Diário de um desesperado

+16
Michael barnes
Spiritus
Buda
DECIDIDO30
couto94
Heitor..
Marco
Mr. Wayne
Broda
BigBadWolf
Fake Anonimous
ZK
Stark
Lutando_pela_vitoria
Antônio71
Zorf
20 participantes
Ir para baixo
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Diário de um desesperado

1/2/2017, 16:05
Olá Pessoal boa tarde!
Sou novo aqui, então me desculpe se em algum momento eu infringir os termos do grupo.
Bom, a minha história, em suma, é a seguinte:
Tenho uma noiva que mora comigo, mas atualmente estamos separados, muito em decorrência do meu vício.
Sou um cara tímido, na verdade me considero mais reservado, mas mesmo assim, até os dezoito anos conseguia ter o mínimo de sociabilidade. Porém, com o agravamento desse vício, minha relação com as pessoas está quase a zero. Se não fosse a insistência da minha família nem com eles mais eu estava falando.
Sofro diariamente com transtorno de ansiedade (isso não posso afirmar se em razão da PMO), só sei que procuro minimizar ou intensificar com P.
Essa minha noiva foi a minha segunda namorada. Estamos juntos há oito anos. Quando a conheci já estava viciado. Desde o início do nosso namoro sempre a preteri por causa da PMO. Pra encurtar a história, hoje nós vivemos sob o mesmo teto, mas não somos mais um casal. Depois de anos negando sexo (incontáveis foram as vezes que esperei ela dormir para me masturbar no banheiro), ela me confessou que hoje não me ver mais como homem e que não tem mais vontade de transar comigo.
Isso pra mim foi tudo que eu precisava ouvir (apesar da dor dilacerante) para perceber que algo estava bastante errado. Na verdade, sempre soube que eu era viciado, mas nunca tinha desconfiado que a raiz da maioria dos meus problemas estava relacionada à PMO. Sempre ouvir falar que M é uma coisa normal e que não tem problema, blá-blá-blá (por que não conheci este site antes?).
O término do meu namoro anterior, hoje vejo nitidamente que também foi fortemente afetado por isso, já que nunca vi as mulheres como companheiras, como pessoas, mas sim como mero objetos, que deviam me satisfazer, assim como as mulheres da P me satisfazia.
Após, a iminência do meu segundo fracasso no relacionamento, sobretudo, com alguém que eu esperava passar o resto da vida, percebi que não merecia viver neste mundo.
Lembro-me que quando novo, as pessoas me elogiavam muito, diziam como eu era culto, educado e bondoso, e, de certa forma, modéstia parte, eu sabia que era verdade. Depois que começou o vício, o ápice foi começar a sentir prazer em ver vídeo com travesti, eu comecei a me sentir sujo. Passei a não ir mais à igreja, pois não me sentia digno de estar lá. Nem após a missa minha vontade de M desaparecia. Não, por acaso, os elogios cessaram.
A partir daí, minha autoestima foi para o buraco. Não me acho digno de ninguém. Sinto-me fraco e incompetente.
Comecei a pedir desesperadamente a Deus para me tornar novamente a pessoa que antes eu era. E eis pessoal, que, do nada, fazendo uma busca aleatória no google sobre mensagens no whatsapp, entrei sem querer nesse site que nunca tinha ouvido falar.
Incrível! Não estava sozinho! Muitas pessoas passando pelo mesmo sofrimento que há anos me atormenta e vem me destruindo.
Hoje, estou no meu terceiro dia apenas de reboot, mas, não sei se estou exagerando, já começo a verificar sutis diferenças. Estou mais confiante, consigo cumprimentar as pessoas olhando nos olhos e estou motivado a ser mais sociável.
Lógico, que não irei me iludir achando que a batalha vai ser fácil, mas estou seguro que este é o caminho que devo trilhar, por mais tortuoso que seja, para alcançar a felicidade.
Como falei anteriormente, minha ex-noiva que, diga-se de passagem, é linda, ainda mora comigo. Então diariamente eu tenho que passar pela situação de vê-la de calcinha e algumas vezes até mesmo sem roupa, o que torna meu desafio bem mais difícil. Então a pergunta que deixo é a seguinte: o fato de eu vê-la nesses termos, sem que eu tenha relações com ela, traz prejuízo ao reboot?
Obrigado pela atenção.
Antônio71
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1141
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 50

Diário de um desesperado Empty Estamos com vocè, Zorf!

1/2/2017, 16:33
Zorf escreveu:
Olá Pessoal boa tarde!
Sou novo aqui, então me desculpe se em algum momento eu infringir os termos do grupo.
Bom, a minha história, em suma, é a seguinte:
Tenho uma noiva que mora comigo, mas atualmente estamos separados, muito em decorrência do meu vício.
Sou um cara tímido, na verdade me considero mais reservado, mas mesmo assim, até os dezoito anos conseguia ter o mínimo de sociabilidade. Porém, com o agravamento desse vício, minha relação com as pessoas está quase a zero. Se não fosse a insistência da minha família nem com eles mais eu estava falando.
Sofro diariamente com transtorno de ansiedade (isso não posso afirmar se em razão da PMO), só sei que procuro minimizar ou intensificar com P.
Essa minha noiva foi a minha segunda namorada. Estamos juntos há oito anos. Quando a conheci já estava viciado. Desde o início do nosso namoro sempre a preteri por causa da PMO. Pra encurtar a história, hoje nós vivemos sob o mesmo teto, mas não somos mais um casal. Depois de anos negando sexo (incontáveis foram as vezes que esperei ela dormir para me masturbar no banheiro), ela me confessou que hoje não me ver mais como homem e que não tem mais vontade de transar comigo.
Isso pra mim foi tudo que eu precisava ouvir (apesar da dor dilacerante) para perceber que algo estava bastante errado. Na verdade, sempre soube que eu era viciado, mas nunca tinha desconfiado que a raiz da maioria dos meus problemas estava relacionada à PMO. Sempre ouvir falar que M é uma coisa normal e que não tem problema, blá-blá-blá (por que não conheci este site antes?).
O término do meu namoro anterior, hoje vejo nitidamente que também foi fortemente afetado por isso, já que nunca vi as mulheres como companheiras, como pessoas, mas sim como mero objetos, que deviam me satisfazer, assim como as mulheres da P me satisfazia.
Após, a iminência do meu segundo fracasso no relacionamento, sobretudo, com alguém que eu esperava passar o resto da vida, percebi que não merecia viver neste mundo.
Lembro-me que quando novo, as pessoas me elogiavam muito, diziam como eu era culto, educado e bondoso, e, de certa forma, modéstia parte, eu sabia que era verdade. Depois que começou o vício, o ápice foi começar a sentir prazer em ver vídeo com travesti, eu comecei a me sentir sujo. Passei a não ir mais à igreja, pois não me sentia digno de estar lá. Nem após a missa minha vontade de M desaparecia. Não, por acaso, os elogios cessaram.
A partir daí, minha autoestima foi para o buraco. Não me acho digno de ninguém. Sinto-me fraco e incompetente.
Comecei a pedir desesperadamente a Deus para me tornar novamente a pessoa que antes eu era. E eis pessoal, que, do nada, fazendo uma busca aleatória no google sobre mensagens no whatsapp, entrei sem querer nesse site que nunca tinha ouvido falar.
Incrível! Não estava sozinho! Muitas pessoas passando pelo mesmo sofrimento que há anos me atormenta e vem me destruindo.
Hoje, estou no meu terceiro dia apenas de reboot, mas, não sei se estou exagerando, já começo a verificar sutis diferenças. Estou mais confiante, consigo cumprimentar as pessoas olhando nos olhos e estou motivado a ser mais sociável.
Lógico, que não irei me iludir achando que a batalha vai ser fácil, mas estou seguro que este é o caminho que devo trilhar, por mais tortuoso que seja, para alcançar a felicidade.
Como falei anteriormente, minha ex-noiva que, diga-se de passagem, é linda, ainda mora comigo. Então diariamente eu tenho que passar pela situação de vê-la de calcinha e algumas vezes até mesmo sem roupa, o que torna meu desafio bem mais difícil. Então a pergunta que deixo é a seguinte: o fato de eu vê-la nesses termos, sem que eu tenha relações com ela, traz prejuízo ao reboot?
Obrigado pela atenção.

Estamos com você, Zorf! Você não está sozinho! E mais: TUDO O QUE VOCÊ ESTÁ PASSANDO É REVERSÍVEL. Assista aos vídeos de Gary Wilson e leia o ebook e você vai entender o que estou lhe dizendo.

O fato de assistir vídeos com travesti não significa que "você esteja sujo", mas que o seu cérebro está com pouquíssima dopamina. Isso faz com que você busque coisas cada vez mais bizarras na internet. Quando você fizer o reboot, essas fantasias irão desaparecer.

Os primeiros 15 dias são os mais difíceis. Até o início de 2016 eu me masturbava quase todos os dias e achava que não conseguiria passar mais que uma semana sem masturbação. Hoje já vou completar 1 ano sem PMO e, paradoxalmente, a fissura e as fantasias sumiram. Tenho uma namorada maravilhosa e sou muito realizado sexualmente. Se você quiser dá uma conferida na minha história de sucesso, acho que vai lhe ajudar muito:

http://comoparar.forumeiros.com/t3301-uma-nova-vida-cheia-de-esperanca-e-felicidade

Sua ereção vai voltar ao normal, sua autoestima irá melhorar e quem sabe até o seu relacionamento com sua ex-noiva vai entrar nos trilhos novamente?

Sugiro que você poste diariamente aqui, mesmo para relatar possíveis fracassos. Faça isso pelo menos nos primeiros 15 dias. VOCÊ ESTÁ NO LUGAR CERTO, ZORF!


_______________________________________
avatar
Lutando_pela_vitoria
Mensagens : 278
Data de inscrição : 11/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

1/2/2017, 16:49
Zorf, bem-vindo ao Fórum.
Entendo o seu sofrimento e a alegria por ter encontrado esse fórum.
1. Sugiro seguir as orientações de Antonio71. Leia a história dele, que é tocante e mostra a superação e renovação operada pela ausência de PMO.
2. Sugiro, ainda, instalar bloqueadores em tudo o que você usar e que tenha acesso à internet. Eles podem até ser fáceis e burlar ou falhos, mas devem servir mais como um ALERTA ou LEMBRETE do reboot. De nada adianta ter mil bloqueadores; enquanto não quisermos fazer o reboot, será fácil encontrar uma brecha para voltar ao vício. Além disso, sugiro, quando usar um navegador de internet, ativar a opção para não carregar imagens (no meu diário expliquei brevemente como se faz no google chrome): isso ajuda a evitar uma possível imagem que possa levar a uma recaída. Particularmente, isso tem me ajudado, assim como evitar certos sites com notícias fúteis, de entretenimento, fofoca etc...
3. A minha terceira sugestão é QUERER: queira o reboot, queira abandonar de vez PMO, sem sofismas, sem exceções. Você verá que os benefícios serão enormes, voltará a estar de bem consigo e com os demais.
Mantenha o foco e veja cada dia como uma vitória. Foque-se no hoje, leia muito ese fórum, as histórias de sucesso etc.
Força! Conte conosco.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

2/2/2017, 09:47
Obrigado pessoal pelo apoio.
Antes de criar este diário, dei uma lida nos relatos de sucessos e fiquei profundamente emocionado com sua história Antônio71. Certamente me deu gás e ânimo para seguir em frente. Espero futuramente, se Deus quiser, até como forma de retribuição, dar um depoimento e seguir de inspiração para outras pessoas que necessitam, assim como vcs me inspiraram. Muito obrigado mais vez.
Neste primeiros dias, o sintoma que sinto basicamente é como se estivesse no Alasca. Ta tudo encolhido. pelos relatos que li, me parecer ser algo normal e esperado, o que vcs chamam de Flatline. outra sintoma é que verifiquei que minha ansiedade aumentou significativamente.
Antônio71
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1141
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 50

Diário de um desesperado Empty Tudo isso é normal

2/2/2017, 14:58
Zorf escreveu:Obrigado pessoal pelo apoio.
Antes de criar este diário, dei uma lida nos relatos de sucessos e fiquei profundamente emocionado com sua história Antônio71. Certamente me deu gás e ânimo para seguir em frente. Espero futuramente, se Deus quiser, até como forma de retribuição, dar um depoimento e seguir de inspiração para outras pessoas que necessitam, assim como vcs me inspiraram. Muito obrigado mais vez.
Neste primeiros dias, o sintoma que sinto basicamente é como se estivesse no Alasca. Ta tudo encolhido. pelos relatos que li, me parecer ser algo normal e esperado, o que vcs chamam de Flatline. outra sintoma é que verifiquei que minha ansiedade aumentou significativamente.

Tudo isso é normal, Zorf! O seu humor irá variar bastante também: você ora vai ficar triste; ora ansioso; ora entediado; ora enraivecido ( tinha dias que eu queria comer o fígado de um Very Happy Very Happy Very Happy ). Todos esses sintomas fazem parte da síndrome de abstinência. Contudo mantenha-se firme pois tudo isso vai passar. Depois vai ficar perenemente a sensação de felicidade, auto-estima e paz que eu sinto todos os dias. Estamos com você, amigo!

_______________________________________
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Quinto dia

3/2/2017, 09:33
Quinto dia sem PMO:
Ainda me sinto muito motivado, mas percebo que as dificuldades começam a aparecer.
Nestes primeiros dias, acho que estou na Flatline e ontem tive uma erecão matinal.
Minha maior dificuldade diária é ter que ver a minha ex-noiva em trajes íntimos, o que talvez tem me despertado a noite muitas fantasias.
Lembro-me que por conta do vício em P, costumava a ver as mulheres sempre com intenção sexuais. Então várias vezes me peguei realizando M pensando em amigas, colegas trabalho, olhando fotos do Instagram dessas pessoas. Assim, tenho evitado olhar, somente quando necessário, para as colegas de trabalho que antes me despertavam fantasias.
Lembrei-me ontem que vou sair de férias no mês que vem, ou seja, vou ter muito tempo ocioso para sucumbir a P. Certamente que este vai ser mês mais difícil pra mim. Acredito até que se conseguir ultrapassar esse período, ninguém mais me segura cheers
Stark
Stark
Mensagens : 2171
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 24
Localização : Malibu - California

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

4/2/2017, 02:19
Seja bem vindo Zorf!!

A galera já te deu as instruções, só vim para te dar aquela força e para dizer que vou acompanhar o teu progresso. Motivação é sempre muito bom, se possível tente se motivar todo dia assim evitando que você recaia. Lembre-se que você não estará motivas todos os dias, sempre temos aqueles dias mais ou menos pois faz parte da vida, por isso recomendo seguir todas as instruções, bloquear tudo o que puder e ser forte para não voltar aos braços da pornografia quando a "coisa apertar".

Te desejo sucesso nessa nova jornada.
Tmj.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

4/2/2017, 10:07
Stark escreveu:Seja bem vindo Zorf!!

A galera já te deu as instruções, só vim para te dar aquela força e para dizer que vou acompanhar o teu progresso. Motivação é sempre muito bom, se possível tente se motivar todo dia assim evitando que você recaia. Lembre-se que você não estará motivas todos os dias, sempre temos aqueles dias mais ou menos pois faz parte da vida, por isso recomendo seguir todas as instruções, bloquear tudo o que puder e ser forte para não voltar aos braços da pornografia quando a "coisa apertar".

Te desejo sucesso nessa nova jornada.
Tmj.

Valeu irmão!

Certamente que ajuda de vcs e apoio mútuo é de fundamental importância para o alcance dos objetivos aqui propostos.
Sou grato pelo compartilhamento de histórias não só de sucesso como de fracassos, que ajudam, principalmente a pessoas como eu que estão iniciando esta odisseia, a evitar erros e a buscar motivação caso ocorram.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Dia complicado

4/2/2017, 10:25
Olá,
Ontem o dia foi bastante difícil. Na verdade a manhã e a tarde até que não foram tão ruins assim, mas a noite deu uma bad tremenda.

Às 18h já tinha percebido a mudança drástica do meu humor. Tava me sentindo muito para baixo, deprimido e sem ânimo. Para aliviar, resolvi ir à academia, meio a contra gosto, liberar um pouco de adrenalina na esperança de melhorar um pouco meu ânimo.
É meus amigos, ledo engano. Ao que me parece a depressão e ansiedade potencializaram. Pelo menos esse foi o sentimento que tive.
Devia tá com uma expressão tão pra baixo que vários alunos e instrutores vinham falar comigo, perguntando se eu estava bem. Até pessoas que nunca nem tinha cumprimentado vieram falar comigo essa noite. Até a pessoa mais bruta da academia, a recepcionista, me desejou boa noite e um bom fds, logo ela que nunca respondia quando cumprimentava.
Tava me sentindo tonto com ânsia, coisa que nunca tinha acontecido cmg. Tava tão forte que resolvi para o treino antes de terminar. Se tivesse continuado, talvez tivesse passado mal.
Pra dormir ando tomando um remédio fitoterápico chamado pasalix. Ele é bom também para ansiedade.
O bom da história é saber que não tive vontade de assistir P.
Por falar em academia, percebi também que é um ambiente meio hostil para que quem se abster de P. Ver todas aquelas mulheres bonitas com roupas justas faz com que seu cérebro tenda a fantasiar o que dá um trabalho danado para mudar o foco dos pensamentos. Com vcs acontece isso? devo parar de fazer academia e buscar outra atividade?
ZK
ZK
Mensagens : 113
Data de inscrição : 06/01/2017
Idade : 42

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

5/2/2017, 17:35
Salve zorf,
Bem vindo!!!
Cara não sei te dizer se sua noiva em trajes íntimos é ruim ou não para vc. Se tiver vontade de M, ai acho q será ruim.
Quanto as meninas da academia, tbm depende de vc, eu nem passo perto de banca de jornal para não ver as capas das revistas!!!

Sua noiva sabe da sua situação??
Vale a pena reconquista-la??
Pense nisso, vê-la com nua querendo ela e não querendo PMO pode te dar um norte!!!

_______________________________________
Fake Anonimous
Fake Anonimous
Mensagens : 149
Data de inscrição : 16/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

6/2/2017, 00:51
Cara, entendo seus questionamentos quanto a ver mulheres na academia. Isso é foda!

Tem umas "demonias" (kkk) que é difícil de lidar, pretendo entrar em breve e terei que passar por este mesmo problema...

Força para todos nós.... Não podemos desanimar

_______________________________________



Visitem aqui meu DIÁRIO
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Dias após o outro

6/2/2017, 10:17
Salve pessoal!

Como dizem por aí, nada melhor que uma dia após o outro. Após uma dia complicado na academia, conforme mencionado em relato anterior, consigo perceber algumas coisas acontecendo.
Primeiramente, não sei se é impressão minha, mas ao que me parece minha pele parece estar mais bonita.
Segundo que diante da minha fissura resolvi cortejar a minha ex-noiva e eis que consegui ter, depois de um longo tempo, uma noite de amor com ela. Desse fato, teve pontos positivos e negativos.
O positivo é que parece que as coisas começam a se acertar. Pela primeira vez, eu fiz de fato amor, não sexo. Levei ao máximo todos os meu sentidos, me concentrei totalmente na pessoa, não em fantasias. Enfim, foi maravilhoso pra mim e acredito que pra ela também.
O lado negativo, é que tive dificuldade em manter a ereção. Minha mente exigia que fantasiasse, mas lutei bravamente. Espero que no decorrer no reboot esse problema de DE vá diminuindo até cessar completamente.

Para os mais novos aqui no fórum e que por ventura não iniciaram o reboot ou estão em dúvida, o conselho que dou é que não perca tempo. Sinto tristeza por não ter conhecido esse projeto antes. A cada dia tenho certeza este é o caminho a ser seguido e dessa rota não quero mais voltar. A luta é árdua, mas a recompensa é grande.

Caro ZT, acredito que reconquistar minha noiva seja o meu norte realmente, afinal de contas, ainda gosta muito dela.
Fake, Academia é dureza, mas sinto que estou preparado para mais este desafio.

Pra finalizar, não sentindo voltante de ver P. Talvez por isso, ainda não instalei nenhum bloqueador. Mas se verificar que estou começando a fraquejar irei instalar sim. Guerra é guerra, temos que usar todas as armas a nossa disposição.
Antônio71
Antônio71
Moderador
Moderador
Mensagens : 1141
Data de inscrição : 16/01/2016
Idade : 50

Diário de um desesperado Empty Bloqueador e queda

6/2/2017, 16:19
Zorf escreveu:
Salve pessoal!

Como dizem por aí, nada melhor que uma dia após o outro. Após uma dia complicado na academia, conforme mencionado em relato anterior, consigo perceber algumas coisas acontecendo.
Primeiramente, não sei se é impressão minha, mas ao que me parece minha pele parece estar mais bonita.
Segundo que diante da minha fissura resolvi cortejar a minha ex-noiva e eis que consegui ter, depois de um longo tempo, uma noite de amor com ela. Desse fato, teve pontos positivos e negativos.
O positivo é que parece que as coisas começam a se acertar. Pela primeira vez, eu fiz de fato amor, não sexo. Levei ao máximo todos os meu sentidos, me concentrei totalmente na pessoa, não em fantasias. Enfim, foi maravilhoso pra mim e acredito que pra ela também.
O lado negativo, é que tive dificuldade em manter a ereção. Minha mente exigia que fantasiasse, mas lutei bravamente. Espero que no decorrer no reboot esse problema de DE vá diminuindo até cessar completamente.

Para os mais novos aqui no fórum e que por ventura não iniciaram o reboot ou estão em dúvida, o conselho que dou é que não perca tempo. Sinto tristeza por não ter conhecido esse projeto antes. A cada dia tenho certeza este é o caminho a ser seguido e dessa rota não quero mais voltar. A luta é árdua, mas a recompensa é grande.

Caro ZT, acredito que reconquistar minha noiva seja o meu norte realmente, afinal de contas, ainda gosta muito dela.
Fake, Academia é dureza, mas sinto que estou preparado para mais este desafio.

Pra finalizar, não sentindo voltante de ver P. Talvez por isso, ainda não instalei nenhum bloqueador. Mas se verificar que estou começando a fraquejar irei instalar sim. Guerra é guerra, temos que usar todas as armas a nossa disposição.

Zorf, pense com carinho nessa coisa do bloqueador. Como nos dizia o nosso saudoso Toguro, o objetivo do bloqueador não é reprimir nada é apenas "dificultar" o seu acesso à P e assim dá tempo de você repensar antes de cair. Muitas vezes quando caímos fazemos a coisa meio que no automático, na base do impulso, com o bloqueador, mesmo que você consiga burlá-lo, você ganha tempo de refletir antes de cair e talvez dar um passo atrás e segurar a onda. Pense sobre isso! Um abração: Antônio

_______________________________________
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

7/2/2017, 11:39
Antônio71 escreveu:
Zorf escreveu:
Salve pessoal!

Como dizem por aí, nada melhor que uma dia após o outro. Após uma dia complicado na academia, conforme mencionado em relato anterior, consigo perceber algumas coisas acontecendo.
Primeiramente, não sei se é impressão minha, mas ao que me parece minha pele parece estar mais bonita.
Segundo que diante da minha fissura resolvi cortejar a minha ex-noiva e eis que consegui ter, depois de um longo tempo, uma noite de amor com ela. Desse fato, teve pontos positivos e negativos.
O positivo é que parece que as coisas começam a se acertar. Pela primeira vez, eu fiz de fato amor, não sexo. Levei ao máximo todos os meu sentidos, me concentrei totalmente na pessoa, não em fantasias. Enfim, foi maravilhoso pra mim e acredito que pra ela também.
O lado negativo, é que tive dificuldade em manter a ereção. Minha mente exigia que fantasiasse, mas lutei bravamente. Espero que no decorrer no reboot esse problema de DE vá diminuindo até cessar completamente.

Para os mais novos aqui no fórum e que por ventura não iniciaram o reboot ou estão em dúvida, o conselho que dou é que não perca tempo. Sinto tristeza por não ter conhecido esse projeto antes. A cada dia tenho certeza este é o caminho a ser seguido e dessa rota não quero mais voltar. A luta é árdua, mas a recompensa é grande.

Caro ZT, acredito que reconquistar minha noiva seja o meu norte realmente, afinal de contas, ainda gosta muito dela.
Fake, Academia é dureza, mas sinto que estou preparado para mais este desafio.

Pra finalizar, não sentindo voltante de ver P. Talvez por isso, ainda não instalei nenhum bloqueador. Mas se verificar que estou começando a fraquejar irei instalar sim. Guerra é guerra, temos que usar todas as armas a nossa disposição.

Zorf, pense com carinho nessa coisa do bloqueador. Como nos dizia o nosso saudoso Toguro, o objetivo do bloqueador não é reprimir nada é apenas "dificultar" o seu acesso à P e assim dá tempo de você repensar antes de cair. Muitas vezes quando caímos fazemos a coisa meio que no automático, na base do impulso, com o bloqueador, mesmo que você consiga burlá-lo, você ganha tempo de refletir antes de cair e talvez dar um passo atrás e segurar a onda. Pense sobre isso! Um abração: Antônio

Você está certo Antonio71, vou instalar o bloqueador. Não vou dar margem ao fracasso, em razão do excesso de confiança.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Nono dia

7/2/2017, 11:49
Após decorrido um pouco mais de uma semana, tenho tido mudanças drásticas de humor, mas o que me preocupa mesmo é a DE. Por mais que eu saiba que, segundo os relatos aqui informados no fórum, esse problema é resolvido com o tempo do reboot, fico receoso de não voltar mais a ser como antes.
Sei que estou sendo precipitado, pois estou com apenas nove dias de reboot, mas não consigo para de pensar nesse problema. Ainda consigo manter uma relação sexual, no entanto tenho q me concentrar bastante para manter a ereção.
Pelo menos não ando sentido falta do PMO, mas estou sempre vigilante.
Outro detalhe importante é que quando se abstém de P, você consegue ficar com os sentidos mais apurados. Por ex. nunca tinha percebido como a televisão está rica em P. É um verdadeiro sacrifício assistir a televisão , já que a todo momento é nítido o apelo erótico na programação. Cuidado! pode ser uma verdadeira armadilha.
BigBadWolf
BigBadWolf
Mensagens : 15
Data de inscrição : 07/12/2016

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

9/2/2017, 06:07
Como já falei em outras postagens... é essencial investir em você.
Faça atividades físicas, aprenda coisas novas... procure se desenvolver enquanto pessoa.

A luta contr a PMO não pode se limitar a evitar a se masturbar. É preciso procurar melhorar todos os aspectos da vida.
Acredite que os resultados virão!!

_______________________________________
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty A vigilância deve ser constante

9/2/2017, 15:05
Transcorridos alguns dias como a perceber algo interessante.
Antes me perguntava por que muitas pessoas caíam após vários dias sem PMO. Pensava eu que quanto mais tempo se passava durante o reboot menor seria a tentação. Mas agora sei que na realidade a medida que o tempo vai passando, há uma tendência de você ficar menos vigilante e aí que mora o perigo. A empolgação do início acaba diminuindo. Antes eu evitava olhar mulheres na rua, mas agora não raras vezes me pego tendo pensamentos maldicentes quando uma passa uma mulher bonita na frente. Portanto, a lição que fica é que a diligência deve ser constante, a fim de que a tentação não triunfa.
Broda
Broda
Mensagens : 1972
Data de inscrição : 11/12/2015

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

9/2/2017, 15:20
Zorf escreveu:
Transcorridos alguns dias como a perceber algo interessante.
Antes me perguntava por que muitas pessoas caíam após vários dias sem PMO. Pensava eu que quanto mais tempo se passava durante o reboot menor seria a tentação. Mas agora sei que na realidade a medida que o tempo vai passando, há uma tendência de você ficar menos vigilante e aí que mora o perigo. A empolgação do início acaba diminuindo. Antes eu evitava olhar mulheres na rua, mas agora não raras vezes me pego tendo pensamentos maldicentes quando uma passa uma mulher bonita na frente. Portanto, a lição que fica é que a diligência deve ser constante, a fim de que a tentação não triunfa.

Fala Bro!

Exatamente! O que não falta no fórum são casos de pessoas que concluíram o experimento de 90 dias mas que, após terem feito todo o reboot, voltaram à estaca inicial, como é o meu caso, por exemplo.

Uma frase que ilustra essa situação é essa: "O preço da liberdade é a eterna vigilância".

Com o tempo, um processo que vai acontecendo que deixa o reboot um pouco mais difícil também é que você passa a ficar muito mais sensível a qualquer estímulo, logo, o efeito que uma imagem fazia na sua cabeça no começo do reboot é bem diferente do efeito que fará após ter voltado com a sua sensibilidade para os níveis normais. Vê a questão? Ainda que sua força de vontade seja infinitamente maior, a tentação tende a crescer por conta do seu corpo reagir de forma bem mais forte, então sempre existirá um perigo e você tem que estar vigilante o tempo todo. Até quando fica fácil, continua perigoso.

Continue firme, estou acompanhando.

Abraços!
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Recuperando o tempo perdido

13/2/2017, 09:56
Quando você entra num processo de reboot, você percebe o quão é impressionante o tempo que você acaba despendendo com P. Quantas coisas deixamos de fazer, quanto lugares deixamos de ir, quantas pessoas deixamos de conhecer, quantos projetos deixamos de realizar, etc. No final das contas, sem que você perceba, a prioridade acaba sendo sempre a P. O resto é só somente o resto, por mais importante que seja.
Nesses 15 dias de reboot, é para mim como se o espaço-tempo tivesse se alongado. Arranjei tempo até pra realizar uma viagem de lazer, coisa que a tempos não fazia . Se eu não tivesse no reboot, dificilmente eu teria realizado esse feito. A realização parece irrisória, mas na situação em que eu me encontrava é um progresso e tanto. E isto é só o começo. Grandes acontecimentos estão por vir, nisso eu creio. Obg a todos e boa sorte também. Amigos, esse é o caminho, acreditem!
Stark
Stark
Mensagens : 2171
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 24
Localização : Malibu - California

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

13/2/2017, 16:57
Zorf escreveu:
Quando você entra num processo de reboot, você percebe o quão é impressionante o tempo que você acaba despendendo com P. Quantas coisas deixamos de fazer, quanto lugares deixamos de ir, quantas pessoas deixamos de conhecer, quantos projetos deixamos de realizar, etc. No final das contas, sem que você perceba, a prioridade acaba sendo sempre a P. O resto é só somente o resto, por mais importante que seja.
Nesses 15 dias de reboot, é para mim como se o espaço-tempo tivesse se alongado. Arranjei tempo até pra realizar uma viagem de lazer, coisa que a tempos não fazia . Se eu não tivesse no reboot, dificilmente eu teria realizado esse feito. A realização parece irrisória, mas na situação em que eu me encontrava é um progresso e tanto. E isto é só o começo. Grandes acontecimentos estão por vir, nisso eu creio. Obg a todos e boa sorte também. Amigos, esse é o caminho, acreditem!
Também me sinto assim Zorf, aquela sensação de que o dia ganhou umas horinhas extras. O engraçado é que eu costumava sempre reclamar que não tinha tempo.
Fico feliz pelo seu progresso, é daqui pra melhor parceiro.

Sucessos.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Tempo de sol

16/2/2017, 10:45
A flatline aos poucos está se dissipando. Ando tendo inúmera ereções, dentre elas a matinal, o que não acontecia com frequência antes do reboot.
Eu e minha ex-noiva noiva resolvemos tentar mais uma vez o que tem sido maravilhoso para a superação do vício em PMO, apesar de optar, pelo menos não nesse momento, por não compartilhar isso com ela. Credito este feito ao Projeto pela iniciativa que trazido benefícios incalculáveis a muitas pessoas. Obg a todos os companheiros de batalha que a dão a força necessária quando a força se esvai.
Ontem tive uma ereção muito boa ao me relacionar com minha companheira, na verdade surpreendente pra mim, que a muito tempo não tinha. O problema mesmo foi a EP que não sei se ocorreu por conta do vício ou em razão da minha fissura, o que de certo modo também a ver com P, já que estou passando por esse processo de abstinência de P.
No mais pessoal, observo uma melhora gradual na minha vida em todos os aspectos.  Very Happy. Assim, desejo a todos a recuperação na vida de vcs assim como tem ocorrido na minha.
ZK
ZK
Mensagens : 113
Data de inscrição : 06/01/2017
Idade : 42

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

16/2/2017, 11:02
Isso ai jogador!
Tente se reaproximar de sua noiva para q o lapso de tempo entre as transas para diminuir a fissura e vc poder avaliar melhor o tempo da transa.

Força!!!

_______________________________________
Mr. Wayne
Mr. Wayne
Mensagens : 1062
Data de inscrição : 20/01/2015
Idade : 37

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

16/2/2017, 19:49
Muito bom Zorf,continue assim e logo alcançara a vitoria. Sucesso!

_______________________________________
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

17/2/2017, 09:16
ZK escreveu:Isso ai jogador!
Tente se reaproximar de sua noiva para q o lapso de tempo entre as transas para diminuir a fissura e vc poder avaliar melhor o tempo da transa.

Força!!!

Isso mesmo ZK, a participação dela está sendo primordial para o alcance da meta.
Zorf
Zorf
Mensagens : 31
Data de inscrição : 31/01/2017

Diário de um desesperado Empty Re: Diário de um desesperado

17/2/2017, 09:17
libano escreveu:Muito bom Zorf,continue assim e logo alcançara a vitoria. Sucesso!

Abraço libano, a sua história tem sido uma fonte importantíssima de motivação pra mim.
Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos