Ir para baixo
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Diário do Tota

27/9/2016, 17:33
Olá a todos,

Bom, hoje é minha estréia aqui nos foruns. Descobri o fórum semana passada e foi uma REVOLUÇÃO na minha vida, como um SOCO. Tenho 35 anos e sou viciado em PMO há penos menos 22 anos e não fazia ideia disso... Não sabia que era viciado e também não suspeitava que a PMO causasse tanto problema na minha vida. Somente ao ler os relatos e histórias de sucesso entendi que estou mergulhado nos sintomas e que muito provavelmente eles tem a ver com a pornografia sempre tão presente na minha vida. Por isso a descoberta deste fórum e de tudo que a ele se relaciona (Gary Wilson, o Livro - já lido - etc) está sendo tão IMPACTANTE na minha vida em tão pouco tempo, somente há uma semana.

Por me considerar um viciado compulsivo, creio ser interessante ilustrar minha história que conto a seguir.

Desde muito jovem, criança mesmo, descobri o orgasmo. Lavando o carro do meu pai, brincando com uma mangueira, sem querer mirei o jato d'água direto no pênis, a sensação era gostosa e não demorei a gozar, sim, meu primeiro orgasmo foi com talvez uns 4 ou 5 anos de idade. Obviamente não ejaculei, só vários anos depois, mas a partir dai descobri o prazer do orgasmo e que se mexesse no pênis o orgasmo logo viria, a partir dai me iniciei na pratica da masturbação. Sempre, desde essa idade já pensava em sexo, mas acredito ser normal passar tanto sexo na cabeça de um menino, mas o fato de ter iniciado a masturbação tão jovem não sei se aumentou minha atração por sexo. Depois de muito tempo descobri que os garotos só começam a se masturbar em torno dos 10 anos ou mais. Desde essa idade eu já praticava MO diversas vezes ao dia, havia dias em que não, mas se eu tivesse sozinho ou entediado, sempre recorria à MO quantas vezes desse, 4, 5 ou até mais por dia. Nessa época, nos livros de biologia os simples desenhos de corpos nus já me deixavam completamente excitado. Até que uma vez, voltando da escola, com talvez uns 10 anos vi um recorte de uma revista pornô presa em uma árvore (alguém certamente a colocou lá) aquilo pra mim foi o primeiro contato com pornografia, um pequeno recorte em que se via apenas uma foto colorida de cena de sexo entre homem e mulher. Eu fiquei completamente obcecado pelo que vi e por muito tempo só fiz MO lembrando daquela "inocente" foto.

A pornografia de fato entrou na minha vida a partir dos 13 anos. Talvez por ser um garoto grande, alto e aparentar ser mais velho, comecei a pegar videos (VHS) pornô na locadora sem problemas. Lembro que o primeiro foi uma sensação indescritível, quando coloquei a fita no videocassete, meu coração quase saiu pela boca de tanta excitação e nem preciso dizer que quase me acabei de tanta PMO. Nascia ai um casamento explosivo que me acompanharia pelos próximos 22 anos... depois disso, pegar videos P na locadora era muito comum. Os anos passaram e comecei a criar coragem de pegar os que eu já olhava com muita atração, mas nunca me permiti por vergonha. As fitas gay. Sim sou gay e desde criança também já sabia disso. Meu caso não é de HOCD, sempre senti atração pelos garotos na escola, nunca por meninas. Comecei pegando primeiro os filmes heteros na locadora, depois já lá pelos 15 ou 16 anos criei coragem para pegar os gays... ai meu vício só aumentou, descobri a maior fonte de prazer que poderia existir àquela altura na vida: PMO com fitas gay. Pegava de 3 ou 4 de uma vez (ridiculamente incomparável ao Xvideos de hoje). No tempo livre que tinha me trancava no quarto e me acabava em sessões demoradas de PMO, várias ao dia. Acho que o fato de ter quarto só meu e a liberdade de poder fechar a porta com chave foi algo negativo por esse aspecto (hoje não permitiria um filho muito jovem fazer isso, acho que facilita o vício). Nesse mesmo período também já recorria às revistas e revistas com fitas de P nas bancas (boné e óculos escuros pra não ser reconhecido). Nessa época só se ouvia que pornografia é uma coisa super saudável assim como a masturbação e achava o paraíso algo tão gostoso ser tão saudável... e essa crença ainda está completamente difundida até hoje!

Em 1996, com 15 anos, chegou a internet na minha cidade, era uma maravilha, em alguns sites já era possível acessar alguma coisa de P de graça, uma foto (pequena) abria em um minuto! Depois conheci o IRC, um sistema de bate papo muito eficiente (o Bate papo Uol é uma cópia piorada).  Lá conheci meu primeiro namorado e a primeira pessoa com quem transei. Foi incrível, passamos a namorar, até então quando o via ficava excitadíssimo e nunca havia tido problema com DE. Coisa que viria a mudar pouco tempo depois... Acho que no segundo ano de namoro, já com uns 19 anos, comecei a sentir os primeiros sintomas de DE. Atribuí ao estresse que foi o relacionamento. De fato não era muito bom, muitas brigas e traições. Mas a partir dai a DE foi se instalando e não tinha mais o mesmo desempenho que tinha logo no começo. O namoro durou 5 anos, mas entre términos e voltas nesse período, conheci outros caras, e mesmo com outros já percebia que não tinha mais o mesmo vigor de quando tinha 17 anos... eu já me sentia um cara de 60, com 20 anos...

O tempo passou e ia levando os relacionamento e transas como dava, e claro com muita PMO, nessa época, mesmo namorando, eram 2 vezes por dia. Essa sempre foi minha média. Raros dias sem nenhuma e outros com 3 ou mais. Vale lembrar que raramente tinha DE na PMO, mas a essa altura era comum nas transas e já estava resignado. Eis que descobri o Cialis (fogos de artificio na minha vida) e desde então, acho que 2004 ou 2005 passei a usar a droga, nossa era caríssimo mas eu precisava pra transar e voltar a ser o garotão de 17 anos...

Nunca mais voltei a me relacionar com ninguém por muito tempo, o máximo que durou foram 6 meses, mas sempre relacionamentos mornos, eu me cansava logo de tudo e sempre terminava. Era impaciente e também escondia meu problema de DE. Talvez pela dificuldade em esconder isso acabava cansando...

A prática de PMO foi se agravando com o avanço da internet, banda larga, novos sites. Depois morando só, passei a usar erva, fiquei super maconheiro e isso me fez mergulhar ainda mais no porno. Quando não estava trabalhando e estava só, passava o tempo todo chapado e me acabando na PMO (combinação "perfeita") horas a fio... o dia todo quando podia. Vale comentar que nunca tive problemas de depressão, vontade de me matar, problemas sociais etc, sempre fui um cara "normal" com bastante amigos até.

Hoje tenho 35 anos, há vários anos percebo um certo "aprofundamento" nos temas da pornografia, desde que a internet (discada) entrou na minha vida. Sempre atribui isso a ser um cara "mais sexual que outros", já desconfiei que a pornografia causava isso mas deixei de lado, pois muitos amigos também usavam e não tinham tantos fetiches, mas hoje, após ler o que li, tendo a crer que tantos fetiches são sim resultado dessa progressão. O simples "papai e mamãe" já não me excitam e preciso de fetiches super hardcores e isso me incomoda. Primeiro porque poucas pessoas curtem (achava eu) e você acaba ficando limitado no sexo real... sem falar que tinha medo de onde isso poderia me levar. Só queria voltar a me excitar com algo mais ordinário... Lendo os depoimentos e o livro tudo passou a fazer sentido pra mim... Meu comportamento estava explicado e me vi diante dos meus olhos.

Hoje é 27 de setembro, desde o dia 23 parei de PMO. Tô RADIANTE de alegria por ter encontrado esse fórum e saber que não estou só, principalmente por saber que existe cura e que o mundo que existe fora é melhor! Eu simplesmente não fazia ideia de que estava trancado em uma sala há 22 anos, não vejo a hora de sair após essa escalada de 100 dias que me propus rumo a liberdade. Já fui fumante compulsivo, maconheiro e viciado em comida (perdi 30 quilos com reeducação alimentar) e com muito esforço consegui me livrar desses vícios, tenho certeza que vou conseguir me livrar desse que nem sabia que tinha e que certamente é a causa de muitas angustias que tenho na vida hoje, em especial a terrível DE, que já estava resignado!

Só tenho uma coisa a dizer a quem idealizou tudo isso (certamente dá um trabalhão) e a vocês que colaboram com suas experiências: OBRIGADO e contem comigo!

Tota


Última edição por Tota em 27/9/2016, 19:13, editado 1 vez(es)
Atirador Nordestino
Atirador Nordestino
Mensagens : 477
Data de inscrição : 11/03/2016

Diário do Tota Empty Diário do Tota

27/9/2016, 18:41
Muito bem detalhado o seu relato, você parece estar bem informado sobre o método como parar, mas vou dar uma dicas.

Leia o livro qunatas vezes forem possível.

Se exercite com regularidade e se desafiando.

Atenção à socialização, às vezes nós negligenciamos essa parte, mas ela é fulcral, saia bastante, chame os amigos até para os programas mais "sem graça", esteja em contato com outras pessoas.

Use bloqueadores de pornografia na internet, coloque mais de um bloqueador e esconda a senha, dificulte ao máximo seu acesso, acredite, se não tiver bloqueio a dificuldade de parar aumenta substancialmente.

Para quem tem DE a recomendação é de 30 dias no Hard Mode (sem masturbação e Orgasmo também) eu negligenciei esse ponto por ter namorada, depois de meses é que estou buscando esses 30 dias mínimos de Hard Mode.

Tota, boa sorte do fundo coração, que você lute e consiga alcançar esse objetivo, estamos juntos e vamos conseguir parar com isso.
avatar
kedwes
Mensagens : 40
Data de inscrição : 02/09/2016
Idade : 29
Localização : Rio Grande do Norte

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/9/2016, 19:07
Boa noite rapaz!
Cara, enquanto lia o seu texto, meio que passou um filme na minha cabeça, como se eu estivesse assistindo o que você passou e o que está buscando. Obs: Também sou novo aqui. Sei o quanto é bom não se sentir sozinho ou desamparado por algo tão gostoso como é se relacionar, algo que em sua essência deveria proporcionar prazer, paz, tranquilidade e não gerar medo, ansiedade e desespero.

Parabéns por tomar uma das melhores iniciativas/decisões de sua vida que somente te dará bons frutos.
Me identifiquei bastante com o início do seu relato que te trouxe até aqui e te impulsionou a querer mudar de rumo, menos com o envolvimento com drogas e tal(nunca cheguei a provar). Também enxerguei a mesma esperança quando me deparei com o forum e o E-book, mas vale salientar que é de extrema importância que siga os primeiros passos primordiais que consistem em instalar bloqueadores, ativar o contador (que te dará estímulo durante o processo) e sempre relatar os acontecimentos aqui, como também ler relatos de recaídas quando se sentir fraco e de vitórias para te dar ânimo. Pode contar comigo e com todos aqui, pois estamos no mesmo propósito de vencer esse mal. Para quem está com DE, o indicado é passar um mês no modo hard (total abstinência de sexo real, para não correr risco de ficar nervoso e falhar ou te deixar em dúvidas quanto ao reboot). Aproveite esse período para ampliar seus contatos entre família, amigos ou qualquer outro meio que não envolva vagar por redes sociais, assim evitando possíveis gatilhos. Pratique atividades físicas, mantenha a mente ocupada, leia livros. Talvez você já faça tudo isso que foi citado,então, aproveite para dar um gás a mais em cada ponto. Um forte abraço e fique firme meu brother!cheers

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=6304604690055168
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/9/2016, 19:09
Obrigado pela força Atirador! vou seguir seus conselhos!

Confesso que estou totalmente em estado de choque ainda, desde que descobri que era viciado e não sabia e como isso estava me causando tantos transtornos. Hoje ir atrás de pornografia é algo impensável pra mim, mas não duvido que em alguns dias estarei subindo pelas paredes... acho que esses bloqueadores vão ser uteis.

Tenho saído bastante de casa nos tempos livres... o tédio é um convite à PMO.

Obrigado pela força!

Abs.

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/9/2016, 19:11
E sim! pretendo ficar no Hard Mode durante toda a primavera.
Quero ver meu amigo aqui q nem mármore de novo! (MEU ACHEI E IA MORRER E NÃO TER ISSO DE NOVO!!)

Tô confiante!

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
avatar
Convidado
Convidado

Diário do Tota Empty Bem Vindo

27/9/2016, 19:26
Nossa Tota que relato legal, você parece ser uma ótima pessoa, com uma autoestima lá em cima Smile . Cara parabéns pela iniciativa.

Eu descobri o orgasmo muito cedo também, nem ejaculava ainda como você disse. Força pra continuar firme ! Será ótimo quando começar a notar as mudanças positivas.

Abraços.
Rigiby097
Rigiby097
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/08/2016

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/9/2016, 20:09
Parabéns pelo esforço.
Medite e se alimente bem.
Além disso conte bastante no seu diário aqui, muitos ajudam mesmo.
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/9/2016, 21:04
Obrigado Rigby, Limbo e Kedwes!!! Valeu muito pelas palavras Kedwes.

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
Matheus
Matheus
Mensagens : 185
Data de inscrição : 25/06/2015

Diário do Tota Empty flash-back enquanto lia seu relato

28/9/2016, 14:35
Olá,

Estava lendo seu relato e foi como olhar no espelho em vários momentos...

O vício tb destruiu minha vida... a DE forte que nem viagra consegue resolver...

nunca tomei ciallis... quem sabe eu experimente para ver se funciona melhor... mas se o problema é no cérebro, primeiro precisamos reeducá-lo.

Leia as regras de participação do forum, lá tem dicas valiosas para vc conseguir REALMENTE seguir em frente no seu objetivo... instale os bloqueadores, coloque um contador para que nós tb possamos acompanhar o seu desempenho...

lute forte para vencer o vício... estamos todos no mesmo barco e aqui somos todos iguais a vc... cada um ajuda o outro da forma como pode...

seja dando a força para não recair, seja mostrando o caminho certo e as armadilhas para que vc não caia nelas...

Conte conosco... (se tiver tempo leia um pouco do meu diário e veja o que fiz de certo e o que fiz de errado)

seja bem vindo e fique em paz
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

28/9/2016, 19:17
Vamos falar de DE...Hoje consigo perceber coisas interessantes... As vezes na rua encobtro alguns caras e fico olhando e tal.. Quando rola reciprocidade eu meio que esfrio... Fico na minha... Meio que consciente de que vou acabar brochando hahahhah isso me acompanha ha aaaaanos... Eu quero muito acabar com isso... E Falando sobre se sentir mais confiante... Acho que isso esta muito ligado a DE...

Ha TANTAS mazelas que devemos desenvolver com esse comportamento de vicio em PMO que nem fazemos ideia. A DE deve ser raiz de muitos outros problemas. Acho que eh uma reaçao em cadeia.

Abraços e obrigado pelas palavras de incentivo!

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
avatar
kedwes
Mensagens : 40
Data de inscrição : 02/09/2016
Idade : 29
Localização : Rio Grande do Norte

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

28/9/2016, 21:32
Tota escreveu:Vamos falar de DE...Hoje consigo perceber coisas interessantes... As vezes na rua encobtro alguns caras e fico olhando e tal..  Quando rola reciprocidade eu meio que esfrio... Fico na minha... Meio que consciente de que vou acabar brochando hahahhah isso me acompanha ha aaaaanos... Eu quero muito acabar com isso... E Falando sobre se sentir mais confiante... Acho que isso esta muito ligado a DE...

Ha TANTAS mazelas que devemos desenvolver com esse comportamento de vicio em PMO que nem fazemos ideia. A DE deve ser raiz de muitos outros problemas. Acho que eh uma reaçao em cadeia.

Abraços e obrigado pelas palavras de incentivo!

Pelo visto esse pensamento me parece unânime para quem sofre DE.
Relatei em meu diário algo parecido, como pensei em terminar os encontros que eu estava tendo com um cara super gente fina e compreensivo que eu estava ficando, justamente por esse medo de não o satisfazer por completo. O legal seria se envolver ou já está envolvido com alguém que te entenda sem questionar (a não ser que tenha confiança para explicar sua situação), e claro, deixar transparente de que o ocorrido não tem nada ver o seu parceiro (para ele não se sentir culpado ou "não desejável"), podendo assim te ajudar no processo sem romper os limites para um reboot saudável. Pois o contato humano é muito bem vindo durante o processo de reabilitação do nosso sistema de recompensas. Fique firme parceiro!

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=6304604690055168
Rigiby097
Rigiby097
Mensagens : 70
Data de inscrição : 07/08/2016

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

28/9/2016, 21:40
Força Tota você tem muito o que viver e não se abata com nada Very Happy
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Flatline

1/10/2016, 18:46
Olá pessoal. To no meu sétimo dia de reboot. Nao sinto nada de excitaçao. Apenas dormindo na madrugada pequenas ereções. Nada muitpo firme tb. Nossa realmente vai dando uma vontade de M mas to me segurando de boa. Pensamentos tb tenho evitado. Tem me feito bem sair mais na rua, tenho observado muuuito os caras hehhehe nao sei se pela abstinencia fico doido quando vejo um cara gato. Acho que tenho me sentido mais confiante tambem. Mas não vejo a hora de passar essa flatline e sentir oque é ter de volta meu parça hahahah abraços pessoal!
avatar
kedwes
Mensagens : 40
Data de inscrição : 02/09/2016
Idade : 29
Localização : Rio Grande do Norte

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

3/10/2016, 10:57
Tota escreveu:Olá pessoal. To no meu sétimo dia de reboot. Nao sinto nada de excitaçao. Apenas dormindo na madrugada pequenas ereções.  Nada muitpo firme tb. Nossa realmente vai dando uma vontade de M mas to me segurando de boa. Pensamentos tb tenho evitado.  Tem me feito bem sair mais na rua, tenho observado muuuito os caras hehhehe nao sei se pela abstinencia fico doido quando vejo um cara gato. Acho que tenho me sentido mais confiante tambem. Mas não vejo a hora de passar essa flatline e sentir oque é ter de volta meu parça hahahah abraços pessoal!

Sei bem como é isso. Tenho me excitado com caras que que durante o vício não me pareciam atraentes nem gostosos e o simples conversar com parceiros de musculação já me faz viajar nas ideias kkkk. Isso é um bom sinal, cara. Só tome cuidado para não fantasiar demais e acabar recaindo na M, alimente essa vontade aguardando para o fim do hard mode para inaugurar todo esse vigor com um cara show de bola hahaha. Abraço rapaz! Fique firme, pense em você e faça por você em primeiro lugar.

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=6304604690055168
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

3/10/2016, 14:59
Hahahaha boa cara valeu. Mas mesmo que queira cair na M impossivel agora. Nao sobe nem por decreto hahahaah flatline total. Meu penis ate parece menor mesmo hahahaah. Mas to levando de boa. Os caras me atraem... Nao consigo tirar o olhar... Mas nao sinto NADA da cintura pra baixo. Abraços!
jonas lemm
jonas lemm
Mensagens : 29
Data de inscrição : 04/10/2016
Localização : Rio de Janeiro

Diário do Tota Empty novo aqui

4/10/2016, 16:07
Amigos, sou novo por aqui. Cheguei através de fóruns que vinha acompanhando. Me identifiquei muito com o relato do Tota e também de outros amigos. Tenho 40a e sempre me M bastante com assistindo P, desde os 14 anos. Fui casado (com H) por 10 anos e no início tentei largar mas depois voltei ao vício, milhões de bytes em porn no HD na época que separei, o que me leva a crer que tenha sido uma das razões da separação, inclusive.

Hoje, solteiro, percebi que sou um viciado e estou sem porn há 6 dias, só tive 1 recaída mas retornei com força.

Parabéns pelo relato, Tota, sigo acompanhando.
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

5/10/2016, 10:57
Legal jonas! Voce tambem tem DE? Se sim, como começou? Que idade? Abraços.

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
agostinho de hipona
agostinho de hipona
Mensagens : 53
Data de inscrição : 06/08/2016
Idade : 40

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

10/10/2016, 18:30
Tota escreveu:Olá a todos,

Bom, hoje é minha estréia aqui nos foruns. Descobri o fórum semana passada e foi uma REVOLUÇÃO na minha vida, como um SOCO. Tenho 35 anos e sou viciado em PMO há penos menos 22 anos e não fazia ideia disso... Não sabia que era viciado e também não suspeitava que a PMO causasse tanto problema na minha vida. Somente ao ler os relatos e histórias de sucesso entendi que estou mergulhado nos sintomas e que muito provavelmente eles tem a ver com a pornografia sempre tão presente na minha vida. Por isso a descoberta deste fórum e de tudo que a ele se relaciona (Gary Wilson, o Livro - já lido - etc) está sendo tão IMPACTANTE na minha vida em tão pouco tempo, somente há uma semana.

Por me considerar um viciado compulsivo, creio ser interessante ilustrar minha história que conto a seguir.

Desde muito jovem, criança mesmo, descobri o orgasmo. Lavando o carro do meu pai, brincando com uma mangueira, sem querer mirei o jato d'água direto no pênis, a sensação era gostosa e não demorei a gozar, sim, meu primeiro orgasmo foi com talvez uns 4 ou 5 anos de idade. Obviamente não ejaculei, só vários anos depois, mas a partir dai descobri o prazer do orgasmo e que se mexesse no pênis o orgasmo logo viria, a partir dai me iniciei na pratica da masturbação. Sempre, desde essa idade já pensava em sexo, mas acredito ser normal passar tanto sexo na cabeça de um menino, mas o fato de ter iniciado a masturbação tão jovem não sei se aumentou minha atração por sexo. Depois de muito tempo descobri que os garotos só começam a se masturbar em torno dos 10 anos ou mais. Desde essa idade eu já praticava MO diversas vezes ao dia, havia dias em que não, mas se eu tivesse sozinho ou entediado, sempre recorria à MO quantas vezes desse, 4, 5 ou até mais por dia. Nessa época, nos livros de biologia os simples desenhos de corpos nus já me deixavam completamente excitado. Até que uma vez, voltando da escola, com talvez uns 10 anos vi um recorte de uma revista pornô presa em uma árvore (alguém certamente a colocou lá) aquilo pra mim foi o primeiro contato com pornografia, um pequeno recorte em que se via apenas uma foto colorida de cena de sexo entre homem e mulher. Eu fiquei completamente obcecado pelo que vi e por muito tempo só fiz MO lembrando daquela "inocente" foto.

A pornografia de fato entrou na minha vida a partir dos 13 anos. Talvez por ser um garoto grande, alto e aparentar ser mais velho, comecei a pegar videos (VHS) pornô na locadora sem problemas. Lembro que o primeiro foi uma sensação indescritível, quando coloquei a fita no videocassete, meu coração quase saiu pela boca de tanta excitação e nem preciso dizer que quase me acabei de tanta PMO. Nascia ai um casamento explosivo que me acompanharia pelos próximos 22 anos... depois disso, pegar videos P na locadora era muito comum. Os anos passaram e comecei a criar coragem de pegar os que eu já olhava com muita atração, mas nunca me permiti por vergonha. As fitas gay. Sim sou gay e desde criança também já sabia disso. Meu caso não é de HOCD, sempre senti atração pelos garotos na escola, nunca por meninas. Comecei pegando primeiro os filmes heteros na locadora, depois já lá pelos 15 ou 16 anos criei coragem para pegar os gays... ai meu vício só aumentou, descobri a maior fonte de prazer que poderia existir àquela altura na vida: PMO com fitas gay. Pegava de 3 ou 4 de uma vez (ridiculamente incomparável ao Xvideos de hoje). No tempo livre que tinha me trancava no quarto e me acabava em sessões demoradas de PMO, várias ao dia. Acho que o fato de ter quarto só meu e a liberdade de poder fechar a porta com chave foi algo negativo por esse aspecto (hoje não permitiria um filho muito jovem fazer isso, acho que facilita o vício). Nesse mesmo período também já recorria às revistas e revistas com fitas de P nas bancas (boné e óculos escuros pra não ser reconhecido). Nessa época só se ouvia que pornografia é uma coisa super saudável assim como a masturbação e achava o paraíso algo tão gostoso ser tão saudável... e essa crença ainda está completamente difundida até hoje!

Em 1996, com 15 anos, chegou a internet na minha cidade, era uma maravilha, em alguns sites já era possível acessar alguma coisa de P de graça, uma foto (pequena) abria em um minuto! Depois conheci o IRC, um sistema de bate papo muito eficiente (o Bate papo Uol é uma cópia piorada).  Lá conheci meu primeiro namorado e a primeira pessoa com quem transei. Foi incrível, passamos a namorar, até então quando o via ficava excitadíssimo e nunca havia tido problema com DE. Coisa que viria a mudar pouco tempo depois... Acho que no segundo ano de namoro, já com uns 19 anos, comecei a sentir os primeiros sintomas de DE. Atribuí ao estresse que foi o relacionamento. De fato não era muito bom, muitas brigas e traições. Mas a partir dai a DE foi se instalando e não tinha mais o mesmo desempenho que tinha logo no começo. O namoro durou 5 anos, mas entre términos e voltas nesse período, conheci outros caras, e mesmo com outros já percebia que não tinha mais o mesmo vigor de quando tinha 17 anos... eu já me sentia um cara de 60, com 20 anos...

O tempo passou e ia levando os relacionamento e transas como dava, e claro com muita PMO, nessa época, mesmo namorando, eram 2 vezes por dia. Essa sempre foi minha média. Raros dias sem nenhuma e outros com 3 ou mais. Vale lembrar que raramente tinha DE na PMO, mas a essa altura era comum nas transas e já estava resignado. Eis que descobri o Cialis (fogos de artificio na minha vida) e desde então, acho que 2004 ou 2005 passei a usar a droga, nossa era caríssimo mas eu precisava pra transar e voltar a ser o garotão de 17 anos...

Nunca mais voltei a me relacionar com ninguém por muito tempo, o máximo que durou foram 6 meses, mas sempre relacionamentos mornos, eu me cansava logo de tudo e sempre terminava. Era impaciente e também escondia meu problema de DE. Talvez pela dificuldade em esconder isso acabava cansando...

A prática de PMO foi se agravando com o avanço da internet, banda larga, novos sites. Depois morando só, passei a usar erva, fiquei super maconheiro e isso me fez mergulhar ainda mais no porno. Quando não estava trabalhando e estava só, passava o tempo todo chapado e me acabando na PMO (combinação "perfeita") horas a fio... o dia todo quando podia. Vale comentar que nunca tive problemas de depressão, vontade de me matar, problemas sociais etc, sempre fui um cara "normal" com bastante amigos até.

Hoje tenho 35 anos, há vários anos percebo um certo "aprofundamento" nos temas da pornografia, desde que a internet (discada) entrou na minha vida. Sempre atribui isso a ser um cara "mais sexual que outros", já desconfiei que a pornografia causava isso mas deixei de lado, pois muitos amigos também usavam e não tinham tantos fetiches, mas hoje, após ler o que li, tendo a crer que tantos fetiches são sim resultado dessa progressão. O simples "papai e mamãe" já não me excitam e preciso de fetiches super hardcores e isso me incomoda. Primeiro porque poucas pessoas curtem (achava eu) e você acaba ficando limitado no sexo real... sem falar que tinha medo de onde isso poderia me levar. Só queria voltar a me excitar com algo mais ordinário... Lendo os depoimentos e o livro tudo passou a fazer sentido pra mim... Meu comportamento estava explicado e me vi diante dos meus olhos.

Hoje é 27 de setembro, desde o dia 23 parei de PMO. Tô RADIANTE de alegria por ter encontrado esse fórum e saber que não estou só, principalmente por saber que existe cura e que o mundo que existe fora é melhor! Eu simplesmente não fazia ideia de que estava trancado em uma sala há 22 anos, não vejo a hora de sair após essa escalada de 100 dias que me propus rumo a liberdade. Já fui fumante compulsivo, maconheiro e viciado em comida (perdi 30 quilos com reeducação alimentar) e com muito esforço consegui me livrar desses vícios, tenho certeza que vou conseguir me livrar desse que nem sabia que tinha e que certamente é a causa de muitas angustias que tenho na vida hoje, em especial a terrível DE, que já estava resignado!

Só tenho uma coisa a dizer a quem idealizou tudo isso (certamente dá um trabalhão) e a vocês que colaboram com suas experiências: OBRIGADO e contem comigo!

Tota

Parabéns cara. Pode ter certeza que você vai encontrar muito apoio nesse grupo. O fato de você compartilhar suas experiências aqui é de fundamental importância. Você sabe que não está sozinho. Força e continue rumo a uma vida sem PMO.
jonas lemm
jonas lemm
Mensagens : 29
Data de inscrição : 04/10/2016
Localização : Rio de Janeiro

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

11/10/2016, 08:28
Tota escreveu:Legal jonas! Voce tambem tem DE? Se sim, como começou? Que idade? Abraços.

Talvez tenha DE, não sei especificar ao certo. As vezes tenho dificuldade de manter ereção (ativo) na penetração, porém fui casado por 10 anos e nesse período não usava camisinha. Então, a camisinha pra mim (vida de solteiro hehe) me faz perder um pouco a sensibilidade e aperta.

Ainda estou analisando a minha situação, já que tenho conseguido ficar longe da P.

Obrigado.
avatar
Convidado
Convidado

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

16/10/2016, 11:29
Tota ta indo muito bem !!! Nossos contadores tão iguaizinhos (tirando minhas recaídas haha). Vamos continuar firmes pois o reboot da certo ! Parabéns pelo progresso Smile
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

17/10/2016, 14:44
Hoje estou no meu 23 dia de Reboot e flatline. Há 23 dias sem PMO e sem nenhuma ereção. Apenas dormindo acordo com uma leve dureza ehhehe mas nada muito firme... To com esperança que isso passe logo. Eu não tenho tido vontade NENHUMA de PMO.

Com relação a outras alterações, destaco que estou mais altivo. Mais seguro de decisões e mais animado em outros aspectos da vida. Não sei se é efeito placebo ou autosugestão por tudo que tenho lido, mas acho que ando mais sociável, mais seguro e habilidoso para debater e argumentar em rodadas de discussões com amigos... Minha voz parece estar mais firme também. Parece que o cérebro está mais preciso e focado. Tô gostando desses efeitos.

Apesar de não estar com cabeça para PMO, adoro sair pela rua e ver outros caras.. gosto de observar os corpos, o jeito dos homens, e isso acho que tem sido uma nova descoberta. um resgate de um prazer tão interessante e humano mas que estava apagado, substituído pela ilusão do mundo virtual. Olho homens na rua com muito mais atenção, nos detalhes, na nuca, no braço, linguagem corporal. Tá muito bom isso. Talvez por estar reestabelecendo essa sensibilidade estou me sentindo mais seguro para xavecar e seduzir...

Por isso já está valendo esses dias de reboot.

Acreditem, nos meus 35 anos nunca passei mais que 5 dias sem orgasmo desde que descobri a M. completar 23 dias sem está sendo um prazer que nunca senti.

Quero transar novamente, mas acho que ainda não estou preparado. Acho que vou levar até o 100º dia.

Abraços rapaziada!

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
Tota
Tota
Mensagens : 20
Data de inscrição : 27/09/2016
Idade : 40
Localização : São Paulo

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

20/10/2016, 23:39
Galera... O que vocês acham?

Eu tenho conversado pelo whats com um carinha que adoro... Mora em fortaleza... Falei pra ele sobre tudo.. E tal... Do reboot.. Etc.. Ele achou super legal... E fala q tb evita pmo e que isso tb nao faz bem pra ele... No entanto a gente ontem conversou muito e em varios momentos a gente caia pra assuntos mais safados... Nao rola nudes nem nada... Mas insinuações que me deixou excitado pela primeira vez desde o inicio do reboot... Meu p. deu sinais de vida... Isso é aconselhavel? Conversar com alguem q voce gosta a distancia por app... Mesmo sem estimulos de fotos.. Isso pode comprometer o reboot? Não fiz MO... Mas senti um tesao absurdo... O que acham? Abraços.

_______________________________________
Diário do Tota Img?u=5733775216476160
avatar
be_stronger
Mensagens : 13
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 41
Localização : United States

Diário do Tota Empty 22 anos de casamento

2/11/2016, 13:03
Cara,
Muito boa a sua ilustração de um casamento de 22 anos.
Mesmo tempo que o meu, usando a sua ilustração acho que podemos partir do princípio que se não está dando certo o casamento separação é o caminho.
Apenas para te dar uma força, eu tenho praticado meditação, malhação e yoga hábitos precisam ser substituídos e PMO é um hábito.
Parabéns pela história e força, foca na sua meta e no que vc quer!
ABS
avatar
Convidado
Convidado

Diário do Tota Empty Re: Diário do Tota

27/11/2016, 09:30
Tota escreveu:Galera... O que vocês acham?

Eu tenho conversado pelo whats com um carinha que adoro... Mora em fortaleza... Falei pra ele sobre tudo.. E tal... Do reboot.. Etc.. Ele achou super legal... E fala q tb evita pmo e que isso tb nao faz bem pra ele... No entanto a gente ontem conversou muito e em varios momentos a gente caia pra assuntos mais safados... Nao rola nudes nem nada... Mas insinuações que me deixou excitado pela primeira vez desde o inicio do reboot... Meu p. deu sinais de vida... Isso é aconselhavel? Conversar com alguem q voce gosta a distancia por app... Mesmo sem estimulos de fotos..  Isso pode comprometer o reboot? Não fiz MO... Mas senti um tesao absurdo... O que acham? Abraços.

Como esta indo o reboot Tota ?

Isso que relatou não é aconselhado de jeito nenhum, são gatilhos, se for pensar tem muita semelhança com contos eróticos. O que é estimulado é o contato real, sexo seguro e consciente, socialização.

Abraços
Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos