Compartilhe
Ir em baixo
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 11/9/2017, 23:28

Adeus queridas Russas, sentirei sua falta…



Mas estou aqui para esquecer vocês...  Me perdoem, minhas belas russas...      < / 3


Senti a necessidade de escrever tudo isso como uma retrospectiva e reflexão sobre minha vida, uma análise para que eu realmente pudesse perceber que sou um viciado em pornografia. Caso não tenha saco para ler isso tudo, no final há um resumo.


Prólogo



Aos 16 anos eu era foda! Estava filé, bonitão, praticava esportes, tinha uma autoestima fodida, autoconfiança, estava conseguindo fazer novas amizades, me comunicar melhor, além de ter muita energia, e nesta época até tive uma namoradinha na escola! Mas nem sempre foi assim, este período de ouro em minha vida durou apenas um ano e meio, pois antes desse período, e após ele, eu chamo de anos sombrios.

Desde pequeno eu tenho problemas com socialização e comunicação, o que me fazia ser excluído e as pessoas zombarem de mim sem motivos, o bullying era pesado, e sofria calado. Conheço pornografia desde que me entendo por gente, meu pai é um idiota do caralho que não tem um pingo de semancol, fez e faz muitas coisas por mim, mas pisa na bola as vezes, e pornografia em casa sempre foi free, tenho memória de aos 4 anos ter o visto assistindo um Hentaizão com tentáculos enquanto minha mãe passava roupa e eu querendo jogar futebol de botão. Até hoje, as vezes estamos almoçando, e ele aparece com aquelas merdas de pornô no celular, e uns pornô bem ruim daqueles que tiozão gosta de compartilhar via whatsapp. Aos 8 comecei a me interessar por essas coisas, e aos 11 eu vivia nas bronhas roubando vhs, revistas e dvds do meu pai e irmão. Não sei o quanto a minha relação com pornografia na infância contribuiu para minha situação atual, e nem quando de fato me tornei um viciado… Suponho que desde que minha internet passou a rodar vídeos que a coisa começou a evoluir, lá pelos 14 ou 15 anos. Todos estes anos todos foram sombrios, gordo, feio, sem amigos, nunca havia beijado uma garota, estava desencadeando uma depressão, meu real vício eram os games, meu refúgio era a imersão em novos mundos, novas aventuras, coisas que minha vida medíocre nunca iria me proporcionar, mas então as coisas começaram a fluir, acabei mudando de vida, veio a era de ouro que mencionei no início, e aos 16 e 17 não me lembro qual era a minha relação com pornografia, mas foram os melhores anos de minha vida, me tornei um novo eu!

Infelizmente aos 18 anos eu caí numa depressão profunda, quase cometi suicídio. Tudo o que eu tinha progredido como pessoa caiu por água abaixo, fiquei pior do que já era. Atualmente ainda sofro de depressão, ansiedade, déficit de atenção, e não faço tratamentos pois tenho uma posição em relação à medicação e não tomo nem fudendo, acredito que se você tem um problema, um remédio contra este problema não é eficaz, tem de ir até a raiz e encontrar a causa para cessar as consequências. De que adianta tomar remédio para depressão se o que me deprime continuará em minha vida? (O buraco é muito mais fundo que isso, mas é o suficiente), e embora eu tenha consciência daquilo que me trás depressão após anos de reflexão, só me caiu a ficha que a pornografia pode estar contribuindo para isso recentemente. Além disso não conseguia mais conversar com as pessoas, tenho vergonha de mim, minha autoestima é inexistente, confiança zero. Não só minha mente ficou na merda como também meu corpo, voltei a ser gordo, minha cara se forrou de espinhas monstruosas, envelheci muito minha fisionomia. Não sei o quão isso tem relação com a pornografia, uma vez que muitas coisas aconteceram e estão acontecendo, mas é possível traçar um paralelo, pois foi aos 18 que o PMO se intensificou, eu perdi a vontade de tudo na vida, inclusive a vontade de viver, mas o PMO tava ali como uma válvula de escape.


Situação atual e a "Saga em busca do pornô perfeito"



Atualmente tenho 21, continuo com depressão, ansiedade, déficit de atenção, memória sempre foi uma merda, sem autoestima, sem confiança, minha energia está extremamente baixa em relação à anos atrás, fadiga e procrastinação crônicas, desânimo de tudo, dificuldade para me relacionar com as pessoas, manter o foco e fazer meus projetos. Fora que estou sedentário gordo e cheio de espinhas. Estou ficando meio brocha, pois é raro chegar na ereção completa, demoro muito para chegar ao orgasmo, muito mesmo! Cada vez procurando coisas mais pesadas ou passando mais tempo consumindo, criando gostos estranhos por coisas que não deveria, crises de abstinência, só não chego a objetificar tudo quanto é mulher que vejo na minha frente, na verdade nem ligo pra elas, porque as russas são melhores!

Só me relacionei com duas garotas em minha vida, ainda sou virgem, e quer saber? Não tenho vontade de me relacionar com ninguém, não me sinto atraído por ninguém, no máximo rola uns olhares, ainda posso admirar a beleza, mas não consigo ter vontade de estar com aquela pessoa para fazer nada. O que me excitava como playboys e simples vídeos nem fazem mais efeito, e é incrível como que os sintomas apresentados no e-book recomendado se encaixam perfeitamente comigo, isso talvez signifique que estou doente, viciado, não? Eis minha saga pelo pornô perfeito, procurando por fetiches, que vai de coisas toscas como pés até outras mais bizarras, a busca por garotas com aspectos físicos que eu gostaria de me relacionar, posições, ângulos, reações, passei a buscar por detalhes minuciosos, alguns segundos específicos, e isso consome tempo para achar...  Eis que chamo isso de "a saga em busca do pornô perfeito", talvez para tentar encontrar tudo aquilo que eu gostaria e faria, os mínimos detalhes, e não só o quê mas quem (tenho o dom de achar atrizes que se parecem algumas garotas que conheço) E uma coisa que quero declarar: amo minhas russas! Aaaah russas… ~suspiro

Entretanto, paralelamente passei a buscar por coisas bizarras também, como incesto, underage, hentai, shemales, zoofilia, contos eróticos (pois são mais detalhistas e envolvem mais situações "reais" e sentimentos) passei a buscar por mistura destes gêneros, e porra, eu nem gosto de homens, por que caralhos to curtindo ver essas mulheres de piroca? Isso não está certo! E cada vez procurando mais coisas, indo mais longe, vi coisas que nem imaginava que existia, eu fechava os olhos e só vinha cenas pornográficas em minha mente, estava consumido. Passei a ir mais longe experimentando novas formas de masturbação, incluindo anal e aumentei o nível me tornando um exibicionista pela webcam em sites próprios para isso, onde trabalham as tão queridas camgirls, e mesmo sabendo que só velho viado estava me assistindo isso de certa forma me excitava mais ainda, era um outro nível pelo fato de ter alguém vendo! Percebi que não estava certo, voltei para minhas russas, mas para compensar aquilo que já estava acostumado, a frequência e intensidade aumentou. Isso significa que se eu ficava 1 hora por dia, passei a ficar, 2, 4, já cheguei a ficar 6 horas direto apenas pesquisando e masturbando, 6 horas sem parar e o orgasmo não vinha, já estava com dores pelo corpo e no pênis mas não conseguia parar. Se essa seção estendida rolar de manhã ou tarde, de noite tem replay, percebi também que meu pênis não fica mais ereto como antes, já não é lá grandes merdas que parece um amendoim, ainda não sobe direito? Que porra está acontecendo? To ficando brocha aos vinte e poucos? Melhor cortar fora de uma vez, tá na moda ser trans. Já cheguei a ficar assado por tanto tempo me masturbando, já cheguei a ficar esfolado, e muitas vezes passei a aplicar força, porque o simples estímulo de vai e vem já não faz efeito. O coitado estava sendo judiado!


A motivação pela busca do reboot



Conheço este fórum há cerca de 1 ou 2 anos, já tentei fazer reboot e na época fiquei por um mês sem PMO, mas confesso que fiz mais pela curiosidade e pelos possíveis benefícios, foi um pouco difícil mas me sai bem. Porém não levei com seriedade, houve um momento que pensei “foda-se, que mal tem? Nem devo ser um viciado…”, e também eu fiquei com saudade das russas! (não pense que sou um fanático, apenas um alívio cômico, mas de fato, o sentimento era como se fosse deixar de ver para sempre uma pessoa muito próxima e querida, então voltei a assistir, esse foi um dos maiores impedimentos na época, e que ainda hoje me questionei isso, se eu não sentiria a falta delas... Bizarro este laço criado com uma "mulher bidimensional", não? Isto realmente mexeu com minha cabeça...), mas nunca me caiu a ficha que meus problemas poderiam estar relacionados ao consumo excessivo de pornografia, e para falar a verdade, até o momento eu não sei se considero, mas admito que possa ter tido uma grande influência, e quero voltar a ser o que eu era aos 16, ou até melhor.

O grande ponto que me motivou a voltar é que estou num momento crítico de minha vida: Além de vários problemas em casa, muitas preocupações, receios, estou terminando a faculdade e estou fazendo o tão temido TCC, e estou atrasado com minha parte! Falta quase tudo, e a parte do meu colega está praticamente pronta!!! Vem um puta desespero! E eu sou um procrastinador crônico, não consigo me focar, não consigo fazer nada, para começar a trabalhar tem um ritual de horas procrastinando + horas consumindo pornografia + um banho longo, para então começar a engrenar. Quem tem tempo para isso? Quantas horas eu perco por dia fazendo vários porra nenhuma que podia ser utilizado para estar dedicando ao projeto?

Estou num processo difícil, estes serão os 3 meses mais difíceis, pois pretendo fazer uma revolução hardcore! Estou tentando fazer reeducação alimentar, autodisciplina, exercícios, estou analisando tudo o que me faz procrastinar e cortando. Sou viciado em redes sociais e desativei quase todas, desinstalei os jogos que me viciam, parei de assistir animes em casa. Uma coisa que um amigo me ensinou é que mesmo cortando os vícios, eu preciso de meus momentos de lazer para relaxar, mas a sensação de culpa é grande nestes momentos. Além disso tenho problemas com meu sono, é totalmente desregulado, o que me desgasta bastante, meus horários são bagunçados demais, e estou tentando conciliar tudo. Não está sendo fácil, pois são muitos vícios, admito que muito comodismo também, e a motivação é zero. Estou tentando restabelecer minha fé para buscar forças e me consertar, pois falhar não é uma opção. E uma coisa em que venho perdendo muitas horas é a maldita pornografia! Horas procurando, horas no ato, inclusive me contendo para não abrir algum site aqui, ainda não instalei os bloqueadores por falta de tempo. Instalarei ainda hoje!


Resumo



Resumo para quem não leu e nem lerá: Tenho 21 anos, virgem, depressão, ansiedade, déficit de atenção, problemas com socialização e comunicação, tenho vergonha de mim e me odeio. Tenho sofrido de paumolecência (vulgo DE), não sinto mais desejo pelas garotas, perdi a sensibilidade e passei para pornografias pesadas, ou as mais comuns por hoooras por conta da dificuldade de me excitar e ejacular. O principal motivo da procura pelo reboot são as longas horas que perco (as vezes chego a ficar de 4 a 6 horas direto no ato até me esfolar) e isso tem me atrapalhado num momento crítico de minha vida: TCC. Iniciei meu reboot no hardmode, mas não só o reboot, como estou tentando impor várias outras coisas de uma vez, como a autodisciplina, reeducação alimentar, sair do sedentarismo, regular meu sono, tudo para aumentar meu tempo de produtividade para terminar a faculdade, ficar livre e voltar a viver! Quero mudar de vida, talvez tantos desafios impostos em minha mudança de hábitos seja radical demais para se fazer tudo de uma vez, mas não tenho mais tempo para enrolar, pedi que Deus me concedesse a força para lutar contra meus demônios internos e aqui estou na luta!


Início do experimento e pensamentos



Este é o meu segundo dia sem PMO, rolou uma abstinência mas deu para segurar numa boa, amanhã terminarei de reler o ebook, eu já conhecia o experimento mas estou revendo os conteúdos com mais seriedade para reforçar em minha mente, pois estou determinado a mudar, e espero ser um vitorioso como muitos aqui! Eu sinceramente não sei se viverei sem pornografia futuramente, uma vez que não me relaciono com ninguém, mas se a ideia do experimento é propor que a gente faça mais interações sociais, acredito que seja possível encontrar alguém, e largar esta merda, ou pelo menos nunca mais me tornar dependente. Sei que muitas pessoas tem recaídas, recomeçam, mas como eu disse anteriormente, neste momento de minha vida falhar não é uma opção. Resolvi escrever no fórum desta vez, pois compartilhando minha história e minha experiencia, e pessoas interagindo, faz com que me sinta mais compromissado com as técnicas e comigo mesmo. É difícil você acordar todos os dias e reafirmar tudo aquilo que você deve ser a partir de agora, buscar energias para prosseguir firme e com os pés no chão. Estou na luta! Este é um diário que não será escrito diariamente, mas nem fudendo! Também não sei se conseguirei publicar com intervalos específicos de tempo, mas me comprometo a relatar cada mudança, as dificuldades que enfrentarei, o que sinto e o que penso. Talvez amanhã, talvez em semanas, não sei. No momento ainda consigo lidar numa boa, vamos ver o que vem pela frente!

Não estou pensando nos possíveis benefícios que isso pode me trazer, pode ser que minha ansiedade e depressão diminuam a longo prazo, pode ser que alguns problemas se normalizem, é uma esperança, mas tenho consciência de que pode não acontecer, uma vez que isso é claro no início do livro, e meu principal objetivo é cortar tudo o que me faz procrastinar e perder tempo para aumentar meu tempo ativo em produtividade. Se isto realmente consumiu minha mente e me trouxe todos estes problemas que me identifiquei com os sintomas do vício, então com muito prazer e sofrimento irei rebootar minha mente desta maldita!

E é com muito pesar no coração que me despeço de minhas russas -q
Képpler Centúrion
Mensagens : 286
Data de inscrição : 27/07/2015
Idade : 22
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 12/9/2017, 12:48
Saudações Nosco. eu li tudo e entendo perfeitamente.
Pelo o que tu falou, realmente tu es um viciado, não tenha a minima dúvida disso. O vicio te corrompeu a ponto de tu ''sair da realidade''. Teu caso é sério, então procuras ajuda de algum profissional da psicologia. Depressão é foda, e de fato vai ser muito difícil tu se levantar somente no reboot (experiência própria).
Pode ser que tu tenhas HOCD, pois estavas vendo pornô que não condiz com tua realidade. Garanto que se tu tiveres força de vontade, vais conseguir superar todos esses problemas. Eu já consegui superar uma porrada de hábitos ruins, só falta esse do PMO.
As russas realmente são lindas, mas tens que bloquear tua mente até nisso, pois nitidamente ta relacionado com o vicio

_______________________________________
Quem tem coração de zumbi, não aceita cortar cana.
DIAS:
10 ( X )
20 (  )
30 (  )

Stark
Mensagens : 2092
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 20
Localização : Malibu - California
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 12/9/2017, 15:02
Bem vindo ao fórum brother!!

Me identifiquei bastante com tua história, já sofri bullying e usa a PMO como um escape da realidade, resultado ? minha vida era uma bosta, não tinha vontade de fazer nada.
Te digo uma coisa mano, o reboot diminuiu - E MUITO - minha ansiedade e ansiedade social. Invista nele que você só tem a ganhar (quem sabe tu não conhece uma russa de verdade hein rsrs)

Bom as dicas básicas para seguir o reboot são: Ler o ebook (essencial), instalar os bloqueadores, investir em atividades extranet - não adianta tentar fazer o reboot mas não sair do quarto - e ser ativo no fórum (ajuda a te manter focado).

Estou contigo mano, continua nessa que só tem a ganhar.
Grande abraço.
Júpiter
Mensagens : 198
Data de inscrição : 08/09/2015
Idade : 22
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 12/9/2017, 16:26
Nossa histórias são realmente bem parecidas, cara. Os sintomas são basicamente os mesmos.
Não tenho muito moral, já que falhei algumas vezes, mas o fórum ajuda muito e postar bastante é uma boa valvula de escape
Aproveite que vc escreve muito bem e faça esse diário crescer hahahaha
Boa sorte e muita força!!!!!

P.S.: As russas realmente são maravilhosas hehehehe

_______________________________________
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Terceiro dia sem PMO

em 12/9/2017, 22:44
Muito obrigado à todos, de coração! Pensei que ninguém nem ia ler isso, é muito bom saber que tenho o apoio de vocês, pessoas que passaram pelo o que também passei e ainda passo, e assim me compreendem melhor do que ninguém! Meus amigos não compreendem meus problemas e a família nem nota que tem algo de errado comigo (nas férias tive uma recaída com minha depressão, foram 7 dias de cama, só me levantava para almoçar e tomar banho, vieram perguntar se eu não estava bem, mas se estava com febre ou algo do tipo, apoio zero) e o apoio de vocês será muito importante para mim com certeza!!!

-Será que meu caso é tão sério como Képpler diz? Bem, não irei em psicólogos ou especialistas, mó rolê para explicar o motivo (embora não faça diferença já que eu escrevo pra caramba) mas acredito que terei bons resultados desta vez!

-Nossa Stark, Deus te ouça! Usarei isso como motivação para prosseguir no reboot, quero uma russa pra mim! husahuahuahus

-Muito obrigado Júpiter! Realmente, é uma ótima válvula de escape! Este fórum serve para colocarmos as coisas para fora (e manter outras para dentro -q)


Explosão motivacional e autocontrole



Desde que decidi fazer o reboot, meus dias estão sendo atípicos, e com uma certa nostalgia do passado.  Hoje se completa o terceiro dia sem PMO, e me sinto como aos 16 anos, estou motivado, firme e forte! Mas isso não é por conta dos dias que fiquei sem, mas por conta da motivação que estou sentido e a empolgação pela perspectiva de uma melhora. Talvez este diário não se trata somente da minha experiência sem PMO, mas como eu estou lidando com todos os sentimentos e obstáculos que aparecerão sobre os outros problemas, pensamentos e sentimentos, e acho válido citar no diário porque de certa forma tudo isso está interligado, tudo isso é uma bola de neve, e embora o reboot da pornografia seja o foco principal, vejo que todos passam pelos mesmos outros problemas que vem como consequência.

Eu costumava ser um cara alegre, fazia piadas ruins com tudo, sempre tentando alegrar as pessoas, mesmo que dentro de mim eu não fosse tão feliz quanto parecia. Dentro de mim é só trevas, e elas conseguiram me consumir, agora não consigo mais esconder, sinto estar exalando a todo momento uma energia negativa e obscura, pouco sorrio, me afastei das pessoas, na faculdade eu não faço mais parte de grupinhos de amigos, sempre estou isolado, cabeça baixa, cara fechada com aspecto doente, cabelos cobrindo a face, onde observo as pessoas por entre os fios e ninguém vê meus olhos. Alguns dizem que minha imagem é assustadora, e seria mais ainda caso não conhecessem um pouco do meu lado de luz, com as típicas piadas e o sorriso largo que deixa meu rosto todo riscado pelas fortes marcas de expressão.

Mas uma coisa está diferente nesses três últimos dias, estão relacionadas à “motivação” e “autocontrole”, que está relacionado à força de vontade e disciplina. Li em variados lugares coisas interessantes, diziam que quando precisamos tomar uma atitude, muitas vezes somos dependentes da motivação. “Quero fazer tal coisa, mas estou desmotivado” e a motivação está diretamente ligada aos sentimentos. O ser humano é uma montanha-russa (R-russa? Ai minhas russas...)de sentimentos, se depender apenas da motivação ela pode nunca chegar, principalmente para pessoas como nós que temos muitos problemas emocionais como a ansiedade e depressão. Já o autocontrole te faz executar qualquer tarefa independente de como você está se sentindo, você pode estar um lixo mas tem controle sobre isso e continua produzindo, diferente da motivação que é como uma explosão de um sentimento e te faz pegar firme por um curto tempo. Alguns exemplos sobre como funciona a motivação: “A pessoa se sente motivada a fazer uma dieta, então nos primeiros dias ela para de comer porcarias, mas com o passar dos dias este gás vai acabando, ela vai tendo recaídas, até estar ao mesmo velho hábito”, o exemplo da dieta está presente no e-book se não me engano, fazendo uma analogia à pornografia, e assim podemos utilizar para a motivação, você tem um gás, mas seus sentimentos se alteram, não dá para segurar por tanto tempo, então você murcha. Já o autocontrole te faz prosseguir com isso, independente do sentimento.

Um ponto importante é saber onde aplicar este autocontrole e esta motivação. A motivação virá de sua força de vontade, se você deseja algo, se você tem um objetivo, você deve buscar forças para se motivar. Os relatos do e-book e do fórum tem me motivado muito a parar com PMO, pois vejo uma luz para meus objetivos! Já o autocontrole virá a partir de muito trabalho duro, de disciplina, e considero a parte mais difícil. Foi uma dica interessante que estou colocando em prática, e verei o resultado daqui um tempo, é saber direcionar o foco e os sentimentos, o autocontrole e a motivação. A motivação deve ser utilizada para a preparação ao seu arredor, para que quando ela acabar, você possa mais confortavelmente se disciplinar e ao longo do tempo obter uma autocontrole. Segui algumas dicas, uma das preparações que fiz foi a modificação do meu ambiente, meu quarto está arrumado há 3 dias (raridade) e me sinto mais confortável, como se as coisas estivessem em ordem e não um caos. Tirei tudo o que poderia me causar uma recaída ou procrastinação de meu computador, além de instalar o bloqueador, e estou mantendo minha janela aberta para que qualquer um que passe possa ver o que estou fazendo, eu costumava mantê-la trancada para acessar qualquer porcaria livremente, agora não tenho nada a esconder. Também usei essa motivação para modificações internas, tentei me forçar a ser o oposto do que tenho sido. Hoje andei em velocidade moderada, cabeça erguida, cabelo preso para não me esconder atrás dele como sempre faço, uma regata de basquete da época que eu tinha 16 anos e era feliz, queria me sentir como naqueles dias! Me forcei a falar com as pessoas, mesmo não conseguindo brincar muito ou olhar nos olhos delas, hoje o dia foi diferente, foi melhor do que os outros onde minha presença sombria se consome. Com a força de vontade obtive motivação, e então a apliquei desta forma pois me conheço bem, sei que é provável que amanhã eu acorde bem mal, super depressivo, sem um pingo desta motivação, e aí que vai entrar a disciplina.

A disciplina é você saber se controlar, impor regras, metas, controlar horários, evitar os maus hábitos, a todo momento se monitorar. Isso é difícil, mas tendo o ambiente preparado, tendo dado um impulso inicial com a motivação, será um pouco mais fácil pegar o fio e prosseguir tentando se disciplinar. Confesso que ainda não estou disciplinado, vai demorar algumas semanas, e lembrando que essa disciplina é independente daquilo que estou sentindo, eu posso estar me sentindo um merda, eu devo me forçar a fazer, até isso se tornar um habito, até ter autocontrole. Então a disciplina deve começar a ser cultivada nesta explosão de motivação, e quando ela morrer, deve se manter determinado a continuar.

Espero que eu consiga seguir este plano, pois sinto que a explosão de motivação está se dissipando.


STAND UP AND SHOUT!!!



Um dos meus gatilhos para injetar motivação é a música, e percebi que uma música que gosto e há muito tempo não ouvia fala exatamente sobre isso e tem me dado arrepios quando eu ouço. Stand Up and Shout do grande Ronnie James Dio (Para quem não conhece, é o puro Heavy Metal, uma música muito enérgica e positiva, de um cara considerado um Deus nos vocais, e também em suas composições poéticas) Ela fala sobre os problemas que nos machucam e nos aprisionam, mas se temos o desejo de buscar algo, de mudar algo, devemos reunir energias e forças dentro de nós, levantar e gritar! Ou seja, partir para a guerra, encarar de frente com tudo o que tem. Mesmo se não curtirem o estilo recomendo que ouçam, deixe-se levar e quem sabe ela não te dá um gás também?


avatar
Convidado
Convidado

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 13/9/2017, 03:26
Bem-vindo ao inferno. Li tudo. História surpreendente. Agora tá de madrugada e tô com sono, mas sua história merece um textão. Durante o dia ligarei o PC e com calma comentarei aqui. Não pego leve nessa sessão 20-24. Não recaia, pelo menos não antes de eu comentar. Vamos apagar o fogo com gasolina, afinal o principal combustível que é o ÓDIO ao vício, você já tem. E parabéns pelo português impecável, só arruma o "trás" ali, o correto é "traz". Hahahahah, se tiver algum erro nesse meu comentário, é culpa do sono. Amanhã chego com voadora de dois pés. Falou, Noscão.
Stark
Mensagens : 2092
Data de inscrição : 22/07/2016
Idade : 20
Localização : Malibu - California
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 13/9/2017, 19:32
É isso ai mano. Pensa comigo: Se aparecesse uma russa na tua frente, quem teria mais chance ? Você viciado ou você com o reboot ?

Fico feliz por estar motivado bro. Esse humor pode começar a variar... mas se mantenha firme que logo o bum humor volta (e pra ficar rsrs). Quando estou em reboot também costumo ser um cara alegre, sociável e "cheio das piadinhas" kkk totalmente oposto do que eu era quando estava afundado nessa merda.

Você pensa parecido comigo: O segredo é a disciplina. Também defendo isso com todas as forças rsrs.

Tá indo bem mano. Continue assim.
Abrçs.
avatar
Convidado
Convidado

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 14/9/2017, 02:34
Bom, fiquei de comentar aqui, então vamos lá, falarei por partes:

Primeiramente, reitero que sua história é surpreendente pra alguém com 21 anos, mas saiba que este inferno que você vive é uma realidade na vida de milhões de homens ao redor do mundo, e este fórum é um lugar privilegiado destinado àqueles que sabem que o problema é o VÍCIO, e não a camisinha, a dieta, o cansaço ou o álcool.

Começamos pelo seguinte fato: você aos 16 anos teve uma fase maravilhosa e usa esta fase como subterfúgio mental pra relembrar como já foi bom um dia. Parece aqueles tiozões da geração dos nossos pais que ganharam dinheiro nos anos 80-90, hoje são quebrados e ficam falando: "ganhei muito dinheiro 20 anos atrás, tempos bons. Agora não dá mais pra enriquecer".

Você pode voltar a ser o que era, ou então ficar acreditando que aquele cara que você foi um dia é uma miragem inalcançável. Essa "era de ouro" que você menciona, destruiu, momentaneamente, seus traumas e dificuldades de infância de timidez, baixa sociabilidade, etc.

Um adendo: PARABÉNS pela sábia decisão em não consumir estes medicamentos malditos da indústria farmacêutica. Poucos caras tem culhões pra virar as costas pra estas porcarias, afinal qualquer coisa fora do senso comum, a pessoa já é taxada de "conspiracionista" ou "radical".

Sobre ter voltado a ser gordo: simples, mande os carboidratos pra puta que pariu.

Não existe correlação entre '"falhar não é uma opção" e "não tenho vontade de me relacionar com ninguém". Nenhum cretino igual a gente que esteja afundado neste vício vai ter vontade alguma de ficar com garota real mesmo, afinal elas nos broxam. Quero ver você manter essa postura de assexuado depois do reboot, simplesmente IMPOSSÍVEL, a não ser que você tenha vocação pra ser um monge, o que acho improvável.

Muito bom o que escreveu sobre disciplina, aproveite e use-a pra voltar a ser o cara que era aos 16 anos.

Parabéns pelos 4 dias até agora, simplesmente passe uma borracha nesses 5 últimos anos malditos de vício, FODA-SE até onde chegou e comece uma nova vida. Conte comigo neste inferno.

Abraços.
Képpler Centúrion
Mensagens : 286
Data de inscrição : 27/07/2015
Idade : 22
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 14/9/2017, 05:41
Tu já conheces o caminho, disciplina na minha opinião é crucial no reboot, principalmente se teus fetiches são naturais, ou seja, não é oriundo da P.
Digo que o teu caso é sério porque sofres de depressão, e não sei de fato se somente o reboot seria o ideal para ti. Uma coisa importante é despertar o desejo de fazer o reboot. Aquela vontade desbravadora de querer mudar, de querer sair do ciclo vicioso e isso vai te fazer mudar vários outros hábitos

_______________________________________
Quem tem coração de zumbi, não aceita cortar cana.
DIAS:
10 ( X )
20 (  )
30 (  )

Bolseiro_carioca
Mensagens : 707
Data de inscrição : 27/08/2016
Idade : 27
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 14/9/2017, 10:20
Parabéns por reconhecer que está num vicio. Faça academia, atividades extranet. Bloqueadores e leia o ebook, sempre que possível. Vc vai conseguir sair da fossa. Mas seja disciplinado e saiba que tudo de ruim que acontece com vc é CULPA SUA por não querer mudar. E agora que vc optou por mudar, as coisas vão se tornar melhores. Mas vc PRECISA MUDAR.
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Respostas

em 16/9/2017, 18:31
Um salve à todos! Irei responder as mensagens e então direi como foram os dias. Não gosto de dar quote para responder, acho meio poluído Razz Enfim...

- SBP, ri alto dessa comparação com os tiozões saudosistas, porque eu estou me sentindo assim atualmente huasuhsahus Sempre falo do passado como se fossem eles, como se eu estivesse muito velho. Sobre os remédios, eu sou considerado maluco conspiracionista pela minha família, que são uns bandos de hipocondríacos, mas esse lance de remédio já me deixou traumatizado pala transformação que fez com pessoas que amo, já me destruiu muitas coisas, é péssimo conviver com viciados. Bom saber que posso contar com você neste inferno!

-Stark, esse pensamento da disciplina é algo recente, eu acreditava que era preciso estar motivado a todo momento com entusiasmo, e só assim poderia fazer qualquer coisa, mas caí na real. Agora quero desenvolver minha disciplina, e está difícil, mas vou conseguir!

- Képpler, provavelmente o reboot não será o suficiente para minha depressão, porque rola muita coisa ao meu redor que me fere e simplesmente não tenho controle e nem posso fazer nada a respeito. Antes eu até tinha depressão sobre minha aparência, minhas capacidades, mas hoje o negócio está tão profundo que nem ligo mais pra isso, acho insignificante porque agora acredito que eu posso mudar, mas não posso mudar as outras pessoas, tem sido uma batalha longa e sem resultados...

- Bilbo Bolseiro_carioca, gosto de pessoas sinceras, quando relatamos problemas as pessoas gostam de passar a mão na nossa cabeça, parar querer tentar amenizar as coisas ou algo do tipo. Obrigado pelo "é CULPA SUA", isso é um fato que devo encarar de frente, saber que é culpa minha significa que com meus esforços posso mudar!
Justiceiro do Sertão
Mensagens : 787
Data de inscrição : 13/09/2014
Idade : 26
Ver perfil do usuário

Bem-vindo à guerra

em 16/9/2017, 18:35
Triste história. Em meio ao fórum tão movimentado e eu tão ocupado, tive de parar para ler a sua, companheiro de front,  Triste.

Vá fundo e saiba que a luta será duríssima, mas sei que pelo que demonstra tem condições de sair um guerreiro vitorioso e de insígnia. Quando esse vício desgraçado chega, encurrala até nossa alma para que percamos nossa vida, coisa que apenas a nós compete resolver, com todas as armas e garra possíveis.

Por você torço. Que novos anos dourados lhe venham.

Só digo uma coisa: diga adeus às russas de maneira categórica, sem essa nostalgia vazia. Assim como tenho bravamente feito com "minhas" mulatas!... Porque se um dia tiver que ocorrer, será da melhor maneira, se é que me entende...

Força!!

_______________________________________
Meu diário: http://www.comoparar.com/t2940-24-de-volta-a-guerra-ferido-humilhado-ate-injusticado-mas-nunca-vencido

Minha história: http://www.comoparar.com/t439-justiceiro-do-sertao-90-dias-de-vida-como-homem-livre



Minha meta: 90 dias e para sempre.
Win or die trying.
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 17/9/2017, 17:40
Um salve à todos!


A motivação se dissipou...



Como o previsto, minha motivação já morreu, já estou voltando à minha forma depressiva, meu gás que eu estava nos primeiros dias já se dissipou. Eu estava super empolgado, consegui dar aquele pico, obviamente não era por ter ficado dois ou três dias sem pmo. Algumas coisas estão voltando como era, estou observando neste momento que meu quarto está desarrumado, janela fechada, não consegui fazer nada do meu tcc desde sexta... O que isso tem a ver? Disciplina. Ainda não tenho disciplina, não tenho controle sobre mim, minha vontade é ficar deitado e vegetando. Observei que usei muito de minhas redes sociais nesses últimos dias, reativei meu face novamente e perdi muito tempo nele... Tenho um vício em redes sociais, e pelo o que li sobre vícios e as informações do e-book, talvez seja interessante eu fazer um reboot de redes sociais também! Infelizmente algumas coisas devo manter, mas felizmente não sou viciado nelas, porém facebook por exemplo é algo que vale a pena eu cortar.

Hoje preciso tomar uma atitude para iniciar a semana com um pouco de gás, vou tentar ajeitar as coisas aqui e me mover, porque se não eu vou voltar para o mesmo buraco.

Também devo mencionar que terminei o e-book há uns 3 dias, ele é muito bom e esclarecedor. Pretendo continuar os estudos a respeito quando eu tiver mais um tempinho, pois os dias estão muito corridos por causa do tcc, mas pretendo me aprofundar mais no assunto.


7 dias sem PMO



De modo geral, posso dizer que foi fácil chegar até aqui, o que me faz questionar... Será que sou mesmo viciado? para alguém viciado isso não deveria estar sendo mais difícil? Eu vejo a galera tendo recaídas direto... Bem, espero me manter neste ritmo e não ter recaídas.

Durante esses dias rolaram algumas coisas que irei relatar:

No horário entre às 20h e 1h começa a dar certa vontade caso eu não esteja concentrado em algo, esse é o horário que eu fazia, e essa sensação é como um gatilho para dizer "Ei, faz lá, tá na hora". Algumas vezes foi só ignorar e continuar, mas outras vezes foi um pouco mais forte e tive de ir fazer outra coisa aleatória.

Meu cérebro é um grande filho da puta! Ele disse "Já que você não vai assistir vídeos, eu mesmo farei um filminho para você aqui!" e começam a vir umas cenas  cabulosas na minha mente. No banho é pior, porque tem de tocar e talz para fazer a limpeza, e aí o amiguinho já se ativa falando "BORA" e parece que a cabeça de baixo está controlando seu corpo e suas mãos não obedecem e rola uma guerra entre as cabeças para ver quem ganha. Felizmente a de cima sempre vence e o reboot de PMO continua em dia!

Minha mente tem imaginado muitas coisas e tento conter esses pensamentos. Sempre sou bem morto, não ligo para as mulheres em minha volta, posso até admirar sua beleza, nada além disso. Nunca precisei pensar em nada, pois a pornografia me proporciona tudo, mas agora sem ela, olho para as mulheres e começo a sentir algo, imaginar coisas eróticas... Puta merda, minha mente fantasiou até com umas meninas feias pra caralho da minha faculdade! Não poderia ser uma melhorzinha pelo menos? husauhsahushuasuhas

E hoje acordei convicto de que eu tinha fracassado e deveria recomeçar o reboot, mas depois me dei conta de que foi um sonho... Eu raramente sonho já que meu sonho é uma merda, mas tive um daqueles sonhos realistas, e lembro de estar procurando pornografia na internet pelo sonho... Ou seja... Alguém aqui dentro está começando a ficar maluco HUSAHUAHUHAUSHUAS Se fode aí cuzão, porque eu não vou me entregar, serei forte e vou vencer essa merda!


Estamos na luta, próxima meta: 2 semanas
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 24/9/2017, 21:16

Duas semanas



Posso dizer que está suave... Mas tem hora que o aperto é grande! Conter as mãos e a mente as vezes pode ser difícil, a gente deixa se levar e mesmo falando "NÃO CARALHO, PARA" não para, então deve-se tomar uma atitude, mudar totalmente o que está fazendo, ou dar um "stand up and shout". Confesso que cheguei a me masturbar essa semana, tava foda segurar! Mas não cheguei ao orgasmo, foi bem pouco, meio que um "SOSSEGA AÍ CARAIO", e lutei contra a mente para não pensar em besteiras.

Percebi algo interessante... eu pensava que eu acessava a pornografia por conta própria, fazia tudo por conta própria, uma decisão consciente. Mas aparentemente, é algo inconsciente. Me deparei com algumas situações, em menos de um segundo eu aperto os comandos para entrar em "navegação de modo anônimo" e apertando a tecla x para atalho e dando enter para abrir o site pornô. Em menos de um segundo! Isso significa que antes de eu pensar eu já estou lá, e já que lá estou... O mesmo acontece com o facebook, dou um comando para criar nova aba, aperto F e dou enter. Em menos de um segundo estou procrastinando no face! Se torna algo automático. Outra coisa interessante é a quantidade de gatilhos que tenho ao meu redor, que dá um estalinho em meu cérebro e me manda para os pornôs. O que pude eliminar, eliminei, mas há outras coisas que não tem como, não se referem à imagens ou sons, nem palavras, nada tangível que possa causar estímulos, mas sensações como "Não consegui fazer isso" ou "Não quero pensar" e dá aquele estalo. É como se nos momentos de fraqueza ela viesse nos confortar, trazer um alívio para a frustração...


Russas são malditas sádicas que oferecem conforto em troca de sua vida



A pornografia é uma russa que te estende a mão e você a abraça, então ela te apunhala pelas costas com uma adaga envenenada. Você não sente, mas o ferimento está ali, o veneno se espalha por seu corpo e começa a longo prazo te enfraquecer, você vai para a cama com essa russa, mas é tudo uma ilusão, na verdade ela está aplicando mais veneno, sua mente está sendo controlada e vai se desligando, você pode até se dar conta disso, mas estar na cama com essa russa parece tão bom, mesmo sabendo que ela não está ali de verdade, se levantar desta cama pode ser difícil, a incerteza de não ter mais esta sensação, a incerteza do futuro, dos sentimentos, de como irá lidar com as coisas, parece tão bom estar com essa russa, mas por fora seu corpo não está nada bem, está deplorável, a sensação boa é o efeito do veneno, e ela não está com você, ela não se importa com você, ela só está assistindo você se deteriorando, uma grande sádica.

Eu sou um cara que tenho uma boa visão para meu futuro, embora seja pessimista ainda assim sou um grande sonhador, tenho corrido atrás, mesmo achando que não é o suficiente, e mesmo me condenando pelos meus deslizes e incompetências, ainda assim, eu sei bem aquilo que quero e aquilo que posso, eu sou um guerreiro que quando realmente quero, sei lidar com qualquer coisa. Falando assim pode parecer que não sou o cara depressivo e fodido que eu disse ser, mas só eu conheço os dois lados da moeda. Este fórum me fez aprender uma coisa nova, como funcionam os vícios, eu disse que gostaria de aprender mais sobre, é um assunto interessante, mas me ocasionou algo que me levanta vários questionamentos... Descobri recentemente que meu irmão é usuário de drogas, já desconfiava há um bom tempo mas agora é certeza. O conhecendo, sei como ele caiu nessa, o porquê usa e o porquê continua. Sei que sua mente é muito fraca, e perante aos problemas que tem rolado por aqui ultimamente, duvido que ele saia. Qualquer vício é uma russa ilusória que te conforta mas na verdade está injetando seu veneno. Largar um vício requer muita força de vontade, um objetivo, que ele não tem. Tenho pensado muito nisso, ainda não tivemos uma conversa, e se alguns da família descobrem, a merda é grande, mas posso dizer que é uma incógnita: Tirar algo que faz a pessoa fugir da realidade, para ela se deparar com um ambiente destruído e em guerra, e que a fará sofrer mais do que já tem sofrido, não parece muito convidativo. Por outro lado, sabemos que há grandes consequências, há um grande preço a pagar pela fuga da realidade. Tenho pensado em substituir esse vício por outra coisa que possa oferecer uma fuga da realidade, de modo que não seja tão prejudicial e nem esteja relacionado com esse vício. Seria excelente trocar drogas por chocolates e videogames, não?

Vou conversar com ele ver o que podemos fazer, se necessário buscar ajuda externa de especialistas. Agora percebo que vício é algo mais sério do que eu imaginava, não dá para simplesmente dizer "Vou parar" e pronto, está curado. Os vícios agem da mesma forma, são todos malditas russas sádicas que oferecem o conforto em troca de sua vida.  Desejo que todos que tem qualquer tipo de vício e estão afundados nas trevas possam encontrar dentro de si uma luz que os motive e guie a sair dessa para o mundo real, e viver.
DiCaprio
Mensagens : 17
Data de inscrição : 28/12/2014
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 25/9/2017, 00:38
NoscoTosco escreveu:

Adeus queridas Russas, sentirei sua falta…


Resumo


Resumo para quem não leu e nem lerá: Tenho 21 anos, virgem, depressão, ansiedade, déficit de atenção, problemas com socialização e comunicação, tenho vergonha de mim e me odeio. Tenho sofrido de paumolecência (vulgo DE), não sinto mais desejo pelas garotas, perdi a sensibilidade e passei para pornografias pesadas, ou as mais comuns por hoooras por conta da dificuldade de me excitar e ejacular. O principal motivo da procura pelo reboot são as longas horas que perco (as vezes chego a ficar de 4 a 6 horas direto no ato até me esfolar) e isso tem me atrapalhado num momento crítico de minha vida: TCC. Iniciei meu reboot no hardmode, mas não só o reboot, como estou tentando impor várias outras coisas de uma vez, como a autodisciplina, reeducação alimentar, sair do sedentarismo, regular meu sono, tudo para aumentar meu tempo de produtividade para terminar a faculdade, ficar livre e voltar a viver! Quero mudar de vida, talvez tantos desafios impostos em minha mudança de hábitos seja radical demais para se fazer tudo de uma vez, mas não tenho mais tempo para enrolar, pedi que Deus me concedesse a força para lutar contra meus demônios internos e aqui estou na luta!


Rapaz, seu resumo posso considerar como meu também, praticamente a mesma coisa que passo. Vou seguir com certeza seu diário.
Sucesso!
Aquilles
Mensagens : 273
Data de inscrição : 12/06/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 25/9/2017, 08:07
Cara, muito me admira que esteja com 15 dias levando desse jeito aí. Primeiro obviamente que mandando parar não vai funcionar, pelo contrário, tudo que tu reprime cria um oposto e esse oposto fica grande até voltar contra ti. Se eu disser agora mesmo pra tu não pensar em macaco, será a única coisa em que vai pensar. E para de exaltar russa também, como espera deixar algo que tu mesmo fica repetindo pra si que é tudo de bom direto? Tu tá jogando contra ti mesmo. Recomendo assistir esse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=CGaTufi9frI

E esse negócio de se masturbar sem orgasmo é a pior coisa que tu pode fazer, já que só aumenta a vontade de terminar o serviço.

_______________________________________


Meu diário: http://www.comoparar.com/t5744-diario-do-aquilles
avatar
Mensagens : 36
Data de inscrição : 29/08/2018
Idade : 21
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 8/10/2018, 11:19
Amigo, o que aconteceu com você, você desistiu do reboot?

_______________________________________
NoscoTosco
Mensagens : 7
Data de inscrição : 10/09/2017
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 6/1/2019, 22:45

PHOENIX DOWN



Ressuscitei dos mortos este tópico e mereço o Prêmio Pá de Ouro por desenterrá-lo!
Reli tudo e... meu deus! Eu falo demais, creeedo! Muita coisa que estava rolando em minha vida eu não relatei aqui, mas me lembro perfeitamente, só não me lembrava de como era minha relação com a PMO, que posso falar a verdade? Nem lembro mais o significado disso! Então de certa forma foi bom ter escrito, as vezes é bom olhar pro passado para se auto-analisar.


A saga em busca do pornô perfeito talvez tenha chegado ao fim


Bem... posso dizer que tive muitos progressos, nossa, eu não me lembrava que estava tão crítico assim! Pois bem, eu me lembro que levei o reboot adiante, mas parei de relatar porque simplesmente esqueci da existência do fórum! Eu fiquei por um bom tempo firme, consegui me focar mais, e não sei por quanto tempo durou, não sei se tive recaídas, mas posso dizer que em novembro aconteceu uma merda grande e me fez largar, voltei para a pornografia. O que rolou é que eu achava que eu estava mega atrasado no TCC e trabalhei nele feito um louco, e o o filho da puta do meu amigão estava me enganando, não estava fazendo porra nenhuma e faltando um mês para a entrega do projeto a gente brigou, ele me deu block em tudo, e eu não tinha acesso ao projeto para continuar... Ele me fudeu lindamente!!! Eu cheguei ao estado de burnout, realmente dei meu sangue no projeto e foi tudo em vão, então fiquei mal, muito mal, e meu vício foi voltando...

Mas vejam só que maravilha! Eu consegui aproveitar melhor meu tempo, na época tinha proposto que sumiria das redes sociais e consegui, aqueles fetiches bizarros se foram, parei com aquela judiação que eu fazia com o Jubileu, estou bem mais suave, não preciso mais de pornografia pesada, e minhas russas... aaah minhas russas... elas não são mais tudo aquilo em minha vida, abri espaço para todas, principalmente asiáticas! Very Happy

Brincadeiras à parte, eu estava num momento crítico em minha vida, foi tudo por água abaixo, mas não por causa da PMO, e melhorei muito em relação aos problemas que ela apresentava.

2018 - Vegetei


Inacreditável, isso é de setembro de 2017, e fiquei 2018 inteiro sem nem pensar num reset. E nesse ano de 2018 eu tinha algumas pendências na faculdade, eu deveria ter recomeçado um novo tcc e me formado esse ano né? Primeiro semestre foi cheio e pura correria, então pra aliviar o estresse do dia: PMO... No segundo semestre eu vegetei! Não fiz nada... aula duas vezes por semana, em casa sem fazer nada, e nem mexi no tcc sendo que eu tinha tempo! E aí já viram né, mente desocupada, começa a pensar merda, começa a ver o que não deve... O vício está voltando!

Eu considero um ano perdido, mas um amigo disse que era para considerar como um ano de descanso, até porque o que rolou no meu tcc me traumatizou, (virei inimigo do meu melhor amigo, quase perdi minha bolsa, um puta trabalho em vão, já era para estar formado...) mas nesse ano coisas boas aconteceram... Eu não evolui em quase nada, mas passei o ano muito menos depressivo, sorri mais, conversei mais, fiz novas amizades na faculdade, não pesquisei tantas coisas bizarras e nem me aventurei pelas profundezas da internet para achar pornô esquisito.

2019 É O RECOMEÇO PORRAAAAA


Eu estou no meu terceiro dia sem PMO, sim, resolvi fazer um novo reboot. Não sei se continuo nesse tópico ou faço um novo... talvez eu continue aqui mesmo, sei lá. Tudo o que sei é que decidi fazer reboot de novo porque eu ando morto! Esses dias eu vi um vídeo curtinho de um cara falando daqueles benefícios todos, que dá mais energia, e isso e aquilo... ai me lembrei do fórum, do e-book, daqueles vídeos... Pensei em rever todo o conteúdo. Atualmente estou desempregado, concluí toda a faculdade e só falta o tcc, então só vou ficar em casa sem fazer nada e já viu né? Não quero piorar minha situação. Continuo um gordo fodido e solitário, tenho poucas interações sociais, e quero mudar isso também, na faculdade eu conseguia, mas fora dela não tenho com quem conversar, ou onde ir... Enfim, a luta continua, e a PMO é algo que quero combater, quero voltar a ser feliz, a ser quem eu era, superar tudo isso! Ainda nem arrumei o reloginho ali, depois vou acessar o tópico das orientações e retomar tudo.

Ei eu do futuro! Quando você reler isso, espero que esteja bem melhor do que estou enquanto escrevo isso! É nozes!
lion29
Mensagens : 529
Data de inscrição : 11/09/2016
Ver perfil do usuário

Re: Diário N(t)osco - Adeus queridas russas, sentirei falta de vocês...

em 7/1/2019, 01:04
Seja bem-vindo novamente meu amigo, eu também resolvi voltar ao fórum , estava um tempo afastado e vi que precisava do fórum para recuperar toda aquele energia e comprometimento com o reboot, aqui sempre vai ser um lugar para nos auxiliar e recuperar nosso norte com a vida sem o vício. Boa sorte nessa nova jornada de reboot, abraços.

_______________________________________


Acompanhe meu diário http://www.comoparar.com/t3896-diario-lion29
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum