te agradam, procure por outros meios.

Sucesso no seu reboot.


É como Toguro disse - eu não caí em PMO depois de ir à sauna. Só que, no dia seguinte da sauna, eu me sentia como na época do uso contínuo de PMO. Ou seja, para mim a ida à sauna causou um efeito próximo ao da PMO.
É interessante porque não é tão simples. As pessoas de lá me agradam, e as transas foram boas. Mas de qualquer jeito ela teve este estranho efeito nos dias seguintes. Logo, não irei mais à sauna durante o reboot. Talvez para outra pessoa uma ida à sauna não cause este efeito, mas dou o toque para ficarmos atentos aos sinais.
Se as transas não tivessem sido boas eu não sei exatamente que efeito teria se manifestado.

Rumo à vitória.
Toguro
Toguro
Mensagens : 6099
Data de inscrição : 13/11/2015
Idade : 37
http://blokporn.blogspot.com

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 10:41
Pode ser que seja apenas algo do seu sistema de crenças e valores. Talvez pra você seja "imoral" transar com os caras da sauna...

_______________________________________
Comentários sobre meu reboot Img?u=6253155511697408

Quem quer, dá um jeito. Quem não quer, dá desculpa.

Blog:

http://blokporn.blogspot.com.br/

História de Sucesso:

http://comoparar.forumeiros.com/t3167-toguro-32-anos-previa-180-dias

Email (criado especialmente para o fórum): [email protected]

Diário: http://comoparar.forumeiros.com/t3599-saga-do-toguro
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 11:42
Olha, pode até ser sim. Mas, se for, é algo absolutamente sub-consciente. Racionalmente, eu tenho certeza de não concordar com esta moral.
Peregrine
Peregrine
Mensagens : 51
Data de inscrição : 27/01/2015
Idade : 30

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 20:56
Primeiro parabéns pola conquista e força no caminho!

Sobre a sauna, penso que o fato de haver muitos caras e diversos estímulos sexuais simultâneo ou talvez sexo com pessoas demais diferentes simultaneamente ou em pouco tempo... talvez sejam coisas que tenham um efeito parecido com a pornografia pra o cérebro.

Mas isso são só algumas divagações minhas, não tenho como ter certeza. Isso também me lembra de alguns relatos aqui sobre banheiros públicos... De qualquer forma que bom que relatou isso aqui pra alertar aos outros.

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t2777-peregrinando-habitos-e-vicios
brunocomus
brunocomus
Mensagens : 315
Data de inscrição : 21/03/2016
Idade : 27

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

25/3/2016, 23:18
Luis Vicente escreveu:
brunocomus escreveu:Primeiramente parabéns por sua conquista, e por seus 39 dias sem PMO, é algo muito gratificante quando a gente sente na pele os resultados. Espero que der tudo certo pra ti, irei companhar seu diário. Abraços amigo.


Grato, Bruno! Pretendo servir de ajuda a outras pessoas no caminho de resolver este vício.  Estamos juntos nessa. Abraço!

Torço por você brother, boa sorte. Abraço.
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty 40 dias - Cumprido!

26/3/2016, 12:35
Já se foram quarenta dias de reboot.



Estou bem, e aprendendo a lidar com as emoções sem ter um poço onde jogá-las e fingir ter resolvido o problema (a PMO era este poço).
Sinto vitalidade, foco e motivação para o que quer que eu decida fazer. No caso, principalmente me aprofundar nos estudos (estudo Biologia na faculdade mas gosto de outras coisas também), praticar esportes e cuidar de meus/minhas amigos(as).
É impressionante como agora eu me importo muito menos com o que as pessoas estão pensando de mim, se estão me achando estranho, se estão prestando atenção no que eu faço etc. Aquela paranoia não rola mais.
Também sinto mudança no meu modo de sentir atração sexual. Pareço ter aumentado minha atenção à atração afetiva, pra além do corpo da pessoa. Mas a atração puramente física continua forte também.


A meta agora são os 50 dias. Avante!
brunocomus
brunocomus
Mensagens : 315
Data de inscrição : 21/03/2016
Idade : 27

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

26/3/2016, 20:05
Luis Vicente escreveu:Já se foram quarenta dias de reboot.



Estou bem, e aprendendo a lidar com as emoções sem ter um poço onde jogá-las e fingir ter resolvido o problema (a PMO era este poço).
Sinto vitalidade, foco e motivação para o que quer que eu decida fazer. No caso, principalmente me aprofundar nos estudos (estudo Biologia na faculdade mas gosto de outras coisas também), praticar esportes e cuidar de meus/minhas amigos(as).
É impressionante como agora eu me importo muito menos com o que as pessoas estão pensando de mim, se estão me achando estranho, se estão prestando atenção no que eu faço etc. Aquela paranoia não rola mais.
Também sinto mudança no meu modo de sentir atração sexual. Pareço ter aumentado minha atenção à atração afetiva, pra além do corpo da pessoa. Mas a atração puramente física continua forte também.


A meta agora são os 50 dias. Avante!

Parabéns Luiz, você tá indo muito bem e que bom que já conseguiu chegar aos 40 dias, acredito em você, parabéns.
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

3/4/2016, 15:38
48 dias completos.

Tudo está meio que na mesma que antes. To evoluindo bem nos esportes e conseguindo focar nos estudos. Encontros afetuosos/sexuais têm me ajudado a enfrentar angústias e redescobrir minha sexualidade. Trata-se de encarar a dor e o medo, senti-los, para só depois ter alguma possibilidade de superá-los. Por isso é importante um(a) parceiro(a) com quem você tenha uma amizade forte, e portanto possa ser honesto e falar inclusive coisas por vezes desagradáveis.
To louco para voltar a treinar luta.

Isso é tudo.
Abraços e força para nós!
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

4/4/2016, 23:13
Uma coisa ótima que tem acontecido - não tenho mais a compulsão de "secar" as pessoas na rua como tinha antes. Era algo automático: se estava na rua, estava procurando corpos para secar. Me sinto bem mais leve não sentindo mais esse impulso. Ainda gosto de dar uma olhada às vezes, mas não com a frequência e, principalmente, com a impulsividade de antes.

Abraços e rumo à vitória.
avatar
Convidado
Convidado

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

5/4/2016, 07:26
Secar seria : Nossa olha que cara bonito ??? , kkk. Eu sou o contrário, não consigo olhar para os homens, vergonha medo, sei lá. Agora isso esta mudando pois minha autoestima vem melhorado.
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

5/4/2016, 07:40
Tipo isso limbo, só que bem mais sexualizado e agressivo.
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

5/4/2016, 07:41
Pode ter a ver com medo mesmo seu caso, limbo. A final, a gente é ensinado que nosso desejo é absurdo e deveríamos mantê-lo escondido a todo custo.
brunocomus
brunocomus
Mensagens : 315
Data de inscrição : 21/03/2016
Idade : 27

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

5/4/2016, 10:01
Eu lendo o que você falou e eu tinha esse impulso, e é tão complicado... Mas meio que consegui parar com ele, só olho quando alguém me olha ou fica encarando, mas sem nada fora do normal.
Ser feliz
Ser feliz
Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/01/2016
Idade : 28

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

6/4/2016, 17:39
Boa tarde Luis Vicente, só agora parei para ler o fórum e o diários.

Me identifico COMPLETAMENTE com sua história, também sou bissexual só que mais tendendo ao homossexualismo(atualmente), que também como você não tenho NENHUMA característica "afeminada", da mesma forma jogava futsal e era do time titular o.O, me enturmava na galerinha "hetera", a sociedade me modelou dessa forma. A cada aula, a cada dia que vivia na minha adolescência reprimia da mesma forma esse desejo, o que me supria era a pornografia pois com mulheres eu tinha relações (ficava e rolava muita preliminar, raras era as vezes que penetrava alguma), inclusive ficava com muitas meninas, acho que para tentar suprir ou provar algo, não sei. A única diferença foi meu processo de aceitação, a pornografia acabou com a minha vida provavelmente por isso, a unica forma de sentir prazer começou sendo apenas com masturbação e pornografia e depois nem isso mais, não queria mais me envolver com mulheres ou homens por conta da DE que começou a tomar conta, não via sentido em algo real, era completamente broxante.

Fui me aceitar com 20~21 anos, sendo até homofóbico, onde me envergonho DEMAIS por essa minha atitude na época. Acabei que não contei isso no meu diário por conta da zona "homossexual" e por agora me considerar mais gay.

Vejo que você está a mais ou menos 50 dias, correto? Eu entendo a parte que a pornografia nos dar um "padrão", continue com o reboot e vera que você começa a olhar a forma humana em si diferente, começa a dar valor e aprecia-la. Precisar alguém para conversar e te dar força , estamos aí, primeira vez que falo isso em algum comentário, porque é assustador a forma que a nossas histórias se parecem.

Abraços , foco e fé!

_______________________________________
Comentários sobre meu reboot Img?u=4812112580837376

Talvez possa te ajudar ;p . Meu diário :
> http://comoparar.forumeiros.com/t2312-diario-de-uma-pessoa-em-busca-da-felicidade
<
avatar
Convidado
Convidado

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

7/4/2016, 09:10
Luis Vicente escreveu:
Os homens pelos quais eu sinto atração estão longe do padrão de beleza geral (magros ou atléticos, jovens) - são gordos e jovens ou de meia-idade. Eles não estavam nos meus locais de estudo e lazer, e quando estavam, não se dispunham à interação social, quem dirá sexual.

Ser feliz escreveu:
Como você não tenho NENHUMA característica "afeminada", da mesma forma jogava futsal e era do time titular o.O, me enturmava na galerinha "hetera", a sociedade me modelou dessa forma. A cada aula, a cada dia que vivia na minha adolescência reprimia da mesma forma esse desejo, o que me supria era a pornografia pois com mulheres eu tinha relações (ficava e rolava muita preliminar, raras era as vezes que penetrava alguma), inclusive ficava com muitas meninas, acho que para tentar suprir ou provar algo, não sei.

Não sou bissexual como vocês mas me identifiquei muito pela heteronormatividade. Isso é horrível mesmo, eu me reprimi muito durante a adolescência. Sempre tentei encontrar caras assim, mas nunca acertava... nunca eram gays ou bissexuais Crying or Very sad. Com o relato de vocês vejo que não é tão incomum homossexuais reprimidos ou bissexuais, o problema é que ficamos no armário, kkk.
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

12/4/2016, 02:22
[left]Ótimo saber que tem alguém que passou pela mesma situação que eu! Algum dia ainda quero falar sobre isto com alguém que viveu o mesmo, mas ao vivo. Tenho certeza que um monte de caras foram exatamente como eu, as vezes logo na minha frente, e eu nem saberei, pelo silêncio que nos é imposto.

Já se foram 57 dias de reboot, e as coisas não param de melhorar. Nunca me senti com tanta coragem para viver a vida. Têm rolado alguns sonhos nos quais eu assisto pornografia, gozo e me sinto bem mal depois. Aí eu acordo e fico aliviado, hahaha. 
Tô sentindo tesão para caralho, mas é um tesão controlável, e que eu sei agora que não precisa ser direcionado imediatamente para masturbação e orgasmo. Muito menos para pornografia.

Abraços!
[/left]
avatar
Luis Vicente
Mensagens : 72
Data de inscrição : 16/02/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

12/4/2016, 02:26
Ah, uma coisa interessante. Sinto que estou no limite de uma exposição demasiada aqui, mas lá vai:

Há pouco tempo, tive uma relação sexual na qual, pela primeira vez na vida, eu gozei dentro. Nunca tinha conseguido fazer isso, terminando sempre fora. Foi massa, meu parceiro gostou bastante também! Haha.

Abraços.
avatar
Convidado
Convidado

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

12/4/2016, 02:28
57 dias cara, que ótimo. Hahaha, que bom que ele gostou, sexo nesse patamar do reboot só vem a ajudar. Esta namorando ?
Mozart
Mozart
Mensagens : 224
Data de inscrição : 11/04/2016

Comentários sobre meu reboot Empty Retribuindo a visita

15/4/2016, 14:05
Retribuindo a visita.

Eu fiz o reboot uma vez há quase um ano, e durante, fiz sexo compulsivamente. Tive os mesmos efeitos da PMO. Concordo com vc sobre as saunas. Sobre ficar secando pessoas na rua. Cara, eu nao consigo me controlar. Quando vejo homens sem camisa na rua fico olhando sem parar. As vzs vou até onde tem caras malhando em praças pra ficar olhando. Espero conseguir me controlar fazendo o reboot.
Abraço

Mozart

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t4568-mozart-26-anos

Brejeiro
Brejeiro
Mensagens : 1
Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 24

Comentários sobre meu reboot Empty Re: Comentários sobre meu reboot

15/4/2016, 20:37
Olá!No meu primeiro Reboot consegui ficar 35 dias sem PMO mas acabei descobrindo umas fitas pornográficas enquanto estava arrumando o "depósito" aqui de casa,acabei não resistindo e pratiquei M.Depois disso fiquei meses ficando no máximo 3 dias sem M e algumas semanas sem P.Agora estou no meu segundo Reboot pra valer e já estou há 18 dias sem PMO.Estamos juntos nessa!
Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos