24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

+59
CadeiraMecanica
Gardenzio
Vencedor disciplinado
freedom.ever
Muskel94
Drew
Gracinha
@_Luan
o2Lázaro
parbat
Piccolo
vierkenes
luta diária
Justiceiro do Sertão
Flying
A Simple Man
Porfiri Pietróvich
ampity27
LikeAStone
Bernardo de Claraval
Eddie Red Pill
João Calvino
soumulherviciadaemporn
Mike
Dante Auditore
Peter Parker
balboa08
Broda
Harvey
rlutador
Vitrola
MascaradeFerro
James Bond
DarkSlayer
JovemRenascido
Bolovo
Guerreiro da Evolução
FTenBa
Toon
5&4
Pallantir
Transporter
Kal-el
Sr. Morais
Soli Deo Gloria
Rottweiler
Leleco
Tiago M
Urso Polar
Mike T.
Seeker
TheMan
coronel
Master
The_Survivor
..Heitor..
Wozel
RousseauStrong
Kusmin
63 participantes
Ir para baixo
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 26 Jun 2022 - 12:58
Dias com alguma tranquilidade.

Tenho avançado em alguns projetos pessoais e me preparado corpo e mente da melhor maneira no que tange ao futuro. Na última semana fui a um show e saí com meu pai, caminhada como não fazia há uns três anos, desde antes da pandemia. Devo retomar aos poucos minha contida vida social.

Por ora é só. Excelente Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Polução noturna ontem...

Qua 29 Jun 2022 - 18:56
... de modo que só troquei a cueca e, confesso, fui trabalhar sujo. Desaforo, não tomo banho. Tive que tomar tal atitude para evitar maiores discussões aqui em casa.

Estou com a mente um tanto agitada, procurando por sossego e dias mais tranquilos. Buscarei e conseguirei.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sab 2 Jul 2022 - 16:41
Rápidas considerações sobre os últimos dias: sigo ajeitando as coisas como posso, sufocando a inquietação mental como posso, confesso que não tenho muito a declarar. Faço questão, no entanto, de comparecer a este Diário para ler na medida do possível o que os nobres colegas têm a dizer.

Admito que não tenho muitas novidades no que tange ao presente; entretanto, continuo planejando coisas para um futuro talvez breve. Que meu trabalho faça com que isso se concretize da melhor maneira.

Excelente Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 3 Jul 2022 - 17:37
Ontem à noite, logo após comentar aqui no Fórum, infelizmente discuti com meus pais e tive uma crise de ansiedade. Não direi os motivos. Só sei que a crise atacou quando fui dormir, e só agora estou aos poucos me recuperando. Sei que o penso é mentira.

Ótimo Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Babibu gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 10 Jul 2022 - 15:39
Nova polução noturna ontem. E confesso que estou cada vez mais necessitado de uma parceira.

Buscarei ser breve. O condicionamento mental tem surtido efeitos, ocorre que meu corpo e minha mente está realmente necessitando de alguém. Como dizem, concluo que dessa vez a coisa é séria. Farei o possível nos próximos dias para dar uma saída, já não tenho mais dúvidas de que preciso de uma garota. Ando tentando reprimir pensamentos involuntários que tenho, sobretudo de manhã, em que estou com meninas. Estou baseando-me naquela técnica do "aguente firme, vai passar" do nobre colega Parbat, só que sei que uma hora vou precisar de uma parceira, e essa hora está cada vez mais em minha frente. Não sei se resistirei mais tanto tempo.

Enquanto isso, vou aguentando firme. Está difícil, mas vou aguentando firme.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty A guerra continua

Seg 11 Jul 2022 - 19:37
Depois de nova polução noturna e um dia com a mente cheia de pensamentos sugestivos, continuo lutando como posso atrás de alguma estabilidade.

Conseguirei. Buscarei.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Rottweiler gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Tive uma das piores noites dos últimos anos...

Ter 12 Jul 2022 - 19:01
... passando praticamente a madrugada toda acordado lutando bravamente contra pensamentos sugestivos dos mais intensos. Tenho ficado excitado do nada, resistindo com todas as forças à ideia de procurar uma GP. Confesso que estou, tendo que repetir, precisando de uma parceira.

Daqui a alguns dias haverá um evento aqui na cidade e creio que haverá alguma chance de eu ter contato com alguma garota. Até lá, vou me aguentando como posso.

E lutando.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Fim de diário
Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/07/2022
Idade : 25

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sab 16 Jul 2022 - 20:48
Fala Justiceiro, parabéns por essa marca incrível longe do vício, espero que consiga vencer essas batalhas, e siga firme nessa jornada de sucesso. Um abraço.

Justiceiro do Sertão gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 17 Jul 2022 - 18:52
Nobre CD, muito obrigado pelas saudações. Seja você forte em seu Reboot.

Grande abraço.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 17 Jul 2022 - 19:26
Rapidamente para dizer que estou em vias de melhora da ansiedade e avançando em meus projetos. Hoje saí para ver um show musical estilo mais intimista aqui perto de casa, o que me fez me sentir melhor e em melhores condições de encarar o mundo.

Por enquanto é só.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

avatar
Fim de diário
Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/07/2022
Idade : 25

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Ter 19 Jul 2022 - 14:23
Justiceiro do Sertão escreveu:Rapidamente para dizer que estou em vias de melhora da ansiedade e avançando em meus projetos. Hoje saí para ver um show musical estilo mais intimista aqui perto de casa, o que me fez me sentir melhor e em melhores condições de encarar o mundo.

Por enquanto é só.

Isso ai Justiceiro, siga firme em sua jornada.

_______________________________________
.

Justiceiro do Sertão gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Ter 19 Jul 2022 - 19:09
CD escreveu:
Justiceiro do Sertão escreveu:Rapidamente para dizer que estou em vias de melhora da ansiedade e avançando em meus projetos. Hoje saí para ver um show musical estilo mais intimista aqui perto de casa, o que me fez me sentir melhor e em melhores condições de encarar o mundo.

Por enquanto é só.

Isso ai Justiceiro, siga firme em sua jornada.

Obrigado, CD. Grande abraço a você.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Seg 25 Jul 2022 - 19:29
Prezados, ontem saí para me socializar como não fazia já há algum tempo. Com os devidos cuidados, assisti a um show musical e até dancei com algumas garotas. Trocamos umas palavras, uma convivência rápida, porém saudável.

Serviu para eu expandir razoavelmente meus horizontes mentais. Fora isso, ansiedade sendo controlada e planos pessoais sendo levados a cabo.

Ótimo Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

luta diária e Rottweiler gostam desta mensagem

Mike
Mike
Mensagens : 551
Data de inscrição : 04/04/2016
Idade : 29

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Seg 25 Jul 2022 - 21:09
Justiceiro do Sertão escreveu: Dias agitados da melhor forma, nos quais venho ajustando minha agitação mental da melhor e mais eficiente maneira. Estou próximo aos 300 dias de Reboot, e também estão próximos alguns desafios em minha vida, e devo estar em meu melhor estado físico e, sobretudo, psíquico para encará-los com sucesso.

Há muito sei que não é fácil. Apenas há pouco tempo comecei, e sob esforço colossal, a ter razoável domínio sobre meu cérebro agitado. Embora não venha tendo inquietações diretamente relacionadas com PMO, acho que é até a título de abstinência, subconscientemente devido à mudança de atitude psicológica a que me obriguei, que sinto por vezes certo incômodo na cabeça ao organizar meus intentos na vida. Apesar de tudo, acredito que estou no caminho certo. De vez em quanto me ataca alguma inquietação relacionada com fetiches antigos meus, exatamente aqueles com os quais andei sonhando, porém nada que se considere um edging, uma coisa que eu me permita tomar de assalto meus pensamentos e ficar fantasiando a ponto de sair tendo ereções, até mesmo porque na intenção tenho empreendido enorme esforço. Quando meus olhos veem no cotidiano alguma coisa relacionada, fico me lembrando a título paranoico de certas coisas que desejava fazer, no entanto sem me excitar e com um desejo louco de mandar aquilo para o inferno.

Dizem que, em vez de tentar dar combate às fantasias, devemos aprender a lidar com elas, o que para mim é verdade no sentido de que, com meu turbilhão cerebral, concebo um extermínio desses pensamentos de uma maneira, acredito, um pouco diferente daquela que creio que seria considerada a mais comum. Nem darei detalhes do procedimento, são daquelas coisas que só este meu cérebro freneticamente vibrante entede. Apesar de tudo, acho interessante pontuar a questão aqui em meu Diário.

Por vezes lembro-me do passado, outra coisa que me dói muito. Também tenho aprendido psicologicamente a lidar. Neste exato momento, digitando em meu quarto, nesta posição e local exatos, recordo-me que era aqui meu profano e degradante altar de sacrifício, até há pouco tempo. Exatamente na direção e postura em que me encontro agora. Lembrança dura e que venho também mandando para o crematório. É muito desagradável para mim pensar que perdi tanto, tanto tempo! Que consegui ocupar minha mente com aquilo e sair durante um bom tempo patinando na vida! Duro de lembrar, interessante de rapidamente efetuar a colocação aqui, para que, como costumo dizer, o exemplo não seja seguido, nem por mim nem por ninguém.

Lembro-me de que, por causa do vício, já perdi também tantas, tantas chances com mulheres! A lembrança vem, e não é saborosa, é sufocante; só o intenso condicionamento psicológico a que me submeto é capaz de, da melhor forma e de acordo com a conduta de que já tratei, dar combate a estes pensamentos. De fazer com que eu olhe para um futuro que ainda deve me aguardar, incinerando para todo o sempre o passado.

No último domingo, meus sentidos se atribularam de maneira inesperada durante a aula de dança de salão, com a presença de uma garota que me fascinou sobremaneira. Confesso que meu coração bateu feliz como há muito tempo não sentia. No mesmo momento em que me vi regulado de uma percepção sensorial saudável, pus-me apreensivo com medo de que aquela impressão passasse a me perturbar. Tenho me esforçado e, por enquanto, o resultado está sendo satisfatório. Vem-me um imenso prazer não-sexual algumas vezes por dia ao me lembrar que dancei com ela e teci rápidos diálogos, isto numa tarde em que minha conversa foi ainda mais intensa com uma outra cidadã, esta a quem já conheço há algumas aulas e parece nutrir grande simpatia por mim. Já detalhei o caso. É que a recordação da outra me demanda uma atenção enorme, creio que me compreendem. É mais provável que não esteja presente nas próximas aulas, inclusive porque o módulo mudou para o próximo mês. Por isto, afiação mental nessas horas, rapaz. Não obstante não haja nada de sexual nos pensamentos, ela me inspirou de um jeito que veio bem de encontro a gostos meus (felizmente gostos, não fantasias), e aquele pensamento fica, sabem? Apesar de tudo, bem administrado.

Bem administrado. Exatamente como minha mente num panorama geral.

Hoje consegui novamente reprimir uma polução noturna. Minha mãe, sem saber, tem feito chá de gengibre à noite nestes últimos dias, e não duvido de que daqui a pouco novamente apareça com uma xícara para mim (e, a propósito, enquanto digitava a palavra xícara, eis que ocorreu). Antes de ir lá buscar: o mesmo é considerado calmante e supostamente eficaz contra poluções noturnas, e tenho tido com ele noites bastante boas de sono, porém sonhando muito e, nesta noite (pausa e já volto, em importante momento da história)...

... sonhei novamente com algo insinuante, palavras minhas agora de tomar mais um fantástico chá de gengibre, uma das minhas "refeições" prediletas. Como andou algumas vezes acontecendo, sonhei com uma cena voyeur, deve ser ressaca de P. Conforme em outras vezes, sonhei que assistia "ao vivo" pessoas transando diante de mim, pela lembrança provavelmente conhecidos. Muito excitado, tive no sono/sonho uma crise de ejaculação precoce, rapidamente acordando... aliviado ao perceber que estava seco. Era meio da madrugada, ignoro o horário, só sei que me vi tão aliviado, apesar de a violenta ereção ter demorado alguns minutos para se dissipar, que prossegui com uma boa noite de sono mesmo tendo dormido tarde ontem e tendo hoje acordado mais cedo do que de costume. Não vou dizer que foi o chá que ando tomando para não ficar dependente, mesmo que da ideia, acredito é em mim mesmo e em minha persistência para extirpar para sempre essa miséria de minha vida, esse expurgo que só atrasou minha vida em tudo o que se possa imaginar.

Nunca mais, pornografia. Nunca mais. Nem aqui nem no quinto dos infernos.

Sempre sensato e vigilante.

E sobre o ''tempo perdido'' por conta da PMO, isso por vezes também me incomoda. Mas acredito que nós estamos superando isso, estamos todos olhando para o futuro com desejo de luta e otimismo. Fato esse que nos traz paz e um desejo de melhora diária.

Um abraço.

_______________________________________


MELHORES MARCAS EM 2022

1° - 55 dias [ ]
2° - 30 dias [ ]
3° - 15 dias [ ]

''Ame a disciplina que você conhece e deixe que ela o apoie.''
- Marco Aurélio

Justiceiro do Sertão gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Ter 26 Jul 2022 - 20:17
Mike escreveu:
Justiceiro do Sertão escreveu: Dias agitados da melhor forma, nos quais venho ajustando minha agitação mental da melhor e mais eficiente maneira. Estou próximo aos 300 dias de Reboot, e também estão próximos alguns desafios em minha vida, e devo estar em meu melhor estado físico e, sobretudo, psíquico para encará-los com sucesso.

Há muito sei que não é fácil. Apenas há pouco tempo comecei, e sob esforço colossal, a ter razoável domínio sobre meu cérebro agitado. Embora não venha tendo inquietações diretamente relacionadas com PMO, acho que é até a título de abstinência, subconscientemente devido à mudança de atitude psicológica a que me obriguei, que sinto por vezes certo incômodo na cabeça ao organizar meus intentos na vida. Apesar de tudo, acredito que estou no caminho certo. De vez em quanto me ataca alguma inquietação relacionada com fetiches antigos meus, exatamente aqueles com os quais andei sonhando, porém nada que se considere um edging, uma coisa que eu me permita tomar de assalto meus pensamentos e ficar fantasiando a ponto de sair tendo ereções, até mesmo porque na intenção tenho empreendido enorme esforço. Quando meus olhos veem no cotidiano alguma coisa relacionada, fico me lembrando a título paranoico de certas coisas que desejava fazer, no entanto sem me excitar e com um desejo louco de mandar aquilo para o inferno.

Dizem que, em vez de tentar dar combate às fantasias, devemos aprender a lidar com elas, o que para mim é verdade no sentido de que, com meu turbilhão cerebral, concebo um extermínio desses pensamentos de uma maneira, acredito, um pouco diferente daquela que creio que seria considerada a mais comum. Nem darei detalhes do procedimento, são daquelas coisas que só este meu cérebro freneticamente vibrante entede. Apesar de tudo, acho interessante pontuar a questão aqui em meu Diário.

Por vezes lembro-me do passado, outra coisa que me dói muito. Também tenho aprendido psicologicamente a lidar. Neste exato momento, digitando em meu quarto, nesta posição e local exatos, recordo-me que era aqui meu profano e degradante altar de sacrifício, até há pouco tempo. Exatamente na direção e postura em que me encontro agora. Lembrança dura e que venho também mandando para o crematório. É muito desagradável para mim pensar que perdi tanto, tanto tempo! Que consegui ocupar minha mente com aquilo e sair durante um bom tempo patinando na vida! Duro de lembrar, interessante de rapidamente efetuar a colocação aqui, para que, como costumo dizer, o exemplo não seja seguido, nem por mim nem por ninguém.

Lembro-me de que, por causa do vício, já perdi também tantas, tantas chances com mulheres! A lembrança vem, e não é saborosa, é sufocante; só o intenso condicionamento psicológico a que me submeto é capaz de, da melhor forma e de acordo com a conduta de que já tratei, dar combate a estes pensamentos. De fazer com que eu olhe para um futuro que ainda deve me aguardar, incinerando para todo o sempre o passado.

No último domingo, meus sentidos se atribularam de maneira inesperada durante a aula de dança de salão, com a presença de uma garota que me fascinou sobremaneira. Confesso que meu coração bateu feliz como há muito tempo não sentia. No mesmo momento em que me vi regulado de uma percepção sensorial saudável, pus-me apreensivo com medo de que aquela impressão passasse a me perturbar. Tenho me esforçado e, por enquanto, o resultado está sendo satisfatório. Vem-me um imenso prazer não-sexual algumas vezes por dia ao me lembrar que dancei com ela e teci rápidos diálogos, isto numa tarde em que minha conversa foi ainda mais intensa com uma outra cidadã, esta a quem já conheço há algumas aulas e parece nutrir grande simpatia por mim. Já detalhei o caso. É que a recordação da outra me demanda uma atenção enorme, creio que me compreendem. É mais provável que não esteja presente nas próximas aulas, inclusive porque o módulo mudou para o próximo mês. Por isto, afiação mental nessas horas, rapaz. Não obstante não haja nada de sexual nos pensamentos, ela me inspirou de um jeito que veio bem de encontro a gostos meus (felizmente gostos, não fantasias), e aquele pensamento fica, sabem? Apesar de tudo, bem administrado.

Bem administrado. Exatamente como minha mente num panorama geral.

Hoje consegui novamente reprimir uma polução noturna. Minha mãe, sem saber, tem feito chá de gengibre à noite nestes últimos dias, e não duvido de que daqui a pouco novamente apareça com uma xícara para mim (e, a propósito, enquanto digitava a palavra xícara, eis que ocorreu). Antes de ir lá buscar: o mesmo é considerado calmante e supostamente eficaz contra poluções noturnas, e tenho tido com ele noites bastante boas de sono, porém sonhando muito e, nesta noite (pausa e já volto, em importante momento da história)...

... sonhei novamente com algo insinuante, palavras minhas agora de tomar mais um fantástico chá de gengibre, uma das minhas "refeições" prediletas. Como andou algumas vezes acontecendo, sonhei com uma cena voyeur, deve ser ressaca de P. Conforme em outras vezes, sonhei que assistia "ao vivo" pessoas transando diante de mim, pela lembrança provavelmente conhecidos. Muito excitado, tive no sono/sonho uma crise de ejaculação precoce, rapidamente acordando... aliviado ao perceber que estava seco. Era meio da madrugada, ignoro o horário, só sei que me vi tão aliviado, apesar de a violenta ereção ter demorado alguns minutos para se dissipar, que prossegui com uma boa noite de sono mesmo tendo dormido tarde ontem e tendo hoje acordado mais cedo do que de costume. Não vou dizer que foi o chá que ando tomando para não ficar dependente, mesmo que da ideia, acredito é em mim mesmo e em minha persistência para extirpar para sempre essa miséria de minha vida, esse expurgo que só atrasou minha vida em tudo o que se possa imaginar.

Nunca mais, pornografia. Nunca mais. Nem aqui nem no quinto dos infernos.

Sempre sensato e vigilante.

E sobre o ''tempo perdido'' por conta da PMO, isso por vezes também me incomoda. Mas acredito que nós estamos superando isso, estamos todos olhando para o futuro com desejo de luta e otimismo. Fato esse que nos traz paz e um desejo de melhora diária.

Um abraço.

Nobre Mike, embora essas palavras sejam um pouco antigas (por volta de agosto de 2019), muito obrigado de qualquer jeito.

Superaremos juntos cada obstáculo. Grande abraço.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.
Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Qui 28 Jul 2022 - 19:50
A semana me vem sendo deveras agitada. Após um domingo com socialização e dança, como há tempos não me acontecia, os últimos dias me vêm sendo marcados por uma intensa agitação mental, inclusive durante o trabalho. Estou aos poucos controlando esse turbilhão, com minha fé em Deus e meus esforços. Tenho tocado violão, praticado para ocupar a mente e, quem sabe, conquistar um hobby saudável. Canto e toco bem simploriamente, aproveitando para "desenferrujar" meu inglês via canções.

No mais, ontem tive polução noturna e fui obrigado a trabalhar sujo. Dei a sorte de ninguém, nem em casa nem no trabalho, perceber. Admito que corri risco.

Felizmente, porém, as coisas parecem estar se colocando onde devem estar. Por enquanto é só.

Ótimo Reboot a todos.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Gardenzio, luta diária, Rottweiler e Drew gostam desta mensagem

Gardenzio
Gardenzio
Mensagens : 2209
Data de inscrição : 02/11/2016
Idade : 25
Localização : Ciudad del Este

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sex 29 Jul 2022 - 9:06
Salve, Justiceiro!

Muito interessante o final do seu post, trazido pelo Mike nessa última pg. A postura de não ter a P como opção é a postura que nós devemos adotar. Admiro muito isso em você.

Cara, você está com dois hobbies sensacionais: dança e música. Posso ser suspeito para falar, porque também os faço, e sinto o bem que me faz ir para as aulas de dança e tocar violão de vez em quando. Se puder, continue sempre com os dois, pois nos faz um bem enorme.

No mais, sucesso para você, meu bom!

Abs! 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 1f44a

_______________________________________
Acessar meu diário

https://umavidaemliberdade.blogspot.com/

"Orandum est ut sit mens sana in corpore sano."

"Se o céu brilhar de novo no horizonte, avisa! E pode ter certeza que eu tou lá pra ver!" - Falamansa, Avisa



Justiceiro do Sertão gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sex 29 Jul 2022 - 19:33
Gardenzio escreveu:Salve, Justiceiro!

Muito interessante o final do seu post, trazido pelo Mike nessa última pg. A postura de não ter a P como opção é a postura que nós devemos adotar. Admiro muito isso em você.

Cara, você está com dois hobbies sensacionais: dança e música. Posso ser suspeito para falar, porque também os faço, e sinto o bem que me faz ir para as aulas de dança e tocar violão de vez em quando. Se puder, continue sempre com os dois, pois nos faz um bem enorme.

No mais, sucesso para você, meu bom!

Abs!  24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 1f44a

Honrado Gardenzio, obrigado pelos cumprimentos. O negócio é buscar uma mente saudável, o resto vem como consequência.

Como diria o poeta romano Juvenal: "Mens sana in corpore sano" ("Uma mente sã num corpo são").

Grande abraço!

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Gardenzio gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sex 29 Jul 2022 - 21:07
Para ser rápido: mais um dia bastante agitado, com a mente pegando fogo, ansiedade atacando. Felizmente, estou conseguindo controlar e com esperança de melhoras daqui por diante.

Toquei um pouco de violão e resolvi alguns problemas para a família, além de cortar o cabelo para mudar um pouco a aparência e melhorar a autoestima, sem contar na deveras edificante conversa com o cabeleireiro, cidadão de ideias por vezes condizentes com as minhas.

E por enquanto é só. Sigo no caminho da estabilização e da plenitude.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Cavaleiro Oculto, soumulherviciadaemporn, Gardenzio e luta diária gostam desta mensagem

Cavaleiro Oculto
Cavaleiro Oculto
Mensagens : 667
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 27
Localização : Rio de Janeiro

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sab 30 Jul 2022 - 10:28
Vejo que nós somos contemporâneos nesse combate ao vício, vc é um membro antigo assim como eu.
Foco irmão, vamos vencer este vício.

_______________________________________
Acompanhe o meu diário

Justiceiro do Sertão e soumulherviciadaemporn gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sab 30 Jul 2022 - 16:26
Cavaleiro Oculto escreveu:Vejo que nós somos contemporâneos nesse combate ao vício, vc é um membro antigo assim como eu.
Foco irmão, vamos vencer este vício.

Obrigado, nobre Cavaleiro Oculto. Tenho uma certa lembrança da sua pessoa.

Grande abraço a você e força na luta.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn gosta desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Hoje novo ataque de ansiedade...

Sab 30 Jul 2022 - 16:33
... que veio selar o que já vinha se arrastando desde ontem à noite.

Logo após chegar em casa do trabalho, tive um princípio, confesso, de surto dentro do quarto, agitando-me muito e começando a chorar. Minha mãe me flagrou e começamos uma discussão. Felizmente consegui apaziguar os ânimos e, apesar de toda crise, entre mim e ela e entre mim e mim mesmo, as coisas parecem estar se ajeitando. Tomara que dessa vez seja em definitivo.

Em definitivo.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn e Rottweiler gostam desta mensagem

Drew
Drew
Mensagens : 1612
Data de inscrição : 09/08/2020
Idade : 26
Localização : Brooklyn 1986

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Sab 30 Jul 2022 - 16:56
Ola, amigo.

Eu noto ha tempos que sua relação familiar não é muito boa. Sinto um pouco isso no meu caso também.

Que meios você tem empregado para alcançar a sua independência financeira e sair de casa?

_______________________________________
Limpo desde:
P 18/07/2022
MO 14/08/2022


Meu diário
https://www.comoparar.com/t12388p200-diario-da-minha-vitoria#377485

Justiceiro do Sertão e soumulherviciadaemporn gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Dom 31 Jul 2022 - 19:52
Drew escreveu:Ola, amigo.

Eu noto ha tempos que sua relação familiar não é muito boa. Sinto um pouco isso no meu caso também.

Que meios você tem empregado para alcançar a sua independência financeira e sair de casa?

Ilustre Drew, primeiramente obrigado por sua presença neste meu Diário. É sempre bem-vindo.

Bom, tenho buscado juntar algum dinheiro para ser financeiramente independente, economizando e procurando me qualificar para conseguir trabalhos menores. Por enquanto, todavia, sair de casa é algo que não está tão em cogitação, muito embora não possa descartar tal possibilidade num futuro mais ou menos próximo. Enquanto isso, vou buscando melhorar a convivência com meus pais, a qual felizmente não vem estado tão ruim nos últimos tempos. Acredito que estou em vias de uma melhora no meu convívio com eles.

Enfim, novamente obrigado pela presença. Um abraço e força na sua luta.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

soumulherviciadaemporn e Drew gostam desta mensagem

Justiceiro do Sertão
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 2345
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 30

24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido  - Página 36 Empty Re: 24 - De volta à guerra: ferido, humilhado, até injustiçado... mas nunca vencido

Qua 3 Ago 2022 - 19:51
Polução noturna, cueca sendo trocada para ir trabalhar, mente agitada...

E a luta segue.

_______________________________________
No PMO since November 6th, 2018.
Win or die trying.

Mike e Rottweiler gostam desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos