Ir para baixo
avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

14/10/2022, 15:06
Outra coisa também que queria dizer para todos meus amigos que me acompanham aqui: escrevo de maneira linear porque acho difícil estabelecer comunicao e ter um papo, sendo que no fórum não dá. No mundo ideal, eu e vocês estariam conversando (uma resposta que desencadeia outra resposta). Mas como nao da, eu tenho que escrever dessa maneira descritiva como se eu tivesse ensinando algo. Não é a ideia: gostaria de ouvir a opinião de vocês também sobre as coisas que eu falo. Se vocês concordam ou não e o que podemos pensar para pensar em outras alternativas. Não é como se eu fosse o detentor de todo conhecimento, se fosse assim, eu não seria um viciado haha.
Mas tô tentando aplicar o que eu falo aqui também, o que tá me ajudando. E o que vocês tão sugerindo também. Então vamos tentando ter um papo indo contra o limite do fórum na medida do possível. Tô tentando ler os tópicos de vocês também!!

Kobscop e soprano gostam desta mensagem

Sonhador1199
Sonhador1199
Mensagens : 16
Data de inscrição : 26/09/2022
Idade : 23

Agora conseguirei - Página 2 Empty Cabeça pra cima

14/10/2022, 23:34
To inspirado em você irmão, sucesso pra nóss, sustensa que o topo é nosso

Pakit e Kobscop gostam desta mensagem

Aba Anônima
Aba Anônima
Mensagens : 198
Data de inscrição : 23/05/2021
Idade : 23

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

15/10/2022, 00:43
Hey Pakit.

As reflexões que está trazendo para o fórum estão muito interessantes. Principalmente para quem se interessa por essa área, mesmo que por curiosidade.
Esse conhecimento pode ser de muito valor para os usuários do fórum e despertar bons insights como foi comigo, principalmente no texto sobre se vitimizar.

Continue nessa pegada, estarei aqui para dar aquela força e ajudar no que der.
Forte abraço!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t11904-aba-anonima



“E assim eles são escravos de seus prazeres em vez de apreciá-los; eles até amam seus próprios males, – e esse é o pior mal de todos!”.
- Sêneca.

Pakit, Kobscop e soprano gostam desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

15/10/2022, 02:09
Sonhador, tamo junto!! Já deu tudo certo!! Vamos que vamos que vai dar certo.

Aba anônima, muito obrigado mesmo pelo o feedback. Por mais que eu amo psicologia, não sei se todos iriam querer textos e relatos misturados assim, tava receoso. Fico feliz que saber que sim. Estou fazendo meu trabalho de conclusão de curso junto do reebot e eu acabo tendo algumas ideias para escrever, então vai ser legal trocar essas idéias por aqui.
Fico contente de conseguir provocar reflexões e insights!! Vou acompanhar seu diário também!! Forte Abraços e conta comigo Man, vamos vencer!!

Drew e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Convidado
Convidado

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

15/10/2022, 03:02
Mano, continue nessa pegada, tu é ótimo em explicar e dar exemplos...São sucinto, porém, é bem detalhado. Você poderia dar exemplos de livros para leigos lerem para entender um pouco sobre psicologia. Eu apesar de ser gordinho, quero voltar a malhar e um dos caras que eu admiro que é o Arnold, que se aprofundou em psico, para conseguir vencer obstáculos da sua mente...E esses livros seriam de suma importância para mim quero entender melhor como funciona meu cérebro, comportamentos e tal...Para galera que está aqui no seu diario, vou deixar um canal no youtube muito bom aqui:
https://www.youtube.com/watch?v=4IuyvY0lqkQ
avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

15/10/2022, 05:36
Chimbinha, fico muito feliz de agregar algo para você!! Você também tá me agregando demais.
Vi o vídeo e gostei bastante.
Muito legal como lá fora nos estados unidos os conceitos de comportamento são bem mais avançados que aqui no Brasil. Lá o bagulho é outra cultura mesmo, sem comparações.
E muito legal que no vídeo realmente reforçam que a motivação não vai existir de um dia para outro, nós precisamos começar a emitir comportamentos no mundo e começar do mais simples para o mais complexo, isso que nós motivar a crescer e a perceber que podemos indo aos poucos.
Adoro musculação e acho que estagnei total ultimamente. Entretanto, comecei de novo aumentar a dificuldade aos poucos porque quero alcançar novos desafios. Nunca é do dia para outro, tem que ter esforço e paciência.

E foda demais quando ele fala que precisamos correr atrás daquilo que queremos ser. Total o que a Psicologia de Aceitação e Compromisso vai dizer: que temos que viver se esforçando para viver uma vida conforme nossos valores e o que precisamos ter compromisso com isso, independente se vamos ter problemas ou não nessa jornada, temos que ser flexíveis e adaptar as divergências. Não desistir e lutar! No final a meta não é não sofrer, mas lidar com os sofrimentos da vida com uma mente forte e um corpo forte.

Cara...sobre livros de psicologia é foda recomenda e vou te explicar o porquê. A psicologia é uma graduação na qual você estuda várias visões de mundo e teorias do porque o homem se comporta ou pensa daquele jeito. E quando eu falo várias visões de mundo...realmente são várias (psicanálise,psicologia analítica, psicologia cognitiva, psicologia comportamental, psicologia evolucionista etc etc): psicanálise é a mais famosa na América latina, entretanto, não é a mais científica (não quero entrar nesse mérito haha). Enquanto no Estados Unidos e Europa praticam psicologia baseada em evidências, que são as áreas que usam testes em laboratórios e fazem estudos rigorosos (e que são as áreas que eu gosto mais haha). Lá eles misturam muito técnicas de psicologia cognitiva e psicologia comportamental, por isso muitos são cognitivos comportamentais. Minha visão de mundo escolhida é a Análise do comportamento, e minha abordagem clínica é as terapias contextuais (mais focada na terapia de aceitação e compromisso)
Se você muda a abordagem, você muda TUDO dentro da psicologia. Muda como você entende o fenômeno humano, como você atende, como faz a intervenção. Enfim, é um pouco complexo
Então, não gostaria de recomendar nenhum livro de "psicologias"(livro que explica todas abordagens) porque vocês não iriam tirar nada disso. Vocês iam acabar ficando confuso haha
E não sei se gostaria de recomendar Skinner (fundador da análise do comportamento) também, porque ele é difícil de ler e muitas vezes chatos para quem é fora da área.

Um livro talvez que poderia recomendar se chama "o poder do hábito" ele traz coisas bem agregadora de como constitui os hábitos e é um tipo de livro que acaba saindo do "senso comum" das auto ajuda normais. Realmente ensina bastante coisas e feito por um jornalista, mas que teve ajuda de um neuropsicólogo famoso.
Outro livro que eu sugiro (que não é da minha abordagem) mas é bem bonito é o "em busca de sentido". É um psicólogo que fundou a psicologia humanista que escreve coisas bem legais e de uma forma bem filosofica. Eu gostei bastante e gostaria de trazer para aqui também no forum algumas ideias.
E talvez um terceiro livro que eu posso sugerir, é o "Atenção plena – Mindfulness: Como encontrar a paz em um mundo frenético" que irei começar a reler e praticar novamente. A minha abordagem usa mindfulness como ferramenta de intervenção, então para quem não conhece e quer começar praticar na vida, pode ser bem agregador. Ele usa técnicas para oito semanas e explica toda a teoria por trás. Bem bem interessante.

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

15/10/2022, 06:40
Quinto dia:
Escrevo de madrugada porque é a hora que chego da faculdade.
Hoje acordei cedo...seis horas da manhã e tive insônia. Dormir só cinco hora, uma bosta.
Abstinência dando as caras de novo. Mas tudo bem, quando comecei esse reboot e esse diário eu prometi para mim mesmo que posso ficar fudido, mas não irei cair. Cansei...desde os onze anos consumindo PMO, quero tirar essa porra da minha vida. Agora com vinte dois anos, tá na hora de interromper.

Pqp, novamente tive pensamentos de PMO ao acorda, aceitei e não fiquei lutando. Voltei a atenção para respiração e para meu corpo e eles sumiram...
Não vou ficar brigando com eles não. É uma briga que não vou ficar querendo comprar.  Pensamentos são automáticos e não são controláveis ou passíveis de serem dominados, quanto mais você briga com ele, mais ele fixa em você e te tortura. Aceitei e depois direcionei a atenção para outra coisa tá sendo bem efetivo, pelo menos para mim.  

Quando levantei senti uma dor de cabeça super forte, parecia que ia explodir. E o dia foi péssimo consequentemente. Mas consegui treinar e continuar bebendo água. Fiquei sonolento a maior parte do dia. E dores de cabeça e me sentindo como se tivesse "febre"...mas caras sinceramente
Isso surpreendeu zero pakits haha. Como já tinha relatado anteriormente, já fiz tentativas de reboote e era sempre a mesma coisa: febre, dores no corpo e dor de cabeça. O problema do vício é que ele mantém o comportamento por reforçamento, depois ele mantém o comportamento para o corpo evitar sentir abstinência. Isso é uma bosta, é igual alcoolista que quando para parar de tremer tem que beber o álcool. Por isso caímos tanto.

Amanhã é sábado: dia coringa para mim. Sábado é o dia que não tem ninguém em casa e que eu folgo do trabalho. Vocês sabem o que isso vai chamar! Mas já decidi que vou andar no parque, ou ir no cinema. Não ficarei em casa por enquanto, mesmo se eu tiver com os sinais de abstinência amanhã. Vou me ocupar!

Eu comecei meu vício com onze anos de idade. Passou portanto mais dez anos de vício, de PMO todos os dias. E obviamente escalei: sair do tradicional, para coisas incrivelmente idiotas. Não sofri bullying na escola e nem sou feio, mas tenho problemas sociais e sempre fui muito introvertido. Sempre tive problemas em me impor, então sofri muito na mão de "amigos" na minha vida inteira. Isso me tornou uma pessoa muito frágil e vulnerável. E eu ficava o tempo tentando fugir do sofrimento da vida. Só que aí que está o problema...

Vivemos numa sociedade que não podemos sofrer, vocês percebem? Não temos direito de sofrer. Desde pequenos as pessoas invalidam nossos sentimentos e falam que não podemos chorar. Não estou falando de algo de gênero(homem não pode chorar) tô falando no geral: ninguém tolera o sofrimento, independente se é de criança, adulto ou idoso, homem ou mulher. Imagine quando um amigo(a) chorando perto de você, você nem sabe muito bem o que fazer para acolher a pessoa não é? Você só quer ela pare de chorar. Quando uma criança rala o joelho, os adultos vão em cima dela para fazer ela parar de chorar" não foi nada não foi nada" a gente fala, mas estamos invalidando o sofrimento dela sem perceber.

Com o tempo viramos adultos frustados que odiamos entrar em contato com o sofrimento, porque aprendemos culturalmente que sofrer é ruim.
Mas aí entramos num paradoxo: o sofrimento é inerente a vida. Todo dia estamos tendo um problema que gera sofrimento, independente se você é viciado em PMO ou não
( Tendemos a invalidar o sofrimento do outro porque isso nos incomoda. Quando uma pessoa chegar e reclamar que quebrou a unha. Você pode achar isso uma reclamação tão idiota e achar que é "mimimi", mas "onde tem dor, tem valor." As vezes essa pessoa que quebrou a unha teve uma questão com autoestima julgada e pressionada pelo os outros e que se cobra por isso. Nunca sabemos da história do outro! Exemplo superficial, mas precisamos parar de invalidar a dor do outro)

E pera aí!!? Que sociedade de merda que a gente tem: odeia o sofrimento, esconde o sofrimento, não vive o sofrimento, não acolhe o sofrimento do outro mas estamos sofrendo TODO SANTO DIA. Estou mentindo? Você conhece alguém que tem uma vida plena todos os dias? Só os cuzoes dos influencers do Instagram que querem passar uma vida mentirosa para os seguidores. Mas eles também sofrem, tenho certeza.

E por isso temos uma sociedade de pessoas frustadas, aqui nesse fórum e fora dele, porque todos estão procurando uma vida onde vocês vão parar de sofrer. Mas cara, abra os olhos, você vão continuar sofrendo sem PMO ou não. E temos que aprender a lidar com isso.

Para sair desse dilema, você pode procurar ter uma psique mais flexível, e trabalhar aceitando que o sofrimento vai existir de qualquer forma e que é importante você passar os sofrimento e dores da vida. Não adianta você ficar fugindo dele, quanto mais você foge, mas ele te tortura, te asfixia e te maltrata. Isso também se refere a pensamentos negativos, sensações de ansiedade e imagens negativas e angustiante. Tudo que refere a sofrer, inclusive com o PMO

 Quando ficamos intolerante ao sofrer, tendemos a evitar todas as coisas que a gente acha que vai provocar esses sentimentos. Então deixamos de ir festas porque não tem habilidades sociais e isso vai fazer você sofrer, evita sair com a mina que você tá apaixonado com medo de você falar bosta e isso vai te deixar triste, evitamos ir para academia porque tem medo de ser julgado pelo os outros e isso vai te deixar ansioso. Você percebe que pessoas que não tolera o sofrimento começa emitir cada vez menos comportamentos no mundo? O final trágico de uma pessoa assim é ficar em casa o dia inteiro em PMO. Que foi meu caso!

A mente flexível é aquela que entende que o sofrer é humano e que precisamos passar por ele para mudar. Pessoas fortes cognitivamente e comportamentais, são aquelas que entendem que existe coisas que não podem ser mudadas, e precisam ser aceitas. Então é isso, cola na sua parede: que você possa aceitar tudo aquilo que você não pode mudar, e mudar tudo aquilo que está no seu alcance.
 Imagine uma pessoa passando por um processo de câncer. Essa pessoa vai sofrer, e ela não vai poder mudar a doença e o diagnóstico, ela tem que aceitar. Mas o que ela pode mudar: fazer o tratamento direito, ter perseverança, se alimentar direito...entre outros comportamentos que devem ser mantidos para melhora dela. O sofrimento é inerente ao diagnóstico, mas o ficar parado não!
Só que tem uma coisa boa nisso tudo: o sofrimento passa, e a felicidade também pode adentrar nossos organismos. E ebaaa, conseguimos sentir prazer e felicidade. A felicidade, o prazer, o amor também é inerente do ser humano.

Vendo as histórias de sucessos, todas para mim tem algo em comum: eles tinham um sentido de vida, um objetivo e que eles estavam dispostos a aceitar o sofrimento natural da vida para conseguir os reforçadores deles que é uma vida sem PMO.

Pensando assim: Queria pedir perdão para o Pakit (eu) criança.
E dizer que sinto muito por ter decepcionado tanto. Eu achava que eu seria um adulto tão maneiro e feliz.. Que iria mudar de vida e que iria (saber) ser uma pessoa melhor... Mas não tinha ferramentas para isso, quando percebi já era um adolescente-adulto frustado preso no quarto e me lamentando, tentando de todas formas fugir do meu sofrimento. Sofri tanto na minha vida.. fiquei encurralado várias e varias vezes. O que eu poderia fazer? Meu, eu tive tanto medo! Como eu ia falar para o Pakit criança que eu ia ser um fracasso por muito tempo e que ele não ia mudar?
O PMO teve um sentido na minha vida, uma função que foi minha válvula de escape. Se não fosse ele, seria outra droga química ou outro comportamento maléfico. Então por mais estranho que seja dizer isso: obrigado PMO! Imagina o tanto de situações que eu sofri e descontei no PMO, e fiquei igual um drogado zombie o dia inteiro para não ter que sentir a aversividade e sofrimento da vida. O vício sempre tem uma função para a gente...e ela sempre é uma função importante. E sinto que eu tô tirando um pedaço de mim, imagina dez anos fazendo essa bosta. PMO foi meu melhor amigo para fugir do sofrimento que a vida era e é.
Mas agora digo para o PMO: você não vai faz parte mais da minha vida que eu quero levar. Quero uma vida que eu possa ter problemas, e lidar com eles. Não preciso mais de você para preencher meu vazio e nem para descontar a minha raiva de tudo. Não quero mais perder mais tres/quatro horas seguidas te usando só porque eu não consigo lidar com a minha realidade. Eu quero sentir novas dores que nunca conheci. Quero VIVER.
NÃO PRECISO DE VOCE PARA MAIS NADA!

Mas gostaria de avisar para o Pakit do passado que voltei com tudo para realizar NOSSOS sonhos. E me sinto tão orgulhoso disso. Eu só estou conseguindo lutar porque ele ACREDITOU em mim um dia. Hoje posso te libertar junto do meu passado, do PMO e das coisas ruins que me aconteceram para novas experiências. Voce acreditou tanto em mim...e passou por tantas coisas difíceis e nunca desistiu, porque eu tenho que desistir?
Não, não irei mais usar PMO. Acabou.

Abraços a todos e vamos para mais um dia.

"Uma VISÃO sem ação não passa de um devaneio.
AÇÃO sem visão é um pesadelo.
Mas uma VISÃO com AÇÃO pode mudar o mundo. - Joel Barker"

⁠"É melhor uma felicidade barata ou um sofrimento elevado?" Fiódor Dostoiévski

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

16/10/2022, 03:09
Dia seis:

A Terapia de Aceitação e Compromisso defende que o que chamamos de "mente" foi útil para nossa evolução. Só que não podemos viver dentro dela e confiar 100% nas coisas que ela nos fala. Foi uma ferramenta criada para a sobrevivência da espécie, nossos ancestrais tinha que lidar com predadores mais rápidos e mais terríveis que os de hoje em dia, além da fome, cansaço e sede constantes. Por isso não é estranho que a maioria dos nossos pensamentos são negativos, desconfiados ou fazendo previsões catastróficas sobre nós mesmo ou de terceiros. Ela foi "programada por natureza" para isso!

Entretanto, a mente humana é uma ferramenta poderosa, que nenhum animal possui e nos ajudou, mas lembre-se: ela não é nossa amiga. Ela está constantemente usando a gente através dos pensamentos, imagens e da linguagem para que emitimos comportamentos.
Por mais que somos um só, precisamos tentar o máximo se separar dela. Pelo menos, separar quando for útil para gente.

Entretanto, a maioria das pessoas não consegue se separar dos próprios pensamentos e imagens, e acaba se fundindo com ele(fusão cognitiva). E acaba virando um só (pensamento=comportamento). Só que somente através do pensamento não conseguimos ter contato com experiências. Por isso está o problema.

Tem muitos pacientes da clínica que chegam falando " EU SOU UMA PESSOA MUITO ESTRESSADA" "EU SOU UMA PESSOA TRISTE" ou " EU SOU UMA PESSOA MÁ" isso é exemplo claro de pessoas fusionada com os pensamentos e com a própria história.
A gente tem que lembrar que não somos seres imutáveis e que nossa língua acaba criando armadilhas.
Eu não sou uma pessoa má, eu posso ter contextos na minha vida que eu fui sim, mas em tantos outros que eu fui uma "boa" pessoa? Isso não é considerado. Eu até posso ser um fracasso relacionado ao PMO, mas me orgulho muito de coisas positivas que fiz na vida e que lutei.

Outro exemplo: Se você colocar na cabeça que "eu sou ruim em matemática" você vai transformar entrar em contato com matemática ser uma experiência horrivel, porque você começa a acreditar que você não nasceu com o "dom" e vai fazer tudo para evitar entrar em contato. Tudo que está relacionado com aprender matemática cai por água baixa porque você se fusionou.

Mas não é assim: não somos nossos pensamentos.
Isso quer dizer: invés de ficar falando "eu sou x coisa" as pessoas deveriam falar " eu ESTOU x coisa" (ex, eu estou feliz, eu estou triste, eu estou com raiva) isso muda tudo, porque coloca os seres no lugar que devem ficar: como alguém que muda o mundo e é mudado por ele constantemente.
Pessoas fusionadas tendem ser muito rígidas consigo mesmo. " Eu sou uma pessoa muito altruísta" e quando é pedido para essa pessoa falar "não" a algum pedido ela sofre horrores... Porque os pensamentos dela vão vim de forma muito aversiva para atingir ela.

Aplicando isso ao vício, tendemos achar que somos o PMO, porque nossos pensamentos fazem de tudo para voltar para esse comportamento. Pessoas fusionadas demais sempre quando o cérebro dizer " ihhh vamos assistir só hoje, amanha você volta" vão cair.
"Abre só essa imagem...não dá nada" e você abre e começa a fantasiar. Quando você ver, você tá vindo aqui da reboot no site.

Existe maneiras de você tentar se distanciar da fusão, e chegar onde todos deveriam: na desfusao de pensamentos. Para isso você tem que colocar na cabeça que você não é seus pensamentos. Que ficar brigando com eles vai te fixar mais ainda com eles.
Com o mindfulness conseguimos interromper aceitando e voltando a atenção para outra coisa, o que é bem eficaz. Outras técnicas também que podem ser feita, é do "observador". Quando começar a vim pensamentos automáticos de PMO, invés de ficar brigando com eles e querendo muda-los começa a usar "estou consciente do pensamento x" e deixe ele passar. Se vim outro, fique parado e focando somente vendo ele passar novamente. Com um pensamento consciente, sabendo que sua mente tá enfiando pensamentos automáticos ruins para ti, você não vai dar corda.
Pensamentos não obriga nossos comportamentos e nem sempre eles estão corretos, então comecem a desconfiar da mente e vamos partir cada dia mais para uma vida presente e desfucionada.

Meu, falando um pouco de hoje...acordei novamente QUENTE/febril. Alguém já teve esse sintoma alguma vez? As vezes parece que meu rosto está queimando. Minhas pálpebras ficam tremendo, tô parecendo um chihuahua haha. De qualquer forma, quero sentir novas dores, novas ansiedades, novos problemas. Esse Pakit novo quer experimentar tudo que tem de melhor no mundo, mesmo se for sentimentos e emoções negativas.
Quero parar de ficar me induzindo felicidade, calma, relaxamento e depressao através do PMO. Quero experienciar tudo que o PMO evitou de entrar em contato durante esses anos.
Felizmente, não estou tendo gatilhos ainda. Mas estou evitando o máximo. Eu não iria treinar hoje, mas lembrei do vídeo do meu amigo Chimbinha aqui no fórum: e no vídeo fala para tentar da seu melhor mesmo quando não tivemos no nosso melhor momento. Eu sabia que não ia ser o meu melhor rendimento: mas fiz o que deu, e foi ótimo. Fiquei orgulhoso que eu consegui ter ido.

As vezes eu penso que o motivo do nosso sofrimento e do sentimentos de derrota, é que a gente foca e idealiza o extraordinário, o incrível e o maravilhoso. Se eu pudesse recomendar algo simples e efetivo: aprecie os bons e pequenos momentos da vida.
Você não precisa ser o melhor em nada, as vezes sendo grato com as pequenas coisas, já seja o suficiente para uma vida plena. E não é papo de hipster não...

Achei engraçado que antes de ontem estava fazendo mindfulness no ônibus para ir para faculdade, estava super cansado e não queria ficar me estressando. Durante a prática de prestar atenção no meu corpo e na minha respiração ...e como estava em pe, a janela aberta jorrou uma rajada de vento forte em mim. E não sei nem como descrever essa sensação para vocês amigos...senti meu cabelo voado, o vento em contato com meu corpo, no meu rosto, braços...isso liberou uma super dopamina em mim, parecia que minha alma estava sendo levada para fora do meu corpo, fiquei em êxtase. Coisas tão simples de conseguir e ficamos negligenciando. Se eu tivesse antes do reboot, com certeza estaria lá me lamentando, querendo mudar meu passado ou imaginando o inferno que seria meu futuro, e nem sentiria esse vento passando em mim. Seria mais um dia perdido na vida de um pobre coitado injustiçado.

Falando em injustiçado: Eu tinha recentemente pedido um lanche no ifood, e o motorista derrubou molho todo na minha comida quando ele foi tirar da "mala". Eu como um viciado em tratamento: me mantive calmo. O motorista chegou em mim e falou" desculpa, mas a loja é foda não é? A loja não fechou direito, nem sabia que tinha molho, vou reclamar com a loja e blá bla"...e isso surgiu um estresse em mim absurdo: eu já tinha perdoado o motorista, não iria brigar com ele, não é da minha personalidade. Mas surgiu o estresse porque ele tava culpando a loja, e não ele mesmo. Ele podia ter me falado "desculpa, eu errei, peguei errado" e eu iria entender porque eu vi. Mas não, preferiu culpar terceiros pelo o erro dele. E me estressa porque é algo que eu totalmente faria. Tão difícil entrar em contato com nosso sofrimento e evitamos o máximo assumir a responsabilidade das nossas ações.

Quero que essa marca do vício saia de mim. Estou abrindo minhas cicatrizes para poder colocar sal para doer, quero me senti vivo de novo. Tenho vontade de gritar...Quero sofrer porque eu não tenho muitos amigos, e nem uma namorada. Quero sofrer porque muitas pessoas não gostam de mim. Quero sofrer porque muito tempo eu estou um fracasso. Quero sofrer porque não estou sendo um bom estudante na faculdade. Quero sofrer por sofrer...Quero sofrer porque estou em tratamento e minha vida tá uma bosta... Quero sofrer porque eu sei que só assim eu vou conseguir MUDAR!!! Quero sofrer e não pensar em PMO como consequência.

Pensando numa filosofia oriental: sabemos que podemos vivenciar a felicidade, porque existe sofrimento como o contraponto. E ambos estão presente dentro de mim, e que eles vão aparecendo e surgindo conforme eu vou vivendo. E eu sou grato por isso. E claro, não preciso de PMO para induzir sentimentos e sensações nenhuma em mim.

Amanhã as oitos horas da noite completa uma semana. Prometo que não irei cair até lá! E você? Está comigo?

"Cada um alcança a verdade que pode suportar" Lacan

"Há quem defenda os seus erros como se estivesse a defender uma herança" Edmund Burke

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

16/10/2022, 21:55
UMA SEMANA CARAMBA. PASSOU MUITO RAPIDO!!

Eu fico triste de imaginar o quanto de pessoas estão nesse fórum e não vão conseguir deixar o vício. A pessoa passou tanto tempo nisso, que começou a se misturar o que é dela (e o que deveria ser dela) com o vício, tornando uma só. Então dizer para essa pessoa ficar sem o PMO é quase como amputar um órgão dela ou fazer uma lobotomia no cérebro. Não consegue imaginar uma vida pós vício. Não existe ferramentas para isso, a própria ferramenta é o PMO e a "mente" dessa pessoa reforça isso.

Por mais que eu escrevo que quero me permitir... Isso só é eu tentando me reafirmar constantemente para não cair. Porque na verdade eu sinto muito muito muito vulnerável aqui com vocês...
Eu fico com muito medo da minha vida pós vício: não sei se estou preparado. Como vai ser começar a sentir medo, ansiedade e tristeza sem poder descontar tudo em um vídeo virtual? Me arrepia só de pensar, meus pensamentos fusionados com vício começam a explodir na minha cabeça falando que vai ser horrível. Na verdade, as vezes da vontade de largar tudo e desistir de mim. Sou muito fraco e o PMO muito forte, ELA É A FERRAMENTA.

Muitos dias da minha vida eu acreditei que o mundo não era para mim. E ficar no quarto trancado é muito bom porque eu estou no controle de tudo. Engraçado que achando isso, eu nem estava percebendo que quem tinha me controlado por inteiro era minha mente e o PMO.

Ser estudante de psicologia nada me ajuda, porque é a mesma coisa de um médico que tenta fazer cirurgia em si mesmo, não daria muito certo. Existe vários pontos cegos em mim que eu não consigo acessar, e que quando eu acesso pelo menos um pouco, é muito aversivo para continuar pensando. E eu não tenho grana de fato para ir num psicólogo (claro que essa é minha mentira/desculpa que eu quero acreditar, para evitar acessar esse "eu")

E como futuro psicólogo, aprendo e aprendi ajudar as outras pessoas a minha volta, e isso não é bom porque reforçou um padrão comportamental que não é funcional para mim e que vem de muitos anos da minha história. Na minha família eu sempre fui a base de todos, e eu sempre tive a responsabilidade de ajudar tantos meus pais quanto meus irmãos, sempre fui o grande "pai" da família. E eu nunca aprendi de fato a me cuidar.
Não sei escolher minhas próprias roupas de uma forma que eu ficaria bonito, ou até mesmo amarrar meu cadarço do tênis de forma efetiva. E tantos outros comportamentos de "auto cuidado" porque eu sempre me coloquei como figurante da minha própria história, para ajudar os outros. Eu sou uma extensão dos meus pais, dos meus irmãos e dos meus amigos. Não consigo me separar deles, eu sou o que ele pensam de mim e eu faço tudo que eles deveriam achar que eu deveria. Não consigo me cortar dessa relação e ser um sujeito por si só, sou uma virtualização de terceiros,sabe?

Tantas vezes precisei de ajudar de outros, e elas vieram em formas de migalha como se eu tivesse implorando ou me humilhando. E incrível que quanto mais você ajuda os outros,mas você fica sozinho.
E quando alguém precisasse de ajuda estaria ali, como se fosse uma obrigação do Pakit. Como se eu tivesse nascido para isso...não é atoa que eu escolhi psicologia, como não poderia ser? Que engano.

Então o PMO venho e me contaminou das cabeças aos pés, porque essa era a ferramenta que eu poderia usar para cuidar de mim. O PMO venho como um grande Deus Ex Machina na minha vida.
Eu acabei achando que o PMO era meu momento de prazer e descanso de uma vida difícil e complicada. Então ele me chama cada vez mais para ficar horas e horas me zumbificando...

Me enganei obviamente... Não quero ser mais o mártir do mundo. Igual eu por aí...tem um monte...aqui no fórum então pqp. Eu não quero ser o novo Messias, porque isso não tá levando a nada.

Acho que fora ir para academia todos os dias e ter estudado para passar na faculdade, parar com o vicio está sendo a primeira coisa de fato que fiz por mim em todos esses anos. E estou tentando com tudo me apegar na beleza que tem isso, entendem? Meu propósito de parar com PMO é tirar essa ferramenta que por muitos anos foi efetiva para mim (para fugir da minha realidade), mas que proibiu meu desenvolvimento em várias áreas da minha vida.

Semana passada, antes do reboot. Tinha chegado em casa de madrugada de um dia super cansado, querendo loucamente ver PMO. Eu fui no banheiro, tirei minha blusa de frio e meu fone de ouvido. E meu reflexo no espelho chamou minha atenção.
Olhei para aquele quadrado de vidro, e fiquei vendo aquele sujeito. Aquele não era eu. Fiquei olhando aquela imagem...e não estava conseguindo reconhecer aquela pessoa. Era um fantasma! Um zombie! Um coitado! Uma vítima de si mesmo e dos outros! Um viciado... Era tudo, menos eu. Aquele era um fantasma que voltou do mundo dos fracassados para me assustar e me buscar. Ele estava ali olhando para debochar de mim.
Mas não pude nem gritar, porque quem tinha cometido aquele crime contra aquele fantasma foi eu!

Eu não quero ser mais o mártir do mundo.

Bom, obrigado pelo o apoio de vocês! Agora a meta é mais uma semana sem.
Forte abraços amigos.

"As pessoas fracas nunca põem fim a nada – ficam à espera do fim." Ivan Turgueniev

"Esconder-se é um prazer, mas, não ser encontrado é uma catástrofe."Winnicott

"Ninguém pode fazer com que você se sinta inferior sem o seu consentimento. "Eleanor Roosevelt





Drew e Kobscop gostam desta mensagem

Drew
Drew
Mensagens : 1728
Data de inscrição : 09/08/2020
Idade : 26
Localização : Brooklyn 1986

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

17/10/2022, 19:00
Pakit escreveu:UMA SEMANA CARAMBA. PASSOU MUITO RAPIDO!!

Eu fico triste de imaginar o quanto de pessoas estão nesse fórum e não vão conseguir deixar o vício. A pessoa passou tanto tempo nisso, que começou a se misturar o que é dela (e o que deveria ser dela) com o vício, tornando uma só. Então dizer para essa pessoa ficar sem o PMO é quase como amputar um órgão dela ou fazer uma lobotomia no cérebro. Não consegue imaginar uma vida pós vício. Não existe ferramentas para isso, a própria ferramenta é o PMO e a "mente" dessa pessoa reforça isso.

Por mais que eu escrevo que quero me permitir... Isso só é eu tentando me reafirmar constantemente para não cair. Porque na verdade eu sinto muito muito muito vulnerável aqui com vocês...
Eu fico com muito medo da minha vida pós vício: não sei se estou preparado. Como vai ser começar a sentir medo, ansiedade e tristeza sem poder descontar tudo em um vídeo virtual? Me arrepia só de pensar, meus pensamentos fusionados com vício começam a explodir na minha cabeça falando que vai ser horrível. Na verdade, as vezes da vontade de largar tudo e desistir de mim. Sou muito fraco e o PMO muito forte, ELA É A FERRAMENTA.

Muitos dias da minha vida eu acreditei que o mundo não era para mim. E ficar no quarto trancado é muito bom porque eu estou no controle de tudo. Engraçado que achando isso, eu nem estava percebendo que quem tinha me controlado por inteiro era minha mente e o PMO.

Ser estudante de psicologia nada me ajuda, porque é a mesma coisa de um médico que tenta fazer cirurgia em si mesmo, não daria muito certo. Existe vários pontos cegos em mim que eu não consigo acessar, e que quando eu acesso pelo menos um pouco, é muito aversivo para continuar pensando. E eu não tenho grana de fato para ir num psicólogo (claro que essa é minha mentira/desculpa que eu quero acreditar, para evitar acessar esse "eu")

E como futuro psicólogo, aprendo e aprendi ajudar as outras pessoas a minha volta, e isso não é bom porque reforçou um padrão comportamental que não é funcional para mim e que vem de muitos anos da minha história. Na minha família eu sempre fui a base de todos, e eu sempre tive a responsabilidade de ajudar tantos meus pais quanto meus irmãos, sempre fui o grande "pai" da família. E eu nunca aprendi de fato a me cuidar.
Não sei escolher minhas próprias roupas de uma forma que eu ficaria bonito, ou até mesmo amarrar meu cadarço do tênis de forma efetiva. E tantos outros comportamentos de "auto cuidado" porque eu sempre me coloquei como figurante da minha própria história, para ajudar os outros. Eu sou uma extensão dos meus pais, dos meus irmãos e dos meus amigos. Não consigo me separar deles, eu sou o que ele pensam de mim e eu faço tudo que eles deveriam achar que eu deveria. Não consigo me cortar dessa relação e ser um sujeito por si só, sou uma virtualização de terceiros,sabe?

Tantas vezes precisei de ajudar de outros, e elas vieram em formas de migalha como se eu tivesse implorando ou me humilhando. E incrível que quanto mais você ajuda os outros,mas você fica sozinho.
E quando alguém precisasse de ajuda estaria ali, como se fosse uma obrigação do Pakit. Como se eu tivesse nascido para isso...não é atoa que eu escolhi psicologia, como não poderia ser? Que engano.

Então o PMO venho e me contaminou das cabeças aos pés, porque essa era a ferramenta que eu poderia usar para cuidar de mim. O PMO venho como um grande Deus Ex Machina na minha vida.
Eu acabei achando que o PMO era meu momento de prazer e descanso de uma vida difícil e complicada. Então ele me chama cada vez mais para ficar horas e horas me zumbificando...

Me enganei obviamente... Não quero ser mais o mártir do mundo. Igual eu por aí...tem um monte...aqui no fórum então pqp. Eu não quero ser o novo Messias, porque isso não tá levando a nada.

Acho que fora ir para academia todos os dias e ter estudado para passar na faculdade, parar com o vicio está sendo a primeira coisa de fato que fiz por mim em todos esses anos. E estou tentando com tudo me apegar na beleza que tem isso, entendem? Meu propósito de parar com PMO é tirar essa ferramenta que por muitos anos foi efetiva para mim (para fugir da minha realidade), mas que proibiu meu desenvolvimento em várias áreas da minha vida.

Semana passada, antes do reboot. Tinha chegado em casa de madrugada de um dia super cansado, querendo loucamente ver PMO. Eu fui no banheiro, tirei minha blusa de frio e meu fone de ouvido. E meu reflexo no espelho chamou minha atenção.
Olhei para aquele quadrado de vidro, e fiquei vendo aquele sujeito. Aquele não era eu. Fiquei olhando aquela imagem...e não estava conseguindo reconhecer aquela pessoa. Era um fantasma! Um zombie! Um coitado! Uma vítima de si mesmo e dos outros! Um viciado... Era tudo, menos eu. Aquele era um fantasma que voltou do mundo dos fracassados para me assustar e me buscar. Ele estava ali olhando para debochar de mim.
Mas não pude nem gritar, porque quem tinha cometido aquele crime contra aquele fantasma foi eu!

Eu não quero ser mais o mártir do mundo.

Bom, obrigado pelo o apoio de vocês! Agora a meta é mais uma semana sem.
Forte abraços amigos.

"As pessoas fracas nunca põem fim a nada – ficam à espera do fim." Ivan Turgueniev

"Esconder-se é um prazer, mas, não ser encontrado é uma catástrofe."Winnicott

"Ninguém pode fazer com que você se sinta inferior sem o seu consentimento. "Eleanor Roosevelt






Quando passei 17 dias sem MO e 33 dias sem P recentemente, começou a bater esse vazio. Tenho percebido que a PMO é uma necessidade, uma fuga das minhas dores, um alívio, uma válvula de escape. A impressão que eu tenho é a de que vai ficar cada dia mais difícil tankar a vida sem esse ópio. Mas, essa necessidade não é uma boa necessidade, ela é como a necessidade de um viciado pelo seu crack, é algo a ser removido de nós de uma forma ou de outra.
Vlw mano.

_______________________________________
O que eu preciso ter em mente?

- Largar o vício em PMO é a prioridade da minha vida agora;
- As minhas neuroses devem ser ignoradas;
- A congruência me fará plenamente satisfeito comigo mesmo;
- O processo que eu inicio agora precisa ser uma decisão firme e definitiva.

Palavras chave: Saúde mental, auto-cuidado, virtudes, bons hábitos.


Meu diário https://www.comoparar.com/t12388p275-diario-da-minha-vitoria#383503


Pakit e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

18/10/2022, 00:30
Oi Drew, muito obrigado pela sua contribuição.
Tem uma frase da Amy Winehouse que ela canta em Rehab que eu acho muito muito boa:
" I didn't get a lot in class
But I know it don't come in a shot glass"
Nós sabemos que o vício não vai dar as respostas que precisamos de como torna-se melhor, muito pelo o contrário, ele é o que deixa a gente bloqueado. Sabemos disso mas mesmo assim continuamos usar porque é confortável e isso faz a gente evitar a vida de verdade.
Sua história de vida é igual a minha, quando eu leio seus relatos, me vejo ali como ti passando os mesmo problemas. Nossa jornada é muito maior do que só superar o PMO, tem a ver com se reconectar com nós mesmo e ver um valor genuíno na vida.
Mas eu tenho certeza que você vai passar por uma jornada que você nem achava que era possível, e vai ser orgulhar disso. Esse sentimento de vazio vai mudar e vamos ressignificar nossa história em direção de algo maior.
Tamo juntos

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

18/10/2022, 00:35
Sete
Todos os dias eu acordo com um sintoma de abstinência diferente. Estou sempre acordando com insônia, meu sono está sendo reduzido a metade. Também tô com a pálpebra tremendo o tempo inteiro pelo o estresse que isso está me deixando. Dores no corpo e dores na cabeça.
Mas isso não vai fazer eu cair. Tô usando isso para lembrar todos os dias que eu não posso cair para uma doença que faz isso com meu corpo. Eu não quero voltar a normalizar isso.
E tô me apegando positivamente o que eu tô conseguindo fazer: tomar menos café, treinar melhor, assistir filmes e séries. Temos que apegar os reforços imediatos, porque se for para pensar nos reforços a longo prazos, cairemos...
E outra coisa também:uma coisa que é batata nas relações pessoais, "escuta" o que tô te dizendo, se você é uma pessoa muito autocrítica consigo mesmo, você é uma pessoa que julga demais as pessoas a sua volta. Você julga amigos, namorada, família.... Você também provavelmente é uma pessoa invejosa, porque a sua autocrítica é tão grande que você nunca vai conseguir chegar no seu ideal perfeito e sempre vai ver a grama verde do vizinho. Aceitar quem você é com seus defeitos e qualidade, viver o aqui e agora, parar de sentir vergonha de si e ter orgulho dos seus feitos, já diminui um pouco esse fenômeno.

Pensando no meu desenvolvimento pessoal:
-consegui reduzir meu café pela a metade. Estou na ideia de continuar tomando só um copo americano de café. Mesmo quando minha mente fala" toma mais café" , eu resisto. Quando você consegue resistir a essas idéias da mente, você também fica mais forte a tentações de PMO no geral. To fazendo mindfulness ao tomar café também: tomando devagar, sentindo o aroma... beber com qualidade da menos vontade de ficar tomando cinco litros/quantidade sem nem ver.

-estou fazendo a reeducação alimentar. Eu sou apaixonado por fast food, por mim eu comeria todos os dias. Entretanto, pensando em rendimento esportivo e qualidade de vida, estou evitando ao máximo. Estou comendo alimentos saudáveis e sem o acréscimo de sal ou açúcar, para ficar mais sensível ao sabor natural dos alimentos. Você já tentaram comer salada sem temperar? No começo é super difícil, mas com o tempo você acostuma e fica realmente bom. Você redescobre novos sabores.

- estou fazendo mindfulness(atenção plena) todo as horas que eu acho interessante fazer. Enquanto eu almoço eu tento sentir o sabor da comida, o aroma, a textura. Quando eu tô tomando banho, eu tento sentir a água passando pelo meu corpo e quando eu tô ouvindo meus amigos falarem, eu olho para o olho deles e realmente ouço o que eles falam genuinamente e interessados neles. Uma das coisas que o PMO tira da gente é ficar insensível ao viver. E eu tô me apegando as pequenas coisas da vida e aproveitando a jornada. Existe muitas coisas boas na nossa vida e que não percebemos...

Abraços e boa sorte aí pra vocês!

"Não podemos controlar a chuva, mas podemos usar um guarda-chuva" autor desconhecido.

"Senhor, concedei-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que me for possível e a sabedoria para saber discernir entre as duas. Oração da serenidade"

Dias e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Dias
Mensagens : 58
Data de inscrição : 06/01/2021

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

18/10/2022, 02:51
Pakit escreveu:Sete
Todos os dias eu acordo com um sintoma de abstinência diferente. Estou sempre acordando com insônia, meu sono está sendo reduzido a metade. Também tô com a pálpebra tremendo o tempo inteiro pelo o estresse que isso está me deixando. Dores no corpo e dores na cabeça.
Mas isso não vai fazer eu cair. Tô usando isso para lembrar todos os dias que eu não posso cair para uma doença que faz isso com meu corpo. Eu não quero voltar a normalizar isso.
E tô me apegando positivamente o que eu tô conseguindo fazer: tomar menos café, treinar melhor, assistir filmes e séries. Temos que apegar os reforços imediatos, porque se for para pensar nos reforços a longo prazos, cairemos...
E outra coisa também:uma coisa que é batata nas relações pessoais, "escuta" o que tô te dizendo, se você é uma pessoa muito autocrítica consigo mesmo, você é uma pessoa que julga demais as pessoas a sua volta. Você julga amigos, namorada, família.... Você também provavelmente é uma pessoa invejosa, porque a sua autocrítica é tão grande que você nunca vai conseguir chegar no seu ideal perfeito e sempre vai ver a grama verde do vizinho. Aceitar quem você é com seus defeitos e qualidade, viver o aqui e agora, parar de sentir vergonha de si e ter orgulho dos seus feitos, já diminui um pouco esse fenômeno.

Pensando no meu desenvolvimento pessoal:
-consegui reduzir meu café pela a metade. Estou na ideia de continuar tomando só um copo americano de café. Mesmo quando minha mente fala" toma mais café" , eu resisto. Quando você consegue resistir a essas idéias da mente, você também fica mais forte a tentações de PMO no geral. To fazendo mindfulness ao tomar café também: tomando devagar, sentindo o aroma... beber com qualidade da menos vontade de ficar tomando cinco litros/quantidade sem nem ver.

-estou fazendo a reeducação alimentar. Eu sou apaixonado por fast food, por mim eu comeria todos os dias. Entretanto, pensando em rendimento esportivo e qualidade de vida, estou evitando ao máximo. Estou comendo alimentos saudáveis e sem o acréscimo de sal ou açúcar, para ficar mais sensível ao sabor natural dos alimentos. Você já tentaram comer salada sem temperar? No começo é super difícil, mas com o tempo você acostuma e fica realmente bom. Você redescobre novos sabores.

- estou fazendo mindfulness(atenção plena) todo as horas que eu acho interessante fazer. Enquanto eu almoço eu tento sentir o sabor da comida, o aroma, a textura. Quando eu tô tomando banho, eu tento sentir a água passando pelo meu corpo e quando eu tô ouvindo meus amigos falarem, eu olho para o olho deles e realmente ouço o que eles falam genuinamente e interessados neles. Uma das coisas que o PMO tira da gente é ficar insensível ao viver. E eu tô me apegando as pequenas coisas da vida e aproveitando a jornada. Existe muitas coisas boas na nossa vida e que não percebemos...

Abraços e boa sorte aí pra vocês!

"Não podemos controlar a chuva, mas podemos usar um guarda-chuva" autor desconhecido.

"Senhor, concedei-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que me for possível e a sabedoria para saber discernir entre as duas. Oração da serenidade"

é bom ver alguém lidando com as "dificuldades' primarias como vc citou dessa forma inteligente Pakit ! faria e faço o msm, lembre smp da onde que vem e porque vc tem esses sintomas ruins. Sobre mindfulness achei seu caso com o café mto parecido.. comentei sobre isso só que com chocolate com uma paciente hoje mesmo, ela é daquelas que come a barra em nem perceber (rsrs)
Eu como faço "dieta" na vdd me alimento para hipertrofia, como mais "limpo" porem nada extremamente regrado e com os msm alimentos todo dia sabe ? é bem flexivel ... porem, como disse, esse comer "limpo" me da mto a diferença quando vou comer algo mais "sujo" sabe ? vc fica comendo mais comida, e quando pula pra aqueles fast foods bem pesados ah meu amigo ... sente cada grama da gordura hahahah pois seu corpo e paladar se condicionam e sao mais sensíveis com a alimentação limpa, e ao comer algo mais "saboroso" ou encharcado, vc sente realmente tudo aquilo que esta comendo .. come até mais devagar, ja ocorreu comigo. E as pessoas que ja estao acostumadas ? nem percebem ...

Entao é muito sobre oque vc comentou de sabor natural dos alimentos, salada sem tempero ... café sem açucar .. etc !

Pakit e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

18/10/2022, 03:17
Opa, Dias!! Tudo bem amigo? Fico feliz de ver que você tá indo bem, me inspiro em você!!
Cara...total, sempre lembrando dessa porcaria de vício para realmente não cair. Tô firme e forte.

Siim, boa!! Isso do café é total cara, eu ficava doido virando litros e litros de café sem sentir sabor nenhum e nem percebia que tava tomando, só procurando saciar. Cada coisa idiota que fazemos no dia a dia e não percebemos.

Sobre quando você fala da comida: total!! E eu iria além ainda, irmão. Acho que é com tudo isso! Quando a gente cair em PMO depois de ficar em reboot, a gente emite uns trinta comportamento de M não é?hahaha foda. O corpo transforma em MUITO reforcador um estímulo que ele ficou privado (que é o que acontece com a água quando estamos com sede)
Consequentemente, isso de ficar insensível a fast food...total mesmo, super concordo. Começa a perder o sabor, e para você conseguir o mesmo "prazer" tem que ficar trocando os lanches até ter "sorte" de sentir prazer de novo(parece vício em pmo kkkkkk). Mas isso de tirar o açúcar e o sal é muito muito bom mesmo. A até coisas simples tem sabor. Não preciso ficar enchendo de sal para sentir prazer comendo.

Acho que é aquele segredo: nada na vida deve ter excesso.

Abraços Men!! Tmj

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 535
Data de inscrição : 16/11/2021

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

18/10/2022, 18:30
Boa tarde amigo Pakit!
Parabéns pelos dias limpos!
Sua forma de escrever é ótima. Muito claro e objetivo.
Acompanhando e torcendo por você!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

19/10/2022, 20:15
Kobscop, Muito obrigado pelo os elogios!!! Fico muito feliz!!
Sua história me ajudou muito, não vejo a hora de chegar onde você chegou.
Também estou torcendo para ti cara! Sempre!!

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 535
Data de inscrição : 16/11/2021

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

19/10/2022, 22:19
Pakit escreveu:Kobscop, Muito obrigado pelo os elogios!!! Fico muito feliz!!
 Sua história me ajudou muito, não vejo a hora de chegar onde você chegou.
Também estou torcendo para ti cara! Sempre!!
Valeu irmão! É uma batalha difícil, mas todos conseguiremos.

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop

Pakit gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

19/10/2022, 22:38
Nono dia.
Estava com medo de alguem me reconhecer
aqui no forum, um conhecido ou amigo. Um pensamento fusionado bobo (está na minha história de vida odiar ser constrangido pelo os outros ou me senti vulnerável)
Sinto que eu tô dando muitas informações da minha vida...mas eu ressignifiquei: se um conhecido está nesse fórum, ele está na mesma situação do que eu, estamos no mesmo nivel.
- Se ele criou um diário aqui, não pode me julgar.
- Se ele não criou, eu pelo menos estou tentando melhorar...haha.
(Ou na verdade, esses pensamentos de ser reconhecido é tudo mentira da minha mente somente para eu não adentrar na minha historia e isso ser aversivo para mim, não descarto essa possibilidade haha)

As vezes penso que preciso aceitar ser mais uma paródia de mim, porque o Pakit sério não está convencendo ninguém a minha volta. Sempre estou com medo de ser constrangido e envergonhado para os outros, e isso me faz sofrer, e do sofrer virar PMO.
Vai se ferrar. Ninguém é perfeito, porque eu tenho que ser? E porque eu não posso sofrer uma vergonhas de vez em quando e ficar bem?

E digo mais, não tenho vergonha de ser um viciado em tratamento, não. Pegar o chicote e me automutilar vai me ajudar em o que? No que tá ajudando vocês? Quero viver com orgulho de mim e da jornada que estou vivendo.
Como na música do cpm22, "destemido": " dizem que a vida é muito dura para quem só lamenta, eu aposto que deve-se" eu também aposto!

Muito tempo achei que faltava algo em mim, um espaço que precisava ser preenchido. Uma (ou várias) características: beleza, carisma, empenho, dinheiro,etc etc...e é muito frustrante ficar se culpando por não ter essas coisas ou esperar ficar feliz só quando tiver tudo isso.
Hoje percebo que a graça da vida é direcionar para coisas produtivas e que faça bem, no mesmo tempo que você aceita que falta algo em ti. E não quer dizer que você não pode ser pleno assim...vamos arrumando nossos defeitinhos ali e aqui, e vamos se divertindo no processo.

Eu sei que vou superar o vício, vou ficar sem ver essa bosta nos noventa dias e que daqui uns meses irei começar a sofrer por outras coisas totalmente aleatórias e que eu não terei um fórum de "como parar" sobre: briguei com minha mãe, fiquei frustado com meu trabalho, fiz cagada com a pessoa que eu gosto...mas isso que é a diversão na vida não é? Tirar o PMO só vai me deixar mais sensível a lidar com esses contrapontos da vida de forma mais funcional. E isso que eu procuro, esse meu objetivo em parar.

Imagine-se na seguinte situação: você está comemorando seu aniversário de oitenta anos. E seus amigos, familiares e pessoas próximas de você está falando das coisas valorosas e feitos que você fez na sua vida? O que você gostaria que falassem sobre você?
"Não conseguiu deixar seu vício" ... é, não. Não é o que eu quero falem de mim. E por isso estou mudando e por estou me apegando tão firme no mudar.

Mas é aquilo, falar que vai mudar é fácil, enquanto na verdade, ficamos nesse espiral e ciclos e ciclos e ciclos. Porque ficamos perdidos e eu entendo isso, compreendo e lamento.
Tem aquela piada da mulher traída que ilustra bem a situação: a mulher encontra o marido traindo ela com a amante, e joga fora o sofá. Encontra o marido traindo em cima da mesa, e joga fora a mesa...como se isso fosse resolver algo!
Nos viciados em PMO somos iguais as mulheres traídas, não sabemos muito bem o que fazer com nossa decepção e lamentação, no mesmo tempo que acostumamos continuar nessa vida. E tentamos controlar a situação com comportamentos que não estão nos ajudando, só estamos mentindo para si mesmo dia apos dia porque sabemos que no fundo não queremos mudar.
Só que como as mulheres traídas, quando realmente apegamos a essa mudança
... sabe-se o que tem que se feito...
e que vai ter sacrifícios no processo...
e que isso vai levar uma parte de vocês no final de tudo isso.
Que iremos sofrer, que iremos sentir vontade de desistir, mas temos que está disposto em por nossa fé e sangue nisso.
Até quando você vai ficar jogando o sofá fora?

"Os deuses condenaram Sísifo a rolar incessantemente uma rocha até o alto de uma montanha, de onde tornava a cair por seu próprio peso. Pensaram, com certa razão, que não há castigo mais terrível que o trabalho inútil e sem esperança.”
– Camus, O Mito de Sísifo, p.137

"Não possuir algumas das coisas que desejamos é parte indispensável da felicidade"- Bertrand Russel.

Lima Gomes e Kobscop gostam desta mensagem

avatar
Kobscop
Moderador
Moderador
Mensagens : 535
Data de inscrição : 16/11/2021

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

19/10/2022, 22:52
Irmão, essa questão de poder ser reconhecido pesou muito na minha decisão de não escrever um diário aqui por muito tempo. E confesso que ainda tenho esse medo. É como aqueles sonhos de infância que saímos na rua pelados e ficamos tentando nos esconder e passando muita vergonha.
Esse vício é um segredo sujo que pretendo levar para o caixão. Além de mim as únicas pessoas que sabem são os companheiros de fórum, mas fico protegido pelo anonimato. Alguns rebooters aconselham contar para as parceiras ou alguém próximo. Pra mim essa é uma luta solitária (em partes, pois conto com o apoio dos companheiros do fórum).

Suas reflexões são excelentes meu amigo, me ajudam bastante.
Grande abraço! Torcendo por você!

_______________________________________
Meu diário: https://www.comoparar.com/t12793-diario-kobscop
Minha história de sucesso: https://www.comoparar.com/t12926-historia-de-sucesso-kobscop

avatar
Convidado
Convidado

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

20/10/2022, 02:58
Fala Pakit, mano, tu disse uma coisa que pesou bastante em minha consciência. Unica coisa que tu escolheu na vida foram algumas coisas! Eu também sou assim mano, eu iria fazer veterinaria e optei ir para agronomia por causa do meu pai e meu irmão. Hoje, estou frustrado. Não ´por eles mas sim por mim, tinha chance de entrar na vet com a nota do enem e não entrei  pq não fui forte com minha escolha, quis agradar os outros e acabei sendo a pessoa que "perdeu 5 anos de uma vida"...Agora tenho a chance de fazer a escolha novamente. Veterinaria ou agronomia, esta em minhas mãos...E novamente me pergunto será que ouço meus pais ou a mim mesmo? Certo, dessa vez vou dar a oportunidade para eu errar(se for o caso). Mas será minha escolha! Minhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Isso é otimo hahahhahahahha a respeito de ter medo de ser conhecido por alguém, eu sempre falo para meus amigos proximos que sou viciado em P... Ninguém me leva a serio! Hoje em dia prefiro ficar mais na minha, eu te aconselho a não ter medo! A gente não é pior que ninguém só precisamos de ajudar e carinho.
avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

23/10/2022, 14:42
Kobscop, total, irmão!! Eu não acho que seja errado querer levar alguns segredos para o túmulo, porque é o jeito que decidimos lidar com isso. Se o comportamento de "guardar segredo" fosse limitante de alguma forma no nosso repertório de não conseguir sair do vício, aí sim, seria "pior". Mas acho que eu e você estamos fazendo a lição de casa direitinho, não é? De qualquer jeito acho que é algo para gente pensar mesmo: porque ficar escondendo? O que isso tá escondendo da nossa personalidade? Medo do que exatamente? E do que a gente acaba escondendo como consequência? Algumas questões mesmo...acredito que eu já passei por situações na qual eu contei segredos para pessoas que usaram isso contra mim em discussões, amigos principalmente. E aqui em casa, usamos muito do julgamento para atacar uns aos outros "você faz isso" " você é assim", isso com certeza afetou meu comportamento de se expressar emocionalmente. Entretanto, tô trabalhando do jeito que pode...
Muito obrigado pelo o apoio, suas reflexões também me fazem uma pessoa melhor!! Torço para ti sempre.

Chimbinha,amigo!!! Exato!! Eu sempre fui sombra dos outros, e isso me irrita. Então se eu posso reforçar isso para ti de alguma forma é: comece a separar o que é seu do que é dos seus parentes e amigos. Você tem que começar a se impor, até para defender seus próprios erros. O tempo vai passando e a gente vai percebendo que estamos vivendo mais a vida do outro, do que a nossa mesma, e isso é um desperdício. E incrível como ninguém é grato por isso, não é?
Eu também comecei a me impor de uns tempos pra cá, e percebo como as pessoas até começam a nós respeitar melhor. Quando você é a sombra da família, você não tem respeito algum... é só mais um invisível.
Muito bacana que você é bem resolvido com o vício, isso vai te ajudar cada vez mais sair dele. Abraços, amigo!! E não desista! Vou ir ler seu diário.

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Kvra
Mensagens : 4
Data de inscrição : 23/10/2022

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

23/10/2022, 15:00
Pakit escreveu: Opa, Dias!! Tudo bem amigo? Fico feliz de ver que você tá indo bem, me inspiro em você!!
Cara...total, sempre lembrando dessa porcaria de vício para realmente não cair. Tô firme e forte.

Siim, boa!! Isso do café é total cara, eu ficava doido virando litros e litros de café sem sentir sabor nenhum e nem percebia que tava tomando, só procurando saciar. Cada coisa idiota que fazemos no dia a dia e não percebemos.

Sobre quando você fala da comida: total!! E eu iria além ainda, irmão. Acho que é com tudo isso! Quando a gente cair em PMO depois de ficar em reboot, a gente emite uns trinta comportamento de M não é?hahaha foda. O corpo transforma em MUITO reforcador um estímulo que ele ficou privado (que é o que acontece com a água quando estamos com sede)
Consequentemente, isso de ficar insensível a fast food...total mesmo, super concordo. Começa a perder o sabor, e para você  conseguir o mesmo "prazer" tem que ficar trocando os lanches até ter "sorte" de sentir prazer de novo(parece vício em pmo kkkkkk). Mas isso de tirar o açúcar e o sal é muito muito bom mesmo. A até coisas simples tem sabor. Não preciso ficar enchendo de sal para sentir prazer comendo.

Acho que é aquele segredo: nada na vida deve ter excesso.

Abraços Men!! Tmj

Pakito, muito boa sua observação.

Sobre o café, é uma substância que libera altíssimas quantidades de dopamina no cérebro, é um comportamento que substitui PMO, então tome cuidado com o exagero. Além disso, a cafeína em excesso, por ser um estimulante, acaba deixando vc muito mais compulsivo e suscetível a recorrer ao vício novamente.

Abraço

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

23/10/2022, 22:42
Gente...eu caí. Isso mesmo, eu caí...
Cai na realidade que eu quero ficar longe desse vício para sempre rsrsrs.
Dia treze:
Caí nada, tô firme e forte nos trancos e barrancos da vida. Fiquei sem tempo para escrever, entretanto, voltei para acompanhar vocês!!

E claro, brincadeiras a parte, "engraçado" que esses dias eu tava achando fácil ficar fora do vicio. Como se meu corpo não precisasse mais disso...até dois dias atrás e eu começar a ficar "hiper sexualizado". Não sei explicar como é esse sentimento para vocês, vocês devem sentir também, mas é como se começasse a ficar com euforia ligado a comportamento sexuais: desejo e outras coisas nesse sentido de forma "agressiva", sabem? E isso claro aumenta minha chance de cair, porque vem imagens na minha cabeça, pensamentos automáticos e sonhos.

Fiquei com vontade de chorar hoje, inclusive. Venho as fissuras e pensamentos de queda, vontade de correr no primeiro site e ver as atualizações...e eu fiquei me segurando para não cair, quase numa sessão de tortura comigo mesmo. E surgiu pensamentos do porque eu não largo mão de tudo isso e vou correndo ver e praticar PMO. Estou sentindo a "falta" disso na minha vida.

Mas é aquilo, sempre tenho que me apegar no sentindo e significado que eu tô dando para isso tudo, porque se eu escorregar, vai dá vontade de voltar pra minha vidinha - simples e miserável.

Algo que eu fiz muito nos reboots, que sempre me faz cair e voltar para o PMO, é usar a desculpa que vou esperar minha vida melhorar porque seria mais fácil para parar, enquanto eu continuo usando PMO. Se eu conseguir entrar num relacionamento,ou ter um emprego melhor. Ficaria mais fácil o reboot...mas é uma MENTIRA! MENTIRAAA contada pra mim mesmo. Porque se eu continuar no PMO, nunca terei força de vontade de ter essas coisas! Então não tem momento melhor do que parar (do que agora). O PMO que é a barreira que me impede de melhorar de vida. E eu tenho que aceitar esse realidade e aceitar o sofrimento da abstinência.

Como consequência dessa euforia sexual que venho sentindo,  meu corpo começa a ficar muito estressado durante o dia por eu não emitir o comportamento de PMO. Eu chego no final do dia com um sono absurdo, parece que eu tomei uma porrada. Abstinência está latejando. Eu sei que eu preciso PASSAR por isso, para conseguir meu objetivo final que é me livrar do vício... Por isso venho através desse texto me lembrar constantemente que eu não posso cair. Que eu preciso aprender a sofrer e me livrar dos reforços imediatos, para alcançar o objetivo final mais lá pra frente. Mas que é difícil... é.

Hoje eu acordei de um sonho na qual eu estava em reboot mas eu caí em PMO, vocês acreditam? Hehe. Não lembro detalhes, mas no meu sonho eu já estava dias sem PMO até começar a vim pensamentos para cair, e eu comecei a ver PMO (P inclusive que eu nunca tinha visto na vida). Eu quando acordei fiquei: WTF??? haha. Claro que eu não acho que isso seja motivo de reboot, foi uma tentativa de poluição noturna (que estava sendo mais um pesadelo do que prazeroso para falar a verdade, porque no sonho eu ficava transtornado comigo mesmo e pensando que eu nunca iria superar o vicio, que ele tinha me vencido, e isso estava me deixando super triste e cabisbaixo.
É mente, se você quer que eu caia, vai ter que lutar de forma melhor, porque não tá funcionando desse jeito não, você tá me deixando mais traumatizado do que qualquer outra coisa hehe.)

Confesso para vocês algo que eu não vi no outros diários que eu li, e não sei se é algo comigo: mas eu fico num estresse absurdo quando vejo meus amigos aqui caindo. Me vem pensamentos de impotência muito grande de não consegui ajudar as pessoas e claro, isso me enfraquece. Por mais que eu sei que a queda é normal e faz parte do processo, isso me dá muita agonia. Parece que eu tô indo enquanto outros estão ficando...e um sentimento bem ruim, sabe?

De qualquer forma, outro comportamento meu de ficar se culpando por coisas que não está no alcance. Paciência. Como falei antes, cansei de ser mártir. E para isso eu tenho que acolher a queda de vocês com paciência e lembrar que todos tem seu tempo.

Bom...dia sofrível, mas um dia longe do vício.
Abraços!


Última edição por Pakit em 23/10/2022, 22:58, editado 1 vez(es)

Kobscop e Allyf_linek gostam desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

23/10/2022, 22:46
Kvra, muito obrigado pelo seu comentário!!
Total, café é um perigo. Já tinha escrito aqui que quando fiz tentativas de reboot anteriores, comecei a descontar no café de forma absurda. Não sei se é todos, mas um dos sintomas para mim que tenho quando estou em abstinência de PMO é a sensação de sono e cansaço, e o café querendo ou não, cobre isso.
Mas tirando o café, não tenho nenhum vício substitutivo, o que já considero uma coisa boa.
Tmj! Abraços!!

Kobscop gosta desta mensagem

avatar
Pakit
Mensagens : 102
Data de inscrição : 15/07/2020

Agora conseguirei - Página 2 Empty Re: Agora conseguirei

24/10/2022, 15:48
Dia 14
Existe uma metáfora legal do intruso na festa de aniversário para falar sobre sentimentos e o PMO:

Imagine-se você está fazendo uma festa para comemorar seu aniversário e chama todos seus amigos e familiares queridos. Entretanto tocam a campainha, e é seu vizinho. Você odeia esse vizinho, ele não foi chamado para a festa, mas mesmo assim ele chega para participar. Ele fede, é grosseiro e te transmite coisas ruins.
Você volta pro salão na festa, e ele tá lá  enchendo o saco dos seus outros amigos. Você se incomoda só de ouvir a voz dele. Você cansado disso, expulsa ele da sua festa. Seu vizinho irritado, sai.
Você volta para o salão e começa a tentar a continuar realizando sua festa nos trancos e barrancos. Entretanto, toca a campainha de novo. Você muito irritado vai ver quem é, e é de novo é seu vizinho entrando. Você não deixa ele entrar, fecha a porta na cara dele e fica de olho na janela, na porta e no muro para não ter risco dele invadir. Seu objetivo principal é que ele não entre de nenhuma forma e você fica parado lá (quem sabe por horas)...

Parado na sala você percebe que tentando suprimir seu vizinho e impedindo de entrar, você tá perdendo a sua festa. Você tá perdendo a conversa com seus amigos e as músicas que estão tocando, está suprimindo a si mesmo também no processo.

E você tem duas escolhas: voltar para a festa para aproveita seus amigos, e deixar seu vizinho intruso entrar.
 Ou ficar lá parado vigiando a porta e a janela para que ele não entre de jeito nenhum, com a sensação de controle. Mas que consequentemente, você tá perdendo contato com sua festa e todos os reforçadores que poderia obter.

Bom, você escolhe deixar a sala e parar de vigiar a porta e voltar para aproveitar seu aniversário.  
Você decide aceitar seu vizinho na festa....ele chega fedendo, irritante e continua te incomodando. Mas com o tempo você percebe que ao aceitar na festa, você não precisa ficar se preocupando em expulsar ele. Você aproveita seus amigos, a música, a comida...e quando olha pro lado, seu vizinho não te incomoda tanto mais. Você até percebe que ele tem um bom senso de humor e que pode aprender coisas novas com ele, mesmo não gostando muito dele.

É uma metáfora simples, mas interessante pra explicar o porquê suprimir pensamentos ruins ou pensamentos PMO não é o melhor caminho para ser seguido. As vezes aceitar pode ser bem mais interessante do que ficar suprimindo, brigando e achando que você está no controle (enquanto na verdade, o controle é o que faz você perder tudo a sua volta). Porque quando entramos nessa briga, a gente só tende a perder e nos machucar no processo. Lembre-se sempre dessa frase que eu escrevo aqui: não somos nossos pensamentos. Aprender a permitir a sentimentos ruins sem que você acabe virando eles, porque (in)felizmente, eles são inerentes a vida. Entretanto, ao aceitar eles de cabeça abertas, podemos aprender novas coisas de si mesmo e até mesmo entender o que eles estão nos direcionando.

Abraços e vamos para mais um dia.
" O corpo não é um templo, é um parque de diversões. Aproveite a viagem"
Anthony Bourdain

Kobscop gosta desta mensagem

Ir para o topo
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos