Ir em baixo
LifeJoy
LifeJoy
Mensagens : 16
Data de inscrição : 12/01/2020
Idade : 23

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 7/2/2020, 18:39
Ei Fnata, tranquilo?

Parabéns pela superação, mano! Li aqui seu diário e acho que  pra quem teve muitas recaídas, você amadureceu bastante nesses últimos dias. Até fiquei curioso sobre esse livro de Buda. Também estou pensando em começar a meditar.

Ainda bem que você parou com os jogos. Agora que você falou sobre, realmente... Eu também ficava estressado quando jogava e algumas vezes recorri a P por isso. Esses dias meus amigos me chamaram para jogar com eles e por mais que eu goste deles, não consegui ter o mesmo prazer de antes. Hoje eu consigo ver que têm coisas muito mais legais e produtivas para se passar o tempo.

Continue contando sua saga, estou acompanhando.

_______________________________________


Acompanhe meu diário!
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 7/2/2020, 19:46
LifeJoy escreveu:Ei Fnata, tranquilo?

Parabéns pela superação, mano! Li aqui seu diário e acho que  pra quem teve muitas recaídas, você amadureceu bastante nesses últimos dias. Até fiquei curioso sobre esse livro de Buda. Também estou pensando em começar a meditar.

Ainda bem que você parou com os jogos. Agora que você falou sobre, realmente... Eu também ficava estressado quando jogava e algumas vezes recorri a P por isso. Esses dias meus amigos me chamaram para jogar com eles e por mais que eu goste deles, não consegui ter o mesmo prazer de antes. Hoje eu consigo ver que têm coisas muito mais legais e produtivas para se passar o tempo.

Continue contando sua saga, estou acompanhando.
Obrigado irmão,sobre o que você falou sobre os amigos, eu também tenho amigos que gostam incondicionalmente de jogos eletrônicos,converso com eles sobre coisas sérias, e de vez em quando sobre os jogos, deixando eles contarem suas experiências no mundo virtual e respeitando-os mesmo por eu ter parado com tal prática; é certo que todos os jogadores em geral tem histórias com seus joguinhos e, que abandoná-los é como se tirasse doce de crianças que não tenham diabetes, mas no meu caso, metaforicamente se continuasse minha diabetes agravaria;eu também tenho história com alguns jogos como o Nfsu2 que me marcou tanto minha vida de pré adolescente que de vez em quando eu até choro, só de lembrar, mas a decisão que eu resolvi tomar, é mais séria, é claro a música também influência muito,pois ontem mesmo eu estava ouvindo uma do Nfsu2 e bateu aquela emoção, mas se é para um bem maior eu resolvi seguir adiante.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 7/2/2020, 20:28
Bom, primeiramente eu estou pensando em criar uma rotina séria para eu seguir pois ao ficar sem seguir um plano,eu fico um pouco na inércia, e depois de finalmente resolver estudar em casa,abandonar os joguinhos,e adotar novos hábitos como a meditação eu resolvi que é melhor ter mais organização,afinal,as aulas estão chegando na próxima semana, já voltei para minha turma de inglês das férias, e só joguei jogos no domingo, dia 2 deste mês pois não tinha outra coisa a se fazer e pensei: bom não tem nada para fazer, então vou pegar meu celular e jogar uns joguinhos; realmente é muito bagunçada minha rotina; vou planejar um horário específico do dia da semana para eu entrar aqui no fórum, ficando uns dias afastados.

Dia 11: Bom, estou cumprindo com minha lista de hábitos, pedalando,lendo, meditando,estudando e está ótimo, por volta das 16:00 até às 18 e alguns minutos, eu fico sozinho em casa pois minha mãe,pai e irmã estão realizando suas tarefas fora ,e isso para mim é um desafio, que está até sendo fácil de cumprir, pois nesse horário eu estudo,e só pego o celular para ler ebooks e assitir uns vídeos de meu interesse no YouTube que não são pornograficos nem alienantes;
Como falado anteriormente sobre um horário para entrar no fórum,eu irei continuar a postar aqui  os meus dias de recuperação,mas em um dia específico, não deixarei de relatar minhas experiências, reflexões,e aprendizados nesses dias de Reboot com vocês,meus caros irmãos;
Um forte abraço à todos!
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 7/2/2020, 21:40
Me ausentarei por alguns dias e vou deixar o link de um vídeo que assisti sobre neuroplasticidade, meditação e como ela atua em nossos cérebros:
David Gumiel
David Gumiel
Mensagens : 16
Data de inscrição : 21/10/2019

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 9/2/2020, 16:03
Fnata escreveu:Me ausentarei por alguns dias e vou deixar o link de um vídeo que assisti sobre neuroplasticidade, meditação e como ela atua em nossos cérebros:
Opa vou dar uma olhada, sempre ouvi falar bastante sobre Neuroplasticidade; Desta vez, vou entender do que se trata.

_______________________________________

"O MEU CORPO E O MEU CORAÇÃO PODERÃO FRAQUEJAR,
MAS DEUS É A FORÇA DO MEU CORAÇÃO E A MINHA HERANÇA PARA SEMPRE."
[SALMOS 73]

___________________________________________________________________________________________________________


PODE CONFERIR MEU DIÁRIO? Arrow
: https://www.comoparar.com/t10010-era-uma-vez-um-viciado-em-pmo
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 9/2/2020, 20:04
David Gumiel: Beleza irmão
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 9/2/2020, 20:05
Dia 12:
Tive um sonho em que eu recaía com pornografia , e no próprio sonho eu ficara abalado com minha decisão,e quando acordei fiquei aliviado;desde o último dia de polução noturna que relatei aqui,eu venho acordando limpo.
Ajudei meu pai com uns serviços em casa, e quando meu pai foi procurar umas ferramentas, eu vi uma sacola de couro preta,com um volume parecido de dvds; pois ano passado eu encontrara uma sacola em casa e assisti os dvds, mas o material era antigo,devia ser por volta de 2007 que os filmes foram feitos,e o mais impressionante, foi que  eu não conseguira  e nem desejara me masturbar, pois e eles eram antigos e fora do padrão,me fazendo pensar que se eu vi tanta pornografia, logo esses vídeos antigos, já não me satisfaziam,mas eu não vi vídeos de cunho forte, eram apenas os que são considerados leves,sem violência, e muita estética, e é claro, superficiais;fiquei triste a princípio,pois era a mesma sacola que eu havia visto em minha infância e fiquei muito pensativo a respeito pois eu não imaginaria isso com um familiar meu,mas hoje eu infelizmente  me conformo,meu pai é homem e infelizmente tive que esperar isso dele,por mais que não é necessário ver tal coisa, só porque é homem e não faço ideia se o meu pai assiste escondido,mas as evidências me fazem pensar que não, pois ele é um homem trabalhador,e sempre dorme ou assiste tevê nas folgas; esperei-o sair do cômodo, e fui ver o que era,eu estava com medo, pois havia pensado que eram filmes adultos lá e na maior cautela possível,abri com todo cuidado, tendo em mente que se fosse pornografia eu tomaria todo o cuidado possível, e esperei que não fosse,e ao abrir a sacola, desviando o olhar usando só o tato, me emocionei e fiquei aliviado,pois não era nada do gênero, só uma espécie de rádio de carro que estava lá.

Após isso, percebi que minha batalha também é com os pensamentos,pois eles nos afetam, mesmo sem as coisas serem conforme eles, e quando medito, começo pela manhã, e sempre quando sinto que pensamentos me atrapalham, começo denovo com tal atividade; bom, eu aceito meus pensamentos; não são fantasias, nem algo do gênero; e acho que não devo fugir de minha realidade mais, dominando eles,e prefiro meditar pois isso é uma prática que ajuda nosso cérebro, e etc; esses dias de Reboot estão me ajudando muito a reconstruir minha personalidade, me tornado mais homem,mais ser humano.
E meu pai foi buscar minha mãe na casa de minha avó, e não pensei duas vezes em ir com ele, para sair um pouco ver pessoas diferentes ,mesmo que fosse rápido, sabe, dar uma arejada na cabeça, e para mim que está voltando ao normal com o Reboot, e segundo relatos que socializar faz bem e também gosto, isso está sendo ótimo, uma vez até que não estou vendo as mulheres como objetos sexuais.
Bom, estou criando minha rotina para não ficar atoa em tempos de intervalo, que  podem me fazem procrastinar.
Tive uma reflexão  resultante  desse dia:
Não fuja da realidade, só você pode ter o controle de seus pensamentos, busque ajuda em sua crença,se possível pelo nível do vício,com pessoas também, digo que se você quer vencer, terá que deixar muitas coisas para trás e não voltar mais, acredite que irá vencer, por mais que não pareça fácil,pois abandonar um comportamento, vício, requer muito esforço, procure entender também onde pode estar o problema, pois muitas vezes pode ser na mente, e não no computador com bloqueadores. Quanto mais longe e curado do vício, mais forte estaremos,e pornografia não será mais o foco, haverá dias que lembraremos que fomos viciados, busacamos tratamento, e olharemos para frente, com muito mais confiança em nossas vidas e que esse já não é mais o problema.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 10/2/2020, 20:50
(...)


Última edição por Fnata em 4/4/2020, 23:47, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 11/2/2020, 20:43
Dia 15:
Hoje tive sonhos molhados no qual eu voava,lutando contra a gravidade em busca de uma parceria sexual,eu lembro que a forma que a ejaculação veio foi tão violenta, que no próprio sonho, tive uma dor,que tive até nojo do meu ato no sonho, também sonhei que via pornografia, e me masturbava, e pensei no meu próprio sonho: Meu Reboot terá que ser zerado, e aí acordei, e vi que ainda bem que não era verdade;eu estou nesses dias acordando mais cedo, para realizar uma espécie de milagre da manhã;detesto falar assim,pois milagres são coisas mais sérias, e levantar da cama não é um milagre, e sim uma rotina de hábitos que adotamos; eu poderia escrever mais sobre minha visão a respeito desse livro, mas não convém e muito menos aqui.
Meditei ao acordar, e logo fui tomar um banho pois tive uma polução noturna que me incomodou, logo após fui a escola e desde ontem socializei com algumas pessoas e hoje também, jogando até adedanha, e ao chegar, depois de almoçar, fui dormir, pois isso é para mim a opção mais viável, depois da meditação após o almoço que me dá um pouco de cansaço.
Ao acordar,nem sei se dormi direito, porém descansei bem, me levantei com o propósito de ligar o computador e adivinhem? Escrever minha redação! Sim, eu estava com muita vontade de ligar, e começar a ler textos, fiquei um bom tempo no Pc lendo sobre o assunto, pois ninguém nasce sabendo, e fiz minha redação, demorou muito,mas o resultado para mim valeu muito apena.
Amanhã escrevo sobre o término de meu dia, pois continuarei a estudar até certo tempo, hoje estou bem animado, sendo que nem tenho asas!
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 13/2/2020, 19:47
Dia 15: Depois de estudar fui ler um ebook e dormi por volta das 23:00
Dia 16: Foi um dia normal, sem polução noturna

Dia 17:
Polução noturna: Não
Conforme voltei para a escola onde estudo, os professores continuam a falar sobre vestibular, provas e, como estou em meu último ano, eu por não ter estudado
direto nessess últimos anos, desaprendi muitas matérias essenciais para o enem, e estava até hoje me sentindo diminuído;essa era minha deixa para assistir pornografia também; e percebi que minha capacidade de inteligência foi desgastada, diminuída conforme meu vício em jogos também.
Mas agora,mesmo tendo que voltar ao básico,estudarei para essa prova, e para aprender também, pois eu sinto uma espécie de emoção,prazer ao entender algo; olha, eu não sou um adolescente que prefere vícios,pelo menos agora em diante e lembro-me que lá no início de minha jornada com a escola, eu estudava,fico triste quando lembro disso, pois eu olho para o tempo que passou, e eu não o valorizei no momento desperdiçando-o, mas agora minha mentalidade é de que esse tempo,me serviu de uma coisa apenas: aprendizado para a vida, pois se eu não tivesse procrastinado e jogado jogos,deixado de estudar quem sabe estaria estudando coisas mais complexas agora,mas chega de passado, construirei meu futuro me renovando minhas atitudes,acrescentando novos hábitos para a vida.
A definição que eu tenho para zona de conforto é essa,baseada em minhas experiências:
Imagine você,em um dia de chuva,no seu quarto,enrolado no cobertor, e possivelmente com o celular na mão, ou outra coisa que te faça permanecer nessa zona, e que você não está produzindo nada no momento,pois é, minha vida foi assim por um bom tempo, mas agora, desligarei o celular,levantarei da cama,tirarei meu cobertor, e sairei com meu guarda-chuva pelas ruas da vida, em busca de mudança em minha e tentar encontrar sentindo para ela, além do cobertor.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 14/2/2020, 18:54
Dia 18:
Hoje tive uma polução noturna,sonhos molhados envolvendo atos sexuais e acordei novamente poluído.
Fui à escola, no qual eu tivera uma crise existencial, fiquei triste com algumas coisas relacionadas ao estudo pois meu ego me atrapalhou,estudo em uma escola precária em infreastrutura e ensino e meu ego, contra minha vontade me deixa triste com o seguinte pensamento:
Essas pessoas são mais inteligentes que você, portanto, você não é nada perto delas, não tente nem se aproximar;meu ego me fez pensar isso indiretamente.

Mas eu vou fazer de tudo para me esforçar mais, não serei como nos anos anteriores, pois como dito ontem, meu passado com vícios degradou bastante minha vida, e vou lutar para me tornar um ser humano melhor.

Hoje vi a dona de uns cães na rua colocando eles para fora e, cerca de meia hora depois, um deles havia pulado o muro, e querendo voltar, emitia sons de um cachorrinho triste, e ele latia,dava voltas,tentava se comunicar com os outros e um companheiro seu pulara o muro também e em sua companhia tentava pular o muro do lado de fora tentando entrar, mas não conseguiam e tive a seguinte conclusão:

Somos como o cãozinho que pula os muros da realidade, quando saímos de nosso quintal, que no caso é a realidade, nos frustramos com as experiências dos vícios, tentando voltar para nosso dia a dia e algumas vezes, temos companhia com pessoas que seguimos;no caso o outro cachorrinho, que também tem o mesmo objetivo que o nosso de voltar para casa,sobre conforto de seu dono e desfrutar o espaço de nosso tão familiar e aconchegante quintal que é a vida em sua justa forma, como ela é, sem nenhum disfarce.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 16/2/2020, 07:18
Dia 19:
Pornografia: Não
Meditação: Não
Bicicleta: Sim
Sonhos molhados e polução noturna/diurna:Sim
Exercícios físicos em casa: Sim
Leitura da Bíblia: Sim

Jogos Eletrônicos: Infelizmente sim, eu havia arranjado um tempo sem nada para fazer ontem e acabei procurando por jogos eletrônicos,encontrei um emulador de PSP e joguei uns joguinhos, cerca de três, e houve um que joguei até às 22:00 e alguns minutos até o celular descarregar, eu joguei esse jogo muito mais que os outros, pois esse era um jogo especial que joguei em minha pré adolescência, mas ao chegar aos 1% de bateria, exclui todos, quando eu estava jogando me passou pela cabeça o seguinte pensamento:
Para imediatamente com esses jogos, pois; também segundo o ritmo hipnótico,que como mencionado antes em meu diário, eu teria pouca chance de sair dele,e uma grande e alta de voltar para essa vida de jogos, e até com a pornografia;por isso os excluí, pois isso é uma pedra no meu caminho de ascetismo.

*Ainda não consegui estabelecer uma rotina fiel mas vou trabalhar nisso

Voltarei ainda hoje para relatar o dia de hoje pois tive um sonho e vou falar um pouco do impacto dele sobre mim


Última edição por Fnata em 29/3/2020, 13:08, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 16/2/2020, 18:48
Dia 20:

Desde o ano de 2018, eu saio para minha rua, pedalar minha bicicleta e, isso hoje me deu um retorno enorme em meu sonho;ontem, eu havia visto uma conhecida na rua e mandei um oi à ela e fui retribuído, pois estava a pedalar e, por conhecer seus pais, e filhos eu a respeito muito e não estou apaixonado por ela, embora há alguns anos,  eu me M pensando em sua pessoa, seu corpo, com todos os possíveis detalhes; Ao sonhar, lembro que eu fui em sua casa e foi muito realista,meu cérebro conseguiu até reproduzir a rua onde moro, e ao chegar em sua casa, a procurei por sexo e, ela havia falado comigo:
- Você por aqui?
Me fazendo pensar se isso era real ou não, tive até medo em tocar em seu corpo;por mais que tivessem pessoas próximas a ela, eu pratiquei o ato mesmo assim, parecia que eu estava participando de um filme adulto e ao ejacular no sonho, foi tão real que eu acordara e olhando para meu relógio, estava marcando 6:13 da manhã e, minha cueca estava úmida e fui direto para baixo do chuveiro e pensando:
Até quando vou ter que ter esses sonhos que estão acabando com minha alegria?
Eu a princípio fiquei amedrontado com o realismo que tivera em meu sonho, havia pensado também,conscientemente que não queria tal sonho, mas meu cérebro me sabotou dizendo indiretamente: Mas você gostou enquanto durou
Venho acordando com uma certa vergonha de meus sonhos molhados ultimamente, é como se dentro deles, eu mudasse completamente de como sou.

Mudança: Falei com meus pais se podia tranferir meu computador para a sala com o objetivo de estudar até mais tarde; querendo também evitar pornografia,afinal, a sala é um lugar público em casa e eles não sabem de minha história com este vício;pois no lugar onde ele estava tinha um limite, pois quando meu pai chegava em casa eu o desligara para não atrapalha-lo ao dormir, pois fazia muito barulho, e meu pedido foi aprovado.Estou voltando a estudar seriamente e isso será muito bom para mim,pois havia dias da semana, entre domingo e sábado em que meu pai assistia tevê no quarto eu evitava o computador pois não dava para focar em nada com o som atrapalhando, e usava só o celular mesmo, que não gosto muito de usar quando se trata de estudo e leitura.

Meu cérebro me surpreendeu com um pensamento indireto:
Que tal experimentar ver um porno no novo lugar do computador?
Não quero ceder a ele, esse pensamento foi rápido, não durou nem três segundos, e não dei importância a ele.
Pois sei que a luta está nos pensamentos também, depois do comportamento automático que o vício nós impõe.


Última edição por Fnata em 29/3/2020, 13:09, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 17/2/2020, 19:58
Dia 21:
"Deixa, deixa, deixa eu dizer o que penso desta vida
Preciso demais desabafar!"

Ontem a noite, no computador, eu ouvira esse maravilhoso samba, cujo qual teve um impacto quando eu o ouvi:


Tive até um pensamento a respeito:
Em um rádinho de pilha, como em um filme, essa música tocara de fundo  bem baixinho, naquele chiadinho que, só que já ouviu sabe, e como foco principal, reproduz-se um filme de minha vida, em que eu me esforço superando os vícios,me esforçando nos estudos, conversando com pessoas, tudo de bom e é claro, lutando contra as adversidades e sentimentos de tristeza.

Hoje, eu fui à escola,e  logo de início cumprimentei uma funcionária com um bom dia e além dela, uma moça que não era funcionária da escola também me respondeu e fiquei feliz em secreto,pois um simples bom dia tem um poder enorme em nossas vidas, nos ajudando a encarar o dia de uma forma  mais corajosa.
Ao subir, cumprimentei as funcionárias; aquelas senhoras apelidadas de tias da escola que cuidam de tal como todo o carinho, e como percebi que minha voz está mais grave, falei um pouquinho mais  alto, como um macho destemido, coisa que eu não fazia antes pois minha voz sai baixa algumas vezes,expressei uma espécie de ânimo, e foi muito bom, depois, cumprimentei uns colegas bem animado também e fui para a sala onde estudo.

Percebi que a felicidade está nas coisas mínimas como em um bom dia por exemplo.

Estou disposto a estudar para esse exame que é o Enem, por mais que eu esteja em um nível muito baixo de conhecimento adquirido para merecer uma nota correspondente a aprovação, e sei que vou tentar até conseguir. Quero seguir a carreira de filosofia, pois gosto de ler coisas do gênero, entre outras leituras, e também sou muito reflexivo,pensando coisas que se eu estivesse em busca de prazeres mundanos,nunca iria entender.
Por hoje é isso, lhe desejo tudo de bom para você que acompanha meu diário!
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 19/2/2020, 19:14
Dia 22: sem polução noturna, estudei e foi muito bom, após minha irmã sair de casa e eu ter ficado sozinho em casa, li uns relatos aqui no fórum, reforçando a vontade de não assistir pornografia, e tudo saiu conforme o planejado.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 19/2/2020, 19:57
Dia 23: Hoje foi um dia, digamos, revelador, vou relatar uma parte só do dia que foi muito impactante para mim.

Quando saí do meu curso, entrei no ônibus e a viagem foi longa, pois umas pessoas que; não vou falar mal delas,pois não quero me igualar a tais, tendo a mesma atitude que elas; estudaram na mesma escola que eu ; três pessoas e uma desconhecida; estavam assentadas no banco e eu em pé, percebi ter sido algo de escárnio, uma vez que um deles falou algo relativo a minha aparência que não foi plausível de se ouvir. Havia também, uma rapariga, que estudou na mesma classe por uns anos junto comigo que, hoje, estuda em uma escola particular, por ter conseguido aprovação em uma prova; mas a jovem, não zombou à respeito de minha pessoa e, estava tentando sempre desviar a conversa,  e eu percebera que ela não tinha interesse, nessas três pessoas, e, não troquei nenhuma palavra com ela.

Bom, duas das pessoas que me escarneavam, haviam sido reprovadas pela escola; não sei o motivo, e não quero julgar, por mais que meu ego me motive;
E eu tive vontade de reagir, pois estou mais aberto para falar,mas mesmo assim, não quis confronta-los em um transporte público.

E tive uma reflexão: Há pessoas que são discriminadas como eu, que se apegam aos afazeres, em busca de sucesso e, quando chegam lá, desprezam as outras que as ofenderam.  O clássico exemplo de é querer  treinar na academia, ficar com um corpo robusto, se sentindo o tal, e rejeitar a mulher classificada como 10/10 que não lhe deu o devido valor. É claro que você merece coisa melhor, mas não faça isso por querer impressionar, pois será seu ego atuando, e não você.

É claro que eu, sabendo que a pessoa me prejudicou, não vou tratá-la com desprezo nem maldade, só não irei deixá-la usufruir de minha companhia, uma vez que embora devdemos amar o próximo como a nós mesmos,caminhar duas milhas, devemos ser como a pomba, limpa e pura, e ao mesmo tempo, como a serpente, ágil e astuta, para não aceitarmos por exemplo, que a pessoa nós faça de fantoche,boba. Há casos de mulheres, ou homens, que são excepcionais, maravilhosos, e quando possuem uma pessoa tóxica aos seu lado, se enfraquecem, como se a pessoa drenasse sua energia,e é muito ruim isso, pois, no meu caso que sou hétero, é ruim ver uma mulher forte se sentir diminuída por um marmanjo que não merece nem a atenção dela.

No momento que ouvia os comentários, eu pensei: aceite a dor, aceite o sofrimento,aceite a tortura,pois só assim você se acostumará; parece um pensamento oruindo de uma pessoa que foi testada pelo Mk ultra.
O efeito dos comentários foi um pouco forte, pois na hora em que eu os ouvia, parecia ser verdade o que eles falavam, a ponto de eu quase falar com minha mãe quendo cheguei em casa à respeito, mas não falei, veio uma "voz" falando: não se esconda atrás de sua mãe, mas suporte a dor sozinho; deve ser por isso que muitas pessoas se apegam emocionante às outras, uma vez que falam de seus problemas  e quando parecem encontrar uma solução, grudam nas pessoas e quando não às tem mais, sofrem por não às tê-las por perto,pelo simples motivo de falar seus problemas.

Já estou bem melhor psicologicamente, e vou deixar umas pensamento reflexivo:

Aceite a dor quando ela vier e não tiveres escolha, pois é melhor aceitá-la do que relutar agravando-a
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 20/2/2020, 21:43
(...)


Última edição por Fnata em 4/4/2020, 23:48, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 22/2/2020, 18:24
Dia 25: Tive uma polução noturna acompanhada, como de costume por sonhos molhados, exatamente antes do  despertador me acordar.
O sonho foi até que bem lúcido,eu como sempre,por meio de meu poder sobre humano,voara em buscar de uma fêmea, e saltando da cobertura, ia em busca de coito, acabando por entrar na casa de uma moça que mora em uma rua próxima. O desfecho,foi uma ejaculação que sempre me acorda,e eu sempre fico horrorizado com o acontecido, pelo realismo dos sonhos.

E após chegar em casa da escola,eu liguei o computador e fui estudar para aprender, é claro, porquê os pontos no Enem, serão apensar consequência de minha dedicação e aprendizado. Depois fui dormir por volta das quatro, e estava tão cansado, que acordando às seis, dormi até meia noite,e segui o embalo até às seis horas aproximadamente de hoje.
Preferi dormir, pois cansado,seria melhor ao invés de ter que ficar navegando na internet e procurar por pornografia e jogos. Não estou tendo vontade de assistir,mas se eu ficar muito tempo, isso pode me prejudicar.

Estou pensando em ficar por uns dias sem postar, e em determinado dia, irei relatar os dias que não postei,pelo menos uns três dias sem postar será bom, pois estou postando mais sobre minha rotina do que a pornografia!

Deixarei aqui uma listinha de itens que tenho reparado em mim ao longo desses dias:

-Voz,estou falando mais alto sem muito esforço
- Estou mais aberto com comunicação
- Ao conversar, estou demorando menos para pensar nas palavras, inclusive na escrita, dá para ver pelos meus textos, que estão muito grandes!
- Não estou desejando toda mulher que vejo, pois respeito-as e ficar fantasiando pode me prejudicar à ponto de reiniciar o Reboot
-Embora eu esteja mais aberto,na sala de aula,estou preferindo ficar resolvendo umas operações matemáticas,aproveitando o tempo livre;a maioria das pessoas falam coisas que não agregam em nada para mim.
- Em relação aos estudos, não direi que está sendo fácil,pois ainda estou estudando qual o melhor tempo para estudar todas essas disciplinas, mas posso dizer que meu cérebro está se adaptando, pois antigamente, estudar era algo parecido com tortura e hoje, percebo que está sendo prazeroso.
- Estou percebendo que meu cérebro não está sentindo o prazer de antes ao utilizar o celular,pois percebo que ao abandonar os vícios, ele não está associando o celular ao prazer, e sim a algo indivertido; nem sei se essa palavra existe!

Obs.: Não terminei de ler o livro de Buda ainda,pois estou sem muito tempo,e quando tenho,prefiro descansar.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 24/2/2020, 08:23
(...)


Última edição por Fnata em 4/4/2020, 23:48, editado 1 vez(es)
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 24/2/2020, 08:54
Estou pensando seriamente em me ausentar por um tempo do forúm,ficar um bom tempo, pois meu dia á dia é o que tenho relatado aqui e, se acontecer algo comigo voltarei aqui e atualizarei. Uns quinze dias pelo menos, e começar a fazer tudo o que devo, pois percebo que estou ''falando'' demais e colocando em prática poucas vezes o que quero fazer na vida. Por hoje é isso,até outro dia!
Powerranger
Powerranger
Mensagens : 2029
Data de inscrição : 17/02/2018

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 25/2/2020, 23:53
Fnata escreveu:Estou pensando seriamente em me ausentar por um tempo do forúm,ficar um bom tempo, pois meu dia á dia é o que tenho relatado aqui e, se acontecer algo comigo voltarei aqui e atualizarei. Uns quinze dias pelo menos, e começar a fazer tudo o que devo, pois percebo que estou ''falando'' demais e colocando em prática poucas vezes o que quero fazer na vida. Por hoje é isso,até outro dia!

Eae Fnata, po cara, primeiramente desculpe minha ausencia aqui, percebi que tu tem postado e ninguem tem te respondido, e voce tem participado bem aqui de todos os diarios.
Estabeleco o compromisso de vir aqui te apoiar amigo, agradeco por todo apoio que tem me dado, um grande abra;o

_______________________________________
"Se eu desistir agora, logo estarei de volta onde eu comecei. E quando comecei, eu estava desesperadamente desejando estar onde estou agora."
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 26/2/2020, 00:01
Nesses dois dias continuei jogando no horário da noite, descomprometido com a prática do ascetismo e agora estou me sentindo cabisbaixo. Hoje eu estudei muito, e foi imensamente maravilhoso, mas pensamentos em relação aos jogos surgiam e automaticamente procurei por tais e joguei. Voltei ao tal do Minecraft no celular e joguei por umas duas horas e no final excluí tudo e me senti um pouco triste pois eu voltara com o que me fez mal, por eu não ter me policiado antes. Não quero mais jogos, somente estudar e viver a vida como ela é cheia de dores, sofrimento, angústia, felicidade plena, sem nenhuma escape. Quero cuspir o sangue que jorra de meus lábios e ser forte. Vou dar o verdadeiro game over nesse vício em jogos também,o lançando fora de minha vida.
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 26/2/2020, 00:04
Powerranger escreveu:
Fnata escreveu:Estou pensando seriamente em me ausentar por um tempo do forúm,ficar um bom tempo, pois meu dia á dia é o que tenho relatado aqui e, se acontecer algo comigo voltarei aqui e atualizarei. Uns quinze dias pelo menos, e começar a fazer tudo o que devo, pois percebo que estou ''falando'' demais e colocando em prática poucas vezes o que quero fazer na vida. Por hoje é isso,até outro dia!

Eae Fnata, po cara, primeiramente desculpe minha ausencia aqui, percebi que tu tem postado e ninguem tem te respondido, e voce tem participado bem aqui de todos os diarios.
Estabeleco o compromisso de vir aqui te apoiar amigo, agradeco por todo apoio que tem me dado, um grande abra;o

Olá Power, agradeço sua visita aqui!Ainda olharei para trás e terei um susto quando  notar a diferença;se abrir aqui no fórum tem sido imensamente bom.
Um grande abraço!
avatar
Convidado
Convidado

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 26/2/2020, 20:37
(...)


Última edição por Fnata em 4/4/2020, 23:49, editado 1 vez(es)
avatar
yamato645
Mensagens : 111
Data de inscrição : 14/05/2019

Diário Fnata: Caminhada sem fuga - Página 3 Empty Re: Diário Fnata: Caminhada sem fuga

em 26/2/2020, 23:20
Boa Fnata, que orgulho de você!! pode ter certeza que esses 30 dias já são um grande passo e você poderá sentir uma boa diferença comparado antes do reboot. Um conselho que eu te daria agora é que, se os jogos tão te atrapalhando, procure fontes alternativas para te satisfazer no seu tempo livre. Vejo que você ta bem determinado com estudos, meditação e afins, totalmente saudável!! Boa sorte nessa sua luta, estarei aqui para te apoiar e acompanhar

_______________________________________
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum