24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

+56
freedom.ever
Muskel94
Drew
Gracinha
@_Luan
o2Lázaro
parbat
Piccolo
vierkenes
luta diária
Justiceiro do Sertão
Flying
A Simple Man
Porfiri Pietróvich
ampity27
LikeAStone
Bernardo de Claraval
Eddie Red Pill
João Calvino
soumulherviciadaemporn
Mike
Dante Auditore
Peter Parker
balboa08
Broda
Harvey
rlutador
Vitrola
MascaradeFerro
James Bond
DarkSlayer
JovemRenascido
Bolovo
Guerreiro da Evolução
FSgtLima
Toon
5&4
Pallantir
Transporter
Kal-el
Sr. Morais
Soli Deo Gloria
Rottweiler
Leleco
Tiago M
Urso Polar
Mike T.
Seeker
TheMan
coronel
Master
The_Survivor
..Heitor..
Wozel
OImperialismo
Kusmin
60 participantes
Ir para baixo
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

4/1/2022, 19:33
Dia muito movimentado no trabalho, com todo tipo de gente e situação. Na vida, toda boa experiência é bem-vinda.

Para ser sucinto, atendi uma beldade que chamava a atenção de todo o espaço. Mais uma vez fui homem o suficiente para lidar com a situação com gente. Em outras circunstâncias, teria sido o próprio inferno. Largar o vício foi que me possibilitou tal amadurecimento.

Em tempo, ontem tomei minha dose de reforço da vacina contra a Covid (viva a ciência!), tendo hoje amanhecido com febre baixa, leve dor de cabeça e câimbra no braço que tomou a agulha. Ainda não estou 100%. Mesmo assim, dei conta de tudo no trabalho, inclusive no que tange à situação mencionada no parágrafo anterior. A jovem já estava rondando por ali para outros serviços e eu já preveni meus olhos, sem pensar na possibilidade de que uma das mesas em que ela cairia, para um atendimento longo e detalhista, seria a minha. Tarefa muito bem cumprida, graças a Deus.

Devido ao trabalho pesado em várias coisas nos últimos meses, que fez com que nem nas férias eu descansasse direito e só desse uma acalmada quando estas terminaram (apesar de o trabalho seguir bastante movimentado), estou com algo que parece ser sono acumulado. Fora isso, o estresse tem diminuído, a ansiedade e a inquietação mental felizmente também, assim como sinto que as poluções noturnas finalmente devem cessar. Entretanto, assim como no que diz respeito à pandemia e à onda de gripe, os cuidados devem continuar, a correta administração dos incidentes deve persistir, para que as coisas se estabilizem. Para o bem meu e de todos. Enfim, voltando ao meu caso, creio que estou com sono acumulado desde há meses, finalmente tendo conseguido relaxar (ah, meu estresse, ah, minha agitação psíquica, morram) de modo a colocar meu cérebro em ordem aceitável para viver em paz. Creio estar no caminho certo. Venho dormindo cedo para compensar o cansaço dos últimos tempos (eu que devo bocejar umas 100 vezes por dia, com coriza e tudo), não tenho visto muitas notícias e sigo tomando de vez em quando o calmante fitoterápico (Equilibrisse), que me tem sido excelente.

Por hoje é só, parceiros de luta. E viva a ciência!

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Vencedor disciplinado
Vencedor disciplinado
Moderador
Moderador
Mensagens : 287
Data de inscrição : 08/06/2021

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

4/1/2022, 22:24
Boa noite, meu amigo justiceiro do sertão!
Fico feliz pelo fato de as poluçoes noturnas, que é algo que lhe incomoda muito, terem diminuído a frequência. Tomara que elas cessem de uma vez por todas
E parabéns pela maturidade ao atender a beldade que apareceu no seu serviço. Deduzo que não é uma situação fácil de ser enfrentada, mas felizmente você se saiu bem. No meu serviço hoje, apareceu uma mulher muito bonita. De repente, tive uma EREÇÃO só de apreciar a beleza dela. Felizmente ninguém percebeu.
Quero reiterar também que fico na torcida para você encontrar uma parceira. Você merece, tendo em vista que está há muito tempo dentro de um reboot vitorioso. Sinto que falta pouco para encontrar a sua cara metade.
Estou torcendo por sua vitória!
Abraços!

_______________________________________
https://w2.countingdownto.com/4110934
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

5/1/2022, 18:36
Vencedor disciplinado escreveu:Boa noite, meu amigo justiceiro do sertão!
Fico feliz pelo fato de as poluçoes noturnas, que é algo que lhe incomoda muito, terem diminuído a frequência. Tomara que elas cessem de uma vez por todas
E parabéns pela maturidade ao atender a beldade que apareceu no seu serviço. Deduzo que não é uma situação fácil de ser enfrentada, mas felizmente você se saiu bem. No meu serviço hoje, apareceu uma mulher muito bonita. De repente, tive uma EREÇÃO só de apreciar a beleza dela. Felizmente ninguém percebeu.
Quero reiterar também que fico na torcida para você encontrar uma parceira. Você merece, tendo em vista que está há muito tempo dentro de um reboot vitorioso. Sinto que falta pouco para encontrar a sua cara metade.
Estou torcendo por sua vitória!
Abraços!

Colega Vencedor Disciplinado, obrigado e cumprimentos! Sua presença é sempre uma honra em meu Diário.

Agradeço pelo apoio quanto às poluções noturnas. Vamos ver se dessa vez dou fim nesse negócio. Havia chegado a uma rara sequência de 19 dias, quando ocorreram novamente há 4. Que dessa vez seja de vez.

Quanto às belas mulheres, saiba você que também já passei por isso que você falou que lhe ocorreu. É realmente bastante constrangedor, inclusive há relatos neste Diário. Já me aconteceu no trabalho, atendendo cidadãs, nos tempos de escola e faculdade, conversando com garotas e até dançando com elas! Nesse último caso foi inclusive mais de uma vez, vergonha tremenda, dei muita sorte em não ser notado ou a garota parecer ter ignorado. É uma sensação horrível. Ainda bem que nunca fui notado, pelo menos espero que não.

A respeito de uma parceira, novo obrigado pela sua torcida. Vejamos o que os próximos tempos reservam.

Receba você meu abraço!

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

9/1/2022, 16:18
Fim de semana foi de agitação mental crônica. Ontem, após voltar do trabalho, tive uma crise terrível e fiquei mal o resto do dia. Fui resolver uns problemas até a noite para ver se a situação melhorava.

Não melhorou. De madrugada, a combinação de que já falei neste Diário fez estrago de novo. Noite um pouco fria, final de semana, já sabem. Mesmo com toda a disciplina de mais de 1100 dias de Reboot e uma luta descomunal, tive uma três poluções fortíssimas sonhando com sexo e com fantasias, relembrando uma transa que tive com uma GP há quase seis anos. Na primeira vez, acordei, refleti sobre a vida e fiz questão de não ir tomar banho para não piorar o clima aqui em casa. Fiquei sujo mesmo, o quarto ficou cheirando por horas, e não duvido de que minha cama ainda esteja. Fiquei refletindo sobre a vida e minhas atitudes, de modo que confesso que algumas coisas foram até produtivas. Arrependi-me da burrada de ontem (não descreverei o caso por achar desnecessário) e de certo modo amadureci com certas noções que me andavam latentes. Lembrar de tudo isso me dói. Deixe-me continuar o relato.

Enfim, voltei a dormir e a desgraceira nos sonhos continuou até eu acordar novamente sujo, por volta das 7 horas. Aí não houve jeito: como meu pai já havia se levantado, fui logo arrumar minhas coisas e tomar um banho, até com coceira na genitália estava. Minha mãe, ciente do que estava ocorrendo, voltou a me ameaçar com o médico. Disse que da presente semana não passa. Fui viver minha vida, resolver umas coisas para ocupar a cabeça e admito que estou até um pouco leve. Estranho, mas estou.

Vida que segue.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária, Rottweiler, Peter Parker e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

17/1/2022, 20:21
Tentarei ser breve. Continuo muito atarefado.

Vindo de dias muito corridos, tive na última noite outra maldita polução noturna. Não dormi direito, acordei outras vezes por conta do problema que tenho de alergia que me faz ter de ir escarrar de madrugada (rinite/sinusite, ao que me consta), porém consegui até satisfatoriamente cumprir com minhas obrigações. No trabalho, onde (devem saber) lido com gente de todo tipo, inclusive mulheres atraentes, nos últimos dias foi que a coisa andou ficando séria.

Sem brincadeira. Além das beldades com as quais aleatoriamente dou de cara todos os dias, deu para acontecer de todos os dias eu atendê-las. Por vezes, até mais de uma por dia. E muitas "do meu tipo". E hoje novamente. E, felizmente, andei conseguindo me sair bem. Na semana passada, ressurgiu diante de mim uma das garotas mais belas que já vi, que trabalhava lá (em outro setor) e saiu, com a qual tive uma amizade que, por mais que eu houvesse tentado, não evoluiu para algo mais. Está ainda mais bonita do que naquela época (há cerca de três anos), mais magra e com o refinamento de sempre. Reconheceu-me prontamente, conversamos um pouco e fui profissional. Estava acompanhando de um sujeito que não sei quem era, não posso afirmar se era namorado ou qualquer outra coisa pois sou avesso a julgamentos. Fui profissional e consegui não ficar me lembrando dela.

Várias beldades depois, arrisco-me a descrever apenas a de hoje: uma jovem de considerável beleza e uma simplicidade singular, fatores que me fizeram colocar o profissionalismo acima de tudo para resolver a delicada situação em que se encontrava. E sigo minha luta. Desculpem-me interromper com tudo o texto e aparecer pouco, mas reitero que estou bastante atarefado.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn, Vitoriosa, Peter Parker e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Peter Parker
Peter Parker
Moderador
Moderador
Mensagens : 937
Data de inscrição : 27/11/2019
Localização : Queens

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

18/1/2022, 00:04
Olá Justiceiro!

Sei que realmente não é fácil lidar com esses desejos. Às vezes parece que meus olhos simplesmente acham uma mulher bonita em algum lugar nada a ver. É bizarro, estou tranquilo em algum lugar e do nada vejo uma mulher muito bonita que já desperta o interesse. Pode ser difícil de acreditar, mas é totalmente involuntário, já cheguei até a cogitar que fosse algo sobrenatural (no mau sentido), alguma tentação ou algo assim, porque é impressionante como aparecem essas mulheres do nada e meus olhos encontram elas na hora.

Desejo força para você nesse momento. Mas fique tranquilo que certamente vai encontrar uma mulher bacana para ti.

Grande abraço do amigo da vizinhança!

_______________________________________
"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Mateus 11:28  study

"Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades." - Tio Ben

Diário do Aranha mais querido: https://www.comoparar.com/t9821-diario-de-um-vencedor

Minha História de Sucesso

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

18/1/2022, 20:20
Peter Parker escreveu:Olá Justiceiro!

Sei que realmente não é fácil lidar com esses desejos. Às vezes parece que meus olhos simplesmente acham uma mulher bonita em algum lugar nada a ver. É bizarro, estou tranquilo em algum lugar e do nada vejo uma mulher muito bonita que já desperta o interesse. Pode ser difícil de acreditar, mas é totalmente involuntário, já cheguei até a cogitar que fosse algo sobrenatural (no mau sentido), alguma tentação ou algo assim, porque é impressionante como aparecem essas mulheres do nada e meus olhos encontram elas na hora.

Desejo força para você nesse momento. Mas fique tranquilo que certamente vai encontrar uma mulher bacana para ti.

Grande abraço do amigo da vizinhança!

Muito obrigado, caro Peter Parker. Aos poucos, mediante nossa perseverança, as coisas vão se ajeitando. Em momentos assim, maturidade e noção de mundo são tudo.

Que você seja bem-sucedido em sua luta, torço por você. Grande abraço.

Vencedor disciplinado gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

21/1/2022, 19:14
Mais um dia muito movimentado no trabalho. Amanhã trabalharei novamente, pela manhã.

Ando com a inquietação mental em alta, porém administrada de maneira considerável. O trabalho continua repleto de situações sugestivas, entretanto passo por cima da melhor forma.

Sigo muito ocupado, enfim. Apareci porque me sinto na necessidade de prestar contas neste maravilhoso espaço, mesmo quando o tempo é exíguo. Sei o quanto me beneficiou nestes mais de 1.100 dias longe da pornografia.

Até a próxima.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

25/1/2022, 20:00
Passando bem rápido para dizer que, dia após dia, venho superando, talvez agora em definitivo, a inquietação mental. Venho usando as horas de folga no trabalho como terapia para condicionar minha mente do jeito que me proporcione, em todos os aspectos da existência, o melhor futuro. Continuo, no expediente, dando de cara com situações perigosas, entenda-se, mulheres bonitas. Ontem foi uma e hoje outra a muito chamarem minha atenção. A luta segue.

As poluções noturnas parece que também vão cessar, torço para que dessa vez seja verdade. Tomara.

Melhorar sempre.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn, Rottweiler e Vencedor disciplinado gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

4/2/2022, 20:04
Após uma semana intensa e alguns dias de ausência do Fórum, aqui estou eu. Encontrando tempo onde não há, mas aqui estou eu.
   
   Buscarei ser breve, em meio a anos de tentativas para aprender a ser mais objetivo ao me expressar. Sigo evoluindo mentalmente em vários aspectos da minha vida nestes quase 1.200 dias de Reboot, sinceramente esperançoso de que boas coisas esperam por mim nos próximos tempos. Vou colocando minha agitada mente em ordem, lidando da forma mais adulta com as situações que aparecem em meu caminho.
   
   Aquilo que diz respeito ao sexo vem sendo felizmente controlado. Na última noite, tive polução noturna após razoáveis 18 dias seco. Ainda são talvez meu maior problema cotidiano, notavelmente sequela de quase 13 anos de vício. Tive polução noturna sonhando que estudava, para terem uma ideia (não venham me dizer que é normal, que é o corpo descarregando os espermatozoides, tenho quase certeza de que não é meu caso: conheço cidadãos que jamais tiveram, que nunca tinham sonhos eróticos, e isso em plena adolescência, imaginem na idade adulta. E eu que sonho com sexo e fantasias virtualmente todas as noites, molhadas ou não. Mesmo lutando até sem forças.

  Continuo lutando, apesar de tudo.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn, Gardenzio e Rottweiler gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

10/2/2022, 20:24
Apesar de aparecer pouco, saibam que não me esqueço de minha missão como Rebooter. Meus dias estão muito movimentados, só que felizmente minha mente está numa melhora contínua de sua costumeira inquietação, o que aumenta minha capacidade de superar desafios. Estou, com as devidas ressalvas, na expectativa de coisas boas em breve.

No último domingo, tive uma franca conversa com minha mãe, a respeito de meu estado psicológico nos últimos anos (grosso modo, resultado de minha mente inquieta unida a sequelas do vício. Não falei sobre o vicio, porém de questões relacionadas. Estou melhorando minha relação com ela, que andou atribulada por um bom tempo (com meu pai, hoje me dou bem em praticamente tudo). Reconheci as qualidades presentes na forte personalidade dela, percebendo que, como mãe, torce para que eu me livre de qualquer problema. Ela sempre percebeu, pelo meu comportamento, que alguma coisa não estava bem. A conversa, se não resolveu 100% dos meus problemas, ajudou muito nesse sentido, deixando-me ainda mais leve. Falei para ela que andei tendo princípios de surto no ambiente de trabalho e que pensei que fosse ficar louco. Fui muito bem compreendido, e nossa relação mãe-filho teve considerável fortalecimento.

No mais, sigo trabalhando com maturidade e dedicação, vivendo situações variadas com o melhor dos discernimentos. No trabalho, aquilo de sempre: gente de todo tipo, pessoas simples que demandam atenção, alguns que vêm só "desabafar", tipos espalhafatosos sobre os quais passo (na última semana, nova cantada de uma senhora de idade, já estou acostumado com base em teorias que andei lendo) mulheres bonitas com as quais aprendi a conviver como homem, e por aí vai.

Que sejam dias cada vez melhores.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

@_Luan
@_Luan
Moderador
Moderador
Mensagens : 1069
Data de inscrição : 14/10/2020
Idade : 21
Localização : Paraíba

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

10/2/2022, 20:26
24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Convit10


Olá, justiceiro do sertão !

Temos observado o seu empenho em relação ao reboot e sua vontade de ajudar outros aqui também. Parabéns por isso! Sendo assim, gostaríamos de convidá-lo a integrar à Moderação do Fórum. Como moderador você irá ajudar aos demais usuários, o que basicamente já vem fazendo, e também nos auxiliará na organização e vigilância do Fórum.

E então? Aceita?

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

11/2/2022, 20:31
Luan Oliveira escreveu:
24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Convit10


Olá, justiceiro do sertão !

Temos observado o seu empenho em relação ao reboot e sua vontade de ajudar outros aqui também. Parabéns por isso! Sendo assim, gostaríamos de convidá-lo a integrar à Moderação do Fórum. Como moderador você irá ajudar aos demais usuários, o que basicamente já vem fazendo, e também nos auxiliará na organização e vigilância do Fórum.

E então? Aceita?

Caro Luan Oliveira, primeiramente muito obrigado pelas considerações.

Quanto ao convite, não é a primeira vez que recebo tais propostas, só que infelizmente por enquanto não será possível. Agradeço de coração, mas é que ando muito atarefado nos últimos tempos e devo continuar assim pelos próximos meses. Saiba que me sentiria muito bem em desempenhar uma função do tipo, no entanto, as tarefas do meu movimentado cotidiano estão me impedindo de desempenhar uma maior dedicação a este Fórum.

De todo modo, novo agradecimento. Quem sabe numa outra oportunidade.

Grande abraço a você.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler, Peter Parker e @_Luan gostam desta mensagem

@_Luan
@_Luan
Moderador
Moderador
Mensagens : 1069
Data de inscrição : 14/10/2020
Idade : 21
Localização : Paraíba

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

11/2/2022, 20:47
Ok, amigo, fica para uma próxima oportunidade.
Desejo sucesso em sua jornada e tudo de bom em sua vida!
Um grande abraço, amigo.

_______________________________________

Rottweiler gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

12/2/2022, 20:08
Luan Oliveira escreveu:Ok, amigo, fica para uma próxima oportunidade.
Desejo sucesso em sua jornada e tudo de bom em sua vida!
Um grande abraço, amigo.

Muito obrigado, caro Luan Oliveira. Tudo de bom para você e grande abraço.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Peter Parker e Yusuke Urammeshi gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

15/2/2022, 06:15
Polução noturna. E segue a batalha.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn e Peter Parker gostam desta mensagem

Peter Parker
Peter Parker
Moderador
Moderador
Mensagens : 937
Data de inscrição : 27/11/2019
Localização : Queens

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

16/2/2022, 14:30
Olá, meu caro Justiceiro!

Força companheiro! Desejo tudo de bom para você. Sei das lutas que você tem relacionadas a polução noturna, vi que não é nada fácil. Gostaria de saber se você pratica alguma atividade física, talvez isso possa atenuar um pouco essas situações.

Grande abraço do amigão da vizinhança!

_______________________________________
"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Mateus 11:28  study

"Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades." - Tio Ben

Diário do Aranha mais querido: https://www.comoparar.com/t9821-diario-de-um-vencedor

Minha História de Sucesso

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

16/2/2022, 20:57
Peter Parker escreveu:Olá, meu caro Justiceiro!

Força companheiro! Desejo tudo de bom para você. Sei das lutas que você tem relacionadas a polução noturna, vi que não é nada fácil. Gostaria de saber se você pratica alguma atividade física, talvez isso possa atenuar um pouco essas situações.

Grande abraço do amigão da vizinhança!

Caro Peter Parker, antes de mais nada obrigado pelo apoio. Receba você o meu.

Bom, a respeito de praticar atividades físicas, infelizmente só o que estou fazendo são as caminhadas indo e voltando do trabalho. Pelo menos voltar eu volto a pé, pois quase todos os dias meu pai me dá carona de carro. Mas vou a pé sempre que posso, gosto muito de andar. Mas é só. Vez ou outra faço uns exercícios físicos improvisados em casa por causa da minha escoliose e de resto só trabalho intelectual mesmo. As aulas de dança, das quais gosto muito e sempre me fizeram muito bem em vários aspectos, estão paralisadas desde o início da pandemia. Vez ou outra há uns eventos relacionados aqui por perto, cheguei a ser convidado para ser "cavalheiro" em um deles há algumas semanas pela professora de dança, porém por enquanto nem teria condições, pois estou bastante atarefado com várias coisas.

Acredito que, nos próximos meses, a situação deverá mudar um pouco em vários sentidos. Vejamos o que será.

E meu grande abraço a você!

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty 1200 dias

18/2/2022, 19:57
É cheio de esperança com relação ao futuro que venho dizer a vocês, colegas de Fórum e de batalha, que hoje completo, conforme cálculos realizados, 1.200 dias de Reboot. Mil e duzentos dias livre, em tese, do vício em PMO. Sem ver pornografia, sem me masturbar e sem (algo até arriscado) qualquer contato sexual. Apesar de alguns erros nesse meio tempo, confesso que minha vida mudou completamente. Realmente me sinto outra pessoa, com a mente, não obstante algumas sequelas (que vou superando aos poucos, como as poluções noturnas), renovada como a de um homem de verdade. Como a de uma pessoa digna de estar neste mundo.

Ouso afirmar que hoje sou gente. Hoje consigo enxergar o que posso ter, o que posso conquistar, estando livre do vício. Agora percebo, apesar de ainda não ter chegado aonde desejo, que aquilo se aproxima. Não tenho mais medo de certas coisas, enfrento o que for de modo que jamais imaginava. Aprendi muito, muito mesmo, hoje posso dizer, enfim, que estou pronto para lutar.

Prefiro falar sobre o presente. Meus dias estão relativamente proveitosos e ao mesmo tempo muito movimentados. Tenho trabalhado muito em casa e no serviço fora, sem muitas coisas para tratar com vocês, querendo salientar apenas que cada vez mais consigo perceber mulheres, sejam elas como for, com naturalidade, uma conquista que parecia impossível há até bem pouco tempo. Só isso me deixa muito mais leve.

Na promessa de tentar ser cada vez menos complicado em minha vida, depois de ter tomado tantas broncas dentro de fora de casa por ser complicado, sem objetividade, encerro aqui este meu relato comemorativo.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Tiago M, Gardenzio, Rottweiler e @_Luan gostam desta mensagem

vierkenes
vierkenes
Mensagens : 896
Data de inscrição : 25/03/2016

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

19/2/2022, 00:11
Parabéns, maestro!!!

Gratidão por compartilhar suas conquistas com a gente!!

Que assim seja, para você e todos nós.

Sigamos firmes.

_______________________________________
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

19/2/2022, 20:37
vierkenes escreveu:Parabéns, maestro!!!

Gratidão por compartilhar suas conquistas com a gente!!

Que assim seja, para você e todos nós.

Sigamos firmes.

Obrigado, nobre Vierkenes. Maestro não, não é para tanto! Sinto-me apenas humano...

Ainda devo dar uma boa lida no seu Diário. Identifico-me com muitas de suas ideias. Seja você forte em sua batalha.

Grande abraço.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

21/2/2022, 06:29
E dá-lhe polução noturna.

E dá-lhe luta que segue.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler e Yusuke Urammeshi gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

24/2/2022, 07:53
Peste de polução noturna. Vá ao inferno.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

28/2/2022, 20:11
Vou seguindo este Reboot da maneira mais competente possível, e felizmente com o estresse e agitação mental cada vez mais controlados.

Estou passando uns dias em casa, aproveitando para resolver umas questões aqui e ali. Até meus pais disseram que estou mais sossegado, sem os gritos involuntários que andei dando à noite (sim, a inquietação andou me levando a esse ponto). As poluções noturnas andaram voltando, só na semana passada salvo engano tive três, e a crise de certo modo continua nesse aspecto. Entretanto, sinto que, se fizer as coisas certo, posso ajeitar em definitivo também esse ponto. Buscarei isso.

Uma coisa que tem me agradado é que, com todas as devidas ressalvas, meu convívio com as mulheres tem se aprimorado. No trabalho, tenho convivido melhor com a garota do meu setor, sobre a qual já falei, e também com as outras. Também velhas fantasias têm estado sob controle, de modo que sinto meu cérebro numa contundente via de amadurecimento como um todo.

Depois falo mais, preciso me ausentar por ora. Bom Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2311
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 33 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

2/3/2022, 20:04
Retornei hoje ao trabalho. Colocando a mente em seu lugar, ajustando o que tem que ser ajustado, aos poucos sei que alcançarei a plenitude.

Confesso que tive alguns pensamentos ruins, a saber, a respeito da guerra que se passa na Europa. Tive até um princípio de ansiedade como em outros tempos, imaginando um conflito mundial e eu sendo convocado. Ressaca de minha inquietação mental potencializada pelo vício, tenho certeza. Com tudo o que vivi, e com tudo o que anda se passando pelo mundo nos próximos anos, chego a pensar que deveria levar tal hipótese em consideração, mas ao mesmo tempo tento pensar positivo, crente de que com certas coisas a preocupação não deve chegar a tal ponto. Ouso afirmar que os desafios que andei enfrentando nos últimos anos para ter uma vida plena foram tamanhos, me fizeram sofrer tanto (muito embora tal sofrimento tenha valido e esteja valendo a pena), que se assemelham às sensações de um veterano de guerra, aquele trauma extremado que talvez pudesse ser considerado até mesmo estresse pós-traumático a depender de um diagnóstico mais competente, não duvido.

Agora, porém, estou melhor num amplo âmbito, de modo que minha fé, meu otimismo e minha esperança tem se aflorado tanto no que diz respeito ao mundo quanto a mim mesmo. Certamente as coisas melhorarão e, sem arrogância mas só para ambientar, meus dias deverão ser cada vez melhores. Sinto que posso, por assim dizer, respirar um pouco e aprender cada vez mais a ter calma (algo que me vem há tempos sendo cobrado tanto no trabalho quanto em casa). Minha relação com minha mãe está cada vez melhor; ela está mais compreensiva e me escutando como antes não costumava. Nos últimos dias, contei um pouco sobre meus últimos atribulados anos a ela, só não falei do vício (falei, porém, daquilo que o circunda, suas causas e consequências), e ela muito se solidarizou com minha causa, dando-me considerável conforto e apoio. Minha parte estou fazendo, que fique claro. Falei de minhas inquietações mentais, até detalhei algumas coisas que nunca havia dito, de modo que ela se mostrou sensivelmente abalada, quase chorou, inclusive. Revelei segredos mesmo, contei que mais de uma vez pensei em suicídio, que me cobrei muito em muitos momentos, que crises de arrependimento me levaram a ter ódio de mim mesmo a ponto de dar tapas em mim próprio e me cortar com cortador de unhas e outros objetos a ponto de sair sangue, entre outras insanidades (algumas das quais inclusive contadas neste Diário), loucuras incluindo algumas coisas das quais é melhor nem ficar se lembrando. Mãe é aquela pessoa que deve conhecer o filho melhor do que ninguém, e a minha, ainda mais com sua personalidade inquieta e perscrutadora, não deve ser diferente.

Já com meu pai evito ficar conversando muito sobre determinados assuntos. Apesar de ele ser alguém incrível, meu melhor amigo e minha grande inspiração imediata (pai é pai, convenhamos), ele também tem, conforme também já contei neste Diário, uma personalidade complicada. Tentarei ser breve porque descobri que também não me faz bem me aprofundar neste quesito, se bem que já falei a respeito: meu pai está, em tese, obcecado com uma sua questão pessoal, que prefiro não detalhar; já toquei no assunto por aqui e prometi que tentaria ser breve. As conversas dele, de um jeito ou outro, sempre avançam para tal questão. Ele é excelente para trocar ideias, é a pessoa com quem eu devo dialogar melhor, pensamos muito parecido, entretanto cheguei à conclusão que, com todo o respeito a ele como meu pai que é, devo tomar cuidado em determinados contextos para não me deixar levar por suas considerações. Admito que outra pessoa, até mesmo outro filho, talvez não aguentasse, minha própria mãe não parece muito confortável por vezes. Outra pessoa talvez dissesse que ele está doente, e até eu já pensei nisso. Superficialmente, espero que me entendam, preciso tocar minha vida de modo a fazer o que é certo e justo para mim e para todos, sem ficar achando que aquilo que ele diz é verdade severa.

A meu respeito, estou me saindo bem nos aspectos pessoal e profissional a ponto de andar rendendo no trabalho e até sendo elogiado por pessoas. No trabalho, hoje mesmo recebi elogios de umas garotas que trabalham em outro departamento, palavras bastante agradáveis e simpáticas, salpicadas de diálogos leves e ao mesmo tempo respeitosos. Falaram umas coisas até insinuantes, soube sair muito bem das situações. Garotas de alguma beleza, simpatia e provável conteúdo. Por enquanto, se for para sermos amigos, tudo certo. Só o que anda me constrangendo, contudo também acredito estar lidando de maneira aceitável, são ereções que venho tendo em pleno ambiente de trabalho, principalmente quando mulheres falam comigo, quando convivo com elas. Hoje tive que me desdobrar em meio a duas muito fortes que me atacaram. Torço para que ninguém tenha reparado. Creio que vêm ocorrendo porque estou há muito tempo sem contato real com garotas. As poluções noturnas, que tanto me torturam há anos, aparentam estar sob relativo controle há alguns dias. Continuarei, como sempre, fazendo minha parte para que desapareçam por completo.

E sigo lutando. Lutando em paz.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos