Ir em baixo
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 14/12/2019, 01:09
RECAIDA!

cheguei na rep meio mal, bebi alguns copos de vinho e fiquei bêbado. Depois de um tempão tentando burlar os bloqueadores consegui e cometi o ato. Pouco tempo depois uma das moradoras veio aqui no meu quarto e bateu na porta. Eu tentei disfarçar mas ela sacou na hora. Kkkk

Eu tô dando risada mas na hora eu me senti muito envergonhado. 😔

Segunda feira vou resetar meu contador, pois só consigo mexer nele pelo PC da faculdade. Nesse momento estou baixando o qustodio de novo e acho que vou pedir para ela(a moradora) colocar uma senha de novo.

Vamos la!
DIA 0
avatar
Convidado
Convidado

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 14/12/2019, 08:29
Pra cima guerreiro, é levantar e seguir.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/12/2019, 01:20
Eu só consegui instalar o bloqueador na terça feira. Estive em recaída de sexta feira passada até segunda, ao longo desses 4 dias pratiquei PMO 6 vezes, práticas essas que duravam em torno de 3 horas cada.

Infelizmente, percebo que uma parte dos sintomas voltaram. Estou com bastante fobia social, indisposição e voz fraca.

Esse é o meu grande problema, sempre que recaiu acabo recaindo profundamente.
Porém, quero ser positivo. Estou tentando ver esse período de recaídas como um passo que dei para trás, mas que me impulssionará bastante para frente. Quero aumentar a minha meta e dessa vez ficar no mínimo dois meses.


Nos dois últimos períodos da faculdade fui péssimo. No primeiro, reprovei as quatro disciplinas que peguei. No segundo, reprovei uma de duas. E não é só na faculdade que ando mal. Considero que meus relacionamentos são bons, mas poderiam ser muito melhores se não fosse o vício. Minha espiritualidade seria muito melhor se não fosse o vício.

Já está declarado, se eu não largar o vício não vou conseguir levar a faculdade.
Meu curso é muito difícil, Eng. Aeroespacial. Exige muita dedicação. Portanto, impossível formar enquanto na condição de viciado.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


avatar
Convidado
Convidado

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/12/2019, 09:46
Você disse algo que eu vivo exatamente igual, uma vez que eu recaio, acabo caindo profundamente.
Bati meu maior recorde na vida entre setembro e o começo de novembro, foram 43 dias, cara. Porém, uma vez que eu cai eu ainda estou aqui, há mais de um mês e meio, caí até sábado passado e espero que dessa vez dê certo eu continuar em abstinência.

Mas sabe como transformar isso em motivação?

Cara, colocando na cabeça que se eu cair eu vou me afundar e atrasar minha vida em pelo menos mais um mês, o que é muito tempo. Às vezes a gente pode se sabotar pensando que pode cair só uma vez e parar, seguir em frente, mas eu já vi que é impossível, que dá força ao reboot é o próprio reboot, cair uma vez é acabar com tudo o que foi construído, porque eu vou recair mais e mais.

Então a motivação é essa, não posso cair porque vou me afundar.
Harvey Spectter
Harvey Spectter
Moderador
Moderador
Mensagens : 1224
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/12/2019, 11:32
Tudo passa escreveu:Eu só consegui instalar o bloqueador na terça feira. Estive em recaída de sexta feira passada até segunda, ao longo desses 4 dias pratiquei PMO 6 vezes, práticas essas que duravam em torno de 3 horas cada.

Infelizmente, percebo que uma parte dos sintomas voltaram. Estou com bastante fobia social, indisposição e voz fraca.

Esse é o meu grande problema, sempre que recaiu acabo recaindo profundamente.
Porém, quero ser positivo. Estou tentando ver esse período de recaídas como um passo que dei para trás, mas que me impulssionará bastante para frente. Quero aumentar a minha meta e dessa vez ficar no mínimo dois meses.

Nos dois últimos períodos da faculdade fui péssimo. No primeiro, reprovei as quatro disciplinas que peguei. No segundo, reprovei uma de duas. E não é só na faculdade que ando mal. Considero que meus relacionamentos são bons, mas poderiam ser muito melhores se não fosse o vício. Minha espiritualidade seria muito melhor se não fosse o vício.

Já está declarado, se eu não largar o vício não vou conseguir levar a faculdade.
Meu curso é muito difícil, Eng. Aeroespacial. Exige muita dedicação. Portanto, impossível formar enquanto na condição de viciado.

Fala meu amigo!

Situações de quedas sempre são difíceis, principalmente pelo fato de pensarmos que estamos no zero e que podemos praticar PMO que não fará mal, mas não é bem assim, após experimentarmos a vida sem esse vício, percebemos o quão é maravilhoso os dias, apesar de alguns dias serem difíceis, mas percebemos que nem todos são iguais, e que estamos tendo progresso, mas quando caímos ficamos com a impressão de que perdemos tudo e que voltamos para o zero, e fora os pensamentos negativos que vem.

Além disso, acredito que uma coisa que contribui para que a gente caia é a questão dos limites, colocamos limites para cair "No mínimo x dias", não há mínimo, há uma vida sem PMO, você está sentindo agora novamente os sentimentos que te aflingiram por décadas, e eu tenho certeza que não está orgulhoso disso, então não põe limites, por que você é ilimitado, e pode angariar o resultado que quiser, basta acreditar nisso.

Levanta a cabeça, utiliza esses sentimentos de agora como combustível e vamos vencer essa luta! Eu estou aqui para batalhar contigo, vamos pra cimaaaa...

Um grande abraço, meu amigo.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Todo prazer vem associado a uma dor. O verdadeiro prazer é aquele no qual a dor vem antes.

Cure o garoto e o homem aparecerá.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 2/1/2020, 09:05
E aí Ramon! A recaída é sempre uma ilusão. As vezes fico indignado com o quanto nós mesmos nos sabotamos para conseguir PMO. E o que vc falou vai muito de encontro com o que o Harvey falou. Realmente, Harvey, essa não é a melhor forma de encarar o reboot. Vou começar a me olhar como uma pessoa livre de PMO desde agora, e para sempre.

Apesar de não ter respondido na hora, eu li as respostas de vcs dois no mesmo dia em que escreveram, e, lá naquele dia, elas me ajudaram com certeza, tanto que hoje estou no meu décimo sexto dia.

Estou bastante distante do fórum mas pretendo retornar a publicar todos os dias, porém, provavelmente não vai ser agora pois estou no meio de uma viagem com três amigas. Essa é a segunda viagem que estou fazendo, a primeira foi entre os dias 20 e 26 mas tmb vou viajar novamente entre os dias 8 e 20 de janeiro. Entretanto, mesmo longe do forum, percebo que as viagens estão me fazendo muito bem, pois durante elas não existe possibilidade de PMO, já que eu fico dividindo espaços com outras pessoas a maior parte do tempo, como tem acontecido com as minhas amigas nesse momento.
Além disso, por estar na presença de terceiros a maior parte do tempo, dificilmente eu consigo ter tempo para olhar para dentro e refletir sobre o meu andamento no reboot, tanto que nesse momento, se eu fosse escrever algo sobre o meu estado, provavelmente não sairia muita coisa.

No mais, feliz ano novo pessoal! Muito obrigado pela presença!

Obs: não sei se meu contador está atualizado. Pelo celular não consigo ver e tmb não trouxe computador para a viagem. De qualquer forma, quando voltar ao fórum definitivamente arrumo ele.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Harvey Spectter
Harvey Spectter
Moderador
Moderador
Mensagens : 1224
Data de inscrição : 23/10/2019
Localização : New York

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 2/1/2020, 11:18
Fala meu caríssimo Tudo passa!

Primeiramente quero te desejar um Feliz ano novo, e que esse ano que vai se iniciar seja repleto de muitas realizações e conquistas em sua vida. Além disso, quero parabenizá-lo pelo seu 16º dia longe da PMO, és uma belíssima marca para começar o ano, meu amigo! O seu contador está atualizado sim, está marcando 16 dias.

Viagens sempre são incríveis, como dizem "Viajar é trocar a roupa da alma", aprendemos bastante com cada situação, cidade, momentos e pessoas que encontramos ao longo dessas viagens, e acredito que você já tenha aprendido bastante. Aproveite o máximo a sua viagem, e depois traga um relato pra gente de como foi rs.

Um forte abraço.

_______________________________________


Acesse o meu diário.

Uma jornada de mil milhas começa com um único passo.

Todo prazer vem associado a uma dor. O verdadeiro prazer é aquele no qual a dor vem antes.

Cure o garoto e o homem aparecerá.
avatar
Convidado
Convidado

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 13/1/2020, 18:28
Retorne ao fórum amigo, força.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 22/1/2020, 01:08
Feliz 2020 Harvey!!!
Realmente cara, não há nada melhor do que viajar. É algo que nos transforma. Muito obrigado pela presença.

E aí Ramon, obrigado por lembrar de mim e pela presença! Estamos juntos!
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 22/1/2020, 01:41
36° DIA
(Não consigo ver meu contador pelo celular por isso não tenho certeza se já marca 36 ou 35 dias).

Ola, galera!
Antes de retornar a minha rotina de relatos aqui no fórum vou relatar as duas coisas que aprendi nas duas viagens que fiz.

1° viagem:
No início de janeiro fui para o litoral com 3 amigas e lá passamos por 5 dias. Apesar de minhas amigas eu tenho crush nas três mas mesmo antes da viagem acontecer eu já planejava não dar em cima de nenhuma delas por medo de causar disputa (que auto estima né? Aff). Porém, não esperava que o pior poderia acontecer: Na penúltima noite da viagem encontrar 3 mlkes boa pintas da nossa faculdade no bar em que estávamos e as meninas ficarem doidas por eles a ponto de me deixar de escanteio. No final das contas ninguém pegou ninguém mas a situação, que se estendeu até o final da viagem (pois a partir dali eles foram incluídos em todas as demais atividades, desde ir a praia até voltar para sp juntos) serviu para me ensinar que as meninas não eram minhas e que, mesmo sendo homem, não sou obrigado a dar em cima e seduzir todas as mulheres que interagem comigo.

2° viagem: Fui para o nordeste junto com o meu irmão mais velho para visitar nossa mãe. Passamos quase duas semanas por la e ao final delas, poucas horas antes de pegar nosso voo, estávamos tomando uma breja na orla, onde meu irmão, depois de ter convivido todos esses dias, 24 horas por dia, ao meu lado, resolveu fazer uma observação sobre o que ele percebeu da minha pessoa. Disse que na presença de pessoas que não são da minha família sou mais humilde do que necessário. Disse que tenho dificuldade de me impor com tais pessoas, mesmo quando tenho certeza sobre o resultado de uma ação, me comporto como se não soubesse e não a contrariu. Ainda estou pensando sobre tudo isso que ele me disse.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


avatar
Convidado
Convidado

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 23/1/2020, 10:48
Se tem duas coisas que eu pretendo mudar em mim são:
Ser homem o suficiente para saber quem eu quero e quem eu não quero, separando claramente as minhas amigas das mulheres que eu desejo, enquanto eu não fizer isso eu me considero imaturo.
Outra coisa é que quero deixar de ter esses sentimentos tão desordenados a ponto de querer várias garotas ao mesmo tempo, e me apegar demais. Se isso for sinal de carência, é uma coisa horrível.

Se fizer algum sentido pra você, aplique, se não fizer não aplique.
Flw.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 29/1/2020, 05:14
Com certeza, faz total sentido, Convidado!
Nesse momento estou colocando como meta de aperfeiçoamento.

Obrigado pela visita.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 29/1/2020, 05:23
0 DIA

Pessoal, acabei de terminar uma sessão de PMO de quase 5 horas. Infelizmente, pouco tempo depois de ter feito minha publicação do dia 22/01 tive uma recaída e desde então passei por sucessivas recaídas, dedicando cerca de 5 horas diárias a PMO, ao longo desses 7 dias.

Estou me sentindo super mal por conta disso. Me sinto exausto, desanimado, envergonhado e sujo.

Estou cogitando a possibilidade de ficar 3 meses sem usar meu celular. Tipo, desligar ele, colocar na caixa e guardar em algum lugar, pois, atualmente, o celular é o meu único meio de acesso a P.
Estou pensando no tamanho das consequências, pois no momento estou procurando emprego e ,alem disso, participo de alguns grupos sociais, para os quais, possivelmente, a comunicação por whats app seja fundamental (não sei, vou verificar se é ou não).

Obs: por enquanto não vou atualizar meu contador pq pelo celular não consigo, só pelo PC da faculdade.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 29/1/2020, 05:51
0 DIA

Outras duas coisas q gostaria de comentar são sobre, primeiro: Sobre a tendência que tenho de sair mandando mensagens esquisitas para as meninas das minhas redes ou curtindo fotos, enquanto me masturbo e acesso diversos perfis. Credo! Isso é bem nojento. E logo quando a sessão acaba sinto um arrependimento sem tamanho por ter mandado as mensagens. Já cheguei a mandar mensagem até pra ex namoradas. Cruz credo. Parece que eu perco meu cérebro, fico sem juízo.

Segundo: como que eu esqueço coisas, inclusive o que planejava escrever nesse segundo tópico. Ahaha

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 1/2/2020, 00:13
2° DIA

Meio cansado para relatar então vou resumir dizendo que estou vivo. Kkk Sobrevivi ao segundo dia! Uhuuull!!! Kkk

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Hopper
Hopper
Mensagens : 66
Data de inscrição : 31/01/2020
Idade : 22

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 1/2/2020, 22:10
Fala Tudo passa! Me identifiquei contigo logo de cara, por coincidência também curso Engenharia Aeroespacial. Já busco me libertar do vício há pelo menos uns dois anos (apesar de ter conhecido o reboot e o fórum há pouco tempo), então conheço bem a realidade de ter sucesso por um tempo pra só então voltar ao fundo do poço.

Achei a tua ideia de se livrar do celular uma boa,  talvez seja algo até bem necessário no teu caso. Acredito também que seja possível utilizar o WhatsApp sem ter um celular, somente com um PC (https://www.mundopositivo.com.br/tecnologia/sem-smartphone-veja-como-usar-whatsapp-no-pc/). E como estão teus bloqueadores? Tu havia dito que conseguiu burlá-los antes, acho que precisa fortificar eles ainda mais, até tornar impossível qualquer forma de burlar o sistema. Não de chances pro vício.

Abraço e continue nos informando, tamo junto!

_______________________________________
Acesse meu diário aqui!
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 15/3/2020, 01:17
Olá JohnPaulJones! Então com certeza vc concorda que não dá para fazer uma boa graduação de Eng. Aero. Enquanto um viciado em PMO, né? É tempo de se libertar, irmão!

Muito obrigado pela visita! Só não consegui encontrar o seu diário! Eu gostaria de acompanhá-lo pq tenho certeza que passa por situações parecidas com as minhas.

Sobre deixar de usar celular: No mesmo dia que publiquei esse texto cogitando deixar de utiliza-lo, fiz o teste. O desliguei e guardei na caixa. Porém, nesse mesmo dia, todas as coisas ruins que poderiam acontecer, como: tempestade, desencontros, queda de energia elétrica, falta de informações, alagamento, etc. Aconteceu! Kkk
E ao final dele eu fiquei totalmente seguro de que continuaria utilizando celular.
De qualquer forma, muito obrigado pela recomendação do whats app no Pc. Eu realmente não conhecia essa possibilidade e agr favoritei o link para utilizá-lo no momento em que me sentir mais tranquilo para deixar de usar celular.

Infelizmente, mas não por conta da decisão de continuar utilizando celular, tive sucessivas recaídas, do dia 3 de fevereiro até ontem. Claro que houveram algumas tentativas de sair do poço durante esse período, porém, nada acima de 10 dias.

Todavia, já instalei bloqueador no meu celular. Acredito que agora será pra valer.


Eu estou me sentindo muito mal. Estou me sentindo um lixo. Me sinto podre, sujo, sem dignidade. Me sinto uma pessoa sem vida, se comportando como um zumbi.

E perceber q o tempo está passando, que estou envelhecendo, enquanto "vivo" na minha condição de zumbi, me desespera, faz me sentir mais impotente ainda.

Eu quero ser vivo! Eu quero viver!

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 15/3/2020, 01:19
O marcador de dias certamente está errado.
Ontem foi meu dia 0, pessoal.

DIA 0

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 18/3/2020, 01:16
2° DIA

Estou na republica desde segunda. Voltei para passar a quarentena. Pretendo, enquanto minhas aulas não voltam, adiantar o máximo possível das coisas que tenho para entregar.
Enfim, passei quase que o dia de hj inteiro com o pessoal da rep. De modo geral, foi um dia mais voltado para socialização. Bebemos um pouco e conversamos.

Apesar de muito travado, com muita ansiedade social, gaguejando e com voz fraca, percebi que estou sentindo uma leve alegria. Porém, sei que, lá no fundo, essa alegria se deve ao fato de eu ter recaído recentemente. Sei que, com o passar dos dias, ela vai diminuir, até, pouco a pouco, ser substituída por uma leve melancolia, causada pela abstinência da PMO.

Tenho que dizer também que ultimamente tenho sentido uma atração absurda por uma pessoa da minha rep, mesmo sabendo que não é legal ficar com alguem que mora comigo.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Felipe Castro
Felipe Castro
Mensagens : 241
Data de inscrição : 07/08/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 18/3/2020, 14:26
Tudo passa escreveu:2° DIA

Estou na republica desde segunda. Voltei para passar a quarentena. Pretendo, enquanto minhas aulas não voltam, adiantar o máximo possível das coisas que tenho para entregar.
Enfim, passei quase que o dia de hj inteiro com o pessoal da rep. De modo geral, foi um dia mais voltado para socialização. Bebemos um pouco e conversamos.

Apesar de muito travado, com muita ansiedade social, gaguejando e com voz fraca, percebi que estou sentindo uma leve alegria. Porém, sei que, lá no fundo, essa alegria se deve ao fato de eu ter recaído recentemente. Sei que, com o passar dos dias, ela vai diminuir, até, pouco a pouco, ser substituída por uma leve melancolia, causada pela abstinência da PMO.

Tenho que dizer também que ultimamente tenho sentido uma atração absurda por uma pessoa da minha rep, mesmo sabendo que não é legal ficar com alguem que mora comigo.

Eai cara! primeiramente acredito que o principal seja você mudar como enxerga o período de reboot, entendo que a abstinência possa ser uma fase difícil mas é justamente nessa fase que devemos sentir alegria, por termos mais energia e tempo, mais disposição, menor ansiedade e afins. Aconselho você a tentar mudar esses pensamentos e renovar seus princípios em relação ao vício, pois vendo sua opinião em terceira pessoa, eu só consigo enxergar um baita de um gatilho! Boa jornada, abraço!

_______________________________________
Me libertando de mim mesmo, vivendo como se fosse a primeira vez, colhendo os frutos do fracasso e plantando as sementes da liberdade.
Só por hoje eu venci.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/3/2020, 22:52
Olá, Felipe Castro! Eu concordo muito com vc em relação ao otimismo. O otimismo é fundamental e antecede todas as outras coisas. Mas, em certos pontos, o pé no chão se faz muito necessário.

Não é a toa que o ebook fala do quão importante é praticar exercícios físicos, socializar e fazer atividades prazerosas. Ele passa essa recomendação pq nosso sistema de recompensa se habituou a se satisfazer apenas com uma coisa, a PMO, levando o rebooter a sentir muita apatia ou até mesmo depressividade, caso não siga as recomendações a risca. Portanto, existe sim a satisfação e a sensação de consciência limpa por não estar praticando PMO, mas existe tmb, biologicamente falando, a falta de dopamina (ou seja, tristeza) nos casos em que as recomendações não estão sendo seguidas a risca. Então, de forma racional, é sim uma luta constante, pq para se manter bem vc precisa obrigatoriamente socializar, praticar exercícios físicos, se alimentar bem e fazer atividades prazerosas no geral. Vou ser bem sincero e isso não tem nada a ver com gatilho: é muito ruim ficar sem PMO, não é a toa que estou tentando sair do vício há um tempinho, e não é a toa que permaneci nele(sem consciência do seu prejuízo) por longos anos. Ser pé no chão é vc reconhecer o potencial do seu inimigo. E nesse sentido, tenho que reconhecer que ficar sem PMO é muito ruim, tenho que substituir essa fonte de prazer por várias outras, senão recaiu no vício. E quanto mais eu reconheço o potencial do meu inimigo mais a prova dele fico preparado.

E a falsa alegria q relatei na minha última publicação não se trata da conclusão de uma pessoa pessimista. Se trata da conclusão de uma pessoa que, praticando o auto-conhecimento, percebeu ser a alegria pós PMO uma alegria falsa. E mesmo que isso não fosse uma conclusão da minha auto observação, isso é o que o próprio ebook fala. Ele diz que ter a imagem de inúmeras mulheres disponíveis é algo que sobrecarrega nosso sistema de auto-recompensa, por isso a sensação de alegria no dia seguinte. E eu complemento: essa alegria é uma alegria falsa. É de um sorriso falso, que tenta disfarçar o grande abismo que se encontra o viciado.


E por fim deixo a dica: pratique as atividades de religamento a risca que tudo dará certo!

Obrigado pela visita! Abraço!

Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/3/2020, 23:28
4° DIA

Pela manhã resolvi pedalar. Sai pedalando praticamente sem rumo, aqui nessa cidade na qual só conheço o caminho republica-faculdade. Pedalei cerca de 20 km e meu ponto final foi em uma represa bem bonita. Foi bem interessante ter feito essa experiência porque ela me fez sentir muitos medos: medo de me perder, medo do pneu furar, medo da chuva, medo de ser atropelado, medo de ser roubado, medo de não chegar a lugar algum, medo, medo de pegar corona vírus, medo de ser mordido por cachorros e medo de ficar tão exausto fisicamente a ponto de não conseguir voltar pra casa. E depois de uma hora e meia pedalando, depois de ter passado por todos os medos supracitados eu ganhei uma grande recompensa, que foi ter chegado a algum lugar, a represa, e ter descoberto um novo lugar, a represa. Fora o alívio de não ter acontecido nada daquilo que tinha medo e tmb a gloriosa sensação de ter me superado.

Enfim, cheguei na republica por volta das 15 horas e fui cozinhar meu almoço. No final da tarde toquei um pouco de atabaque e cantei. Na parte da noite assisti um doc sobre skate e procrastibei um pouco nas redes sociais.

Apesar de tudo isso eu sinto que poderia estar melhor. Pois sinto que estou falando muito palavrão ultimamente. Sinto estar um pouco relaxado comigo mesmo. Um pouco carente. Aceitando qualquer coisa e me sujeitando a situações q eu não me sujeitaria se estivesse melhor.

Mas mesmo assim sou grato por ter vivido mais um dia limpo. Por ter saúde e por estar buscando melhorar como pessoa.

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Felipe Castro
Felipe Castro
Mensagens : 241
Data de inscrição : 07/08/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 20/3/2020, 23:30
Tudo passa escreveu:Olá, Felipe Castro! Eu concordo muito com vc em relação ao otimismo. O otimismo é fundamental e antecede todas as outras coisas. Mas, em certos pontos, o pé no chão se faz muito necessário.

Não é a toa que o ebook fala do quão importante é praticar exercícios físicos, socializar e fazer atividades prazerosas. Ele passa essa recomendação pq nosso sistema de recompensa se habituou a se satisfazer apenas com uma coisa, a PMO, levando o rebooter a sentir muita apatia ou até mesmo depressividade, caso não siga as recomendações a risca. Portanto, existe sim a satisfação e a sensação de consciência limpa por não estar praticando PMO, mas existe tmb, biologicamente falando, a falta de dopamina (ou seja, tristeza) nos casos em que as recomendações não estão sendo seguidas a risca. Então, de forma racional, é sim uma luta constante, pq para se manter bem vc precisa obrigatoriamente socializar, praticar exercícios físicos, se alimentar bem e fazer atividades prazerosas no geral. Vou ser bem sincero e isso não tem nada a ver com gatilho: é muito ruim ficar sem PMO, não é a toa que estou tentando sair do vício há um tempinho, e não é a toa que permaneci nele(sem consciência do seu prejuízo) por longos anos. Ser pé no chão é vc reconhecer o potencial do seu inimigo. E nesse sentido, tenho que reconhecer que ficar sem PMO é muito ruim, tenho que substituir essa fonte de prazer por várias outras, senão recaiu no vício. E quanto mais eu reconheço o potencial do meu inimigo mais a prova dele fico preparado.

E a falsa alegria q relatei na minha última publicação não se trata da conclusão de uma pessoa pessimista. Se trata da conclusão de uma pessoa que, praticando o auto-conhecimento, percebeu ser a alegria pós PMO uma alegria falsa. E mesmo que isso não fosse uma conclusão da minha auto observação, isso é o que o próprio ebook fala. Ele diz que ter a imagem de inúmeras mulheres disponíveis é algo que sobrecarrega nosso sistema de auto-recompensa, por isso a sensação de alegria  no dia seguinte. E eu complemento: essa alegria é uma alegria falsa. É de um sorriso falso, que tenta disfarçar o grande abismo que se encontra o viciado.


E por fim deixo a dica: pratique as atividades de religamento a risca que tudo dará certo!

Obrigado pela visita! Abraço!


Realmente faz todo sentido, você me colocou pra analisar de uma visão diferente... Foi bom você citar o ebook ao longo da sua explicação, tem um tempo que não leio, vou ler novamente. Abraço!

_______________________________________
Me libertando de mim mesmo, vivendo como se fosse a primeira vez, colhendo os frutos do fracasso e plantando as sementes da liberdade.
Só por hoje eu venci.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 21/3/2020, 23:54
5° DIA - 21/03/2020

Passei a parte da manhã na republica me preparando para voltar para a casa da minha mãe. Nessa altura do campeonato, duas pessoas já voltaram para as suas famílias e as outras duas voltariam hj tmb. Então não fazia sentido eu continuar por lá sozinho.
Resolvi trazer para a casa da minha mãe meu skate, minha bike, notebook, mochila cargueira, muitas roupas, material de estudo, etc. Eu estava parecendo um louco, de tanta coisa que estava carregando, mais de 25 quilos. Pra completar, tive que pedalar cerca de 12 quilômetros na parte da viagem que teria que pegar ônibus, já q é proibido entrar de bicicleta em ônibus. 12 quilômetros somados com os 20 que pedalei ontem resultou num cansaço surreal, que me fez pensar em desistir no meio da viagem, porém, com insistência, no final deu tudo certo.

Na parte do final da tarde/noite cantamos parabéns para uma das minhas irmãs e passei a parte da noite conversando com o meu irmãozinho mais novo sobre computação, tecnologia e prototipagem. Combinei com ele que nesse tempo que ficarei em casa ensinarei lógica de programação para ele.

Basicamente, esse foi meu dia. Contudo, senti que ele foi um dia diferente. Foi um dia sem emoções, um pouco apático. Mas isso não porque o mundo é apático e sim porque eu acordei um pouco apático hj e no decorrer do meu dia nem tentei mudar isso.


Em frente.
Tudo passa
Tudo passa
Mensagens : 143
Data de inscrição : 18/11/2019

Quebrando as correntes - Página 3 Empty Re: Quebrando as correntes

em 22/3/2020, 22:13
6° DIA - 22/03/2020

Acordei um pouco tarde por conta do cansaço que o pedal de cerca de 30 km me causou nos últimos dois dias. Acordei por volta de 10:30. Logo quando acordei meu irmãozinho veio a minha companhia. Então tentei fazer uma programação que incluísse ele, decidi ensina-lo programação através do site code.org, que é próprio para o aprendizado de programação para crianças. Entre pausas para refeições com o restante da família, o dia passou, quase que inteiro na companhia dele, meu irmãozinho.

E no final das contas estou vendo como é legal ter a companhia dele, meu irmãozinho, sobretudo porque, por morar numa república estudantil em uma cidade distante dessa, acabo vendo ele com pouquíssima frequência. De modo que, esses tempos de pandemia tem sido uma oportunidade de reviver minha adolescência, a época em que morava aqui e em que éramos grudados, eu e ele.
Por outro lado, apesar de ter sido bom, senti falta de momentos sozinhos. Sinto como se tivesse vivido esse dia para ele, pois nenhum dos meus planos era algo voltado para mim mesmo. Para esses próximos dias tenho que tentar mudar isso.

Ficar em casa não tem sido fácil, principalmente por estar nessa fase do reboot, fase na qual sinto um pouco de irritabilidade, como aconteceu pela manhã, quando respondi minha mãe de maneira rude e sem nenhum motivo para tal atitude, fase na qual sinto ansiedade, fase na qual sinto depressividade e apatia. Enfim, não tem sido fácil.

Outra coisa que venho notando em mim ultimamente é o quanto não estou no controle da minha vida. As vezes vivo como se estivesse a deriva, de momento a momento aceitando viver coisas que não são exatamente o que gostaria de viver. Até mesmo no relato acima, minha atitude de me dedicar ao meu irmãozinho não foi por completo uma atitude altruísta, parte dela está nessa minha postura de não viver a minha vida com decisão e integridade.

Hoje peguei a senha do meu Linux com a minha ex namorada. Meu PC é dual boot, windows seven e Ubuntu. O Ubuntu eu usava para programar e fazer coisas da faculdade, o windows eu costumo usar para multimídias. Meu windows está todo bichado, não consigo ver pornografia por nada, é um caso perdido. Nele, só formatando. Mas com o ubuntu não consegui o mesmo feito, tanto que tive q deixar de usar ele para seguir o reboot. Se quiser acessar pornografia, acesso, e isso tem me preocupado. Ele está aqui, a minha disposição.


Em frente!

_______________________________________
Meu diário:
https://www.comoparar.com/t9785p25-quebrando-as-correntes


Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum