Diário do Urso Polar

+58
Felipe33
Vmsccc
Guerreiro JD
Harvey
Pakit
will_broots
Lostinworld
Vingador
Firenze
RosseauStrong
Tavares336
Guerreiro73
SEU_MADRUGA
Soli Deo Gloria
Sevenfalls
MascaradeFerro
Tiago M
preciso_da_graça_de_Deus
Lutador com Cristo
Apolo79
5&4
luta diária
Justiceiro do Sertão
Chabal
Rottweiler
Kusmin
Confiante2009
Wolverine
RYUDO
SoldadoP
masala
Alexandretj
Seeker
Master
euvouvencer
The_Survivor
Charles Dow
vierkenes
Nada me domina
Lion Man
Padawan
Optimus Prime
Pioneer
Nosbor
Mike T.
Baggins
Bolseiro_carioca
Arjuna
Marco
Gregory16
Urso Polar
Marcus V.
Conor Mcgregor.
Petruchio
Agenor12
meiabranca
novo.lucas
Broda
62 participantes
Ir para baixo
5&4
5&4
Admin
Admin
Mensagens : 2944
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

14/8/2020, 10:13
Urso Polar escreveu:
5&4,

Fico muito feliz quando você se manifesta. O peso que colocamos em nossos ombros é grande demais. É uma vida construindo uma autoimagem baseado nessas pressões da beleza e do consumismo.

Como você disse é um processo lento e progressivo. Mas o antigo eu, insiste em aparecer e querer colocar as coisas como eram e voltar a me massacrar. Um dos pontos principais da minha terapia é isso, como estou lidando comigo mesmo.

Queria que houvesse uma chave na nossa cabeça, que a gente virasse e ficasse tudo bem. Mas não é assim. Ao mesmo tempo em que buscamos evoluir temos que lidar com as coisas que nos aflige.

Obrigado pelo apoio irmão. Grande abraço, Amigo.
Obrigado, amigo!

E lidar com aquilo que nos aflige não é muito fácil. A tendência é querermos repelir aquilo, não queremos ser confrontados com aquilo. E retirar as pedras, na verdade, não é atiçá-las prá longe. É simplesmente parar de brigar com as pedras. 

E cá entre nós, brigar com as pedras não é algo vantajoso para ninguém. Se você chutar uma pedra grande e grossa na rua, vai machucar muito o seu pé, pode até fraturar um osso. Enfim, vai prejudicar uma de suas bases, isto é, aquilo que mantém o corpo de pé.

Por isso, brigar com aquilo que nos aflige, atormenta, não resolve. Nunca resolverá. Então, retirar a pedra não é lançá-la para longe, pois isso é impossível. Retirar a pedra é parar de vê-la como uma pedra de tropeço e passar a vê-la como uma pedra preciosa - a ponto de fazermos o que Jacó fez: repousar a cabeça sobre uma pedra e dormir serenamente. Jacó ao fazer isso escolheu não deixar que qualquer circunstância tire a sua paz.

Tem um poema interessante, chama-se "A casa de hóspedes". Vou colocá-lo aqui:

O ser humano é uma casa de hóspedes.
Toda manhã uma nova chegada.

A alegria, a depressão, a falta de sentido, como visitantes inesperados.

Receba e entretenha a todos
Mesmo que seja uma multidão de dores
Que violentamente varrem sua casa e tira seus móveis.
Ainda assim trate seus hóspedes honradamente.
Eles podem estar te limpando
para um novo prazer.

O pensamento escuro, a vergonha, a malícia,
encontre-os à porta rindo.

Agradeça a quem vem,
porque cada um foi enviado
como um guardião do além.


Logo, fica claro perceber que o segredo é tratar todos os hóspedes por igual, independente se são bons ou ruins, se mereçam ou não. É não brigar com nenhum deles. Não precisamos ter medo, receio de nenhum deles. Basta-nos aproximarmos, sermos gentis, compassivos, entendermos que são o que são, e não permitir que nada roube a nossa paz. Isso é aceitação. Aquela que transforma e desencadeia mudanças. E a aceitação é um processo gradual, progressivo, que vai exigir compromisso e perseverança. Tudo sem cobrança, para que seja despertada naturalmente.

Parabéns pelos 80 dias, Urso! Bom reboot!

_______________________________________
Diário do Urso Polar - Página 27 Meu_di12

Urso Polar, Rottweiler e Harvey gostam desta mensagem

Harvey
Harvey
Moderador
Moderador
Mensagens : 1357
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

14/8/2020, 10:19
Urso Polar escreveu:
80 dias completos: Ontem eu não vim aqui. Não escrevi, estava atolado de coisas para fazer e não tive tempo para participar aqui. Também não tenho sido muito participativo no diário dos irmãos e irmãs. Senti uma fissura ontem, mas consegui manter a cabeça no lugar. Desde que voltei para cá tenho sido mais participativo mas percebi que estava cobrando demais de mim mesmo para vir aqui e prestar apoio e falar alguma coisa. Acredito que a fala tem que ser mais espontânea. Isso não quer dizer que penso em sair. Só quer dizer que vou vir aqui e usar o fórum como apoio. Não quero transformar em uma obrigação, mais uma coisas para me pressionar. Quero que seja algo diário, mas que seja tranquilo. Acaba que tudo que eu faço, chega em um ponto que eu subverto: aquilo que era um lugar de paz, passa a ser um lugar em que eu uso para me pressionar. Não quero que seja assim.

Gosto muito daqui e sinto que esse espaço posso falar das coisas sem medo e que posso ajudar e ser ajudado.

Um dia por vez, construindo uma vida melhor.

Saudações, Urso Polar.

É como dizem, tudo de maneira exagerada é veneno, tem que saber controlar para que aquilo não te faça mal. O Fórum ajuda bastante a lidar com o desenvolvimento, até por que quando colocamos algo pra fora, ressignificamos aquilo e pensamos a respeito. Mas tem que ter cuidado para o ambiente não te fazer mal, eu sugiro que você procure encontrar um equilíbrio para conseguir manter uma constância aqui, vou dar o meu exemplo, ao chegar na meta de 45 dias eu decidi que ia começar a tentar me desapegar um pouco do Fórum, pois queria reduzir o tempo que passo aqui, e dessa forma tenho feito, tenho entrado aqui na segunda, quarta e sexta. Sugiro que você análise bem os seus horários e assim veja como fica melhor pra você.

É isso aí meu amigo. 

Estamos juntos. Um abraço do Harv.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Urso Polar gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

14/8/2020, 15:02
5&4 escreveu:
Urso Polar escreveu:
Spoiler:
5&4,

Fico muito feliz quando você se manifesta. O peso que colocamos em nossos ombros é grande demais. É uma vida construindo uma autoimagem baseado nessas pressões da beleza e do consumismo.

Como você disse é um processo lento e progressivo. Mas o antigo eu, insiste em aparecer e querer colocar as coisas como eram e voltar a me massacrar. Um dos pontos principais da minha terapia é isso, como estou lidando comigo mesmo.

Queria que houvesse uma chave na nossa cabeça, que a gente virasse e ficasse tudo bem. Mas não é assim. Ao mesmo tempo em que buscamos evoluir temos que lidar com as coisas que nos aflige.

Obrigado pelo apoio irmão. Grande abraço, Amigo.

Obrigado, amigo!

E lidar com aquilo que nos aflige não é muito fácil. A tendência é querermos repelir aquilo, não queremos ser confrontados com aquilo. E retirar as pedras, na verdade, não é atiçá-las prá longe. É simplesmente parar de brigar com as pedras. 

E cá entre nós, brigar com as pedras não é algo vantajoso para ninguém. Se você chutar uma pedra grande e grossa na rua, vai machucar muito o seu pé, pode até fraturar um osso. Enfim, vai prejudicar uma de suas bases, isto é, aquilo que mantém o corpo de pé.

Por isso, brigar com aquilo que nos aflige, atormenta, não resolve. Nunca resolverá. Então, retirar a pedra não é lançá-la para longe, pois isso é impossível. Retirar a pedra é parar de vê-la como uma pedra de tropeço e passar a vê-la como uma pedra preciosa - a ponto de fazermos o que Jacó fez: repousar a cabeça sobre uma pedra e dormir serenamente. Jacó ao fazer isso escolheu não deixar que qualquer circunstância tire a sua paz.

Tem um poema interessante, chama-se "A casa de hóspedes". Vou colocá-lo aqui:

O ser humano é uma casa de hóspedes.
Toda manhã uma nova chegada.

A alegria, a depressão, a falta de sentido, como visitantes inesperados.

Receba e entretenha a todos
Mesmo que seja uma multidão de dores
Que violentamente varrem sua casa e tira seus móveis.
Ainda assim trate seus hóspedes honradamente.
Eles podem estar te limpando
para um novo prazer.

O pensamento escuro, a vergonha, a malícia,
encontre-os à porta rindo.

Agradeça a quem vem,
porque cada um foi enviado
como um guardião do além.


Logo, fica claro perceber que o segredo é tratar todos os hóspedes por igual, independente se são bons ou ruins, se mereçam ou não. É não brigar com nenhum deles. Não precisamos ter medo, receio de nenhum deles. Basta-nos aproximarmos, sermos gentis, compassivos, entendermos que são o que são, e não permitir que nada roube a nossa paz. Isso é aceitação. Aquela que transforma e desencadeia mudanças. E a aceitação é um processo gradual, progressivo, que vai exigir compromisso e perseverança. Tudo sem cobrança, para que seja despertada naturalmente.

Parabéns pelos 80 dias, Urso! Bom reboot!

5&4,

Suas palavras casam muito bem com o que eu estou começando a pensar, a ler e até mesmo discutir na terapia: Menos eu, mais o outro. Mesmo que eu pense que eu sou a pior pessoa do mundo, o mais sofredor e perdedor, isso é egoísmo. Porque no fundo eu me coloco como algo muito especial, o mais injustiçado e o menos querido. É um egoísmo que me impede de perceber que sou um ser humano, que sou uma individualidade que está inserida em outras e interage com elas.

Cara, que poema bacana.Os hóspedes. Eu não sei se você tirou essa base da prática meditativa, mas é tão próximo com ideia de nós e nossos pensamentos não são a mesma coisa. Somos dissociados, observá-los como nuvens, que vêm e vão.

Coloquei uma frase sua sobre aceitação na minha assinatura e somado ao seu texto começo a pensar que muitas coisas que nos torturam por anos são apenas pensamentos. Nós é quem damos poder às neuras. Não adianta brigar com elas e sofrer, realmente, é como chutar pedras.

Mano, não tenho palavras para agradecer pela profundidade desse texto. Muita coisa para pensar e refletir, além claro, para colocar em prática.

Grande Abraço, amigo.

5&4 gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

14/8/2020, 15:09
Harvey Reginald Specter escreveu:
Urso Polar escreveu:
Spoiler:
80 dias completos: Ontem eu não vim aqui. Não escrevi, estava atolado de coisas para fazer e não tive tempo para participar aqui. Também não tenho sido muito participativo no diário dos irmãos e irmãs. Senti uma fissura ontem, mas consegui manter a cabeça no lugar. Desde que voltei para cá tenho sido mais participativo mas percebi que estava cobrando demais de mim mesmo para vir aqui e prestar apoio e falar alguma coisa. Acredito que a fala tem que ser mais espontânea. Isso não quer dizer que penso em sair. Só quer dizer que vou vir aqui e usar o fórum como apoio. Não quero transformar em uma obrigação, mais uma coisas para me pressionar. Quero que seja algo diário, mas que seja tranquilo. Acaba que tudo que eu faço, chega em um ponto que eu subverto: aquilo que era um lugar de paz, passa a ser um lugar em que eu uso para me pressionar. Não quero que seja assim.

Gosto muito daqui e sinto que esse espaço posso falar das coisas sem medo e que posso ajudar e ser ajudado.

Um dia por vez, construindo uma vida melhor.

Saudações, Urso Polar.

É como dizem, tudo de maneira exagerada é veneno, tem que saber controlar para que aquilo não te faça mal. O Fórum ajuda bastante a lidar com o desenvolvimento, até por que quando colocamos algo pra fora, ressignificamos aquilo e pensamos a respeito. Mas tem que ter cuidado para o ambiente não te fazer mal, eu sugiro que você procure encontrar um equilíbrio para conseguir manter uma constância aqui, vou dar o meu exemplo, ao chegar na meta de 45 dias eu decidi que ia começar a tentar me desapegar um pouco do Fórum, pois queria reduzir o tempo que passo aqui, e dessa forma tenho feito, tenho entrado aqui na segunda, quarta e sexta. Sugiro que você análise bem os seus horários e assim veja como fica melhor pra você.

É isso aí meu amigo. 

Estamos juntos. Um abraço do Harv.

Grande Harv,

O fórum é um espaço que eu gosto muito. Estou me manifestando mais e produzindo mais coisas aqui. Sinto que aqui eu tenho um propósito e que posso interagir com pessoas que passam pela pela mesma coisa que eu, sem sentir medo ou vergonha. O que eu percebo que muitas vezes eu fico com uma obsessão de me manifestar e as vezes, nem tenho nada muito bom para dizer. Isso mais no diário dos irmãos. Fico pensando que posso estar falando algo equivocado ou que não auxilie tanto. Só estou pensando em ter mais crivo e um filtro mesmo. Acredito que para mim ainda é importante fazer com o fórum seja parte da minha rotina diária, como forma terapêutica mesmo. Como um espaço para poder escrever coisas que me incomodam e descobertas que acontecem nesse processo. A gente tem que sentir o tempo e como as coisas acontecem. Não pode ser uma coisa tipo "oito ou oitenta" tem que saber dosar na medida certa. Isso é um aprendizado que demanda tempo e dedicação.

Muito obrigado pelo apoio.

Grande Abraço.
Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty 81 dias completos

14/8/2020, 15:21
81 dias

POR MUITOS ANOS

Não mais. Pelo menos por hoje, não mais.
Sim, pode ser que dê errado.
Mas, se der certo?
Cada dia tem dado certo.
Então, não mais. Pelo menos por hoje, não mais

luta diária, Mithrandir, Vitoriosa, Rottweiler e Pakit gostam desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

15/8/2020, 17:41
82 dias: cara, não tem muito o que escrever. O dia é curto para tudo que quero e que devo fazer. Voltei a me exercitar. Tentando levar o trabalho mais de boa. Estou me sentindo um pouco mais disposto.

Rottweiler gosta desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

16/8/2020, 00:01
Salve irmão, não se sente afastado do seu vício? Ele pode estar enfraquecido algumas horas, e não ter o que falar nesses momentos me parece algo bem normal. Eu não to muito inspirado a escrever também agora, mas me sinto distante do vício, de certa forma. Fico feliz que conduziu o seu processo, enquanto eu fiz umas cagadas aí. O que faz aqui é bem válido, muta gente se inspira e aprende muito com o que diz, e também suponho que conhecer os outros seja algo que te fortaleça, Um abraço mano, tudo de bom!
Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

16/8/2020, 20:31
MegaDrive escreveu:Salve irmão, não se sente afastado do seu vício? Ele pode estar enfraquecido algumas horas, e não ter o que falar nesses momentos me parece algo bem normal. Eu não to muito inspirado a escrever também agora, mas me sinto distante do vício, de certa forma. Fico feliz que conduziu o seu processo, enquanto eu fiz umas cagadas aí. O que faz aqui é bem válido, muta gente se inspira e aprende muito com o que diz, e também suponho que conhecer os outros seja algo que te fortaleça, Um abraço mano, tudo de bom!

MegaDrive, de um certo modo, sim: Sinto-me afastado do vício. Sinto que posso seguir sem ter que recorrer e estou aprendendo a pensar a vida de um modo diferente, sem a dependência de ver P e de M. Nesses dias, depois de uma longa fase na sombra, sinto-me um pouco mais disposto e mais tranquilo. O estresse que me dominava antes já não tem tanto poder sobre mim. Muito obrigado pelo apoio. Eu gosto muito de estar aqui e dessa interação que tenho com os irmãos. Gosto mais ainda de aprender com a história e as dicas que eu vejo. Um grande abraço amigo. Tudo de bom para você também.

Pakit gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

16/8/2020, 20:34
83 dias: O Reboot e a terapia tem sido bem positivos para mim. Tenho encontrado mais paz e mais alegria no meu dia a dia. Passei por uma fase tenebrosa. Não posso dizer que as sombras foram embora, mas elas estão passando. Acho que quando estou triste eu escrevo mais. Mas estou feliz por estar seguindo e por estar próximo dos 90 dias. Um dia por vez.

Rottweiler gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

17/8/2020, 03:51
Acordei, duas e meia da manhã. Polução noturna. Agora são 15 para as 4. Ainda não consegui dormir. Polução não é ruim. É um jeito que meu corpo achou de mandar o excesso para fora. Foda é a vontade de bater bronha que me dá. Fiquei pensando que me acostumei com o pornô e a bronha na minha vida. Eles se tornaram tão normais para mim quanto tomar café, tomar banho, etc. Esses 3 últimos anos tem sido bem intensos. Já fiquei muito tempo sem ver pornô e sem me masturbar. Mas teve fases também em que eu me afundei. Já escrevi uma carta de despedida para a PMO. Já fiz muitas coisas. Mas entendi que não é uma coisa tão fácil de se tirar. Leva tempo. Como disse, estou me sentindo melhor nesses dias e estou seguindo firme. A cabeça está a mil, mas encontro paz aos poucos.

Harvey e Felipe33 gostam desta mensagem

avatar
Felipe33
Mensagens : 272
Data de inscrição : 06/01/2020
Idade : 34

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

17/8/2020, 07:52
Urso Polar escreveu:
Acordei, duas e meia da manhã. Polução noturna. Agora são 15 para as 4. Ainda não consegui dormir. Polução não é ruim. É um jeito que meu corpo achou de mandar o excesso para fora. Foda é a vontade de bater bronha que me dá. Fiquei pensando que me acostumei com o pornô e a bronha na minha vida. Eles se tornaram tão normais para mim quanto tomar café, tomar banho, etc. Esses 3 últimos anos tem sido bem intensos. Já fiquei muito tempo sem ver pornô e sem me masturbar. Mas teve fases também em que eu me afundei. Já escrevi uma carta de despedida para a PMO. Já fiz muitas coisas. Mas entendi que não é uma coisa tão fácil de se tirar. Leva tempo. Como disse, estou me sentindo melhor nesses dias e estou seguindo firme. A cabeça está a mil, mas encontro paz aos poucos.


Se tem uma coisa que não quero ter é polução noturna, tive só uma vez na vida, é foda, mas mano segue firme cara, foca e não se deixe levar por essa vontade momentânea, to na torcida por vc, está mandando bem demais fera. Abraço.
Harvey
Harvey
Moderador
Moderador
Mensagens : 1357
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

17/8/2020, 09:04
Saudações, Urso Polar.

Primeiramente quero parabenizá-lo por já ter conseguido alcançar a marca de mais de 80 dias, já tem algumas semanas que te acompanho aqui, e é muito admirável a forma como você está lidando com o seu reboot.

Além disso, tenho visto que os seus dias têm sido um pouco difíceis, e são nesses momentos onde nós aqui do Fórum somos mais importantes do que nunca, pois em uma guerra se tivermos sozinhos é bem difícil, mas com um batalhão de soldados bons ao seu lado tudo fica mais leve. E aqui entra algumas coisas que gostaria de te indagar, o que têm sido a sua válvula de escape? O que você tem feito para tirar todo aquele estresse, angustia, medo e todas as sensações que te incomodam? É sempre bom ter um hobby, ou algo do tipo que te deixe mais leve, pois sabemos que a vida é frenética, e se não descarregarmos essa energia, uma hora ela acumula e bumm...

No mais, quero te desejar muita força, paciência, fé e luz na sua caminhada.

Um abraço do Harv.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.
Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

18/8/2020, 11:55
Felipe33 escreveu:
Urso Polar escreveu:
Acordei, duas e meia da manhã. Polução noturna. Agora são 15 para as 4. Ainda não consegui dormir. Polução não é ruim. É um jeito que meu corpo achou de mandar o excesso para fora. Foda é a vontade de bater bronha que me dá. Fiquei pensando que me acostumei com o pornô e a bronha na minha vida. Eles se tornaram tão normais para mim quanto tomar café, tomar banho, etc. Esses 3 últimos anos tem sido bem intensos. Já fiquei muito tempo sem ver pornô e sem me masturbar. Mas teve fases também em que eu me afundei. Já escrevi uma carta de despedida para a PMO. Já fiz muitas coisas. Mas entendi que não é uma coisa tão fácil de se tirar. Leva tempo. Como disse, estou me sentindo melhor nesses dias e estou seguindo firme. A cabeça está a mil, mas encontro paz aos poucos.


Se tem uma coisa que não quero ter é polução noturna, tive só uma vez na vida, é foda, mas mano segue firme cara, foca e não se deixe levar por essa vontade momentânea, to na torcida por vc, está mandando bem demais fera. Abraço.

Felipe33,

Eu também pensava assim a respeito da polução noturna, mas é só uma maneira de o corpo jogar fora o excesso. Elas não tem sido recorrentes e tudo bem. Continuo firme, com o pensamento de um dia por vez. Sem pirar muito nas metas, estou chegando aos 90 dias e isso é muito bom. Obrigado pelo apoio e pela força. Abraço.
Harvey Reginald Specter escreveu:Saudações, Urso Polar.

Primeiramente quero parabenizá-lo por já ter conseguido alcançar a marca de mais de 80 dias, já tem algumas semanas que te acompanho aqui, e é muito admirável a forma como você está lidando com o seu reboot.

Além disso, tenho visto que os seus dias têm sido um pouco difíceis, e são nesses momentos onde nós aqui do Fórum somos mais importantes do que nunca, pois em uma guerra se tivermos sozinhos é bem difícil, mas com um batalhão de soldados bons ao seu lado tudo fica mais leve. [/quote]

Harv,

Muito obrigado pelo apoio, isso faz muita diferença. O fórum como parar fez uma diferença tremenda na minha vida. Posso dizer que tem dois ursos polares: um antes do fórum e outro depois. Mesmo que minha trajetória aqui tenha altos e baixos, aprendi muita coisa e esse é um lugar em que posso falar abertamente sobre coisas que me afligem e que posso ajudar e ser ajudado sem julgamentos, culpa ou vergonha.

Os dias tem sido um pouco difíceis mesmo. Mas nesses últimos tenho me sentido um pouco melhor e seguido com maior tranquilidade. Tenho me manifestado menos aqui, mas é porque realmente o dia é curto para o quero e para o que preciso fazer. Sinto-me muito feliz aqui.
Harvey Reginald Specter escreveu: E aqui entra algumas coisas que gostaria de te indagar, o que têm sido a sua válvula de escape? O que você tem feito para tirar todo aquele estresse, angustia, medo e todas as sensações que te incomodam? É sempre bom ter um hobby, ou algo do tipo que te deixe mais leve, pois sabemos que a vida é frenética, e se não descarregarmos essa energia, uma hora ela acumula e bumm...

No mais, quero te desejar muita força, paciência, fé e luz na sua caminhada.

Um abraço do Harv.

Respondendo suas perguntas. Estou encontrando atividades que me façam bem. Estou me exercitando um pouco mais e tentando implementar a meditação/ exercícios de respiração. Sinto que essas duas atividades fazem uma baita diferença na sensação de estresse e tensão no corpo que reduziram bastante. Além disso estou fazendo terapia, o que me ajuda a lidar com certas neuras que eu tinha e a enfrentar as dificuldades. Essas atividades ajudam a lidar e a descarregar o excesso de energia.

Obrigado pelo apoio, isso faz muita diferença.

Grande abraço.
Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty 85 DIAS

18/8/2020, 12:31
85 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte. Hoje vou colocar a introdução e as partes 1 e 2.

MEUS PENSAMENTOS AO REINICIAR [POST EXTREMAMENTE LONGO]


Já faz um tempo desde que eu criei um tópico como este.

Eu aprendi algumas coisas nos últimos meses. Então, eu vou compartilhá-los com vocês.

Antes de tudo, quero dar a maior parte do crédito a Al . Foi graças a ele (e à insistência dele) que passei gradualmente de uma abordagem de abstinência para uma abordagem de recuperação.

Também quero dar crédito a outros bons amigos: tsmith1302, CidGuerreiro, JP, gameover, Metal, Aussie, GABE, High_Achiever, RedPill, adamant e Pedigree .

E, é claro, Gary & Marnia , por seu incrível trabalho e ajuda à comunidade.

Algumas das ideias vêm de minha própria experiência pessoal, mas muitas delas se originaram de discussões com as pessoas mencionadas acima. Eu amo vocês, caras.

Você pode discordar de muitas coisas que vou dizer.

Isso é bom.

Esta é apenas a minha opinião, meus pensamentos, como diz o título.

A propósito, eu já disse todas essas coisas através de várias postagens; portanto, se você está me seguindo ultimamente, não há nada de novo aqui.

Existem alguns gatilhos neste post, então peço desculpas antecipadamente por eles. Eu acho que eles são importantes para expressar alguns dos meus argumentos, caso contrário eu não os incluiria.

Vamos começar...

1) O VÍCIO EM PORNOGRAFIA ESTÁ SENDO SEVERAMENTE SUBESTIMADO

Como eu sei disso?

Como a maioria das pessoas da comunidade acredita que, para se livrar desse vício, tudo o que eles precisam fazer é continuar tentando repetidamente, até que eventualmente as coisas simplesmente "cliquem" e seus cérebros finalmente sejam reiniciados.

Muito poucos estão tratando isso como um verdadeiro vício. Eles apenas veem isso como um hábito que desejam quebrar.

Isso é evidenciado pela teimosia de muitos, confiando puramente na força de vontade por meses, apenas para reiniciar constantemente seus contadores e se bater por não progredir.

A maioria das pessoas não percebe o quão incrivelmente difícil é remover completamente a estimulação artificial (de qualquer tipo) pelo resto de suas vidas. Estamos falando de anos e anos de condicionamento cerebral aqui.

Muitos de nós aqui estamos nesta comunidade desde 2010 e ainda estamos lutando de uma maneira ou de outra. São quase 4 anos tentando parar de vez. 4 anos tentando chegar a 100 dias ou o que quer. 4 anos querendo ser o próximo GABE.

Estamos lidando com algumas coisas poderosas aqui, mas isso não é tratado com seriedade o suficiente, provavelmente porque é amplamente aceito pela sociedade e não é uma substância como heroína ou cocaína.

Eu me encolho quando as pessoas recaem, redefinem seus contadores e proclamam " É isso, eu já tive o suficiente, vou fazer desta vez " ...

Pare de brincar.

Este é um vício que precisa ser atacado de vários ângulos. Você precisa de um arsenal completo de ferramentas e estratégias, bem como de uma mentalidade adequada.


Força de vontade por si só não fará nada.

2) A ABSTINÊNCIA NÃO É RECUPERAÇÃO

O que as pessoas geralmente tentam fazer é passar o máximo de dias que puderem.

É tudo o que eles fazem.

Esse é o objetivo deles.

Eles alcançam uma certa quantidade de dias e, por qualquer motivo, recaem, para que recomeçam e repitam.

Isso é abster-se. Isso não está se recuperando.

É extremamente comum que as pessoas alcancem um determinado marco, como 30, 90 ou 100 dias, recaiam alguns dias depois e depois se vêem incapazes de obter impulso novamente. Eles voltam ao início e sentem que perderam todo o progresso da corrida.

Há uma frustração constante por falta de progresso. As pessoas estão se sentindo sobrecarregadas e desencorajadas, tentando repetidamente a mesma coisa sem sucesso.

Isso ocorre porque muito poucos estão abordando as raízes reais de seus problemas.
Muito pouco.

Todo mundo está focado em quantos dias eles conseguiram e se seus sintomas estão presentes ou desapareceram. Eles julgam seu progresso medindo a dureza do pau, ereções espontâneas e ereções matinais.

Eles estão "tentando parar com a pornografia" para que possam "se livrar da DE".

Então eles se abstêm o máximo que podem, esperando que isso possa curar seus sintomas.

Abordagem completamente errada.

Se eles não vêem melhorias na DE, ficam desencorajados.

Se eles virem melhorias na DE, talvez uma ou duas sessões de pornografia não doam, certo?

Se não tem perspectiva de ficarem com uma mulher, eles justificam assistir algumas vezes. Afinal, eles não vão fazer sexo tão cedo, então qual é o objetivo?

Eles atrasam o namoro até que sua DE seja curada ou tenham conseguido passar 100 dias. Mas eles nunca conseguem isso precisamente por causa dessa mentalidade incorreta.

O mesmo se aplica a outros sintomas, como ansiedade social, níveis de energia, motivação, etc.

Eles tentam abandonar a pornografia, para que os sintomas desapareçam e, finalmente, possam viver a vida.

As pessoas estão se concentrando nas coisas erradas.

Eles não estão mudando a maneira como pensam.

Eles não estão mudando a maneira como vivem.

Eles não estão mudando a maneira como vêem o sexo e as mulheres.

Eles estão apenas tentando não se masturbar, enquanto todo o resto permanece o mesmo.

Meus amigos, isso é abstinência, não recuperação.

Broda, Powerranger, Mithrandir, Toon, Rottweiler, Harvey e Felipe33 gostam desta mensagem

avatar
Felipe33
Mensagens : 272
Data de inscrição : 06/01/2020
Idade : 34

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

18/8/2020, 13:20
Urso Polar escreveu:
85 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte. Hoje vou colocar a introdução e as partes 1 e 2.
MEUS PENSAMENTOS AO REINICIAR [POST EXTREMAMENTE LONGO]


Já faz um tempo desde que eu criei um tópico como este.

Eu aprendi algumas coisas nos últimos meses. Então, eu vou compartilhá-los com vocês.

Antes de tudo, quero dar a maior parte do crédito a Al . Foi graças a ele (e à insistência dele) que passei gradualmente de uma abordagem de abstinência para uma abordagem de recuperação.

Também quero dar crédito a outros bons amigos: tsmith1302, CidGuerreiro, JP, gameover, Metal, Aussie, GABE, High_Achiever, RedPill, adamant e Pedigree .

E, é claro, Gary & Marnia , por seu incrível trabalho e ajuda à comunidade.

Algumas das ideias vêm de minha própria experiência pessoal, mas muitas delas se originaram de discussões com as pessoas mencionadas acima. Eu amo vocês, caras.

Você pode discordar de muitas coisas que vou dizer.

Isso é bom.

Esta é apenas a minha opinião, meus pensamentos, como diz o título.

A propósito, eu já disse todas essas coisas através de várias postagens; portanto, se você está me seguindo ultimamente, não há nada de novo aqui.

Existem alguns gatilhos neste post, então peço desculpas antecipadamente por eles. Eu acho que eles são importantes para expressar alguns dos meus argumentos, caso contrário eu não os incluiria.

Vamos começar...

1) O VÍCIO EM PORNOGRAFIA ESTÁ SENDO SEVERAMENTE SUBESTIMADO

Como eu sei disso?

Como a maioria das pessoas da comunidade acredita que, para se livrar desse vício, tudo o que eles precisam fazer é continuar tentando repetidamente, até que eventualmente as coisas simplesmente "cliquem" e seus cérebros finalmente sejam reiniciados.

Muito poucos estão tratando isso como um verdadeiro vício. Eles apenas veem isso como um hábito que desejam quebrar.

Isso é evidenciado pela teimosia de muitos, confiando puramente na força de vontade por meses, apenas para reiniciar constantemente seus contadores e se bater por não progredir.

A maioria das pessoas não percebe o quão incrivelmente difícil é remover completamente a estimulação artificial (de qualquer tipo) pelo resto de suas vidas. Estamos falando de anos e anos de condicionamento cerebral aqui.

Muitos de nós aqui estamos nesta comunidade desde 2010 e ainda estamos lutando de uma maneira ou de outra. São quase 4 anos tentando parar de vez. 4 anos tentando chegar a 100 dias ou o que quer. 4 anos querendo ser o próximo GABE.

Estamos lidando com algumas coisas poderosas aqui, mas isso não é tratado com seriedade o suficiente, provavelmente porque é amplamente aceito pela sociedade e não é uma substância como heroína ou cocaína.

Eu me encolho quando as pessoas recaem, redefinem seus contadores e proclamam " É isso, eu já tive o suficiente, vou fazer desta vez " ...

Pare de brincar.

Este é um vício que precisa ser atacado de vários ângulos. Você precisa de um arsenal completo de ferramentas e estratégias, bem como de uma mentalidade adequada.


Força de vontade por si só não fará nada.

2) A ABSTINÊNCIA NÃO É RECUPERAÇÃO

O que as pessoas geralmente tentam fazer é passar o máximo de dias que puderem.

É tudo o que eles fazem.

Esse é o objetivo deles.

Eles alcançam uma certa quantidade de dias e, por qualquer motivo, recaem, para que recomeçam e repitam.

Isso é abster-se. Isso não está se recuperando.

É extremamente comum que as pessoas alcancem um determinado marco, como 30, 90 ou 100 dias, recaiam alguns dias depois e depois se vêem incapazes de obter impulso novamente. Eles voltam ao início e sentem que perderam todo o progresso da corrida.

Há uma frustração constante por falta de progresso. As pessoas estão se sentindo sobrecarregadas e desencorajadas, tentando repetidamente a mesma coisa sem sucesso.

Isso ocorre porque muito poucos estão abordando as raízes reais de seus problemas.
Muito pouco.

Todo mundo está focado em quantos dias eles conseguiram e se seus sintomas estão presentes ou desapareceram. Eles julgam seu progresso medindo a dureza do pau, ereções espontâneas e ereções matinais.

Eles estão "tentando parar com a pornografia" para que possam "se livrar da DE".

Então eles se abstêm o máximo que podem, esperando que isso possa curar seus sintomas.

Abordagem completamente errada.

Se eles não vêem melhorias na DE, ficam desencorajados.

Se eles virem melhorias na DE, talvez uma ou duas sessões de pornografia não doam, certo?

Se não tem perspectiva de ficarem com uma mulher, eles justificam assistir algumas vezes. Afinal, eles não vão fazer sexo tão cedo, então qual é o objetivo?

Eles atrasam o namoro até que sua DE seja curada ou tenham conseguido passar 100 dias. Mas eles nunca conseguem isso precisamente por causa dessa mentalidade incorreta.

O mesmo se aplica a outros sintomas, como ansiedade social, níveis de energia, motivação, etc.

Eles tentam abandonar a pornografia, para que os sintomas desapareçam e, finalmente, possam viver a vida.

As pessoas estão se concentrando nas coisas erradas.

Eles não estão mudando a maneira como pensam.

Eles não estão mudando a maneira como vivem.

Eles não estão mudando a maneira como vêem o sexo e as mulheres.

Eles estão apenas tentando não se masturbar, enquanto todo o resto permanece o mesmo.

Meus amigos, isso é abstinência, não recuperação.



Mano vc nos inspira com tanto conteúdo bom, parabéns pelos 85 dias, vida nova cara e fico verdadeiramente feliz que está seguindo firme no caminho, abraçou a causa e foi ser feliz, obrigado por compartilhar em seu diário tantos ensinos que mto agrega em nosso reboot. Desejo que vá ainda mais longe até ver-se totalmente recuperado e livre desse mal. Forte abraço mano e sucesso, vai longe!!!

Urso Polar gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

19/8/2020, 08:16
Felipe33 escreveu:
Urso Polar escreveu:
Spoiler:
85 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte. Hoje vou colocar a introdução e as partes 1 e 2.
MEUS PENSAMENTOS AO REINICIAR [POST EXTREMAMENTE LONGO]


Já faz um tempo desde que eu criei um tópico como este.  

Eu aprendi algumas coisas nos últimos meses. Então, eu vou compartilhá-los com vocês.  

Antes de tudo, quero dar a maior parte do crédito a Al . Foi graças a ele (e à insistência dele) que passei gradualmente de uma abordagem de abstinência para uma abordagem de recuperação.  

Também quero dar crédito a outros bons amigos: tsmith1302, CidGuerreiro, JP,  gameover, Metal, Aussie, GABE, High_Achiever, RedPill, adamant e Pedigree .  

E, é claro, Gary & Marnia , por seu incrível trabalho e ajuda à comunidade.  

Algumas das ideias vêm de minha própria experiência pessoal, mas muitas delas se originaram de discussões com as pessoas mencionadas acima. Eu amo vocês, caras.  

Você pode discordar de muitas coisas que vou dizer.  

Isso é bom.  

Esta é apenas a minha opinião, meus pensamentos, como diz o título.  

A propósito, eu já disse todas essas coisas através de várias postagens; portanto, se você está me seguindo ultimamente, não há nada de novo aqui.  

Existem alguns gatilhos neste post, então peço desculpas antecipadamente por eles. Eu acho que eles são importantes para expressar alguns dos meus argumentos, caso contrário eu não os incluiria.  

Vamos começar...  

1) O VÍCIO EM PORNOGRAFIA ESTÁ SENDO SEVERAMENTE SUBESTIMADO  

Como eu sei disso?  

Como a maioria das pessoas da comunidade acredita que, para se livrar desse vício, tudo o que eles precisam fazer é continuar tentando repetidamente, até que eventualmente as coisas simplesmente "cliquem" e seus cérebros finalmente sejam reiniciados.  

Muito poucos estão tratando isso como um verdadeiro vício. Eles apenas veem isso como um hábito que desejam quebrar.  

Isso é evidenciado pela teimosia de muitos, confiando puramente na força de vontade por meses, apenas para reiniciar constantemente seus contadores e se bater por não progredir.  

A maioria das pessoas não percebe o quão incrivelmente difícil é remover completamente a estimulação artificial (de qualquer tipo) pelo resto de suas vidas. Estamos falando de anos e anos de condicionamento cerebral aqui.

Muitos de nós aqui estamos nesta comunidade desde 2010 e ainda estamos lutando de uma maneira ou de outra. São quase 4 anos tentando parar de vez. 4 anos tentando chegar a 100 dias ou o que quer. 4 anos querendo ser o próximo GABE.  

Estamos lidando com algumas coisas poderosas aqui, mas isso não é tratado com seriedade o suficiente, provavelmente porque é amplamente aceito pela sociedade e não é uma substância como heroína ou cocaína.  

Eu me encolho quando as pessoas recaem, redefinem seus contadores e proclamam " É isso, eu já tive o suficiente, vou fazer desta vez " ...  

Pare de brincar.  

Este é um vício que precisa ser atacado de vários ângulos. Você precisa de um arsenal completo de ferramentas e estratégias, bem como de uma mentalidade adequada.  


Força de vontade por si só não fará nada.  

2) A ABSTINÊNCIA NÃO É RECUPERAÇÃO

O que as pessoas geralmente tentam fazer é passar o máximo de dias que puderem.  

É tudo o que eles fazem.  

Esse é o objetivo deles.  

Eles alcançam uma certa quantidade de dias e, por qualquer motivo, recaem, para que recomeçam e repitam.  

Isso é abster-se. Isso não está se recuperando.  

É extremamente comum que as pessoas alcancem um determinado marco, como 30, 90 ou 100 dias, recaiam alguns dias depois e depois se vêem incapazes de obter impulso novamente. Eles voltam ao início e sentem que perderam todo o progresso da corrida.  

Há uma frustração constante por falta de progresso. As pessoas estão se sentindo sobrecarregadas e desencorajadas, tentando repetidamente a mesma coisa sem sucesso.  

Isso ocorre porque muito poucos estão abordando as raízes reais de seus problemas.
Muito pouco.  

Todo mundo está focado em quantos dias eles conseguiram e se seus sintomas estão presentes ou desapareceram. Eles julgam seu progresso medindo a dureza do pau, ereções espontâneas e ereções matinais.  

Eles estão "tentando parar com a pornografia" para que possam "se livrar da DE".  

Então eles se abstêm o máximo que podem, esperando que isso possa curar seus sintomas.  

Abordagem completamente errada.  

Se eles não vêem melhorias na DE, ficam desencorajados.  

Se eles virem melhorias na DE, talvez uma ou duas sessões de pornografia não doam, certo?  

Se não tem perspectiva de ficarem com uma mulher, eles justificam assistir algumas vezes. Afinal, eles não vão fazer sexo tão cedo, então qual é o objetivo?  

Eles atrasam o namoro até que sua DE seja curada ou tenham conseguido passar 100 dias. Mas eles nunca conseguem isso precisamente por causa dessa mentalidade incorreta.  

O mesmo se aplica a outros sintomas, como ansiedade social, níveis de energia, motivação, etc.  

Eles tentam abandonar a pornografia, para que os sintomas desapareçam e, finalmente, possam viver a vida.

As pessoas estão se concentrando nas coisas erradas.  

Eles não estão mudando a maneira como pensam.  

Eles não estão mudando a maneira como vivem.  

Eles não estão mudando a maneira como vêem o sexo e as mulheres.  

Eles estão apenas tentando não se masturbar, enquanto todo o resto permanece o mesmo.

Meus amigos, isso é abstinência, não recuperação.



Mano vc nos inspira com tanto conteúdo bom, parabéns pelos 85 dias, vida nova cara e fico verdadeiramente feliz que está seguindo firme no caminho, abraçou a causa e foi ser feliz, obrigado por compartilhar em seu diário tantos ensinos que mto agrega em nosso reboot. Desejo que vá ainda mais longe até ver-se totalmente recuperado e livre desse mal. Forte abraço mano e sucesso, vai longe!!!

Felipe33, é uma construção, passo a passo, dia a dia. Esses 85 dias são conquistas sucessivas. Mas para mim, fico mais feliz de aprender e interagir com os irmãos. Obrigado pelo apoio brother. Grande abraço.
Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

19/8/2020, 09:44
86 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte.

Link para da primeira parte: INTRODUÇÃO, 1 e 2

Hoje vou colocar a parte 3.



3) A BASE DE UMA REINICIALIZAÇÃO ADEQUADA  

O vício em pornografia não é a causa da sua vida de merda.  

Leia isso de novo.  

É claro que é difícil melhorar sua vida quando você faz sessões intensas de pornografia todos os dias que drenam sua energia e fazem de você um zumbi. Mas a pornografia não é a razão de sua vida ser uma merda.  

Por favor, isso é muito importante para entender, você deve parar de culpar a pornografia pelos seus problemas.  

Essa mentalidade de "vida me espera depois da recuperação" é destrutiva .  

Pornografia não é a razão de você ser um procrastinador. Pornografia não é a razão pela qual você está deprimido. Pornografia não é a razão de você estar sozinho. A pornografia não é a razão pela qual você não foi capaz de perder peso ou ganhar músculos.

Pornografia é o sintoma.

Você assiste pornô para escapar da realidade. Você assiste pornô para gerenciar suas emoções. Você assiste pornô porque está entediado, solitário, estressado, deprimido, irritado, isolado. Você assiste pornô para se sentir bem por um momento, para substituir emoções e situações desconfortáveis ​​em sua vida.  

Aqui está como você se livra desse vício:  

Você não se concentra em deixar a pornografia para finalmente poder viver a vida depois de se recuperar.  

Você se concentra em aprender a viver, como gerenciar suas emoções, como mudar a maneira de pensar e ver o mundo.  

Você coloca toda sua energia na construção da vida que deseja.  

Isso naturalmente afastará sua mente do pornô.  

O sucesso não é medido por quantos dias limpos você gerenciou.  

É medido pelo quanto sua vida melhorou desde que você começou a reiniciar.  


É isso que você precisa fazer (crédito para RecoveryNation ):  

ETAPA 1 : ESCREVA UMA VISÃO DE VIDA PARA SI MESMO  

Como você visualiza sua vida daqui a algumas semanas, meses ou anos?  

Passe um dia inteiro (ou semana) pensando sobre isso.  

Não diga " Não sei o que fazer da minha vida ".  

Você está me dizendo que não tem idéia do que deseja em qualquer uma das seguintes áreas: estudo, trabalho, família, amigos, hobbies, saúde etc.?  

Mesmo se você não tiver certeza, precisa dar uma direção à sua vida.  

Esta é de longe a parte mais importante da recuperação do vício em pornografia.  

Escreva como um louco. Escreva muitas páginas, se quiser. Faça o maior post que você já fez em seu diário, falando sobre como visualiza sua vida futura.  

Essa visão de vida será a base da sua reinicialização.  

É nisso que você se concentrará 100% a partir de agora.  

Feche seus olhos. Visualize isso. Anotá-la.  

Se você não sabe o que quer da vida, esse é realmente um problema mais sério do que o próprio vício em pornografia.  

Como eu disse, passe uma semana inteira, se precisar.  

Chuva de ideias.  

Peça conselhos.  

Pegue um caderno e vá ao parque.  

Inspire-se.  

Este é o começo da sua recuperação.  

Leve a sério.  

ETAPA 2 : DÊ URGÊNCIA À SUA VISÃO DE VIDA

Ok, agora você sabe o que quer da vida. Mesmo se você ainda não tiver certeza em algumas áreas, como não saber o que estudar, tudo bem. Pelo menos você pode dar à sua vida uma direção no momento. Isto é muito importante. Você precisa dar direção à sua vida. Você precisa avançar em direção a algo.  

Aqui está o problema. Muitos de nós sabem o que queremos, mas continuamos atrasando. Somos especialistas em adiar metas. Esperamos até o Ano Novo, ou o começo de um mês, ou até que as circunstâncias melhorem.  

Então é isso que você vai fazer agora:  

Você vai dar urgência à sua visão de vida.  

Anote por que você DEVE ABSOLUTAMENTE começar a trabalhar nele agora.  

Faça outro post enorme ou entrada de diário sobre isso.  

Vamos supor que você tenha 27 anos e não tenha emprego, carro, ainda viva com seus pais e passe a maior parte do dia jogando videogame. Por que diabos você esperaria mais tempo antes de começar a fazer algo a respeito? Isso é mano urgente. Você tem 27 anos!  

Ou talvez você nunca tenha tido uma namorada em sua vida antes. Bem, o que você está esperando? Vá comprar roupas bonitas, comece a sair com mais frequência, cometa erros, seja rejeitado, pergunte às mulheres em encontros. Comece a ter alguma experiência AGORA.  

Você tem dor nas costas? Comece a trabalhar nisso. Não espere. Quanto mais você espera, pior fica. Comece a praticar ioga ou nadar. Mova os quadris e volte constantemente todos os dias.  

Anote as razões pelas quais você deve começar a seguir sua visão de vida agora.  

Você tem que parar de viver assim.  

Isto é urgente.  

Isso é de alta prioridade.  

Devemos nos convencer de que a mudança é iminente.  

Isso é muito importante.  

Uma visão da vida não é boa se você não tem urgência .  

Você continuará atrasando. Esperando que as circunstâncias melhorem. Esperando a motivação chegar. À espera do início do ano novo.  

Crie urgência.  

ETAPA 3 : DESENVOLVA UMA CRENÇA INDESTRUTÍVEL EM SI MESMO

Uma das principais razões pelas quais abandonamos os objetivos é que, no fundo, não acreditamos que somos capazes de fazê-lo.  

Quando pessoas bem-sucedidas como Arnold Schwarzenegger decidem que querem algo, ficam completamente obcecadas com isso. Eles têm uma crença indestrutível de que o conseguirão.  

Eles não são afetados pelas circunstâncias. Eles criam resultados em suas cabeças antes mesmo de obtê-los.  

É isso que você deve fazer se quiser realizar alguma coisa.  

Por exemplo, digamos que você queira aprender a tocar violão. E você tem urgência em fazê-lo, porque sabe que leva tempo; assim, quanto mais cedo começar, melhor. Você tem que começar agora.  

No entanto, depois de alguns dias aprendendo o básico, você começa a perder a motivação e a desanimar. Você percebe que tocar violão não é nada fácil. Você se sente sobrecarregado com a quantidade de prática que precisa colocar nela. Você começa a duvidar de si mesmo e pensa: "De jeito nenhum eu vou me tornar um ótimo guitarrista e formar minha própria banda ". Os amigos dizem coisas como " Cara, você deveria ter começado anos atrás. Todos os grandes guitarristas começaram quando eram jovens ".  

Então você desiste.  

Isso é resultado de uma fraca crença em si mesmo. Você não acredita que tem potencial para se tornar um bom guitarrista. O que é obviamente completamente falso. Nós, como seres humanos, temos um potencial ilimitado.  

Arnold Schwarzenegger não pensa assim.  

Veja o que ele disse:  

Quantas vezes você já ouviu 'Você não pode fazer isso', 'Você não pode fazer isso', 'Isso nunca foi feito antes'. Adoro quando alguém diz 'Ninguém nunca fez isso antes', porque quando faço isso significa que sou a primeira pessoa que já fez isso!  

É assim que devemos pensar quando nos preparamos para fazer qualquer coisa na vida.  

A incerteza é o que mata as pessoas. Não sabendo se eles são capazes de alcançá-lo.  

Precisamos fazer uma lavagem cerebral todos os dias para acreditar que não faremos isso, não importa o quê .  

Todas essas etapas são igualmente importantes.  

Não os pule.  

Eles são a base da sua reinicialização.  

Eles tornam a reinicialização muito mais fácil. Sua mente estará completamente focada no que você deseja na vida. Você estará corrigindo a raiz de todos os seus problemas.  

O segredo da mudança é concentrar toda a sua energia, não combatendo o antigo, mas construindo o novo.  

Pare de fazer postagens reclamando sobre sua vida de merda. Pare de fazer postagens dizendo como você está cansado de ser viciado em pornografia. Pare de falar sobre pornografia completamente.  

Em vez disso, transforme seu diário em um diário de auto-aperfeiçoamento, focado 100% em mudar para a vida que você deseja.  

Rottweiler e Harvey gostam desta mensagem

luta diária
luta diária
Mensagens : 1514
Data de inscrição : 07/04/2017
Idade : 44
Localização : Brasília

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

19/8/2020, 11:22
Olá Urso.
Textos super motivador, temos que fazer isso mesmo.
Chega de viver essa vida, pornográfia é passado.
Temos que traçar um plano e ter um objetivo.
Abraços.

_______________________________________

Urso Polar gosta desta mensagem

5&4
5&4
Admin
Admin
Mensagens : 2944
Data de inscrição : 18/08/2017
Localização : Battlefield - Vencer é uma questão de escolha!

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

19/8/2020, 14:25
Urso Polar escreveu:
5&4,

Suas palavras casam muito bem com o que eu estou começando a pensar, a ler e até mesmo discutir na terapia: Menos eu, mais o outro. Mesmo que eu pense que eu sou a pior pessoa do mundo, o mais sofredor e perdedor, isso é egoísmo. Porque no fundo eu me coloco como algo muito especial, o mais injustiçado e o menos querido. É um egoísmo que me impede de perceber que sou um ser humano, que sou uma individualidade que está inserida em outras e interage com elas.

Cara, que poema bacana.Os hóspedes. Eu não sei se você tirou essa base da prática meditativa, mas é tão próximo com ideia de nós e nossos pensamentos não são a mesma coisa. Somos dissociados, observá-los como nuvens, que vêm e vão.

Coloquei uma frase sua sobre aceitação na minha assinatura e somado ao seu texto começo a pensar que muitas coisas que nos torturam por anos são apenas pensamentos. Nós é quem damos poder às neuras. Não adianta brigar com elas e sofrer, realmente, é como chutar pedras.

Mano, não tenho palavras para agradecer pela profundidade desse texto. Muita coisa para pensar e refletir, além claro, para colocar em prática.

Grande Abraço, amigo.
Oi, Urso!

Um pouco atrasado e respondendo uma mensagem anterior sua. Acabamos nos colocando como algo muito especial por conta do sentimento de autopiedade, autocomiseração. Achamos que somos os mais sofredores da face da terra, achamos que carregamos uma carga extremamente maior que os outros. O problema é que esse estado de autocomiseração não nos ajuda em nada. Já fui viciado em autopiedade. O estado de angústia era como um familiar para mim, estava ali o tempo todo. 

O interessante é que a Bíblia diz que Ana vivia angustiada por ser estéril e quase sempre era humilhada por Penina. E Ana chorava, chorava, chorava. Abraçava um estado de autopiedade. Mas tudo mudou quando ela foi a Casa de Deus e fez um voto: se Deus desse um filho a ela (isso significava retirar a vergonha sobre ela, pois isso naquela época era extremamente vexatório para a mulher), ela o daria para a obra de Deus. 

E isso chamou a atenção de Deus. Um ato de fé chamou a atenção de Deus, e não o estado de autocomiseração que Ana estava. O resultado foi que Ana deu à luz a Samuel, que se tornou um dos maiores profetas de todos os tempos. E quando entendemos que existem outras pessoas passando por lutas mil vezes piores que a nossa, tendemos a abandonar esse estado de dó de nós mesmos, que não nos ajuda em nada - só aprofunda o fosso.

Esse poema, embora tenha um foco, digamos assim, na questão da aceitação: aceitar o que é, o que vier, deixar que as coisas sejam como são, tem tudo a ver com a prática meditativa também. Esses hóspedes são como pensamentos, não precisamos absorver os pensamentos de tristeza, comparação, autocomiseração... quando vierem. Identificá-los e deixá-los ir é uma ótima tática. Ou seja, não precisamos nos sentir desconfortáveis com a presença deles, irritados, ansiosos. São só pensamentos que vieram do além. Então, vamos tratá-los bem, da melhor forma possível, pois da mesma forma que vieram, irão embora.

Você disse tudo: não passam de pensamentos distorcidos, não passam de fake news que contamos para nós mesmos. E sim, infelizmente, vamos dando poder para essas neuras, damos alimento ao monstro. E para enfraquecer esse monstro é só pararmos de darmos alimento a ele. Basta entendermos que pensamentos são só pensamentos.

Li algo sobre mindfulness uma vez que dizia o seguinte: a nossa vida é como um filme mudo, somos nós que criamos os diálogos. Os pensamentos obsessivos são criados da seguinte forma: 1) Temos o contato sinestésico (visual, auditivo, tátil...). 2) Criamos uma interpretação daquilo (Na maioria das vezes totalmente falsa. Na maioria das vezes, somos induzidos ao erro. Mas somos nós que interpretamos). 3) Reações corporais diversas surgem (coração acelera, suar frio, dor no peito, ereção, tensão em várias partes do corpo).

E o que desencadeia a etapa 3 é a etapa 2. Logo, o segredo para vencermos os pensamentos malucos, distorcidos é mudarmos a nossa interpretação a respeito deles. Entender que não são verdades, que são só pensamentos sem sentido (por mais que pareçam ter sentido), só isso. Eles podem parecer ter sentido por causa das reações corporais que desencadeiam. Só que isso é natural do nosso corpo. Se eu pensar que estou chupando um limão, é provável que irei salivar. Isto é, um pensamento que desencadeou uma reação corporal.

Desfazer uma fake news não é uma tarefa fácil, pois elas vem carregadas de coisas que podem ser lógicas e fazer sentido (só que não), vêm carregadas de emoções. Só que são fake news. Não importa os impactos corporais que causam em nós. E ter essa leveza, essa compreensão de que são só pensamentos inúteis, e não reagir de forma negativa a eles, já é uma grande forma de vencê-los. 

Parabéns pelos 86 dias de reboot! Que Deus continue abençoando sua caminhada rumo à libertação.

Um forte abraço, amigo!

_______________________________________
Diário do Urso Polar - Página 27 Meu_di12

Urso Polar gosta desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

20/8/2020, 11:23
luta diária escreveu:Olá Urso.
Textos  super motivador, temos que fazer isso mesmo.
Chega de viver essa vida, pornográfia é  passado.
Temos que traçar um plano  e ter um objetivo.
Abraços.

Luta Diária,

Esse texto é uma das coisas mais legais e que mais me ajudam nesse caminho. Eu fico estudando e tentando assimilar. É muita coisa, é uma visão de vida bem legal. Exige uma virada brusca e uma reação bem vigorosa. Por isso, estou postando ele aqui, porque é uma coisa que tem me ajudado e quero que ajude mais pessoas.
Grande Abraço.

5&4 escreveu:
Urso Polar escreveu:
Spoiler:
5&4,

Suas palavras casam muito bem com o que eu estou começando a pensar, a ler e até mesmo discutir na terapia: Menos eu, mais o outro. Mesmo que eu pense que eu sou a pior pessoa do mundo, o mais sofredor e perdedor, isso é egoísmo. Porque no fundo eu me coloco como algo muito especial, o mais injustiçado e o menos querido. É um egoísmo que me impede de perceber que sou um ser humano, que sou uma individualidade que está inserida em outras e interage com elas.

Cara, que poema bacana.Os hóspedes. Eu não sei se você tirou essa base da prática meditativa, mas é tão próximo com ideia de nós e nossos pensamentos não são a mesma coisa. Somos dissociados, observá-los como nuvens, que vêm e vão.

Coloquei uma frase sua sobre aceitação na minha assinatura e somado ao seu texto começo a pensar que muitas coisas que nos torturam por anos são apenas pensamentos. Nós é quem damos poder às neuras. Não adianta brigar com elas e sofrer, realmente, é como chutar pedras.

Mano, não tenho palavras para agradecer pela profundidade desse texto. Muita coisa para pensar e refletir, além claro, para colocar em prática.

Grande Abraço, amigo.

Oi, Urso!

Um pouco atrasado e respondendo uma mensagem anterior sua. Acabamos nos colocando como algo muito especial por conta do sentimento de autopiedade, autocomiseração. Achamos que somos os mais sofredores da face da terra, achamos que carregamos uma carga extremamente maior que os outros. O problema é que esse estado de autocomiseração não nos ajuda em nada. Já fui viciado em autopiedade. O estado de angústia era como um familiar para mim, estava ali o tempo todo. 

O interessante é que a Bíblia diz que Ana vivia angustiada por ser estéril e quase sempre era humilhada por Penina. E Ana chorava, chorava, chorava. Abraçava um estado de autopiedade. Mas tudo mudou quando ela foi a Casa de Deus e fez um voto: se Deus desse um filho a ela (isso significava retirar a vergonha sobre ela, pois isso naquela época era extremamente vexatório para a mulher), ela o daria para a obra de Deus. 

E isso chamou a atenção de Deus. Um ato de fé chamou a atenção de Deus, e não o estado de autocomiseração que Ana estava. O resultado foi que Ana deu à luz a Samuel, que se tornou um dos maiores profetas de todos os tempos. E quando entendemos que existem outras pessoas passando por lutas mil vezes piores que a nossa, tendemos a abandonar esse estado de dó de nós mesmos, que não nos ajuda em nada - só aprofunda o fosso.

Esse poema, embora tenha um foco, digamos assim, na questão da aceitação: aceitar o que é, o que vier, deixar que as coisas sejam como são, tem tudo a ver com a prática meditativa também. Esses hóspedes são como pensamentos, não precisamos absorver os pensamentos de tristeza, comparação, autocomiseração... quando vierem. Identificá-los e deixá-los ir é uma ótima tática. Ou seja, não precisamos nos sentir desconfortáveis com a presença deles, irritados, ansiosos. São só pensamentos que vieram do além. Então, vamos tratá-los bem, da melhor forma possível, pois da mesma forma que vieram, irão embora.

Você disse tudo: não passam de pensamentos distorcidos, não passam de fake news que contamos para nós mesmos. E sim, infelizmente, vamos dando poder para essas neuras, damos alimento ao monstro. E para enfraquecer esse monstro é só pararmos de darmos alimento a ele. Basta entendermos que pensamentos são só pensamentos.

Li algo sobre mindfulness uma vez que dizia o seguinte: a nossa vida é como um filme mudo, somos nós que criamos os diálogos. Os pensamentos obsessivos são criados da seguinte forma: 1) Temos o contato sinestésico (visual, auditivo, tátil...). 2) Criamos uma interpretação daquilo (Na maioria das vezes totalmente falsa. Na maioria das vezes, somos induzidos ao erro. Mas somos nós que interpretamos). 3) Reações corporais diversas surgem (coração acelera, suar frio, dor no peito, ereção, tensão em várias partes do corpo).

E o que desencadeia a etapa 3 é a etapa 2. Logo, o segredo para vencermos os pensamentos malucos, distorcidos é mudarmos a nossa interpretação a respeito deles. Entender que não são verdades, que são só pensamentos sem sentido (por mais que pareçam ter sentido), só isso. Eles podem parecer ter sentido por causa das reações corporais que desencadeiam. Só que isso é natural do nosso corpo. Se eu pensar que estou chupando um limão, é provável que irei salivar. Isto é, um pensamento que desencadeou uma reação corporal.

Desfazer uma fake news não é uma tarefa fácil, pois elas vem carregadas de coisas que podem ser lógicas e fazer sentido (só que não), vêm carregadas de emoções. Só que são fake news. Não importa os impactos corporais que causam em nós. E ter essa leveza, essa compreensão de que são só pensamentos inúteis, e não reagir de forma negativa a eles, já é uma grande forma de vencê-los. 

Parabéns pelos 86 dias de reboot! Que Deus continue abençoando sua caminhada rumo à libertação.

Um forte abraço, amigo!

5&4,

Obrigado pelo apoio irmão. Não tem problema, você pode responder no tempo que quiser.

Autopiedade: É uma questão que tomei consciência agora. Eu não me via assim. Eu realmente pensava que eu era injustiçado e vítima única das circunstâncias e que as pessoas tinham sido más comigo e que o mundo inteiro me prejudicava não reconhecendo o meu valor. Mas a medida em que a gente vai olhando para dentro de si, percebe que isso é uma forma de egoísmo. "Ninguém me ama e ninguém me quer" Também é uma forma de narcisismo, de se achar especial demais para as pessoas que nos cercam.

Não posso dizer que superei essa postura. Só sei que ela se tornou mais evidente mais real e consigo perceber, de vez em quando, os padrões de como ela surge e opera na minha mente. Adotei a postura do aprendiz, sem pressa de chegar a um resultado definitivo, mas apreciando os ensinamentos. Não tem sido fácil, mas acredito que é interessante, porque não dá mais para viver do jeito como eu vivia.

As interpretações que eu faço/fazia da realidade: são distorcidas, sempre para me colocar no lugar do desprezado e do não querido. Isso é uma tortura, é um peso muito grande e desnecessário para mim.

Muito obrigado Amigo. Amém. Grande Abraço.

5&4 e Rottweiler gostam desta mensagem

Urso Polar
Urso Polar
Mensagens : 649
Data de inscrição : 01/09/2017
Idade : 33

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty 87 dias

20/8/2020, 11:47
87 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte.

Link para da primeira parte: INTRODUÇÃO, 1 e 2

Link para a segunda parte: 3

Hoje vou colocar os "capítulos" 4 e 5.

4) "ESQUEÇA" SOBRE PORNOGRAFIA.


Isso é coisa básica de reinicialização, mas muitas pessoas estão constantemente quebrando essa regra. Eles escrevem sobre desejos pornográficos, ereções matinais, ereções espontâneas, em que dia estão, quanto lutaram para se abster, como mal podem esperar para chegar aos 90 dias etc.  

Quando você sempre se concentra 100% na construção da vida que deseja, sua mente se afasta naturalmente da pornografia. Você também diminuirá o vazio deixado ao sair da pornografia, o que é muito real.  

Muitas pessoas deixam o pornô apenas para se encontrarem nesse vazio da vida que é muito difícil de lidar. Então eles voltam ao pornô precisamente porque esse vazio é demais para eles.
 

Focar sua visão de vida é uma abordagem de reinicialização superior.  

Recaídas não são tão desanimadoras se você está realmente melhorando sua vida. Ironicamente, você notará que quanto mais se concentrar no que deseja, menos frequentemente recairá.  

É importante que você pense em termos de visão de vida e de perseguir seus sonhos, não em termos de " Eu tenho que me ocupar e encher minha vida de atividades para não assistir pornô ". Isso é algo que você está fazendo por si mesmo.  

Pare de reclamar sobre pornografia. 

Esta jornada é sobre a sua vida.  

Concentre-se nisso e o pornô desaparecerá.  

5) GERENCIANDO SUA VIDA EMOCIONAL  

Ok, vamos continuar.  

Este é o erro número 1 do meu post Os 3 principais erros fatais que os rebooters comentem .  

Se você ainda não o leu, sugiro que você o faça depois que terminar de ler este tópico. (OBS.: devo postar esse texto traduzido assim que terminar de postar esse, mas caso queira, vou deixar o link do original para que você possa ler: Os 3 principais erros fatais que os rebooters comentem. Se você não manja de inglês, o recurso de tradução do Google está muito bom.)
Eu quero falar sobre isso novamente, porque é realmente importante.  

O vício em pornografia é muito mais do que apenas obter desejos e recaídas.  

Uma das razões pelas quais ficamos viciados é por causa de nossa incapacidade de gerenciar nossas vidas emocionais.  

Você precisa se lembrar de que parar de fazer pornografia é crescer e se tornar uma pessoa muito mais madura.  

É muito mais do que " Eu quero sair da pornografia para poder curar a DE e ter muito sexo com mulheres! ".  

Muito mais que isso.  

Nós usamos pornografia há anos como um método de lidar com nossas emoções.  

Precisamos parar de nos esconder de situações desconfortáveis ​​da vida. Precisamos parar de usar pornografia para escapar da realidade.  

Devemos aprender a lidar com a vida e as emoções sem a necessidade de pornografia.  

Vou citar a Recovery Nation aqui:  

"A segunda armadilha comum em que as pessoas caem ao fazer a transição de compulsões para recuperação (ou de qualquer comportamento emocional intenso para outro) é a percepção que envolvem a fase vazia de uma transição saudável. Para entender isso, vamos dar uma breve olhada no viciante mais amplo Na maioria dos vícios, a pessoa passou a depender de seu comportamento viciante para gerenciar seu estado emocional. Quanto mais tempo ela depende desses padrões, mais intenso e arraigado esse padrão se torna. Agora, isso é extremamente breve sinopse, com muitas questões adicionais a serem discutidas posteriormente no workshop, mas o ponto é: sem o vício arraigado, eles ficam com um vazio emocional que é muito real. E muito desconfortável. A armadilha é ver esse vazio como prova que o vício deles era uma entidade natural e necessária em suas vidas. Eles começam a sentir um vazio emocional ... sem impulsos ... sem prazer ... sem nada. Eles assumem que algo está errado ong. Que eles precisam do vício para se sentirem normais. E aí vem o pornô, ou a masturbação, ou os assuntos. E então, bem na hora ... aqui vem a emoção, o prazer e a paixão. Junto com a culpa, vergonha e depressão. Mas isso não importa. Eles preferem sentir todas as emoções do que não sentir nada. E assim, a recaída ocorre.  

Lembro-me de pensar muitas vezes ao longo de minhas próprias lutas que preferia experimentar os mais altos e os mais baixos do que nunca tomar um medicamento que diminuísse minhas emoções. Eu nunca tive medo de me sentir mal. Eu nunca tive medo do caos que era a minha vida. Não é a miséria, nem a dor. Apreciei meus extremos emocionais, pois acreditava que era minha capacidade de experimentar tais extremos que me tornavam quem eu era. Meu único medo era não sentir nada. Isso é comum com muitas pessoas que lutam com um comportamento viciante. Mesmo aqueles que afirmam que bebem ou usam drogas ou agem de alguma forma em um esforço para "amortecer a dor" de abusos passados, estresse esmagador etc., não são completamente precisos. Eles bebem, usam ou agem para mudar as emoções que estão experimentando - para não entorpecê-las.  

O ponto para isso é simples. Para alguém acostumado a experimentar os extremos da experiência emocional - e que sofre de verdadeiro comportamento compulsivo é experimentar emoções ao extremo - o vazio que vem com um final de transição pode ser avassalador. A suavidade, o vazio criado ao eliminar os padrões comportamentais que administravam a maioria de suas emoções é como remover sua alma. Você não se sente mais "normal". Você sente como se houvesse algo errado dentro de você; como se você estivesse quebrado de alguma forma. Você pode até sentir que, sem esses comportamentos compulsivos, a vida nem vale a pena ser vivida. Que são esses comportamentos que o tornaram especial. Então, inevitavelmente, você volta a agir, porque mesmo as possíveis consequências emocionais negativas do seu comportamento (culpa, vergonha, fracasso, solidão etc.) são melhores do que não ter emoções."  

e  

"Um segundo motivador comum na recuperação é atingir o" fundo do poço "ou, em termos realistas, atingir o ponto em que a dor do vício não pode mais ser entorpecida pelo próprio vício. Quando a dor emocional das consequências do vício aumentou grande demais, a motivação para acabar com o vício entra em ação, já que o vício não é mais capaz de servir a seu propósito. Embora este seja um motivador significativamente mais poderoso que o primeiro, ele também está finalmente fadado ao fracasso na recuperação a longo prazo. , mais precisamente, está condenado a um ciclo de recuperação / recaída a longo prazo.  

O que acontece é o seguinte: quando a dor emocional se torna grande demais para ser controlada temporariamente com comportamentos compulsivos, a decisão de recuperar fornece um intenso impulso emocional que ajuda a gerenciar essa dor. A pessoa se sente bem. Esse sentimento pode durar semanas, pode durar meses. Mas, eventualmente, inevitavelmente, a intensidade emocional que veio com o compromisso de recuperar diminui, e a pessoa se vê, mais uma vez, sem a capacidade de gerenciar sua vida emocional. Um retorno ao vício (ou outro vício) é a única estratégia de gerenciamento emocional que eles possuem. Isto, seguido por um re-compromisso com a recuperação ... seguido por outra recaída ... seguido por, bem, você entendeu. O ciclo não terminará até que a motivação para terminá-lo seja alterada.  

Aqueles que são motivados pelo desejo de acabar com a dor de seu vício se saem muito melhor do que aqueles que estão se recuperando pelo bem dos outros. Esses indivíduos podem gerar esforços de recuperação sustentados e de longo prazo. No entanto, para fazer uma verdadeira transição para a saúde, a chave será encontrada em sua capacidade de superar os estágios iniciais de recuperação e começar a adotar habilidades de gerenciamento de vida saudáveis ​​que lhes permitam atingir a maturidade emocional.  

Portanto, ao preparar seu caminho para a recuperação, você precisará se preparar para um momento em que possa se sentir vazio por dentro. Ela virá após a euforia de começar sua recuperação e depois que você pôr um fim ao seu desejo de continuar sua vida do jeito que está. Este período pode durar alguns dias, pode durar algumas semanas. Raramente, isso vai durar mais tempo do que isso. E nessas poucas semanas, seu objetivo será reconhecer esse vazio e começar a preenchê-lo com os valores e os sonhos em que você acredita ".  

Precisamos entender que uma das razões pela qual recaímos é porque somos mariquinhas que não conseguem lidar com emoções negativas.  

Usamos a pornografia como medicamento. Usamos a pornografia para nos esconder da vida. Usamos a pornografia para aliviar temporariamente a ansiedade, o estresse, a solidão, o tédio, a raiva etc.  

Mais uma vez, se você não leu O TOP 3 Fatal Mistakes Rebooters Make , você deve lê-lo mais tarde.  

Aprenda a gerenciar suas emoções sem usar pornografia e você obterá sucesso a longo prazo .  

Abrace todas as suas emoções, negativas ou positivas.  

A propósito, a Recovery Nation é incrível. (obs.: opinião do autor, não minha.) 

Eu fortemente sugiro que você confira isto.  

Pakit gosta desta mensagem

Harvey
Harvey
Moderador
Moderador
Mensagens : 1357
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

21/8/2020, 10:51
Urso Polar escreveu:
85 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte. Hoje vou colocar a introdução e as partes 1 e 2.
MEUS PENSAMENTOS AO REINICIAR [POST EXTREMAMENTE LONGO]


Já faz um tempo desde que eu criei um tópico como este.  

Eu aprendi algumas coisas nos últimos meses. Então, eu vou compartilhá-los com vocês.  

Antes de tudo, quero dar a maior parte do crédito a Al . Foi graças a ele (e à insistência dele) que passei gradualmente de uma abordagem de abstinência para uma abordagem de recuperação.  

Também quero dar crédito a outros bons amigos: tsmith1302, CidGuerreiro, JP,  gameover, Metal, Aussie, GABE, High_Achiever, RedPill, adamant e Pedigree .  

E, é claro, Gary & Marnia , por seu incrível trabalho e ajuda à comunidade.  

Algumas das ideias vêm de minha própria experiência pessoal, mas muitas delas se originaram de discussões com as pessoas mencionadas acima. Eu amo vocês, caras.  

Você pode discordar de muitas coisas que vou dizer.  

Isso é bom.  

Esta é apenas a minha opinião, meus pensamentos, como diz o título.  

A propósito, eu já disse todas essas coisas através de várias postagens; portanto, se você está me seguindo ultimamente, não há nada de novo aqui.  

Existem alguns gatilhos neste post, então peço desculpas antecipadamente por eles. Eu acho que eles são importantes para expressar alguns dos meus argumentos, caso contrário eu não os incluiria.  

Vamos começar...  

1) O VÍCIO EM PORNOGRAFIA ESTÁ SENDO SEVERAMENTE SUBESTIMADO  

Como eu sei disso?  

Como a maioria das pessoas da comunidade acredita que, para se livrar desse vício, tudo o que eles precisam fazer é continuar tentando repetidamente, até que eventualmente as coisas simplesmente "cliquem" e seus cérebros finalmente sejam reiniciados.  

Muito poucos estão tratando isso como um verdadeiro vício. Eles apenas veem isso como um hábito que desejam quebrar.  

Isso é evidenciado pela teimosia de muitos, confiando puramente na força de vontade por meses, apenas para reiniciar constantemente seus contadores e se bater por não progredir.  

A maioria das pessoas não percebe o quão incrivelmente difícil é remover completamente a estimulação artificial (de qualquer tipo) pelo resto de suas vidas. Estamos falando de anos e anos de condicionamento cerebral aqui.

Muitos de nós aqui estamos nesta comunidade desde 2010 e ainda estamos lutando de uma maneira ou de outra. São quase 4 anos tentando parar de vez. 4 anos tentando chegar a 100 dias ou o que quer. 4 anos querendo ser o próximo GABE.  

Estamos lidando com algumas coisas poderosas aqui, mas isso não é tratado com seriedade o suficiente, provavelmente porque é amplamente aceito pela sociedade e não é uma substância como heroína ou cocaína.  

Eu me encolho quando as pessoas recaem, redefinem seus contadores e proclamam " É isso, eu já tive o suficiente, vou fazer desta vez " ...  

Pare de brincar.  

Este é um vício que precisa ser atacado de vários ângulos. Você precisa de um arsenal completo de ferramentas e estratégias, bem como de uma mentalidade adequada.  


Força de vontade por si só não fará nada.  

2) A ABSTINÊNCIA NÃO É RECUPERAÇÃO

O que as pessoas geralmente tentam fazer é passar o máximo de dias que puderem.  

É tudo o que eles fazem.  

Esse é o objetivo deles.  

Eles alcançam uma certa quantidade de dias e, por qualquer motivo, recaem, para que recomeçam e repitam.  

Isso é abster-se. Isso não está se recuperando.  

É extremamente comum que as pessoas alcancem um determinado marco, como 30, 90 ou 100 dias, recaiam alguns dias depois e depois se vêem incapazes de obter impulso novamente. Eles voltam ao início e sentem que perderam todo o progresso da corrida.  

Há uma frustração constante por falta de progresso. As pessoas estão se sentindo sobrecarregadas e desencorajadas, tentando repetidamente a mesma coisa sem sucesso.  

Isso ocorre porque muito poucos estão abordando as raízes reais de seus problemas.
Muito pouco.  

Todo mundo está focado em quantos dias eles conseguiram e se seus sintomas estão presentes ou desapareceram. Eles julgam seu progresso medindo a dureza do pau, ereções espontâneas e ereções matinais.  

Eles estão "tentando parar com a pornografia" para que possam "se livrar da DE".  

Então eles se abstêm o máximo que podem, esperando que isso possa curar seus sintomas.  

Abordagem completamente errada.  

Se eles não vêem melhorias na DE, ficam desencorajados.  

Se eles virem melhorias na DE, talvez uma ou duas sessões de pornografia não doam, certo?  

Se não tem perspectiva de ficarem com uma mulher, eles justificam assistir algumas vezes. Afinal, eles não vão fazer sexo tão cedo, então qual é o objetivo?  

Eles atrasam o namoro até que sua DE seja curada ou tenham conseguido passar 100 dias. Mas eles nunca conseguem isso precisamente por causa dessa mentalidade incorreta.  

O mesmo se aplica a outros sintomas, como ansiedade social, níveis de energia, motivação, etc.  

Eles tentam abandonar a pornografia, para que os sintomas desapareçam e, finalmente, possam viver a vida.

As pessoas estão se concentrando nas coisas erradas.  

Eles não estão mudando a maneira como pensam.  

Eles não estão mudando a maneira como vivem.  

Eles não estão mudando a maneira como vêem o sexo e as mulheres.  

Eles estão apenas tentando não se masturbar, enquanto todo o resto permanece o mesmo.

Meus amigos, isso é abstinência, não recuperação.

Saudações, Urso Polar.

Eu já tinha lido esse relato, porém hoje ao ler novamente pude ver algumas coisas que não havia percebido. Esse relato inclui a verdade nua e crua sobre o vício em PMO, algumas verdades difíceis de serem ouvidas, mas que são precisas.

Agradeço a você por trazer esse conteúdo para cá, com certeza irá agregar muito valor.

Se me permite, gostaria de publicar tb no meu diário.

Um abraço do Harv.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Urso Polar e Rottweiler gostam desta mensagem

Harvey
Harvey
Moderador
Moderador
Mensagens : 1357
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

21/8/2020, 11:16
Urso Polar escreveu:
86 DIAS

Quem acompanha meu diário sabe que eu gosto muito do texto My Thoughts On Rebooting [EXTREMELY LONG POST] do TheUnderDog do fórum Your brain rebalanced. Eu o vi a primeira vez na história de sucesso do XikuGuarana. Vou deixar o link dos dois para quem quer ver os originais. Valem muito a pena ler:

Texto do the Underdog

Eu postei um "resumo" do texto do TheUnderDog no meu diário e coloquei o link na minha assinatura. Agora vou postar o texto na integra, para eu os irmãos terem acesso. Cada dia vou postando uma parte.

Link para da primeira parte: INTRODUÇÃO, 1 e 2

Hoje vou colocar a parte 3.



3) A BASE DE UMA REINICIALIZAÇÃO ADEQUADA  

O vício em pornografia não é a causa da sua vida de merda.  

Leia isso de novo.  

É claro que é difícil melhorar sua vida quando você faz sessões intensas de pornografia todos os dias que drenam sua energia e fazem de você um zumbi. Mas a pornografia não é a razão de sua vida ser uma merda.  

Por favor, isso é muito importante para entender, você deve parar de culpar a pornografia pelos seus problemas.  

Essa mentalidade de "vida me espera depois da recuperação" é destrutiva .  

Pornografia não é a razão de você ser um procrastinador. Pornografia não é a razão pela qual você está deprimido. Pornografia não é a razão de você estar sozinho. A pornografia não é a razão pela qual você não foi capaz de perder peso ou ganhar músculos.

Pornografia é o sintoma.

Você assiste pornô para escapar da realidade. Você assiste pornô para gerenciar suas emoções. Você assiste pornô porque está entediado, solitário, estressado, deprimido, irritado, isolado. Você assiste pornô para se sentir bem por um momento, para substituir emoções e situações desconfortáveis ​​em sua vida.  

Aqui está como você se livra desse vício:  

Você não se concentra em deixar a pornografia para finalmente poder viver a vida depois de se recuperar.  

Você se concentra em aprender a viver, como gerenciar suas emoções, como mudar a maneira de pensar e ver o mundo.  

Você coloca toda sua energia na construção da vida que deseja.  

Isso naturalmente afastará sua mente do pornô.  

O sucesso não é medido por quantos dias limpos você gerenciou.  

É medido pelo quanto sua vida melhorou desde que você começou a reiniciar.  


É isso que você precisa fazer (crédito para RecoveryNation ):  

ETAPA 1 : ESCREVA UMA VISÃO DE VIDA PARA SI MESMO  

Como você visualiza sua vida daqui a algumas semanas, meses ou anos?  

Passe um dia inteiro (ou semana) pensando sobre isso.  

Não diga " Não sei o que fazer da minha vida ".  

Você está me dizendo que não tem idéia do que deseja em qualquer uma das seguintes áreas: estudo, trabalho, família, amigos, hobbies, saúde etc.?  

Mesmo se você não tiver certeza, precisa dar uma direção à sua vida.  

Esta é de longe a parte mais importante da recuperação do vício em pornografia.  

Escreva como um louco. Escreva muitas páginas, se quiser. Faça o maior post que você já fez em seu diário, falando sobre como visualiza sua vida futura.  

Essa visão de vida será a base da sua reinicialização.  

É nisso que você se concentrará 100% a partir de agora.  

Feche seus olhos. Visualize isso. Anotá-la.  

Se você não sabe o que quer da vida, esse é realmente um problema mais sério do que o próprio vício em pornografia.  

Como eu disse, passe uma semana inteira, se precisar.  

Chuva de ideias.  

Peça conselhos.  

Pegue um caderno e vá ao parque.  

Inspire-se.  

Este é o começo da sua recuperação.  

Leve a sério.  

ETAPA 2 : DÊ URGÊNCIA À SUA VISÃO DE VIDA

Ok, agora você sabe o que quer da vida. Mesmo se você ainda não tiver certeza em algumas áreas, como não saber o que estudar, tudo bem. Pelo menos você pode dar à sua vida uma direção no momento. Isto é muito importante. Você precisa dar direção à sua vida. Você precisa avançar em direção a algo.  

Aqui está o problema. Muitos de nós sabem o que queremos, mas continuamos atrasando. Somos especialistas em adiar metas. Esperamos até o Ano Novo, ou o começo de um mês, ou até que as circunstâncias melhorem.  

Então é isso que você vai fazer agora:  

Você vai dar urgência à sua visão de vida.  

Anote por que você DEVE ABSOLUTAMENTE começar a trabalhar nele agora.  

Faça outro post enorme ou entrada de diário sobre isso.  

Vamos supor que você tenha 27 anos e não tenha emprego, carro, ainda viva com seus pais e passe a maior parte do dia jogando videogame. Por que diabos você esperaria mais tempo antes de começar a fazer algo a respeito? Isso é mano urgente. Você tem 27 anos!  

Ou talvez você nunca tenha tido uma namorada em sua vida antes. Bem, o que você está esperando? Vá comprar roupas bonitas, comece a sair com mais frequência, cometa erros, seja rejeitado, pergunte às mulheres em encontros. Comece a ter alguma experiência AGORA.  

Você tem dor nas costas? Comece a trabalhar nisso. Não espere. Quanto mais você espera, pior fica. Comece a praticar ioga ou nadar. Mova os quadris e volte constantemente todos os dias.  

Anote as razões pelas quais você deve começar a seguir sua visão de vida agora.  

Você tem que parar de viver assim.  

Isto é urgente.  

Isso é de alta prioridade.  

Devemos nos convencer de que a mudança é iminente.  

Isso é muito importante.  

Uma visão da vida não é boa se você não tem urgência .  

Você continuará atrasando. Esperando que as circunstâncias melhorem. Esperando a motivação chegar. À espera do início do ano novo.  

Crie urgência.  

ETAPA 3 : DESENVOLVA UMA CRENÇA INDESTRUTÍVEL EM SI MESMO

Uma das principais razões pelas quais abandonamos os objetivos é que, no fundo, não acreditamos que somos capazes de fazê-lo.  

Quando pessoas bem-sucedidas como Arnold Schwarzenegger decidem que querem algo, ficam completamente obcecadas com isso. Eles têm uma crença indestrutível de que o conseguirão.  

Eles não são afetados pelas circunstâncias. Eles criam resultados em suas cabeças antes mesmo de obtê-los.  

É isso que você deve fazer se quiser realizar alguma coisa.  

Por exemplo, digamos que você queira aprender a tocar violão. E você tem urgência em fazê-lo, porque sabe que leva tempo; assim, quanto mais cedo começar, melhor. Você tem que começar agora.  

No entanto, depois de alguns dias aprendendo o básico, você começa a perder a motivação e a desanimar. Você percebe que tocar violão não é nada fácil. Você se sente sobrecarregado com a quantidade de prática que precisa colocar nela. Você começa a duvidar de si mesmo e pensa: "De jeito nenhum eu vou me tornar um ótimo guitarrista e formar minha própria banda ". Os amigos dizem coisas como " Cara, você deveria ter começado anos atrás. Todos os grandes guitarristas começaram quando eram jovens ".  

Então você desiste.  

Isso é resultado de uma fraca crença em si mesmo. Você não acredita que tem potencial para se tornar um bom guitarrista. O que é obviamente completamente falso. Nós, como seres humanos, temos um potencial ilimitado.  

Arnold Schwarzenegger não pensa assim.  

Veja o que ele disse:  

Quantas vezes você já ouviu 'Você não pode fazer isso', 'Você não pode fazer isso', 'Isso nunca foi feito antes'. Adoro quando alguém diz 'Ninguém nunca fez isso antes', porque quando faço isso significa que sou a primeira pessoa que já fez isso!  

É assim que devemos pensar quando nos preparamos para fazer qualquer coisa na vida.  

A incerteza é o que mata as pessoas. Não sabendo se eles são capazes de alcançá-lo.  

Precisamos fazer uma lavagem cerebral todos os dias para acreditar que não faremos isso, não importa o quê .  

Todas essas etapas são igualmente importantes.  

Não os pule.  

Eles são a base da sua reinicialização.  

Eles tornam a reinicialização muito mais fácil. Sua mente estará completamente focada no que você deseja na vida. Você estará corrigindo a raiz de todos os seus problemas.  

O segredo da mudança é concentrar toda a sua energia, não combatendo o antigo, mas construindo o novo.  

Pare de fazer postagens reclamando sobre sua vida de merda. Pare de fazer postagens dizendo como você está cansado de ser viciado em pornografia. Pare de falar sobre pornografia completamente.  

Em vez disso, transforme seu diário em um diário de auto-aperfeiçoamento, focado 100% em mudar para a vida que você deseja.  

Saudações, Urso Polar.

Esses relatos são uns tapas na cara, já vou providenciar um dia nesse fds para analisar melhor a minha vida e traçar uma linha sobre onde quero chegar, e o que preciso fazer para chegar lá.

Valeu por trazer esses relatos.

Um abraço do Harv.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Urso Polar e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

23/8/2020, 19:55
E ELE CONSEGUIU, AMIGOS!!!!!
luta diária
luta diária
Mensagens : 1514
Data de inscrição : 07/04/2017
Idade : 44
Localização : Brasília

Diário do Urso Polar - Página 27 Empty Re: Diário do Urso Polar

24/8/2020, 08:30
Parabéns urso.
Que venha mais 90 e assim mais e mais dias livre desse vicio.
Vamos nos manter longe dessa droga.
Feliz por você amigo.
Abraços.

_______________________________________

Urso Polar gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos