De boa, passei só para dar um alô

+49
Pirata Feio
Lobo_Solitario
maverick
fernandoR
Blackbird
Venger
A_Girl
Khaal
Gladiator
W. Burk
Aahbran
Texugo
RedJohn
Toguro
Marcelo37
Rapaz
Mestre Yoda
tekos21
Bruce
Tuga
Sobrevivente
bkyxw
Efraim Sigma
recuperacao
lipe_brow
paraense2014
Joobit
Roman Empire
Akatharsia
Tired
neoii
Dodog
Reboter
CFST33
marcelocampos
Ulisses
Netuno
Águia
Publius
Parsifal
Hulk
Rider
Paulista
esperançoso
Dead dummy
cicada
Pastor
BastouAcreditar
x1xxx
53 participantes
Ir para baixo
avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

29/4/2016, 13:24
Sobrevivente escreveu:Boa tarde,


Como vão todos? Estou bem e estou dando essa passada para rever os amigos, mas acho que o clima aqui ficou pesado com o enquadramento do projeto. Não sei o que se passou por aqui durante o tempo que estive off, contudo para o projeto emitir aquela postagem é pq a coisa ficou incontrolável. Tem desvios de conduta tipificados e suas respectivas punições. Sinto termos chegado a tanto. Sempre achei que o caos fosse a regra do universo e dele poderíamos tirar o que quiséssemos, e tirei muita coisa boa e ruim daqui quando considerava esse espaço como uma sopa (tudo junto e misturado no liquidificador). Mas o projeto sabe o que faz. Está na hora dos desregrados como eu procurarem outras paragens para continuar a espalhar a ideia deste site e deixá-los ajudar a quem realmente precisa. Obrigado por tudo Projeto! Vc é a esperança de muita gente. E, por fim, faço um apelo a todos os demais que assim como eu não querem ser curados, mas serem ouvidos... Deixem que os que precisam tenham a chance de conseguir ajuda.  

Caramba, falou bonito Sobrevivente, embora tenha notado um certo tom de melancolia na sua fala. Particularmente, eu não tenho muito problema em me enquadrar em regras, pois do caos não se tira nada a não ser caos, mas isso não implica que as normas não possam ser questionadas. Óbvio, que chega-se a um ponto que ou se cumpre as regras ou se cai fora. Até o momento, prefiro cumpri-lás. Fui um dos que discordei de inicio de algumas posturas e regras e até cheguei a fazer uma critica construtiva ao Projeto, que com seu jeito cordato levou em consideração e fez as suas objeções. No mais, espero que você continue a participar aqui do fórum, pois é uma pessoa que tem muito a contribuir, no meu modo de entender.
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty De boa, passei só para dar um alô

10/5/2016, 15:46
Boa tarde, guerreiros

Estou aqui para desestressar e falar no meu diário como prescrito. Estou há um mês na seca e tive contato com umas matérias explosivas para fazer a gata sair da casinha. Por isso tive a necessidade de passar aqui para controlar a libido. A matéria trazia uns desenhos de posições para praticarmos, por isso o perigo de querer ir pro banheiro agora e estragar tudo. No mais, tá tudo bem por aqui? O Projeto já tá mais calmo. Enquanto isso daqui a 11 dias completo o primeiro ano sem PMO. A contagem regressiva está nos finalmentes.
PS. Não tentem provocar a gata de vcs com a técnica que descrevi sem ter certeza de que podem aguentar a barra depois.

Abraços
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Desculpa aí, errei de novo

10/5/2016, 15:47
Foi mal
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty joga lá no diário de novo Toguro

10/5/2016, 15:49
Please
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

10/5/2016, 23:42
Relate alguma coisa sofre seu reeboot. Quais dificuldades e benefícios você está sentindo.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

17/5/2016, 17:40
Boa tarde,

Não dá para ficar longe de vcs. Não pq vcs sejam bonitos, simpáticos, esbeltos, mas pq eu sou um viciado. Não dá para fugir disso e eu estou há apenas 3 dias de completar um ano sem PMO. E não vim para me vangloriar de nada. Não dá. Sou viciado sim e sei como é estar na lama. Deve ter muita gente aqui que não seja e se viu preso numa rotina de punheta, mas eu sou. Mas como naquele filme Origem, em que os mocinhos (que na verdade são vilões) tentam incutir uma falsa memória na vítima e encontram dentro de sua mente níveis de resistência, eu achei a ideia legal e reproduzi para mim.
Enquanto vcs trabalham com bloqueadores nas máquinas, eu trabalho com bloqueadores na mente. Comecei com o básico deixar de ver pornografia. Após conseguir isso, passei para o segundo nível de bloqueio, deixar de bater uma punheta sozinho. Depois de conseguir isso, passei para outro nível, deixar de navegar sem rumo na internet (faço como nós homens fazem nas compras, já sabemos o que queremos, vamos lá e pegamos, e vamos para o caixa pagar). Tem o nível do Fórum (toda vez que entro eu tenho que olhá-lo e ao sair da net tenho que olhá-lo novamente). Entre outros níveis sem fim. Vou criando níveis por toda a vida. E não que eu não caia de nível, isso acontece demais. Tem semanas que eu caio uns 5 níveis. Já cheguei a estar a apenas 1 nível de bater uma punheta sozinho. Mas aí recomeço tudo novamente.
Atualmente estou com apenas 4 níveis, mas estou bem. Tive que provocar minha mulher recentemente e procurei desenhos que insinuavam posições sexuais para mandar para ela pedindo que fizesse aquilo comigo. Depois um sobrinho que usa o computador lá de casa salvou sem querer nos favoritos a busca pela imagem no google da "anita nua" e não é que apareceu um monte de foto de mulher pelada. Vou ter que colocar bloqueadores no computador para evitar o pior.
Mas é isso, pessoal. Daqui a três dias realizarei um sonho de adolescente que é ficar um ano sem Pornografia, e consequentemente sem MO, mas não há chance de cura pra mim até agora.
Me pergunto se há cura realmente.
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

17/5/2016, 18:59
Sobrevivente escreveu:Boa tarde,

Não dá para ficar longe de vcs. Não pq vcs sejam bonitos, simpáticos, esbeltos, mas pq eu sou um viciado. Não dá para fugir disso e eu estou há apenas 3 dias de completar um ano sem PMO. E não vim para me vangloriar de nada. Não dá. Sou viciado sim e sei como é estar na lama. Deve ter muita gente aqui que não seja e se viu preso numa rotina de punheta, mas eu sou. Mas como naquele filme Origem, em que os mocinhos (que na verdade são vilões) tentam incutir uma falsa memória na vítima e encontram dentro de sua mente níveis de resistência, eu achei a ideia legal e reproduzi para mim.
Enquanto vcs trabalham com bloqueadores nas máquinas, eu trabalho com bloqueadores na mente. Comecei com o básico deixar de ver pornografia. Após conseguir isso, passei para o segundo nível de bloqueio, deixar de bater uma punheta sozinho. Depois de conseguir isso, passei para outro nível, deixar de navegar sem rumo na internet (faço como nós homens fazem nas compras, já sabemos o que queremos, vamos lá e pegamos, e vamos para o caixa pagar). Tem o nível do Fórum (toda vez que entro eu tenho que olhá-lo e ao sair da net tenho que olhá-lo novamente). Entre outros níveis sem fim. Vou criando níveis por toda a vida. E não que eu não caia de nível, isso acontece demais. Tem semanas que eu caio uns 5 níveis. Já cheguei a estar a apenas 1 nível de bater uma punheta sozinho. Mas aí recomeço tudo novamente.
Atualmente estou com apenas 4 níveis, mas estou bem. Tive que provocar minha mulher recentemente e procurei desenhos que insinuavam posições sexuais para mandar para ela pedindo que fizesse aquilo comigo. Depois um sobrinho que usa o computador lá de casa salvou sem querer nos favoritos a busca pela imagem no google da "anita nua" e não é que apareceu um monte de foto de mulher pelada. Vou ter que colocar bloqueadores no computador para evitar o pior.
Mas é isso, pessoal. Daqui a três dias realizarei um sonho de adolescente que é ficar um ano sem Pornografia, e consequentemente sem MO, mas não há chance de cura pra mim até agora.
Me pergunto se há cura realmente.

Pode ser que uma parte do objetivo deste fórum foi cumprida para você. Ou seja, se livrar do vício em pornografia. Tanto é que já completa um ano sem este lixo. Veja, você não sofre compulsão nenhuma, embora esbarre em fotos eróticas que nem te deixa tão fissurado.

Sobre masturbação, o reeboot não se refere a este vício. É relativo avaliar os efeitos dela para a restauração. O ponto negativo da MO em um reeboot é o efeito caçador e pela associação habitual dela como prática conjunta à pornografia. Além de que quem apresenta disfunção erétil induzida pelo consumo excessivo de pornografia, é recomendável evitar isso. Eu mesmo também vou fazer um ano sem ver pornografia( dia 20 e. 21 de Maio), mas resetei 3 vezes porque meu objetivo é ficar limpo de tudo: masturbação, pornografia e fantasias.

Assim, se você perceber realmente que um PC sem bloqueadores será um perigo para você, instale um.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

22/5/2016, 02:22
Bom dia,
Faço hj 365 dias sem PMO. "Combati o bom combate, guardei a fé". Estou inteiro e me reencontro com aquele garoto q fui q achava ser impossível ficar livre tanto tempo. Fiz isso só com minha fé em Deus, e com a ciência de q vcs existem. Não preciso ou precisei de bloqueadores este tempo todo. Qdo falo neles me refiro aos outros garotos q usam o PC aqui de casa e começam a ter acesso à conteudo pornográfico. Somos todos vencedores pq escolhemos vencer.
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

22/5/2016, 08:22
Sobrevivente escreveu:Bom dia,
Faço hj 365 dias sem PMO. "Combati o bom combate, guardei a fé". Estou inteiro e me reencontro com aquele garoto q fui q achava ser impossível ficar livre tanto tempo. Fiz isso só com minha fé em Deus, e com a ciência de q vcs existem. Não preciso ou precisei de bloqueadores este tempo todo. Qdo falo neles me refiro aos outros garotos q usam o PC aqui de casa e começam a ter acesso à conteudo pornográfico. Somos todos vencedores pq escolhemos vencer.

Parabéns pelo 1 ano sem o lixo da PMO.
TAMBÉM, faz um ano que não vejo filmes pornográficos. Mas, o combate em fantasias com masturbação continua.

Sempre sucessos!

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

31/5/2016, 22:23
Boa noite, pessoas do bem!


Como vamos? Comigo tudo bem, notei que com o passar do tempo a mente desencana de ficar se vigiando e vamos delegando essa obrigação para o subconsciente. Na boa, desencanei ao ponto de esquecer que sou viciado e ter que dar umas passadas por aqui vez em quando. Acho que essa é uma tendência natural. Não vejo mais a necessidade de ficar traçando estratégias ou fugindo, não que eu não seja falho, mas é que estou bem e equilibrado, não controlado, mas equilibrado. Procurem este equilíbrio e desencanem um pouco daqui tb. Deixe o consciente descansar e o sub assumir um pouco o volante. É como dirigir carro, no começo saímos exaustos do banco do motorista, pq não desligamos um segundo das regras, sempre revisando-as e memorizando. Com o tempo o subconsciente toma de conta e passa a virar um prazer observar a paisagem. Aconselho, um exercício a todos os que já passaram dos 90 dias: tentem ficar sem atualizar o diário por dois dias. Reaprendam a respirar. Vão viver, meu povo.
avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Mito da Caverna de Platão.

31/5/2016, 23:15
Sobrevivente escreveu:Boa noite, pessoas do bem!


Como vamos? Comigo tudo bem, notei que com o passar do tempo a mente desencana de ficar se vigiando e vamos delegando essa obrigação para o subconsciente. Na boa, desencanei ao ponto de esquecer que sou viciado e ter que dar umas passadas por aqui vez em quando. Acho que essa é uma tendência natural. Não vejo mais a necessidade de ficar traçando estratégias ou fugindo, não que eu não seja falho, mas é que estou bem e equilibrado, não controlado, mas equilibrado. Procurem este equilíbrio e desencanem um pouco daqui tb. Deixe o consciente descansar e o sub assumir um pouco o volante. É como dirigir carro, no começo saímos exaustos do banco do motorista, pq não desligamos um segundo das regras, sempre revisando-as e memorizando. Com o tempo o subconsciente toma de conta e passa a virar um prazer observar a paisagem. Aconselho, um exercício a todos os que já passaram dos 90 dias: tentem ficar sem atualizar o diário por dois dias. Reaprendam a respirar. Vão viver, meu povo.

Primeiro, parabéns pelo 1 ano sem PMO.

Você deve conhecer o filósofo Platão e o seu famoso Mito da caverna, não é? Se não conhece, te apresento:

Bom, Platão foi um filósofo grego da Antiguidade e discípulo de Sócrates. É célebre pela sua ´´teoria das ideias´´e pelo mito da caverna.

No mito da caverna, um homem acorrentado ao fundo de uma caverna só via refletido, na parede à sua frente, imagens do lado de fora da caverna, que eram refletidas por um fogueira atrás dele. No caso, ele só conseguia ver sombras, mas considerava que fossem realidade. Assim, somos nós enquanto presos ao vício da PMO. Só vemos sombras e ficamos sem a realidade (sexo real, afetividade, energia para realizar outras atividades,etc.)

Bom, um belo dia, o prisioneiro se solta e sai da caverna. No começo ele percebe que tudo que vivenciara era ilusão e sombras e que a verdadeira realidade está diante dele. Ele começa a usufruir no seu coração dessa real realidade, mas fica triste com o tempo. Em seu coração ele sente que falta algo. O quê?

Ele se lembra de seus amigos, presos na caverna e sente que deve voltar e lhes contar a verdade. Ele volta àquele lugar sombrio e falso e conta aos amigos a verdade. Muitos, a maioria, não acredita nele, e pensam que ele está louco. Se não fugir, ele, inclusive, será morto por eles.

Assim também somos nós. Eu já me vejo livre da caverna da PMO, mas sinto que devo ficar aqui nesse fórum para compartilhar com os outros essa boa verdade; dos benefícios longe da PMO.

Te convido Sobrevivente a fazer o mesmo: compartilhe de suas experiências com os novos rebooters que estão chegando.

Abraço.


Última edição por Canaã em 31/5/2016, 23:21, editado 2 vez(es)
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

31/5/2016, 23:19
Se sua opção é sumir do fórum, não o faça. De vez enquando apareça e traga relatórios mensais ou bimestrais de seu processo pós 90 dias para conhecimento mútuo aqui. Serve de monitoramento a longo prazo do reboot e experiências para os demais,

Sempre sucessos!

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty CONTO

4/6/2016, 16:06
A CURA


Estava há alguns anos sem ter desejo sexual e quando fui ao médico ele disse que meu pau tinha sumido. Levantei-me rapidamente da maca para desmentir aquele absurdo, mas foi quando olhei incrédulo que não tinha nada dentro da calça.
-Cadê meu pau! O que o Senhor fez com ele?
Desesperado perguntei o que tinha acontecido e ele disse que eu mesmo o havia arrancado e que não ficasse preocupado pq nasceria outro no lugar.
Fiquei imóvel ruminando o diagnóstico e imaginando como e quando isso teria acontecido.
Olhei novamente para saber se não era um hermafrodita, saber se não tinha uma vagina, e nada!
-Que porra é essa, Doutor? Como isso aconteceu? Como é que eu não vi isso? Eu vou ao banheiro todo dia e nunca reparei que ele tinha sumido.
Ele só disse para que eu tivesse paciência e me mandou embora.
Aflito, liguei para uns amigos de confiança que riram de mim inicialmente, mas depois ficaram com medo do que tinha acontecido.
-Porra! Tu tá é com uma nova doença ou coisa assim?
-E isso é transmissível?
-E como vai ser agora?
-Se fosse comigo, me mataria!
Até que conseguiram para para ouvir que o médico havia dito que cresceria novamente e propuseram soluções para acelerar o processo.
-Vamos para um puteiro agora!
Chegando lá, só o que eu pude sentir era medo. Medo de alguém mais descobrir. Entretanto, quem tem amigos como os meus não precisa de inimigos...
-Estamos dando R$ 1.000,00 pra mulher que fizer o pau do meu amigo brotar de novo!
Pronto, tinha virado uma atração circense. O incrível cara sem pau. Todas elas me tocaram, se esfregaram. Mesmo sem vontade alguma me esforcei com algumas para ver se aparecia alguma coisa, porém, nada feito.
Inconsolável saí do puteiro deixando meus supostos amigos na esbórnia.
Caminhando pelas ruas sem vontade de voltar para casa, senti uma vontade inconsciente de mijar, que já estava me dando nos nervos. Mas como iria mijar se não tinha nada lá?
Procurei um banheiro desesperadamente, mas a rua me pareceu convidativa e não pude me conter em abaixar as calças e tentar alguma coisa.
Comecei a sentir dor e assim passei a me agredir na intenção de abrir caminho para o mijo.
-Só quero mijar! Gritei com as últimas forças e caí desacordado.
Algum tempo depois me vi em meio a uma poça de urina.
-Mas como? Me levantei examinando os documentos, ou melhor, a falta deles. Foi aí que eu pude perceber que ele havia voltado, não como era antes, mas como uma pintinha de bebê.
-Caralho, não sei o que é pior, não ter ou ter essa coisinha. Pelo menos, eu posso mijar!
Na volta para casa, acordei minha mulher e contei tudo o que tinha acontecido. Mostrei para ela o que fez ela rir, o que me destruiu.
Sem pensar, saí novamente, sem intenção de voltar, o que fez com que ela corresse atrás de mim, mas não a sua reação havia acabado com o nosso relacionamento de anos. Do mundo eu esperava tudo, dela não toleraria nada!
No primeiro bar, entrei e comecei a encher a cara. Tomando todas e ligando para tudo que era de rapariga que eu conhecia, até que uma atendeu.
-Oi! Tudo bem contigo? Posso ir dormir aí?
Minutos depois chegava eu na casa de uma cliente boazuda que havia tido um caso. Não teve como evitar pegar essa mulher. Por mais que minha mulher a tivesse escorraçado da loja por desconfiar que eu poderia acabar me interessando por ela, acabou acontecendo.
Só me lembro de acordar no outro dia na cama dela. Depois a ficha caiu! Meu Deus, ela viu!
Retirando os lençóis que me cobriam, pude ver que meu pau tinha rejuvenescido uns 20 anos. Era meu pau de adolescente novamente.
-Caralho, me dei bem! Gritava enquanto ligava para a bandida que havia me dado minha adolescência novamente, para saber o que ela fez.
-Não fiz, nada. Muito pelo contrário, foi você que não me deixou dormir. Não me deu um segundo de sossego. Quase não levanto para trabalhar.
Decidi não ir trabalhar naquele dia.
Fui ao shopping, ao cinema, aos bares, flertei o dia todo com tudo o que era de mulher, sentindo meu pau a pino: loira, morena, negra, asiática, gorda, magra, ruiva, careca, piriguete, casada, divorciada, mães, vovós, mas quando a noite foi chegando estava decidido a me vingar.
-Vou voltar aquele puteiro novamente. Vou fechar aquela "budega", e esfregar meu pau novinho na cara daquelas putas todas.
Cheguei antes do expediente começar, e ao entrar, senti algo estranho, mas mesmo assim, chamei a dona e mandei fechar as portas para mim. Ia gastar tudo o que eu tinha, mas ia começar minha vingança, e no final ligaria para minha mulher ir me buscar.
Colocando os pés pelas mãos, sentindo um frio na barriga, antes das donzelas chegarem, liguei para minha mulher dizendo que estava numa reunião e que ela poderia me pegar lá pelas 23:00. O plano era gastar o que eu tinha, e não tinha muito para passar das 23:00. E caso minha mulher não se aguentasse e chegasse mais cedo, apesar dela naturalmente demorar para encontrar aquele lugar escondido, eu já teria lavado a burra.
Fique sentado no bar com a dona, uma senhora feia que dói, e que por isso não me despertou uma ereção, apesar de mais cedo ter tido inúmeras com mulheres mais feias. Sabe como é pau de adolescente.
As garotas foram chegando devagar e começaram a me reconhecer. Pediam para ver novamente e iam se amontoando ao meu redor. Mas o frio na barriga ao invés de passar, começou foi a aumentar e a esperada ereção adolescente nunca deu as caras.
Desesperado com tanta curiosidade baixei as calças e mostrei a elas meu novo brinquedo.
-Como vc consegue ir ao banheiro? Perguntou a primeira.
Minhas pupilas dilataram com a pergunta. E ao procurar o pau, não havia nada ali. Tudo liso novamente.
-Não! Gritei e tentei sair daquela armadilha que eu mesmo havia criado.
-Por que isso está acontecendo comigo? Eu sabia que não deveria ter vindo para cá. Eu não queria estar aqui!
Era tarde demais para poder ouvir seus próprios desejos. Sendo que o único que lhe deu coragem para ir lá era o da vingança, nada mais.
Ao conseguir sair. Melhor dizendo, ser defenestrado do puteiro, após ter que estourar todos os limites dos seus cartões, encontro meu carro estacionado na frente do estabelecimento. Minha mulher num misto de raiva e choro me abre a porta. E ela chora todo o trajeto.
Chegando em casa ela vai para o quarto e se tranca. Fico sozinho na sala. Ligo a televisão e assalto a geladeira.
-Chega de burradas por hoje!
Na tevê lembro dos canais privê e os acesso. Vai que meu pau dará sinal de vida. Fico só de cueca e posso ver que não tem nada lá.
Me obrigo a ver alguns filmes pornôs e a ansiedade só aumenta. Nada dá certo.
Desisto durmo. No meio da noite, inconscientemente vou mijar e acordo ao ouvir o barulho do mijo na água.
-Finalmente! Confiro no meio das pernas e percebo a pintinha novamente.
-Que porra! Murmuro acertando um murro na parede. Penso em procurar uns sites pornôs e bater uma para tentar a adolescência novamente. Mas dessa vez, lembro de segurar aquela porra de pau até chegar ao computador.
De pau na mão espero a máquina ligar. Com o mouse clico no navegador e na fração de segundos que tiro a mão do pau para digitar a página de pornografia velha conhecida, não o encontro mais quando o procuro. Ele havia fugido.
Eu era um homem que não sabia entender o que estava acontecendo. Pq deu certo com a amante? Pq ele aparece quando quero mijar? Pq ele some quando preciso?
Decido sair! Vou procurar minha amante novamente. Resolvo pelo menos banhar e sair arrumado, afinal era madrugada de sábado, quem sabe ela não está na balada.
Ao entrar no meu quanto, percebo, apesar do split ligado um cheiro de incenso no ar. Percebo que existiam velas apagadas nos criados mudos. Vejo uma roupa super sexy jogada no sexto de roupa suja no banheiro do casal. Pétalas de rosas no lixeiro. Até traços de pelinhos boiando no sanitário demonstravam que ela havia se preparado para mim. Ou era um amante?
Descartei a última idéia, pela rapidez com que ela fora me buscar. Ela estava na intenção e eu ser seu prato principal naquela noite, mesmo tendo só aquele pauzinho que havia visto.
-Claro que existem outras formas de atingir o prazer, caso contrário lésbica não pegava ninguém. Pensei comigo.
Ao pegar a calcinha de renda vermelha jogada no sexto, senti meu pau novamente. Baixei as calças e vi meu velho pau de volta. Não aquele de adolescente que levanta para toda e qualquer mulher, mas aquele que levantou a vida inteira para ter e receber prazer de uma só, apesar das aventuras.
A rigidez não era como a do adolescente e a duração da ereção era a suficiente para ter e dar prazer a mulher que me fazia sentir que eu era amado. Não falo de prazer, falo do sentimento cálido do amor que faz a gente ter a certeza de que não haverá solidão na minha vida.
Banhado, cheiroso e arrumado, voltei para minha cama e encochei minha mulher que se afastou quando me sentiu.
-Ah! Ele só aparece quando tu procura rapariga, desgraçado! E começou a jogar tudo em cima de mim.
Dias depois voltei ao médico. Ainda com o braço enfaixado que fazia com que ele desse gargalhadas ao saber como havia ficado daquele jeito. Ele me examinou e disse:
-É, o senhor finalmente domesticou seu desejo. Já conseguiu fazer sexo com sua esposa?
-Foi difícil convencer a fera, mas já estamos de bem! Expliquei.
-Não sei como o senhor criou isso, mas sua ansiedade estava atrapalhando sua sexualidade. Ao se afastar do sexo por entendê-lo como um gatilho para sua sexualidade o senhor acabou por apagá-la da sua vida, por isso não via seu pênis. O puteiro é um templo de exaltação do macho e o senhor não estava preparado para a dose absurda de ansiedade. Ao sentir vontade mecânica de urinar lhe devolvia o órgão porque é natural ir ao banheiro. Mas aquela primeira "mijada" psicológica o fez surtar ao ponto de apagar, já que naquela hora seu pico de ansiedade o dizia que iria morrer sem conseguir. Sua mulher, insensivelmente, o diminuiu ao ver o pênis infantil, mas ela gerou a raiva necessária para suplantar sua ansiedade e a bebia a descontração necessária para deixar a sexualidade rolar. Não havia foco quando o senhor fez sexo com a amante, havia desejo de ter uma "boceta", como o de um adolescente. Por isso no dia seguinte o seu pênis levantou, com o perdão da palavra, "pra tudo que mija de cócoras". Por fim, sua mulher acabou por mostrar o caminho de volta, para achar sua sexualidade. Ela foi a única mulher para quem o senhor quis dar prazer, das outras o senhor só quis tirar tudo o que elas tinham para se satisfazer.
Ao ouvir a explicação do médico, acabei por compreender que havia exagerado ao fazer o reboot hard e que havia me programado radicalmente contra o sexo, o que acabou por me atrapalhar por fazer com que desaprendesse a lidar com minha sexualidade. Hoje estou melhor. Hoje estou curado.



avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

4/6/2016, 23:28
Surreal o texto; ligeiramente psicanalítico eu diria. Suspect Suspect Suspect Suspect

Re-aprender a viver a sexualidade realmente é um caminho que passa pelo objeto de prazer, mas quando esse objeto de prazer te devolve o prazer de ser amado e querido, então se aprender a ofertar prazer ao invés de só querer tomar prazer, como uma criança mimada.

Bom texto. Não é bem o estilo que gosto de ler, mas não posso negar que é um bom texto.
Dodog
Dodog
Mensagens : 45
Data de inscrição : 25/07/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

6/6/2016, 20:10
O lance dos gatilhos e que nem o vício do alcoólatra, a pessoa sempre toma pinga, conhaque, vodka pura, e quando para o mesmo não pode tomar nem cerveja sem álcool, vou contar um fato pra vocês terem ideia.

No mês passado num sábado, foi eu e minha esposa (Neoii) mais uma amiga nossa e o namorado num barzinho com karaoke, o casal pediu um balde de cerveja, e a eu cerveja sem álcool (até porque eu estava dirigindo), curtimos, bebemos, cantamos, fomos embora felizes, no decorrer da semana a Neoii ligou pra a amiga, e no decorrer ela desabafou que estava chateada por quê o namorado tomou todas no domingo deixou de levar o taxi na frota e foi chamado atenção pelo chefe.
O detalhe que ele é um viciado, desde os 8 anos de idade o pai e os tios davam bebida pra ele pra vê-lo cambaleando e tirar um sarro, com isso pegou vício em cocaína, hoje ele tem 39 anos, faz uns dois anos que ele parou com as drogas e a bebida, mas si ele tomar uma bebida que lembre um teor alcoólico, ele já quer algo mais forte.

E tenho um colega que infelizmente caiu no vício do crack, e pra amenizar a abstinência ele pedia dinheiro pra tomar "cachaça", hoje ele parou e ajuda um pessoal pra sair.

Com isso a semelhança, apesar do PMO ser mais constrangedor, por isso temos que nos policiar com muita atenção para não cair não cair nas armadilhas.
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

7/7/2016, 13:51
Somos assim, viciados resgatados por nossa própria consciência. Nenhum aqui foi internado contra a vontade, nem tiveram alguém para dizer: cara, vc precisa se tratar! Nós viemos para cá inicialmente, nós nos adjetivamos de viciados, nós sentimos que algo estava ruim e que podíamos melhorar. Se não fosse o fórum, certamente, tentaríamos outros meios. O meu, foi me aproximar de Deus e fortalecer minha fé. Não sou perfeito, mas só descobri o fórum muito tempo depois que eu estava sem PMO. Roubando a ideia da trilogia Matrix... a escolha de parar foi tomada no momento que pesquisamos no google "vício em pornografia" ou busca análoga a esta. Naquele momento decidimos parar, mas querer não é poder e os caminhos para parar são muitos, o fórum é apenas um deles. Nada pode parar o fluxo iniciado com a decisão que vcs tomaram de parar. Alguns podem se considerar fracos e achar que precisam de estímulo externo para conseguir, mas no fim, tudo depende apenas de vcs. Eu nem me lembro mais quando foi que eu comecei a tentar parar. Demorou muito, mas muito mesmo. Acho que eu comecei a tentar parar nem o cara do e-book tinha começado o vício ainda. Mas consegui parar. E, se eu consegui, não tem ninguém neste fórum que não consiga. Mesmo que o reboot não dê resultado, mesmo que abandone o fórum, mesmo que caia após ter completado do reboot, acreditem, vcs irão parar. Pq o foco aqui não é o reboot, é a decisão que tomaram de querer parar. Podem até não ter a força necessária ainda para conseguir, mas se não tiverem fé em Deus, tenham fé em vcs mesmos. Estou a muito tempo sem PMO e não sou melhor do que muita gente que acabou de começar, mas tem gente aqui que pela determinação de parar já está livre de todos os efeitos maléficos do vício sem nem ao menos ter atingido os 90 dias.
Sugestão ao grupo, como não há cura para o vício (se estiver enganado alguém me desminta) acho que os contadores dos que já completaram o reboot deveriam ser parados em 90 dias completos. Acho que basta um selo ou uma identificação para todos que atingirem os 90 dias, pq assim todos seriamos vistos do mesmo jeito no grupo. Os contadores acima disso podem ser feitos em outra plataforma ou acompanhados em off por quem tenha o fetiche de vê-los a cada dois minutos. Pq acho uma exposição desnecessária e acaba que as pessoas ficam valorizadas pelo contador.
Admiro o Projeto não pq o contador dele diz 1000 e tantos dias, mas por ele estar preocupado com o próximo, tanto que nem a história de sucesso dele ele tinha escrito até bem pouco tempo atrás. Acho que ele teve sua experiência, mas eu tive a minha e são completamente diferentes, mas não troco a minha por nenhuma outra aqui.
Pirata Feio
Pirata Feio
Mensagens : 335
Data de inscrição : 09/07/2015
Idade : 46
Localização : Porto Alegre

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

7/7/2016, 15:27
"Pq o foco aqui não é o reboot, é a decisão que tomaram de querer parar."
Sobrevivente


Show de bola cara !! Parabéns pelas palavras.

_______________________________________
De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Img?u=5449455595683840

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Img?u=5634415677931520

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Img?u=5313565045030912
Blpr
Blpr
Mensagens : 4832
Data de inscrição : 30/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

7/7/2016, 16:03
Pirata Feio escreveu:"Pq o foco aqui não é o reboot, é a decisão que tomaram de querer parar."
Sobrevivente


Show de bola cara !! Parabéns pelas palavras.

A decisão de querer parar só vale se reebooter aplica as orientações e estratégias do reboot, preconizadas no e-book. Ter só a decisão sem adotar ações concretas como, instalar bloqueadores, socializar, buscar atividade extranet, INSTALAR UM CONTADOR DE DIAS, etc, será só tempo perdido.

_______________________________________
Link do e-book grátis:

https://drive.google.com/open?id=0B_ZBYrwrvOuJTDctSjhvdGQ1V1E


"A dor é temporária. Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia, um mês ou talvez um ano. Mas, eventualmente, ela irá sumir e outra coisa ocupará o seu lugar. Porém, se você não lutar e superar essa dor, ela vai durar para sempre". (Lancy Armstrong)


M.V
M.V
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 41

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

7/7/2016, 20:44
Sobrevivente escreveu:
Sugestão ao grupo, como não há cura para o vício (se estiver enganado alguém me desminta) acho que os contadores dos que já completaram o reboot deveriam ser parados em 90 dias completos. Acho que basta um selo ou uma identificação para todos que atingirem os 90 dias, pq assim todos seriamos vistos do mesmo jeito no grupo. Os contadores acima disso podem ser feitos em outra plataforma ou acompanhados em off por quem tenha o fetiche de vê-los a cada dois minutos. Pq acho uma exposição desnecessária e acaba que as pessoas ficam valorizadas pelo contador.
Admiro o Projeto não pq o contador dele diz 1000 e tantos dias, mas por ele estar preocupado com o próximo, tanto que nem a história de sucesso dele ele tinha escrito até bem pouco tempo atrás. Acho que ele teve sua experiência, mas eu tive a minha e são completamente diferentes, mas não troco a minha por nenhuma outra aqui.

Acredito que ninguém aqui tem fetiche em ficar vendo o contador a cada 2 minutos, nunca vi ninguém aqui nesse Fórum se gabando dizendo que é fodão, herói, super homem, ou seja lá o que for porque os contadores estão acima de 90 dias. Também nunca vi ninguém aqui no Fórum tirando sarro, debochando, humilhando, ou qualquer outro adjetivo porque alguém está com o contador abaixo de 90 dias.  O contador tem um único objetivo, mostrar uma foto da posição atual em relação ao experimento Reboot, somente isso e nada mais, ter um contador não dar margens a outros comentários além desses.

Abçs

Sucesso e Vitórias na sua Jornada.


Última edição por Mario Vieira em 8/7/2016, 09:43, editado 1 vez(es)

_______________________________________
Montanha reboot escalada a partir de  Sab 26 Out /2019 - 11:30:
1 montanha (90 dias)

" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ... (ANTONIO71)

"DESPRESSURIZE SUA MENTE DO PRAZER ENGANOSO DA PMO"

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

8/7/2016, 01:13
Existe cura para o vício sim. Eu me sinto curado depois de 7 meses sem PMO. Lógico, que existe um caminho neural para P no meu cérebro e a qualquer momento o vício pode voltar, se eu não ficar atento e vigilante, mas estou curado de compulsão e condicionamento pela PMO.

Eu tenho orgulho dos meu contadores sim. Eles refletem a minha luta, as minhas conquistas. Não me fazem melhor nem pior do que ninguém. É muito bom ver meu contador bem ´´gordinho´´, ´´robusto´´, gosto muito de ver e me dá um parâmetro para continuar. Muitas vezes ele me ajudou a não recair, pois não queria zerar.

Reveja seus conceitos, Sobrevivente, e se faça mais presente aqui. Estamos todos, principalmente os moderadores do fórum, e vários rebooters valorosos, numa grande luta, para ajudar mais e mais pessoas, e a nós mesmos, a se livrar desse pesadelo que é a PMO.

Abraço.
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty VALEU PARCEIROS

18/8/2016, 17:16
Boa tarde a todos,


Importante, antes de mais nada dizer que antes de começar o fórum eu já caminhava sozinho e isso pode ser uma experiência própria, pode não servir de exemplo para ninguém aqui. E admito que a forma como vem sendo tocado o fórum agora dá mais resultado. Fiquei comovido vendo o progresso do Pirata Feio que acho que entrou aqui junto comigo, mas que vinha tendo dificuldades para progredir e agora me sinto feliz por ele ter atingido a meta de 100 dias. Parabens!
Mas como estava falando no começo, minha peregrinação chegou a cura. Sentir-se curado é pra mim bem mais que um estado de espírito, é não precisar de bloqueadores ou fugir de PMO. Acho que a cura chegou quando não precisei mais fugir.
Estamos falando aqui de um vício comportamental que ao invés deve ser bloqueado e depois substituído por outras atividades na intenção de ser esquecido. Mas quando chega um determinado momento em que vc já passa a fazê-lo naturalmente ele deixa de ser lembrado, porém, no mundo que a gente vive sempre seremos expostos, mas do fundo do coração, não me importo mais com pornografia, punheta ou orgasmo.
A minha cura foi o relacionamento com minha mulher. É natural e é satisfatório pra mim agora. Durante o tempo que estive fora daqui fui exposto a tanta coisa cabulosa, mas não surtiram qualquer efeito sobre mim, ou sobre o meu comportamento. O sexo com minha mulher continua ideal para mim. Entendam o que quero dizer, não desconto no sexo com ela qualquer estímulo externo. Eu é que procuro estímulos fora (sexshooping) para cativá-la cada vez mais na cama.
Sempre me perguntei quando vou parar de fugir do vício, e a resposta veio de forma sutil, silenciosa e estava do meu lado o tempo todo. Sei dos males que a pornografia faz na vida das pessoas, mas se existe um meio de parar de fugir e fazer sexo a dois com a pessoa que te faça bem, e te faça querer mais, se não for assim, volte pra pista pra procurar quem seja essa pessoa.
No mais, nem sei quanto tempo estou livre. Parei de contar depois de um ano. Pq para mim de certa forma contar os dias me lembrava que estava fugindo de algo que estava bem longe lá atrás e que podia ainda em alcançar.
Sei que o contador é importante para muita gente aqui, mas só há cura quando ele não faz mais sentido.
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty IA ESQUECENDO

18/8/2016, 17:22
Pode não ser necessário para mim, mas os bloqueadores vão salvar os meus filhos.
avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

18/8/2016, 18:27
Você alcançou o ápice, Sobrevivente. Se voltou afetivamente para sua esposa. Parabéns.

Só que muitos ainda não alcançaram o teu nível. Seria  ótimo tê-lo aqui com mais frequência ajudando quem um dia te ajudou, mas respeito sua forma de entender tudo isso.

Falo tudo isso de coração para você, Sobrevivente e te digo que fico feliz em saber que o relacionamento com sua esposa melhorou. Minha esposa também foi fundamental para eu vencer esse vício.

Grande abraço para você.
Sobrevivente
Sobrevivente
Mensagens : 255
Data de inscrição : 15/05/2015

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Boa tarde a todos e todas

31/8/2016, 13:13
Ontem estava terminando um trabalho até bem tarde da noite e o fazia em frente a TV para não cair no sono. Por volta das 2:00 da manhã eu o estava concluindo quando começou aquele filme Ninphomanic 2, um pornô cult e eu, fui lá e desliguei a TV, fechei o notbook que já tinha terminado de usar, e fui dormir.
avatar
Convidado
Convidado

De boa, passei só para dar um alô - Página 9 Empty Re: De boa, passei só para dar um alô

31/8/2016, 16:54
Sobrevivente escreveu:Ontem estava terminando um trabalho até bem tarde da noite e o fazia em frente a TV para não cair no sono. Por volta das 2:00 da manhã eu o estava concluindo quando começou aquele filme Ninphomanic 2, um pornô cult e eu, fui lá e desliguei a TV, fechei o notbook que já tinha terminado de usar, e fui dormir.

Simples assim: desliguei a tv.

Valeu; um verdadeiro exemplo de superação.

Abraço.
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos