Ir em baixo
avatar
Convidado
Convidado

Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO! Empty Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO!

11/11/2019, 00:03
DIA 0
Meta: O resto da vida, vencendo a batalha dia a dia. A do cigarro estou vencendo, quase os 90 dias já.

É uma situação bastante desconfortante escrever aqui, isso demonstra o grau que o vício chegou, e que tentativas de entender e superar isso em oportunidades anteriores foram infrutíferas. Mas o pessoal aqui se ajuda, então vamos lá vencer esse vício.

Sou literamente viciado em pornografia desde os 14/15 (por volta de 20 anos), começou com os programas de TV, Tiazinha, Feiticeira e os vídeos pornos de sexta à noite na Band. Vi que esse vício só progrediu desde então e comecei a sentir seus efeitos bastante cedo, por volta de meus 21 anos.

Trocava encontros reais, por algumas sessões de PMO. Às vezes chegava a marcar com alguma garota, e logo após uma PMO,  desmarcava logo em seguida, por já me sentir saciado. Isso se repetiu algumas vezes. Com o passar do tempo e com os efeitos naturais da masturbação excessiva (5/6 por dia), os sintomas foram ganhando uma proporção cada vez maior.

Excesso de ansiedade e medo de DE, o que me fazia sempre carregar um comprimido (ciális) e tomar uma parte só por garantia, tomava 1/4, 1/6, era apenas o efeito psicológico, que depois se tornou "dependência".

Comecei a namorar e tudo ia muito bem, gostava muito dela, o sexo era bom, apesar de ER bem aprofundada, o que naturalmente gerava um descontentamento na parceira. A razão da ER eu já conhecia, excesso de PMO, com perda de sensibilidade no pênis. Cheguei a ficar uma semana sem PMO antes de uma relação com ela, o que na época trouxe forte melhora. Sabia que era a masturbação que gerava ER, mas não entendia os mecanismos do vício.

Infelizmente o relacionamento acabou depois de 05 (cinco) anos, erros meus, ficava conversando com outras mulheres. Um dia ela descobriu e o relacionamento foi definhando até acabar (hoje entendo que a pornografia se não foi o fator preponderante, impulsionou bastante o desgaste do relacionamento)

Bom, seria página virada, ia sair com um monte de mulher, ia esquecer ela fácil. Mas o resultado foram DE sucessivas.

As primeiras mulheres que sai depois do fim do meu namoro, tava de boa, levava um comprimido pra garantir, e tava tudo certo. Tinha o receio da DE, mas o cumprimido ajustava. Tudo bacana (+ ou -, o comprimido sempre tinha que tá lá, foda isso, pois é uma questão psicológica. Pra mim, naquela época, o diagnóstico era ansiedade e não pornografia).

Depois disso começei a ficar preocupado, marquei com uma mulher linda,  e, mesmo com o comprimido, não foi. Só consegui algo relativamente satisfatório, quase no fim da madrugada, o que foi realmente frustrante. DE com ciális. Havia algo muito errado!

Procurei muito sobre as possíveis causas dos sintomas e achei o site, o fórum e alguns vídeos no Youtube falando de No Fap. Inicei meu reboot: após ler o livro gratuíto, fiquei 25 dias sem PMO.

Nesse 25º dia, recebo uma mensagem de uma garota marvilhosa, falando que queria vir em casa. A vontade de testar se os benefícios em 25 dias já existiam, fez eu marcar o encontro (mesmo sob forte flatline). O medo da DE me levou a tomar dois comprimidos, afinal, já tinha um caso passado de DE (mesmo com comprimido) e sentia os efeitos da flatline (na minha cabeça: um comprimido para a ansiedade e outro para a flatline e estaria tudo resolvido). Consequência? DE. No final da noite até rolou, mas a frustração de iniciar com DE é péssima. Depois dessa frustração, não consegui resetar mais. O vício aumentou e o receio de DE fez com que eu sequer marcasse algo com outras mulheres, apesar da oportunidade.

Enfim, ontem veio uma mina em casa, tomei dois comprimidos, no final ela não quis ir para os finalmentes. Apesar de eu achar que rolaria com os dois comprimidos, pairava um receio forte de DE. Quando penso que esses comprimidos são sempre necessários, eu fico fico bastante irritado. Não é possível, um vez que sem pornografia não preciso de nada e me sinto o Hulk.

Hoje li bastante sobre o assunto aqui no fórum, umas 05 (cinco) horas. E achei que era hora de começar o dia 0 (zero) desse novo e definitivo reboot, fazendo o que os AA já fazem. Abrindo o problema e procurando ajuda.

A pergunta é: será que essa DE vai embora, mesmo alimentada por comprimidos? Alguém teve reversão  em situação similar?

Dicas são bem vindas, principalmente dos bloquadores que o pessoal tanto comenta. Também queria colocar um contador aqui.

Sigo aqui minha jornada, queria muito me ver livre da DE e do peso de consciência da PMO (pois sou cristão).

Vou conseguir e postar o relato aqui, não só dos 90 dias, mas como a reversão de todos esses efeitos degradantes
avatar
Convidado
Convidado

Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO! Empty Dia 01

11/11/2019, 09:32
Dia 01, vamos em frente. Vencendo o desafio de cada dia.
Rottweiler
Rottweiler
Mensagens : 983
Data de inscrição : 22/07/2019
Idade : 29

Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO! Empty Re: Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO!

11/11/2019, 10:39
Blz D.R.

Irei acompanhar sua batalha. Os moderadores vão passar as informações básicas. Sobre o problema da DE, pode demorar um pouco mas o resultado vão aparecer. Vou te passar o link de um diário aqui da seção dos 30, o cara demorou mas recuperou. Vale a pena ler.

Vlw.

https://www.comoparar.com/t5446-paulo-jorge-35-anos-de-masturbacao-17-de-pornografia

_______________________________________
avatar
Convidado
Convidado

Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO! Empty Ainda há esperança.

11/11/2019, 13:20
Obrigado pela força, Rottweiler

É a batalha do dia a dia. Lendo o fórum e vendo casos muito mais graves com solução, as esperanças se renovam. Acredito que todos devem pensar no início: será que pra mim também vai funcionar? É pagar pra ver, não tem outra alternativa.

Não vai ser fácil, mas não tem outro jeito, é seguir com as batalhas diárias.

Seguimos em frente!

M.V
M.V
Mensagens : 1799
Data de inscrição : 02/10/2015
Idade : 40

Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO! Empty Re: Na guerra só existe uma alternativa: ANIQUILAR O INIMIGO!

11/11/2019, 22:40
Ola camarada seja bem vindo!

Rebootar, reinciar, despressurizar a mente da bolha da PMO é isso que buscamos, embora não seja tarefa fácil, mas é possível. Aqui temos bons materiais, como o programa REVERT e podemos conversar anonimamente!!! Quanto a reversão dos sintomas a dica que te dou é que não tenhas pressas, pois não há uma data certa para eles se reverterem, mas tenhas certezas que se continuares firmes no reboot eles sumirão, então é viver a vida sexual de forma natural, despressurizada da busca pelos prazeres exacerbados artificiais da PMO, evitar os gatilhos e emoções potenciais desencadeadores de busca pela PMO, praticar uma atividade física ajuda ter a mente ocupada em uma atividade produtiva para sua vida é um grande aliado, um relacionamento fixo também ajuda! enfim desejo boa sorte na sua jornada!!

Abçs

Sucesso!!!

_______________________________________
Montanha reboot escalada a partir de Sab 26 Out /2019 - 11:30:
1 montanha (90 dias)

" A PORNOGRAFIA MATA O AMOR" ... (ANTONIO71)

"DESPRESSURIZE SUA MENTE DO PRAZER ENGANOSO DA PMO"

..."É MELHOR SER ESCRAVO DOS BLOQUEADORES QUE SER ESCRAVO DA PORNOGRAFIA"... (PROJETO, TOGURO)

ABÇS E SUCESSO NESSA JORNADA!!!

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum