Ir em baixo
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 22:07
Olá, pessoal!  Very Happy  Very Happy  Very Happy
Eu já frequentei esse fórum alguns anos atrás e acabei saindo por algum motivo e desde essa época eu ainda não consegui me livrar desse lixo de P. Na verdade acho que até piorou em alguns sentidos. Vou relatar aqui tudo que eu lembrar sobre minha trajetória, até mesmo pra eu ler depois, pode ser extenso. (kkkkk)

Meu primeiro contato com P eu tinha em torno de 7 pra 8 anos de idade, porém antes dessa época eu já havia passado por experiências pertubadoras na área sexual com outras crianças que eu conhecia e brincava. Brincadeiras do tipo ficar encostando nas partes um dos outros, coisas que nenhuma criança deveria ter contato. Todos esses contatos foram com meninas e apesar de gostar de mulheres essas experiências foram traumáticas até certo ponto. Quando somos crianças é imposto a nós um ideal de masculinidade que é falho e em nada define um homem - objetificar mulheres, ser bruto, gostar de esportes, não demonstrar fraqueza e varias outras enganações do tipo.
Desde muito cedo eu precisava ser um homem dentro desses ideais e vindo de uma família onde esse padrão se perpetuava, comigo não deveria ser diferente.

O primeiro contato com a p foi estranho e apesar de muito novo ainda lembro do que vi. Desde cedo cresci num ambiente hipersexualizado, crianças que eu convivia assistiam p e tinham fotos e vídeos em seus celulares, que mesmo não sendo tão avançados quanto os de hoje já davam suporte a esse merda. Tudo isso parecia normal, infelizmente.  Neutral

Desde essa época continuei mantendo contato com a p e só foi piorando quando eu aos 14 anos tive acesso a internet banda larga, pude cada vez mais ver vídeos, baixar filmes, jogar jogos de conteúdo adulto, etc. No entanto, por mais que fosse algo comum tudo isso me deixava cada vez mais egoísta e desligado de tudo, vivia em uma realidade alternativa onde tudo girava em torno de meu prazer e infelizmente ainda me vejo vivendo essa situação...

Me considero cristão desde muito tempo, porém mesmo crendo em Deus e sabendo que é errado aos olhos dEle esse tipo de conteúdo eu continuava cada vez mais me afundando, cada vez mais frio, cada vez mais morto. Tratava as pessoas mal, não tinha paciência com os estudos, baixa autoestima reinava e até pra pessoas que eu amava eu não tinha tempo disponível, poço de egoísmo.

Inicialmente eram fotos de mulheres, videos de p comum e hétero sem violência alguma. Depois evoluiu pra algo mais pesado com violências e xingamentos, ainda não havia descoberto a m nessa época. Depois de um certo tempo acessando alguns sites apareciam de vez em quando fotos de relações homossexuais, não havia me interessado de início mas de curiosidade eu fui ver, até hoje me arrependo de ter clicado pois foi ai que tudo piorou. A minha mente ficou confusa, serei gay ou não? Tinha sentido prazer naquilo e cada vez menos mulheres me chamavam atenção. Tenho lembranças de antigamente conseguir olhar para mulheres e sentir muita vontade de me aproximar e namorar com elas, mas isso foi se perdendo. Foi no contato com p gay que descobri a masturbação, outro ponto importante dessa trajetória pois tudo foi de mal a pior nesse momento, o vício parecia ter triplicado de intensidade. Cada vez mais me afundei em conteúdos homoeróticos e cada vez mais violentos, comecei a olhar para homens de maneira suja, sentia um desejo mas não era por uma relação real, apenas algo sexual e degradante, e até hoje luto com esses pensamentos.

Com o tempo a p gay começou a perder um pouco da graça também, comecei a ver muita p em desenho, zoofilia, vídeos de mutilação e até mesmo tive contato com pedo. Porém nesse momento percebi que algo estava muito errado, não sentia nada ao ver crianças e nem vontade de fazer algo, mas em vídeo parecia não ser tão ruim. Felizmente nunca tive desejo real nem por crianças e nem por animais, mas sei que se permanecesse nisso eu poderia sim me afundar mais.

Com o contato com p gay passei muito tempo em confusão e na maioria das vezes me colocava em um papel degradante. Comecei a me expor e trocar fotos e fazer videochamadas com homens, até pouco tempo ainda fazia. Não sentia alegria em nada daquilo mas ainda assim fazia, introduzia objetos em mim até pra ver se eu gostava e só me sentia sujo depois de tudo isso. Nunca fiz sexo com homens, o mais longe que fiz foi encostar no orgão de um homem pra ver se gostava, mas não passou disso, felizmente.

Cheguei a namorar uma menina por dois anos. Ela era perfeita, não tenho o que reclamar dela. Ela foi bem persistente comigo, desde o início contei do meu problema, ela tentou me ajudar mas ainda assim eu não conseguia largar esse vício maldito. Terminamos e seguimos nossas vidas, eu com uma sensação horrível de desperdício e egoísmo. Constantemente minha mente me dizia que eu devia ficar com homens mas eu não me sentia bem com aquilo. Inclusive a vez que encostei no orgão de um homem eu namorava ainda, mas não consegui fazer mais nada além pq eu não teria coragem de traí-la. Mas ainda assim era melhor que acabássemos pois além do problema com p eu tinha problemas de confiança, identidade e coisas assim. Cheguei a ter relações com ela varias vezes, algumas bem sucedidas e outras nem tanto. Quando passava um tempo longe de p eu conseguia ter ereções melhores, meu desejo por mulher ficava mais forte, mas quando eu assistia era sentimento de culpa, falta de confiança e desespero. O fato de não ter dado tão certo me mostrou que eu não mudava pq minha motivação era egoísta, eu só pensava em ter ereções melhores, conseguir uma boa performance, ser o homem que eu achava que deveria ser, mostrar pro que veio.  Crying or Very sad

Não é possível mudar com motivações egoístas, pois a p é gerada através disso. Uma pessoa precisa se propor a gravar algo que pode ser degradante e doloroso pra ela somente para que eu sinta prazer. Logo, percebo que o motivo principal não deve ser as nossas ambições egoístas, boas ereções e performance melhorada são apenas consequências. Sustentamos ao dar um clique nesses vídeos uma indústria podre, que financia tráfico humano, exploração de crianças, degradação humana, tudo por causa do nosso egoísmo, se eles fazem é pq tem quem consuma.

Ultimamente nesse período de quarentena tem sido difícil, tenho conseguido ficar no máximo 10 dias sem p, acaba sendo muito mais fácil sucumbir aos desejos maus estando atoa em casa. Comecei até mesmo a gastar dinheiro pra sustentar o vício e consequentemente movimentando essa indústria. Senti também falta de apoio, pessoas com que eu possa me abrir, não tenho amigos e os que tenho são apenas colegas, não consigo me abrir pra falar sobre.

Enfim, resolvi voltar pro fórum pois sei que é muito mais fácil lutar acompanhando outras pessoas. Isso vai mudar. Que não sejamos tão egoístas! Estarei sempre que possível acrescentando algo ao diário, até outras coisas que eu for lembrando. Creio que com a ajuda de Deus e o apoio de vcs eu conseguirei sair disso! (Espero q não tenham cansado de ler, enfim, é isso kkk)


Última edição por ShikamaruNara em 9/10/2020, 22:26, editado 3 vez(es)

Eduardo0114, Rocketman, Luka, GOD OF WAR e Matheus2.7 gostam desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 22:08
Inclusive, hoje é o primeiro dia longe dessa bosta de p. Me desejem força! Very Happy

GOD OF WAR gosta desta mensagem

ViníciusB
ViníciusB
Mensagens : 86
Data de inscrição : 16/10/2018

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 22:36
Olá meu camarada ShikamaruNara!

Em primeiro lugar, seja muito bem vindo ao fórum!

Cara, à medida que lia seu relato um filme foi passando pela minha mente, pois vivi muitas das situações relatadas. A exposição a p homossexual foi uma coisa que destruiu  meu emocional e me fez procurar estímulos que me dão muita vergonha. Passei a frequentar salas de bate papo, procurando outros caras para satisfazer todo tipo de desejo degradante ( o que me destrói por dentro, pois eu tb sou cristão).

De todo modo, acho que aqui você vai encontrar o apoio que precisa para fortalecer sua batalha. Muitos colegas vivem dizendo aqui e vale repetir: essa é uma luta diária, então antes de se concentrar nos 30,60, 90 dias que você pretende alcançar, concentre-se em finalizar cada dia de maneira digna. Também se esforce para continuar a atualizar as infos aqui, independente dos desafios que vc estiver passando ( a gente sabe q a luta contra a P é uma batalha desgraçada, então os dias ruins fazem parte). Já estive por aqui por pelo menos outras duas vezes e acabei abandonando depois de recaídas. Não deixe isso acontecer contigo. Ah, e visite a seção que fala sobre os bloqueadores.. pra mim eles são completamente ESSENCIAIS na recuperação.


É isso.. mais uma vez, seja muito bem vindo meu irmão. To torcendo por ti e vou acompanhar teu progresso.

Grande abraço,

Vinícius



ShikamaruNara escreveu:Olá, pessoal!  Very Happy  Very Happy  Very Happy
Eu já frequentei esse fórum alguns anos atrás e acabei saindo por algum motivo e desde essa época eu ainda não consegui me livrar desse lixo de P. Na verdade acho que até piorou em alguns sentidos. Vou relatar aqui tudo que eu lembrar sobre minha trajetória, até mesmo pra eu ler depois, pode ser extenso. (kkkkk)

Meu primeiro contato com P eu tinha em torno de 7 pra 8 anos de idade, porém antes dessa época eu já havia passado por experiências pertubadoras na área sexual com outras crianças que eu conhecia e brincava. Brincadeiras do tipo ficar encostando nas partes um dos outros, coisas que nenhuma criança deveria ter contato. Todos esses contatos foram com meninas e apesar de gostar de mulheres essas experiências foram traumáticas até certo ponto. Quando somos crianças é imposto a nós um ideal de masculinidade que é falho e em nada define um homem - objetificar mulheres, ser bruto, gostar de esportes, não demonstrar fraqueza e varias outras enganações do tipo.
Desde muito cedo eu precisava ser um homem dentro desses ideais e vindo de uma família onde esse padrão se perpetuava, comigo não deveria ser diferente.

O primeiro contato com a p foi estranho e apesar de muito novo ainda lembro do que vi. Desde cedo cresci num ambiente hipersexualizado, crianças que eu convivia assistiam p e tinham fotos e vídeos em seus celulares, que mesmo não sendo tão avançados quanto os de hoje já davam suporte a esse merda. Tudo isso parecia normal, infelizmente.  Neutral

Desde essa época continuei mantendo contato com a p e só foi piorando quando eu aos 14 anos tive acesso a internet banda larga, pude cada vez mais ver vídeos, baixar filmes, jogar jogos de conteúdo adulto, etc. No entanto, por mais que fosse algo comum tudo isso me deixava cada vez mais egoísta e desligado de tudo, vivia em uma realidade alternativa onde tudo girava em torno de meu prazer e infelizmente ainda me vejo vivendo essa situação...

Me considero cristão desde muito tempo, porém mesmo crendo em Deus e sabendo que é errado aos olhos dEle esse tipo de conteúdo eu continuava cada vez mais me afundando, cada vez mais frio, cada vez mais morto. Tratava as pessoas mal, não tinha paciência com os estudos, baixa autoestima reinava e até pra pessoas que eu amava eu não tinha tempo disponível, poço de egoísmo.

Inicialmente eram fotos de mulheres, videos de p comum e hétero sem violência alguma. Depois evoluiu pra algo mais pesado com violências e xingamentos, ainda não havia descoberto a m nessa época. Depois de um certo tempo acessando alguns sites apareciam de vez em quando fotos de relações homossexuais, não havia me interessado de início mas de curiosidade eu fui ver, até hoje me arrependo de ter clicado pois foi ai que tudo piorou. A minha mente ficou confusa, serei gay ou não? Tinha sentido prazer naquilo e cada vez menos mulheres me chamavam atenção. Tenho lembranças de antigamente conseguir olhar para mulheres e sentir muita vontade de me aproximar e namorar com elas, mas isso foi se perdendo. Foi no contato com p gay que descobri a masturbação, outro ponto importante dessa trajetória pois tudo foi de mal a pior nesse momento, o vício parecia ter triplicado de intensidade. Cada vez mais me afundei em conteúdos homoeróticos e cada vez mais violentos, comecei a olhar para homens de maneira suja, sentia um desejo mas não era por uma relação real, apenas algo sexual e degradante, e até hoje luto com esses pensamentos.

Com o tempo a p gay começou a perder um pouco da graça também, comecei a ver muita p em desenho, zoofilia, vídeos de mutilação e até mesmo tive contato com pedo. Porém nesse momento percebi que algo estava muito errado, não sentia nada ao ver crianças e nem vontade de fazer algo, mas em vídeo parecia não ser tão ruim. Felizmente nunca tive desejo real nem por crianças e nem por animais, mas sei que se permanecesse nisso eu poderia sim me afundar mais.

Com o contato com p gay passei muito tempo em confusão e na maioria das vezes me colocava em um papel degradante. Comecei a me expor e trocar fotos e fazer videochamadas com homens, até pouco tempo ainda fazia. Não sentia alegria em nada daquilo mas ainda assim fazia, introduzia objetos em mim até pra ver se eu gostava e só me sentia sujo depois de tudo isso. Nunca fiz sexo com homens, o mais longe que fiz foi encostar no orgão de um homem pra ver se gostava, mas não passou disso, felizmente.

Cheguei a namorar uma menina por dois anos. Ela era perfeita, não tenho o que reclamar dela. Ela foi bem persistente comigo, desde o início contei do meu problema, ela tentou me ajudar mas ainda assim eu não conseguia largar esse vício maldito. Terminamos e seguimos nossas vidas, eu com uma sensação horrível de desperdício e egoísmo. Constantemente minha mente me dizia que eu devia ficar com homens mas eu não me sentia bem com aquilo. Inclusive a vez que encostei no orgão de um homem eu namorava ainda, mas não consegui fazer mais nada além pq eu não teria coragem de traí-la. Mas ainda assim era melhor que acabássemos pois além do problema com p eu tinha problemas de confiança, identidade e coisas assim. Cheguei a ter relações com ela varias vezes, algumas bem sucedidas e outras nem tanto. Quando passava um tempo longe de p eu conseguia ter ereções melhores, meu desejo por mulher ficava mais forte, mas quando eu assistia era sentimento de culpa, falta de confiança e desespero. O fato de não ter dado tão certo me mostrou que eu não mudava pq minha motivação era egoísta, eu só pensava em ter ereções melhores, conseguir uma boa performance, ser o homem que eu achava que deveria ser, mostrar pro que veio.  Crying or Very sad

Não é possível mudar com motivações egoístas, pois a p é gerada através disso. Uma pessoa precisa se propor a gravar algo que pode ser degradante e doloroso pra ela somente para que eu sinta prazer. Logo, percebo que o motivo principal não deve ser as nossas ambições egoístas, boas ereções e performance melhorada são apenas consequências. Sustentamos ao dar um clique nesses vídeos uma indústria podre, que financia tráfico humano, exploração de crianças, degradação humana, tudo por causa do nosso egoísmo, se eles fazem é pq tem quem consuma.

Ultimamente nesse período de quarentena tem sido difícil, tenho conseguido ficar no máximo 10 dias sem p, acaba sendo muito mais fácil sucumbir aos desejos maus estando atoa em casa. Comecei até mesmo a gastar dinheiro pra sustentar o vício e consequentemente movimentando essa indústria. Senti também falta de apoio, pessoas com que eu possa me abrir, não tenho amigos e os que tenho são apenas colegas, não consigo me abrir pra falar sobre.

Enfim, resolvi voltar pro fórum pois sei que é muito mais fácil lutar acompanhando outras pessoas. Isso vai mudar. Que não sejamos tão egoístas! Estarei sempre que possível acrescentando algo ao diário, até outras coisas que eu for lembrando. Creio que com a ajuda de Deus e o apoio de vcs eu conseguirei sair disso! (Espero q não tenham cansado de ler, enfim, é isso kkk)

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t9581-diario-de-vinicius-b-nao-preciso-enfrentar-isso-sozinho






Próximas metas a serem batidas (em dias):

7 dias (  )  14 ( )  21 (  )  30 ( )  40 ( )  50 ( )  60 ( )  70 ( )  80 ( )  90 ( )  100 ( )  125 ( )  150 ( )  180 ( )

Your future is whatever  you make it

GOD OF WAR gosta desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 22:47
Rapaz, que legal encontrar alguém por aqui que é cristão também e luta contra esse vício. Acredito que por ser cristão a cobrança acaba aumentando na gente e nos achamos a pior pessoa existente no mundo. Com certeza não tem como vencer isso sozinho, além da ajuda de Deus temos que saber que as pessoas também ajudam a nos fortalecer através dos seus relatos e experiências. Muito obrigado por passar por aqui, permanecerei atualizando e não me deixarei desanimar. Vou visitar seu relato também, vi que tem o link aqui. Quanto aos bloqueadores eu usei um no dns e to usando app lock no celular pra bloquear alguns apps que eu não me controlo bem. Se tiver alguma dica é sempre bem vindo aqui. Muito obg e fica na paz de Cristo!

ViníciusB e GOD OF WAR gostam desta mensagem

ViníciusB
ViníciusB
Mensagens : 86
Data de inscrição : 16/10/2018

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 22:59
Pois é cara,

Vc sabe bem como fica nossa consciência após cada uma dessas recaídas. Mas é isso mesmo, temos que nos cercar de toda ajuda possível para sair dessa. Quanto aos bloqueadores, aqui mesmo no fórum há uma sessão destinada só para isso. Mas, a combinação perfeita de bloqueadores vai depender muito do sistema que você usa, a quantidade de dispositivos aos quais você tem acesso e até se você tem alguém confiável para deixar as senhas (em casos de necessidade).

Como os meus estão organizados atualmente:

Meu celular tem sistema operacional  iOS, então a acabei descobrindo que o próprio bloqueador nativo do sistema é um das melhores alternativas (mas para isso é necessário fazer uma personalização especial, além de ter alguém de confiança para guardar a senha - para casos de necessidade). Sobre essa personalização, há dicas valiosas nesse post aqui: https://www.comoparar.com/t8927-bloqueador-nativo-ios-12

Para computadores e outros sistemas, sei que o Qustódio funciona bem (esse é o que eu uso no computador). Para melhores resultados, eu achei melhor comprar a versão que me permite configurar cinco dispositivos. Aí aproveito todas as configurações para dois computadores diferentes + tablet (Só não uso ele no celular pq ele estava afetando um app de conta bancária).

Para todos os bloqueadores, vi a necessidade de ter manter as senhas com alguém de confiança. Como são vários programas diferentes, pedi à minha mãe que criasse uma senha para cada um deles, escrevesse em um papel que trancamos em um pequeno cofre (ao qual só ela tem acesso). Aí, eventualmente, quando REALMENTE preciso, peço que ela coloque a senha.

Mas, dá uma pesquisada a fundo lá no tópico dos bloqueadores. Certeza vc vai encontrar uma solução prática.  A minha dica é combinar bloqueadores. Nem que seja o nativo do seu sistema + um desses sugeridos por lá.


ShikamaruNara escreveu:Rapaz, que legal encontrar alguém por aqui que é cristão também e luta contra esse vício. Acredito que por ser cristão a cobrança acaba aumentando na gente e nos achamos a pior pessoa existente no mundo. Com certeza não tem como vencer isso sozinho, além da ajuda de Deus temos que saber que as pessoas também ajudam a nos fortalecer através dos seus relatos e experiências. Muito obrigado por passar por aqui, permanecerei atualizando e não me deixarei desanimar. Vou visitar seu relato também, vi que tem  o link aqui. Quanto aos bloqueadores eu usei um no dns e to usando app lock no celular pra bloquear alguns apps que eu não me controlo bem. Se tiver alguma dica é sempre bem vindo aqui. Muito obg e fica na paz de Cristo!

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t9581-diario-de-vinicius-b-nao-preciso-enfrentar-isso-sozinho






Próximas metas a serem batidas (em dias):

7 dias (  )  14 ( )  21 (  )  30 ( )  40 ( )  50 ( )  60 ( )  70 ( )  80 ( )  90 ( )  100 ( )  125 ( )  150 ( )  180 ( )

Your future is whatever  you make it

ShikamaruNara gosta desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 4/10/2020, 23:02
Ahh sim, entendi. Acho q vou comprar esse do QUstodio, vale a pena investir nisso. Vou seguir suas dicas pra ver se funciona aqui. Eu tava usando uma extensão do próprio chrome mas ela tava bloqueando até minhas aulas da faculdade, ai tive que tirar. Obrigado pelas dicas!
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 5/10/2020, 21:03
Algumas coisas sobre meu passado foram bem difíceis, passei por situações humilhantes e sempre fui muito excluído em tudo. Era maltratado pela maioria dos meninos na minha escola no qual passei longos 8 anos de sofrimento sem ser acreditado, afinal, homem não pode sofrer e nem mostrar fraqueza, só engole o choro. Esses meninos sempre judiaram de mim pq eu era mais artístico, sempre fui muito sensível pro lado artístico e hoje em dia me alegro por isso mas naquela época era um fardo a se carregar, eu queria ser como os outros meninos, queria ter interesse por futebol e pelos seus assuntos mas eu simplesmente não conseguia e me achava defeituoso por isso. Por vezes fui chamado de gay e humilhado em público pela minha maneira de ser; os meninos passavam a mão em mim e era extremamente incômodo, eu era meio gordo e tinha o peito um pouco grande, sempre tive quadril mais largo e bunda grande, é de família, mas por conta disso eu acabava sendo visto pelos outros garotos como inferior. Visto isso eu consigo perceber a origem de alguns pensamentos e práticas absurdas que cometi:

- Com o tempo comecei a me sentir atraído de alguma forma por esses garotos que me oprimiam e até fantasiar cenas onde eles abusavam de mim e acabava gostando da idéia, mas em momentos de consciência no lugar eu abominava ter que pensar nisso.

- Assumi com o tempo um papel de submisso perante os homens e comecei cada vez mais a consumir conteúdos totalmente degradantes, homens sendo praticamente "cadelizados" por outros homens e dando seu dinheiro pra outros homens, apenas pra ser humilhados e gostando disso. Na vida mesmo eu sou meio muquirana e tenho dificuldades em gastar meu dinheiro com as pessoas, mas ao ver isso em p parecia ser super legal. Outra coisa que difere é que eu não sou uma pessoa que curte se submeter aos outros, geralmente eu gosto de estar no controle das situações, também não é algo muito bom mas há uma clara divergência de comportamento, uma dualidade.

- Comecei muito cedo a introduzir objetos em mim para me estimular, chegando uma vez até a me machucar. Na real eu não gostava mas fazia mesmo assim, me sentia um porco mas fazia.

- Outra coisa que fiz foi ir atrás de homens em banheiros públicos para ver se rolava algo, assim como eu via nos vídeos, porém sempre que ia nunca conseguia fazer nada, pelo menos um lado consciente de mim não me deixou fazer nada, é uma prática nojenta pra mim, ainda mais sendo com desconhecidos. O máximo que consegui fazer foi encostar no orgão da pessoa mas nada além disso.

Analisando tudo isso considero a p e essas experiências que com toda certeza estimulam esses comportamentos as razões desses desvios, nunca tive vontade de fazer isso antes de me afundar no vício, não era algo que passava na minha mente de verdade. Ou seja, essa bosta é capaz de distorcer nossa identidade a ponto de fazermos coisas que não condizem com o que somos. Esse lixo de p precisa ser cada vez mais combatida e vista com maus olhos pela sociedade. È cansativo sofrer com isso e também saber que várias outras pessoas estão sofrendo, tanto os viciados quanto as vitimas da indústria, não existe um que não saia machucado disso.

Acrescentando aqui, lembro-me também de outras experiências pertubadoras, onde meninos me agarravam e uma outra situação onde dois garotos me chamaram pra ir em um lugar com eles que estava vazio e totalmente facil pra fazer algo de ruim, vi nos olhos deles que havia má intenção e fugi daquela situação. Ambos eram viciados e falavam disso com naturalidade, como se fosse a melhor coisa da vida deles.

Enfim, a p precisa ser desnaturalizada de nosso meio, ela se entranhou de uma forma discreta com o tempo e nas coisas mais sutis ela está envolvida. A mídia naturaliza, a música canta sobre ela, os jogos a simulam, os influentes a consomem sem pudor. Estamos em um retrocesso e precisamos acordar, eu incluido!
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Day 1

em 6/10/2020, 20:42
Primeiro dia, vencido! Porém vigilância constante! Algumas medidas que tomei para que dÊ certo foram:

- Instalar o Qustodio e configurei o DNS para dificultar o acesso e ainda vou adicionar uma extensão nos navegadores para dificultar mais ainda;

- Exercitar a confissão com pessoas de confiança;

- Parar de ficar atoa deitado na cama ou levar o celular pro banheiro;

- Comecei a praticar novas línguas, é um hobbie meu desde criança, dessa vez estou aprendendo russo que eu já havia desistido a um tempo;

- Começar a se exercitar aos poucos para melhorar a saúde e a mente;

- Exercer minha fé, pois creio que Deus é um grande ajudador nesse processo se deixarmos que Ele ajude;

- Não mexer no pc para coisas que não sejam acadêmicas;

- Banhos gelados sempre que possível;

- Bloquear o youtube do celular por que com certeza cairei se o manter, por mais que eu ache o youtube muito útil não é o momento;

Amanhã é um novo dia, e estarei de novo relatando o que aconteceu. Sentimentalmente foi um dia bugado pois geralmente um tempo depois de me entregar ao vício sempre experimento sentimentos péssimos e parece até o fim, dá vontade de desistir mas eu a minha vontade de sair desse lixo é maior, continuarei!

GOD OF WAR e Mateus97 gostam desta mensagem

ViníciusB
ViníciusB
Mensagens : 86
Data de inscrição : 16/10/2018

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 6/10/2020, 21:16
ShikamaruNara escreveu:Algumas coisas sobre meu passado foram bem difíceis, passei por situações humilhantes e sempre fui muito excluído em tudo. Era maltratado pela maioria dos meninos na minha escola no qual passei longos 8 anos de sofrimento sem ser acreditado, afinal, homem não pode sofrer e nem mostrar fraqueza, só engole o choro. Esses meninos sempre judiaram de mim pq eu era mais artístico, sempre fui muito sensível pro lado artístico e hoje em dia me alegro por isso mas naquela época era um fardo a se carregar, eu queria ser como os outros meninos, queria ter interesse por futebol e pelos seus assuntos mas eu simplesmente não conseguia e me achava defeituoso por isso. Por vezes fui chamado de gay e humilhado em público pela minha maneira de ser; os meninos passavam a mão em mim e era extremamente incômodo, eu era meio gordo e tinha o peito um pouco grande, sempre tive quadril mais largo e bunda grande, é de família, mas por conta disso eu acabava sendo visto pelos outros garotos como inferior. Visto isso eu consigo perceber a origem de alguns pensamentos e práticas absurdas que cometi:

- Com o tempo comecei a me sentir atraído de alguma forma por esses garotos que me oprimiam e até fantasiar cenas onde eles abusavam de mim e acabava gostando da idéia, mas em momentos de consciência no lugar eu abominava ter que pensar nisso.

- Assumi com o tempo um papel de submisso perante os homens e comecei cada vez mais a consumir conteúdos totalmente degradantes, homens sendo praticamente "cadelizados" por outros homens e dando seu dinheiro pra outros homens, apenas pra ser humilhados e gostando disso. Na vida mesmo eu sou meio muquirana e tenho dificuldades em gastar meu dinheiro com as pessoas, mas ao ver isso em p parecia ser super legal. Outra coisa que difere é que eu não sou uma pessoa que curte se submeter aos outros, geralmente eu gosto de estar no controle das situações, também não é algo muito bom mas há uma clara divergência de comportamento, uma dualidade.

- Comecei muito cedo a introduzir objetos em mim para me estimular, chegando uma vez até a me machucar. Na real eu não gostava mas fazia mesmo assim, me sentia um porco mas fazia.

- Outra coisa que fiz foi ir atrás de homens em banheiros públicos para ver se rolava algo, assim como eu via nos vídeos, porém sempre que ia nunca conseguia fazer nada, pelo menos um lado consciente de mim não me deixou fazer nada, é uma prática nojenta pra mim, ainda mais sendo com desconhecidos. O máximo que consegui fazer foi encostar no orgão da pessoa mas nada além disso.

Analisando tudo isso considero a p e essas experiências que com toda certeza estimulam esses comportamentos as razões desses desvios, nunca tive vontade de fazer isso antes de me afundar no vício, não era algo que passava na minha mente de verdade. Ou seja, essa bosta é capaz de distorcer nossa identidade a ponto de fazermos coisas que não condizem com o que somos. Esse lixo de p precisa ser cada vez mais combatida e vista com maus olhos pela sociedade. È cansativo sofrer com isso e também saber que várias outras pessoas estão sofrendo, tanto os viciados quanto as vitimas da indústria, não existe um que não saia machucado disso.

Acrescentando aqui, lembro-me também de outras experiências pertubadoras, onde meninos me agarravam e uma outra situação onde dois garotos me chamaram pra ir em um lugar com eles que estava vazio e totalmente facil pra fazer algo de ruim, vi nos olhos deles que havia má intenção e fugi daquela situação. Ambos eram viciados e falavam disso com naturalidade, como se fosse a melhor coisa da vida deles.

Enfim, a p precisa ser desnaturalizada de nosso meio, ela se entranhou de uma forma discreta com o tempo e nas coisas mais sutis ela está envolvida. A mídia naturaliza, a música canta sobre ela, os jogos a simulam, os influentes a consomem sem pudor. Estamos em um retrocesso e precisamos acordar, eu incluido!

Fala meu querido ShikamaruNara,

Cara, sinto muito por tudo que você teve que enfrentar na infância/adolescência. O bullying é uma prática odiosa e é triste ver que tem tanta gente que insiste em naturaliza-lo ou mesmo insistir que ele não existe.

Infelizmente essas experiências traumáticas influenciaram muito a pessoa que você se tornou. Mas, quem não seria impactado passando por abusos como esses que você relatou?  Imagino o quanto deve ter sido difícil pra você escrever as coisas que você já procurou, ou as coisas que você já fez para se estimular. Saiba que eu te entendo. Tb já desejei coisas que eu abomino, e tbm já me excitei muito com coisas que encaro como imundas. Mas, certamente isso tem a ver com o tanto de P ao qual fomos expostos. Em um determinado momento, os estímulos mais "simples" não fazem mais sentido, e acabamos avançando rumo ao fundo do poço.

Mas, agora que teve a chance de por um pouco disso pra fora, é hora de deixar isso no passado. Vc, assim como eu, ainda tem muito tempo para reescrever sua trajetória, e é isso que estamos nos propondo a fazer.

Fique feliz em saber que os bloqueadores estão dando certo, e que você está tomando medidas práticas para quando as fissuras vierem.

Mais do que nunca, estamos juntos meu caro. Força, estou torcendo aqui por você

Grande abraço,

Vinícius

_______________________________________
MEU DIÁRIO: https://www.comoparar.com/t9581-diario-de-vinicius-b-nao-preciso-enfrentar-isso-sozinho






Próximas metas a serem batidas (em dias):

7 dias (  )  14 ( )  21 (  )  30 ( )  40 ( )  50 ( )  60 ( )  70 ( )  80 ( )  90 ( )  100 ( )  125 ( )  150 ( )  180 ( )

Your future is whatever  you make it

ShikamaruNara gosta desta mensagem

avatar
Mateus97
Mensagens : 66
Data de inscrição : 05/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 6/10/2020, 22:32
Parabéns mano por lutar contra esse vício, tentarei acompanhar seu tópico sempre que eu puder. Também tive problemas com P homossexual, inclusive passei uns 2 ou 3 anos achando que eu fosse gay. Hoje já tenho uma consciência muito bem estruturada sobre o que eu sou. O que quero que você saiba é que felizmente nosso cérebro é capaz de "apagar memórias", é óbvio que nem toda a pornografia que você assistiu poderá ser deletada completamente, mas é possível sim ter um verdadeiro "reboot" do cérebro.

Algumas dicas que quero te passar:

NUNCA, JAMAIS SE TESTE. Esse é o problema mais comum com quem tem hocd e está fazendo o reboot. E quando eu falo de se testar eu me refiro a tudo- olhar para homens ou mulheres para avaliar, ou reafirmar o que sente, fantasiar ou se imaginar em uma cena romântica ou sexual com um homem ou mulher etc. Você deve evitar tudo.

Também é de suma importância evitar completamente tudo relacionado a sexo e erotismo. Evite desenvolver fantasias e evite ter ereções. É importante fazer isso para que você não "reative" memórias da pornografia. Ereções matinais são involuntárias então não tem como se evitar, mas tente não estimular o pênis.

Por fim, descarregue toda sua energia sexual em atividades produtivas como trabalhar, estudar, fazer exercícios físicos etc. Assim você terá novas fontes de dopamina e ainda te ajudará a controlar a ansiedade.

Boa sorte mano, tamo juntos nessa.

GOD OF WAR e ShikamaruNara gostam desta mensagem

RBr77
RBr77
Mensagens : 63
Data de inscrição : 27/09/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 6/10/2020, 22:58
ShikamaruNara escreveu:Primeiro dia, vencido! Porém vigilância constante! Algumas medidas que tomei para que dÊ certo foram:

- Instalar o Qustodio e configurei o DNS para dificultar o acesso e ainda vou adicionar uma extensão nos navegadores para dificultar mais ainda;

- Exercitar a confissão com pessoas de confiança;

- Parar de ficar atoa deitado na cama ou levar o celular pro banheiro;

- Comecei a praticar novas línguas, é um hobbie meu desde criança, dessa vez estou aprendendo russo que eu já havia desistido a um tempo;

- Começar a se exercitar aos poucos para melhorar a saúde e a mente;

- Exercer minha fé, pois creio que Deus é um grande ajudador nesse processo se deixarmos que Ele ajude;

- Não mexer no pc para coisas que não sejam acadêmicas;

- Banhos gelados sempre que possível;

- Bloquear o youtube do celular por que com certeza cairei se o manter, por mais que eu ache o youtube muito útil não é o momento;

Amanhã é um novo dia, e estarei de novo relatando o que aconteceu. Sentimentalmente foi um dia bugado pois geralmente um tempo depois de me entregar ao vício sempre experimento sentimentos péssimos e parece até o fim, dá vontade de desistir mas eu a minha vontade de sair desse lixo é maior, continuarei!

Fala meu amigo, tranquilo?
Fico muito feliz em ver teu empenho em realmente querer sair desse vício. Eu queria ter essa capacidade de disciplina que você está tendo. Perco muito tempo em redes sociais e é ali que corre o perigo. Continue assim e nos atualize sempre, tem me ajudado bastante! Abraços

_______________________________________

ShikamaruNara gosta desta mensagem

Vitoriosa
Vitoriosa
Moderadora
Moderadora
Mensagens : 437
Data de inscrição : 10/12/2018
Idade : 46

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 6/10/2020, 23:17

Oi, ShikamaruNara!

Que bom que você chegou! Seja muito bem-vindo ao Fórum "Vício em Pornografia, Como Parar?". Aqui, ao mesmo tempo em que construímos um novo caminho por meio da reversão do vício, também construímos uma família. Por isso, desejamos que você se sinta bem entre nós, ao mesmo tempo que encontre oportunidades e condições para aprender e crescer.

Confira algumas orientações, caso já esteja adotando algumas delas, parabéns!

  • Conheça a legislação do Fórum: Regras de Participação, Orientações Básicas e Proibições.

  • Veja como gerenciar seu diário em Como criar um diário no Fórum.

  • Conheça o Guia Introdutório e aprenda o básico sobre o processo de reversão do vício ou adquira o Curso Online Programa Revert (Super Recomendado) para ter acesso a informações mais completas.

  • Confira o arsenal tecnológico para te auxiliar na proteção contra o vício: Configuração do Clean Browsing; Bloqueamento via Hosts; Inter App Control Pro (Pago); Blok Supreme (Pago); Download do Qustodio (A versão gratuita já é suficiente). Para maiores informações e/ou encontrar outras opções acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Conheça os navegadores (para smartphone) que já vem com proteção contra o vício e escolha um: Spin, Kids Safe Browser (Pago) e Mobicip. Instale o NetAngel para bloquear a pornografia em seu smartphone, bem como o AppLock que pode ser utilizado para bloquear o serviço de distribuição de aplicativos, as configurações do smarthpone, dentre outras coisas. Para maiores informações e/ou encontrar outras opções para Android, iOS ou Windows Phone acesse a Seção Ferramentas e Bloqueadores.

  • Dica: Cadastre um e-mail temporário descartável em seus softwares, pois, assim, você evita uma possível recuperação da senha. Utilize também um método de ocultação de senha, para evitar que você desative os bloqueadores em um momento de fissura. Acesse: Método para esconder a senha.

  • Instale um contador de dias: Tutorial Contador de Dias, para te situar em sua jornada.

    Avalie também a necessidade de abandono de outros vícios que podem de alguma forma te atrapalhar no processo, como masturbação, álcool, outras drogas lícitas e ilícitas, games, comidas e outros.

  • Priorize as atividades de religação, tais como: socialização, trabalho voluntário, trabalho manual prazeroso, leitura de livros, mindfulness, meditação, yoga, musculação, natação, ciclismo, pilates, hidroginástica, crossfit, boxe, lutas diversas, dança, caminhada, corrida, zumba, voleibol, futebol e muitas outras. Não foque muito em quantidade, mas na qualidade.

  • Não desperdice o seu tempo em redes sociais, pois muitas delas atuam como verdadeiras "playboys digitais", tais como: facebook, instagram, twitter, pinterest e outras. Evite também a navegação a esmo.

  • Não abandone o fórum, atualize constantemente o seu diário. Certifique-se de ter relatado toda a sua história de envolvimento com a PMO, para que, assim, possamos ajudá-lo(a) da melhor forma. Iremos empenhar todos os nossos esforços para te assistir, e sempre que puder ajude outros aqui também.

Abraços!
Vitoriosa

_______________________________________
Vitoriosa

ShikamaruNara gosta desta mensagem

Marcelus1000
Marcelus1000
Mensagens : 792
Data de inscrição : 17/12/2016

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 7/10/2020, 01:32
Acompanhando seu post, vamos tranquilo vencendo o vício, um dia de cada vez.

ShikamaruNara gosta desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 7/10/2020, 15:23
Oi,gente! Muito obrigado por suas respostas, é ótimo ter apoio nessa luta! Very Happy

ViníciusB, realmente, passar por essas coisas não foi fácil, a maioria das inseguras e atitudes estranhas que tenho com certeza vieram disso, mas felizmente consegui estou fazendo psicóloga pra tratar esses problemas, a P em si não é a unica causa, mas tem várias questões também. Sem dúvida é desconfortável ter que falar das coisas que fiz, pq são nojentas e um atentado contra meu corpo, uma total falta de noção, mas creio que não acontecerá mais, ainda tenho fé que isso vai passar e logo. Muito obrigado pelo seu apoio, é muito importante! Abraço!

EU01, muito obrigado pela dica. Tava avaliando e realmente existem formas legais de usar o Pc em alguns momentos, principalmente que eu já amo um jogo então talvez seja algo legal pra alguns momentos. Só tomar cuidado mesmo com o que jogar pq também pode influenciar, mas realmente precisamos de outras fontes de dopamina. Muito obrigado mesmo!

Mateus97, muito obrigado! Realmente essa de se testar é uma cilada, além disso a nossa mente tenta nos trazer curiosidades com coisas ruins, e quando vemos já estamos atolados. Outra coisa que você disse que é bem importante é essa coisa de se estimular as vezes até involuntariamente, tenho muita dificuldade nisso e estou me policiando muito pra nao ficar me tocando, as vezes eu começo a apertar e nem percebo, outra cilada.
Valeu mesmo, são dicas muito boas e pode acompanhar, estarei relatando sempre que tiver tempo.

RBr77, com certeza redes sociais são uma bosta,eu to a cada dia mais convencido a largar de vez, não só pela p mas por achar um ambiente meio tóxico em vários sentidos, além de perdermos tempo vendo a vida das pessoas e acaba não acrescentando nada de bom. Eu assisti um documentário ontem sobre redes sociais e fiquei considerando bastante excluir-lás, o nome é O Dilema das Redes da Netflix, explica muito sobre a manipulação por trás das redes e como eles querem nos fazer pensar que necessitamos delas a todo custo. Isso é real, ficava com medo de excluir achando que ia precisar fazer algo depois e acaba-se criando uma dependÊncia. E as redes meio que sabem por algoritmo o que nos temos algum tipo de interesse, até mesmo a p que vemos eles sabem e geralmente se vc perceber vão aparecer coisas no seu feed que lembram isso, sendo assim um gatilho. É uma zona de risco!
Muito obrigado por acompanhar, estarei te acompanhando tbm, já deu td certo.

Vitoriosa, muito obrigado pelas informações, com certeza será de grande ajuda! Muito obrigado!

Marcelus1000, é isso aí, já basta cada dia seu mal, vamos vencendo cada dia e vai dar certo. Obrigado por acompanhar, estarei torcendo por vc tbm!

GOD OF WAR
GOD OF WAR
Mensagens : 5
Data de inscrição : 03/10/2020
Idade : 24
Localização : Rua Teófilo Otoni, 660, Taboão da Serra-SP

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 7/10/2020, 17:15
Em primeiro lugar parabéns pela sua coragem em expor toda sua história aqui, em segundo você escreve muito bem, li seu texto de forma bem rápida pois estava bem escrito. Esses padrões que a sociedade tenta impor em nossas vidas nos destroem pois nos afastam do nosso verdadeiro eu , nos impedem de descobrir nossas vocações e no final nos deixam traumatizados. Meu pai agia assim e o resultado foi drástico-um a um os filhos foram saindo de casa, pois quem mais deveria nos apoiar fazia o contrário.
siga firme na luta irmão vejo que você vai longe, conte comigo estou aqui a disposição para trocar ideia. força tmj afro

ShikamaruNara gosta desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 7/10/2020, 17:42
Olá, GOD OF WAR! Realmente esses padrões são destrutivos demais, as pessoas não podem mais ser elas mesmas sem serem julgadas, parece uma inquisição pra te pressionar. Eu mesmo passei uns 3 anos fazendo um curso que eu não queria pq eu achava q eu não deveria fazer o que eu realmente queria, por achar que talvez fosse um curso mais pra mulher e coisas assim e consequentemente com o vício tbm passava muito problema pq eu sempre tinha que me provar que eu não era gay, e com isso eu me ferrava mais. É osso!
E obrigado pelo elogio, tô realmente surpreso pq eu sempre acho q não sei me expressar muito bem através da escrita, mas realmente obrigado kkk.
Muita força também cara, vai dar td certo!
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Day 2

em 7/10/2020, 21:32
Mais um dia vencido com a graça de Deus!
O dia foi bem movimentado em vários sentidos. Acordei e logo fui ler a bíblia, é um costume que estou tentando manter já que quando recaio eu desanimo de ler. Li um versículo que já conhecia mas foi muito importante ter sido justamente ele de novo, 1 Coríntios 6.18 que já começa dizendo: "Fujam da imoralidade sexual!". Por mais que eu já saiba que é o que e devo fazer é bom sempre relembrar, nosso cérebro tenta nos sabotar então é bom nos apegarmos naquilo que cremos.
Depois disso eu criei um cronograma diário pra seguir e evitar os tempos de ócio, que são meus piores inimigos nessa luta, cabeça vazia oficina do diabo, já dizia o ditado.
Em seguida aproveitei para me exercitar e fiz uma caminhada de 1 hora e percebi que preciso me fortalecer mais, sou muito sedantário, não sou gordo mas não aguento mínimos esforços sem ficar com dor em seguida. Ajudei meus pais a limpar o quintal e quase passei mal de tanto peso que carreguei, preciso focar mais em me fortalecer, quase não tenho músculos desenvolvidos.
A tarde assisti a uma aula chatinha da faculdade mas deu pra tirar algum proveito.
Investi também nos banhos gelados, mesmo sem vontade de ver p e coisas do tipo, e até que gosto kkk.
Aproveitei e também comprei um controle de vídeo game pra poder jogar, pq é algo que sei que libera dopamina, substituindo aos poucos os velhos hábitos.
Também me senti mais produtivo hoje. Estou em processo de desenvolvimento de um projeto e conseguir ser bastante útil e dar boas idéias práticas. Uma motivação que tomei é que eu sou bem criativo quando estou sem pmo. Meu raciocínio fica mais rápido e consequentemente eu me expresso melhor, sempre fui elogiado pela minha fala e me sinto um lixo com esses bloqueios que a pmo me faz ter. Então, mais motivações pra ficar longe desse inferno. Foram dois dias mas creio que serão muitos e muito mais. É sair disso ou morrer tentando, não me conformo em viver essa vidinha medíocre e vazia. Isso vai mudar!

"Pois ele os comprou e pagou o preço. Portanto, usem seu corpo para glória dele." - 1 Coríntios 6;20.
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Day 3

em 9/10/2020, 09:03
Um pouquinho atrasado mas tá valendo,ia postar ontem a noite mas deu muito sono kkk.
O dia de ontem foi um dia muito bom, experimentei alguns pensamentos e sentimentos que costumam ser normais nessa fase de reboot, principalmente reparar demais nos homens na rua quase que de forma imperceptível, porém eu tenho me esforçado o máximo pra não olhar,e quando eu olho estou tentando pensar coisas diferentes da pessoa. Por exemplo, se antes eu objetificava agora eu vou tentar enxergar que aquela pessoa é um ser humano,com história,com habilidades e emoções, não apenas partes de um corpo como a P nos faz enxergar. Tem sido um tremendo desafio mas é aos poucos,no início parece forçado mas toda mudança no início vai parecer assim, precisamos persistir.
Ainda assim, uma sensação aconteceu e eu não tava esperando,comecei a sentir vontade de um afeto com mulher, sim, queria nem que fosse um abraço. Minha idéia das mulheres sempre foi muito romântica e carinhosa, já tive bastante desejo mas acabou ofuscado por anos de consumo de conteúdo distorcido. Passei perto da casa de uma amiga da época de escola e comecei a ter sentimentos estranhos,mas foi bom,são poucas coisas que me mostram que eu realmente não tenho genuína vontade por homens, apenas desvio por conta desse consumo excessivo.
Quase não tive ereções ontem e isso pra mim é ótimo,pois sempre que tenho eu automaticamente encosto no pênis e se eu não me cuidar eu meio que me estimulo apertando, o que é perigoso pra uma recaída. Estou conseguindo me controlar com relação a isso,tentando olhar o mínimo pra lugares onde tenham gatilhos.
Também estou afastado das redes sociais, era outro vício que contribuia para PMO. Gostava muito de instagram mas achei necessário, minha vida vale mais que isso,sem contar que essas redes estão repletas de futilidades. Dou até essa dica, se afaste das redes! Eles querem que pensemos necessitar delas mas na verdade já tivemos uma vida ótima no passado sem que as redes existissem. Afastam-se principalmente de twitter e instagram,são umas das mais nocivas e problemáticas. Facebook já tá morrendo aos poucos mas essas outras estão a todo vapor. São apenas dicas,não quero fazer a cabeça de ninguém,mas acho que na luta contra esse vício vale abrir mão de tudo, todo cuidado é pouco.

Rocketman, EU01 e Charuto gostam desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 9/10/2020, 12:21
Com certeza o foco no HOCD e em suas mazelas não é nada bom, só faz ficarmos mais obsessivos com isso. Tô focando nos hobbies mesmo e em atividades físicas, por mais que seja doloroso kkk. Com o tempo sei que essas neuras vão sumindo, já cheguei uma vez a 80 dias e lembro que já não pensava tanto nessas coisas, era apenas um detalhe do passado, mas por descuido caí e voltei pra estaca zera, até piorei na vdd. Um grande problema é esse, contar vitória antes do tempo, acaba fazendo abaixar a guarda. Na real a guarda nunca deve ser abaixada, essa é uma luta pra vida infelizmente, mas a cada dia mais se torna mais fácil vencê-la!
RBr77
RBr77
Mensagens : 63
Data de inscrição : 27/09/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 9/10/2020, 21:26
ShikamaruNara escreveu:Um pouquinho atrasado mas tá valendo,ia postar ontem a noite mas deu muito sono kkk.
O dia de ontem foi um dia muito bom, experimentei alguns pensamentos e sentimentos que costumam ser normais nessa fase de reboot, principalmente reparar demais nos homens na rua quase que de forma imperceptível, porém eu tenho me esforçado o máximo pra não olhar,e quando eu olho estou tentando pensar coisas diferentes da pessoa. Por exemplo, se antes eu objetificava agora eu vou tentar enxergar que aquela pessoa é um ser humano,com história,com habilidades e emoções, não apenas partes de um corpo como a P nos faz enxergar. Tem sido um tremendo desafio mas é aos poucos,no início parece forçado mas toda mudança no início vai parecer assim, precisamos persistir.
Ainda assim, uma sensação aconteceu e eu não tava esperando,comecei a sentir vontade de um afeto com mulher, sim, queria nem que fosse um abraço. Minha idéia das mulheres sempre foi muito romântica e carinhosa, já tive bastante desejo mas acabou ofuscado por anos de consumo de conteúdo distorcido. Passei perto da casa de uma amiga da época de  escola e comecei a ter sentimentos estranhos,mas foi bom,são poucas coisas que me mostram que eu realmente não tenho genuína vontade por homens, apenas desvio por conta desse consumo excessivo.
Quase não tive ereções ontem e isso pra mim é ótimo,pois sempre que tenho eu automaticamente encosto no pênis e se eu não me cuidar eu meio que me estimulo apertando, o que é perigoso pra uma recaída. Estou conseguindo me controlar com relação a isso,tentando olhar o mínimo pra lugares onde tenham gatilhos.
Também estou afastado das redes sociais, era outro vício que contribuia para PMO. Gostava muito de instagram mas achei necessário, minha vida vale mais que isso,sem contar que essas redes estão repletas de futilidades. Dou até essa dica, se afaste das redes! Eles querem que pensemos necessitar delas mas na verdade já tivemos uma vida ótima no passado sem que as redes existissem. Afastam-se principalmente de twitter e instagram,são umas das mais nocivas e problemáticas. Facebook já tá morrendo aos poucos mas essas outras estão a todo vapor. São apenas dicas,não quero fazer a cabeça de ninguém,mas acho que na luta contra esse vício vale abrir mão de tudo, todo cuidado é pouco.

E aí meu querido, como que cê tá?
Nossa mente é tão complexa que ela entra em conflito com ela mesma! A evolução é um pouco longa e as vezes dolorosa mas é necessária pra que possamos sair desse vício. Fico feliz que você esteja conseguindo entender quais são os gatilhos que te fazem cair, a partir disso você sabe o que fazer e não fazer. Sobre o HOCD, assim como o amigo disse, vai demorar um pouco porquê mexe não só com sua mente mas também com suas emoções, vontades e desejos. Mas nossa mente tem uma plasticidade incrível e com o reboot esses pensamentos vão dando lugar aos verdadeiros desejos que você têm. Seguimos firmes, irmão! Um grande abraço e fique bem.

_______________________________________

ShikamaruNara gosta desta mensagem

ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Day 4

em 9/10/2020, 21:40
O dia de hoje foi um pouco estranho, na verdade é um padrão desses dias iniciais, passo por uma descarga de negatividade e tudo me chateia, mas não vou me martirizar pq sei que é o comum. Não vi P e tbm não me excitei durante o dia mas confesso que tive alguns pensamentos ruins. Mais uma vez consequência do vício que ainda não me largou mas que em breve será só um detalhe banal, mas sempre vigilante.
Hoje eu acordei um pouco cedo, o dia tava nublado e chuvoso. eu ia sair pra caminhar mas acabou não dando, fiz uns exercícios em casa mesmo mas não tanto quanto gostaria. Como já falei estou tentando reverter esse quadro de sedentarismo e também buscar uma alimentação melhor, principalmente pq esses últimos dias minha pressão tava um pouquinho alta e isso nunca aconteceu. Estou tentando me tornar vegetariano aos poucos pois tenho perdido o gosto por carne, não acho mais tão gostosa como antes. Tenho mesmo é que parar com os doces pois exagero, principalmente quando caio em PMO, logo preciso de um doce pra aliviar, um vício leva a outro.
Mantive meu quarto arrumado também, me sinto bem assim, odeio bagunça e o vício contribui demais pra deixar o quarto bagunçado. Assisti minhas aulas de hj de boas e joguei um pouco de Among Us e também passei a tarde assistindo uma série de comédia da Netflix, One Day At a Time, recomendo! Por coincidência o ep de hj falava sobre pornografia e o quanto distorce nossa visão do sexo e das pessoas, aiai, só tapa na cara! Também tive meu tempo de oração que estou aos poucos recuperando e ler mais a bíblia. Uma das últimas tentativas eu tava lendo bastante e tava bem feliz com meu comprometimento, mas cai e joguei tudo por água a baixo. Não deixarei acontecer.
Olhando pra trás eu vejo que eu fui muito convencido em achar que ia conseguir vencer isso sozinho e sem ajuda de bloqueadores e coisas assim, não caiam nessa! Por mais que estejamos querendo mudar somos traiçoeiros ao mesmo tempo, nesse início de reboot principalmente não é muito bom confiar tanto em si mesmo kkk.
Enfim, foi isso! Mais um dia de vitória. Um dia longe desse lixo é valioso, temos que aprender a comemorar essas vitórias diárias!

_______________________________________
Meu diário: Aqui!

"Fugir e se esconder das coisas que se tem medo não vai fazê-las desaparecer"  

- Shikamaru



Maior recorde: 80 dias

Vitoriosa e Mateus97 gostam desta mensagem

avatar
Mateus97
Mensagens : 66
Data de inscrição : 05/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 10/10/2020, 08:24
ShikamaruNara escreveu:O dia de hoje foi um pouco estranho, na verdade é um padrão desses dias iniciais, passo por uma descarga de negatividade e tudo me chateia, mas não vou me martirizar pq sei que é o comum. Não vi P e tbm não me excitei durante o dia mas confesso que tive alguns pensamentos ruins. Mais uma vez consequência do vício que ainda não me largou mas que em breve será só um detalhe banal, mas sempre vigilante.
Hoje eu acordei um pouco cedo, o dia tava nublado e chuvoso. eu ia sair pra caminhar mas acabou não dando, fiz uns exercícios em casa mesmo mas não tanto quanto gostaria. Como já falei estou tentando reverter esse quadro de sedentarismo e também buscar uma alimentação melhor, principalmente pq esses últimos dias minha pressão tava um pouquinho alta e isso nunca aconteceu. Estou tentando me tornar vegetariano aos poucos pois tenho perdido o gosto por carne, não acho mais tão gostosa como antes. Tenho mesmo é que parar com os doces pois exagero, principalmente quando caio em PMO, logo preciso de um doce pra aliviar, um vício leva a outro.
Mantive meu quarto arrumado também, me sinto bem assim, odeio bagunça e o vício contribui demais pra deixar o quarto bagunçado. Assisti minhas aulas de hj de boas e joguei um pouco de Among Us e também passei a tarde assistindo uma série de comédia da Netflix, One Day At a Time, recomendo! Por coincidência o ep de hj falava sobre pornografia e o quanto distorce nossa visão do sexo e das pessoas, aiai, só tapa na cara! Também tive meu tempo de oração que estou aos poucos recuperando e ler mais a bíblia. Uma das últimas tentativas eu tava lendo bastante e tava bem feliz com meu comprometimento, mas cai e joguei tudo por água a baixo. Não deixarei acontecer.
Olhando pra trás eu vejo que eu fui muito convencido em achar que ia conseguir vencer isso sozinho e sem ajuda de bloqueadores e coisas assim, não caiam nessa! Por mais que estejamos querendo mudar somos traiçoeiros ao mesmo tempo, nesse início de reboot principalmente não é muito bom confiar tanto em si mesmo kkk.
Enfim, foi isso! Mais um dia de vitória. Um dia longe desse lixo é valioso, temos que aprender a comemorar essas vitórias diárias!

Isso aí mano, também odeio bagunça e o vício faz com que meu quarto fique sempre bagunçado. Mas quando arrumo ele eu me sinto renovado, mais motivado.
Você comentou que assiste netflix etc, eu também assistia muitas séries mas as vezes eu me sentia mal por me achar fora do padrão que as séries impõem para os homens, e eu também ficava com medo de estar me sentindo "atraído" por eles. Enfim, por causa disso eu parei de assistir séries, e não me arrependo pois percebi que assistir filmes não vai me acrescentar muita coisa, não vai me ajudar em um concurso e só vai me impor padrões sociais que só me trarão cobrança. Hoje só assisto séries e filmes que sejam motivacionais, reflexivos ou com peso acadêmico.
ShikamaruNara
ShikamaruNara
Mensagens : 122
Data de inscrição : 04/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 10/10/2020, 08:56
Olá,Mateus! Super te entendo,quarto bagunçado dá um desanimo. Eu tenho a teoria de que nosso quarto reflete nosso estado emocional,pois quando estou mais mal é que meu quarto fica horrível.
Quanto as séries eu parei de assistir várias pelos mesmo motivos que você. Os homens são colocados de uma forma diferente e estranha,eu também ficava com medo de me atrair,principalmente em séries que forçam a barra com cenas de nudez. Muitas da Netflix fazem isso e eu não entendo pq precisa tanto de cenas de sexo quase explícito. A sociedade já naturalizou tanta a P que cenas como essa ficam cada vez mais normais aos nossos olhos. Essa série que to assistindo é mais de comédia familiar,então nem tem nada muito problemático. Eu tbm substitui séries por animações,principalmente japonesas que são muito lindas. Tenho assistido muitos filmes acadêmicos tbm e tem agregado muito.
Obg pela visita,torço por sua recuperação! Um abraço!

_______________________________________
Meu diário: Aqui!

"Fugir e se esconder das coisas que se tem medo não vai fazê-las desaparecer"  

- Shikamaru



Maior recorde: 80 dias
avatar
Mateus97
Mensagens : 66
Data de inscrição : 05/10/2020

Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas) Empty Re: Diário do Shikamaru (PMO/HOCD/Identidade/Traumas)

em 10/10/2020, 09:46
ShikamaruNara escreveu:Olá,Mateus! Super te entendo,quarto bagunçado dá um desanimo. Eu tenho a teoria de que nosso quarto reflete nosso estado emocional,pois quando estou mais mal é que meu quarto fica horrível.
Quanto as séries eu parei de assistir várias pelos mesmo motivos que você. Os homens são colocados de uma forma diferente e estranha,eu também ficava com medo de me atrair,principalmente em séries que forçam a barra com cenas de nudez. Muitas da Netflix fazem isso e eu não entendo pq precisa tanto de cenas de sexo quase explícito. A sociedade já naturalizou tanta a P que cenas como essa ficam cada vez mais normais aos nossos olhos. Essa série que to assistindo é mais de comédia familiar,então nem tem nada muito problemático. Eu tbm substitui séries por animações,principalmente japonesas que são muito lindas. Tenho assistido muitos filmes acadêmicos tbm e tem agregado muito.
Obg pela visita,torço por sua recuperação! Um abraço!
Também tenho essa teoria sobre o ambiente refletir no nosso emocional pois nada mais desanimador do que ver uma pia de vasilhas sujas, ver roupas, cadernos, papeis jogados no chão etc.
O legal é que eu também gosto de animações japonesas, pelo menos eu gostava muito quando adolescente, mas agora adulto eu vejo a maioria como algo que devo deixar para trás. Inclusive Naruto é um dos meus favoritos mas que preciso abandonar pois eu era viciado, agradeço ao anime por ter me mostrado pontos de vista que carrego para a vida, um anime que trás muitas filosofias e reflexões. Além de Naruto, os outros animes que gosto por me trazer questões reflexivas são Death Note, Yakusoku no Neverland, Koe no Katachi e o meu favorito Shingeki no Kyojin. Se você nunca assistiu Shingeki no Kyojin, recomendo que assista, é um anime sem igual, onde 99% dos personagens tem personalidades interessantes e complexas, inclusive existe oor volta de 10 personagens com os quais me identifico de alguma forma com a maneira deles pensarem ou como se sentem. Eu realmente amo Shingeki no Kyojin e a frase "This world is just that cruel" e "I just keep moving forward". É um anime muito triste, mas o mundo é tão complexo onde ninguém lá é perfeito, todos cometem erros e todos os personagens evoluem, as vezes eu torço prós "vilões", as vezes eu torço pros "heróis". Enfim, se não assistiu assista, se já assistiu assista de novo e preste mais atenção para reparar e novos detalhes. Enfim, falei demais mas é porque eu realmente amo esse mangá/anime.

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum